No Rio, Motoristas e cobradores de ônibus farão paralisação de 24 horas

terça-feira, 14 de março de 2017

Os motoristas e cobradores de ônibus do Rio anunciaram, na noite desta terça-feira, uma paralisação de 24 horas a partir de 0h desta quarta-feira. A greve, de acordo com o sindicato da categoria, faz parte do protesto nacional contra as reformas previdenciária e trabalhista propostas pelo governo do presidente Michel Temer (PMDB). De acordo com o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus do Rio de Janeiro (Sintraturb Rio), a paralisação vai afetar ainda o funcionamento do VLT e do BRT.

"Temos que fazer tudo dentro da lei para que a população não seja prejudicada. Para se ter uma ideia, até 1996 o motorista tinha uma aposentadoria especial aos 25 anos que foi tirada pelo ex-presidente Fernando Henrique, passando depois para 30 e 35 anos. Só que hoje esse mesmo motorista aos 25 anos já está com uma série de doenças provenientes de sua função. Hoje posso afirmar que o clima na categoria é de extrema revolta", disse, em nota, Sebastião José, presidente do sindicato.

Já os trens e o metrô não serão afetados. De acordo com os sindicatos das categorias, não haverá greve. Nas estações do metrô, no entanto, serão realizados atos durante o dia contra a reforma da previdência.

Informações: Extra Globo

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960