Alunos de Campo Grande podem requerer passe para transporte coletivo

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

No período de matrícula, de 7 a 9 de fevereiro, os alunos do Campus Campo Grande poderão requerer o passe do estudante para terem acesso ao transporte coletivo na capital. O cadastramento será feito na Central de Relacionamento do campus provisório, na Avenida Júlio de Castilho, 4960 – Bairro Silvia Regina.
Segundo a legislação, a autorização do beneficio será concedida pela Agência Municipal de Transporte e Trânsito – AGETRAN. Para requerer o passe, o aluno deve estar devidamente matriculado e residir a uma distância mínima de 2.000m de onde estuda, além de preencher um formulário de solicitação na instituição de ensino e apresentar uma cópia do comprovante de residência.
O estudante terá direito a, no máximo, duas passagens por dia (trajeto de ida e volta), obedecendo ao calendário escolar. Os interessados devem ler atentamente os procedimentos abaixo.

Cadastramento (1° vez)
- pagar o valor correspondente a 3 (três) passagens na sede da Assetur (Rua Visconde de Taunay, 345 – Bairro Amambaí) ou nos terminais, e apresentar comprovante de pagamento no ato da solicitação do cadastramento;
- preencher o formulário de cadastramento disponível na instituição de ensino, informando os dados pessoais, endereço, nome dos pais, escola, curso, linhas de ônibus e as ruas que circundam a quadra onde está localizada a residência do estudante;
- anexar cópia do comprovante de residência (conta de água, luz, telefone ou crediário), em nome do aluno, dos pais ou responsáveis, com data máxima de vencimento de quatro meses;
- anexar foto 3×4 colorida, recente e de boa definição.

Recadastramento (já possui o cartão eletrônico)
O estudante que é usuário do passe do estudante através do cartão eletrônico deverá procurar o seu formulário na escola onde foi usuário pela última vez e realizar os seguintes procedimentos:
- entregar o formulário de recadastramento, com as devidas alterações (se for o caso);
- anexar o cartão eletrônico, desde que esteja em boas condições de uso. Caso este esteja danificado (sem condições de uso, quebrado, riscado e/ou com a foto apagada ou informações ilegíveis), o aluno deve requerer a 2ª via do cartão.

Requerimento da 2ª via do cartão eletrônico:
- o aluno deve pagar o valor correspondente a 3 (três) passagens na sede da Assetur (Rua Visconde de Taunay, 345 – Bairro Amambaí) ou nos terminais;
- entregar o comprovante de pagamento na instituição de ensino, juntamente com o formulário de recadastramento e 1 foto 3×4 colorida, recente e de boa definição.

Fonte: IFMS

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960