Grande Recife implanta parada provisória na Av. Conde da Boa Vista devido a obra

quinta-feira, 28 de julho de 2016

A Avenida Conde da Boa Vista, no centro do Recife, terá um trecho da via interditado pela a Prefeitura do Recife, a partir da próxima quarta-feira (27). O serviço de troca de placas de concreto será realizado no sentido cidade/subúrbio, em frente à parada nº180309, Estação Padre Inglês e deverá durar 20 dias. 

Com essa interdição, o Grande Recife irá implantar uma parada provisória na calçada na Av. Conde da Boa Vista, em frente ao Edf. Reina, nº1288, um pouco antes do cruzamento com a Rua Oswaldo Cruz/Rua Gonçalves Maia para atender as linhas que paravam nos pontos da Estação Padre Inglês. Devido a mudança, todo o trecho da Av. Conde da Boa Vista, no sentido cidade/subúrbio, compreendido entre a Rua da Soledade e a Rua Dom Bosco, será misto, ou seja, compartilhado entre os automóveis particulares e os ônibus do STPP/RMR.

Confira abaixo as linhas que atendem a Estação Padre Inglês e passarão a parar no ponto provisório:

014 – Brasília (Conde Da Boa Vista)
032 – Setúbal (Conde da Boa Vista)
042 – Aeroporto (Opcional)
053 – Shopping RioMar (Opcional)
061 – Piedade
071 – Candeias
100 – Circular (Conde da Boa Vista/Prefeitura)
101 – Circular (Conde da Boa Vista/Rua do Sol)
121 – Vila da Sudene
168 – TI Tancredo Neves (Conde da Boa Vista)
243 – Vila Dois Carneiros
313 – San Martin (Abdias de Carvalho)
314 – Mangueira
315 – Bongi
321 – Jardim São Paulo (Abdias de Carvalho)
324 – Jardim São Paulo (Piracicaba)
331 – Totó (Jardim Planalto)
341 – Curado I
346 – TI TIP (Conde da Boa Vista)
413 – Avenida do Forte
414 – Torre
415 – Sítio das Palmeiras
416 – Roda de Fogo
421 – Torrões
422 – Monsenhor Fabrício
423 – Engenho do Meio
425 – Barbalho (Detran)
431 – Cidade Universitária
432 – CDU (Várzea)
433 – Brasilit
437 – TI Caxangá (Centro)
516 – Casa Amarela (Nova Torre)
521 – Alto Santa Isabel
524 – Sítio dos Pintos (Dois Irmãos)
531 – Casa Amarela (Rosa e Silva)
624 – Brejo
644 – Largo do Maracanã
726 – Alto Santa Terezinha (Conde da Boa Vista)
731 – Beberibe (Espinheiro)
1981 – Rio Doce (Conde da Boa Vista)
2446 – UR-07

Para mais informações, os usuários dispõem da Central de Atendimento ao Cliente, no 0800.081.0158. 

Informações: GRCT
READ MORE - Grande Recife implanta parada provisória na Av. Conde da Boa Vista devido a obra

No Rio, Circulação do VLT é interrompida duas vezes no primeiro dia de cobrança da tarifa

Os passageiros do VLT enfrentaram uma série de problemas nesta terça-feira, primeiro dia de operação do sistema com a cobrança da tarifa no valor de R$ 3,80. A primeira dificuldade, segundo os passageiros, foi no embarque da viagem inicial, na Rodoviária Novo Rio. O bondinho que deveria partir às 7h saiu quase uma hora depois, por conta de problemas nas máquinas de venda dos bilhetes. Por volta do meio dia, uma queda de energia parou o sistema por cerca de 20 minutos. Antes, um protesto de servidores do Instituto Nacional do Câncer (Inca) também havia prejudicado a circulação dos bondinhos na Avenida Rio Branco.

O funcionário público José Luiz Correa, de 34 anos, contou que partiu da rodoviária por volta das 11h, mas ao chegar na altura da Cidade do Samba, o bondinho parou e, sem ter como solucionar o problema, o condutor pediu que os passageiros descessem. Ele teria dito também que não tinha como colocar os usuários num ônibus, por ser outro modal. O passageiro reclamou de ter de pagar nova passagem para completar a viagem de ônibus até a Praça Mauá, seu destino final, já que a tarifa do VLT só pode ser paga com uso do Bilhete Único.

— Para começar, enfrentei uma fila gigantesca para recarregar o bilhete. Depois de cerca de vinte minutos embarquei no VLT, mas quando chegou na altura da Cidade do Samba ele parou. Como eu estava perto do condutor vi quando ele relatou o problema à central de operações, pelo rádio. Em seguida abriu a porta e pediu para os passageiros descerem — contou o funcionário público que chegava de uma viagem à Sapucaia, no interior do Estado do Rio de Janeiro, e usava o sistema pela primeira vez.

O Bilhete Único Carioca dá direito ao usuário de fazer até duas viagens de ônibus municipais e uma de VLT, mas é necessário esperar o intervalo de duas horas e meia, para o novo uso sem desembolsar outro valor. Os bondinhos não possuem catracas nem cobradores. O próprio usuário que tem de validar o cartão no interior do veículo. Atualmente o VLT liga a Rodoviária Novo Rio ao Aeroporto Santos Dumont, com 16 paradas no percurso. A partir desta segunda-feira, o horário de operação foi ampliado, passando a ser das 7h às 21h.

Os problemas desta terça-feira não foram os primeiros enfrentados pelos uusários do VLT, que começou a operar no início de junho. No primeiro dia útil de circulação uma pane elétrica provocou a interrupção das viagens em direção ao Santos Dumont. No último sábado, uma pane mecânica interrompeu, por cerca de três horas, a viagem de uma composição que também seguia para o aeroporto.

Por Geraldo Ribeiro
Informações: Extra Globo
READ MORE - No Rio, Circulação do VLT é interrompida duas vezes no primeiro dia de cobrança da tarifa

Alstom fornecerá novos trens e composições Metropolis para a Linha 1 do Metrô de Lima

quarta-feira, 27 de julho de 2016

A Alstom assinou um contrato no valor de €200 milhões com a Graña y Montero Ferrovias para fornecer 120 carros Metropolis (20 trens) para a Linha 1 do Metrô de Lima, assim como 19 novos carros para complementar as composições já existentes em operação na mesma linha.  A entrega dos 139 carros Metropolis está programada para finalizar em 2019.

A Linha 1 da capital peruana tem 34 quilômetros de distância e inclui 26 estações. Ela cruza a cidade do sul em “Villa El Salvador” ao norte em “San Juan de Lurigancho”. A lotação da linha, que vem crescendo desde que foi aberta em 2011, gira em torno de 320 mil pessoas por dia.

Com as novas composições Metropolis compostas por seis carros cada, assim como os 19 carros que ampliarão os trens de cinco para seis carros, a Graña y Montero Ferrovias mais que dobrará sua capacidade de transporte, de 20 mil passageiros por hora para 48 mil.

“Nós gostaríamos de agradecer a Graña y Montero Ferrovias por mais um voto de confiança. Com esta nova encomenda, mais passageiros terão a oportunidade de embarcar numa solução confiável, confortável e ecoamigável. Bem estabelecidos na América Latina, estamos comprometidos em fazer deste projeto um sucesso e de acompanhar o Peru e a região em seus diferentes projetos de mobilidade”, afirma Michel Boccaccio, Vice Presidente Sênior da Alstom na América Latina.

Os trens Metropolis serão produzidos na fábrica da Alstom localizada em Santa Perpetua, Barcelona (Espanha), onde as composições que já estão em serviço em Lima foram feitas.

Informações: Alston
READ MORE - Alstom fornecerá novos trens e composições Metropolis para a Linha 1 do Metrô de Lima

VLT do Rio começa a cobrar passagem na terça (26)

domingo, 24 de julho de 2016

A gratuidade do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) do Rio de Janeiro está com dias contados. Inaugurado com oito estações e horários restritos no último dia 5 de junho, o serviço vai começar a operar comercialmente a partir de terça-feira (26), apesar de ainda contar com 16 das 32 estações previstas para o trajeto final e trechos ainda em obras.

O valor da passagem será de R$ 3,80, mesmo preço da tarifa de ônibus. O usuário que tiver o cartão Bilhete Único Carioca terá direito a fazer até duas viagens de ônibus municipais e uma de VLT no intervalo de duas horas e meia.

Atualmente, o modal liga a Rodoviária Novo Rio ao Aeroporto Santos Dumont, no centro da cidade, e faz conexão com ônibus intermunicipais, metrô e terminal de cruzeiros. A partir de segunda (25), o horário de operação será ampliado e passa a ser das 7h às 21h.

Como o trem não possui catracas ou cobradores, o usuário deve validar o cartão em um dos 28 equipamentos instalados no interior do veículo. Quem não possuir Bilhete Único pode adquirir o bilhete expresso nas paradas do VLT, que possuem terminais de autoatendimento.

Pagamento
Na aquisição do Bilhete Único Carioca Pré-Pago, será cobrado o valor de R$ 3 referente ao custo unitário do cartão recarregável. A carga inicial mínima é de R$ 3,80. As máquinas aceitarão cédulas e moedas.

Segundo a Prefeitura do Rio, a previsão é que até o dia 5 de agosto, dia de início dos Jogos Olímpicos, as máquinas também passem a aceitar cartão de débito. Os terminais, no entanto, não dão troco --todo o valor carregado será revertido em créditos. O cartão RioCard Jogos Olímpicos 2016, específico para os traslados durante o evento, também poderá ser utilizado no modal.

Na primeira semana de cobrança, haverá equipes de fiscalização em todos os trens para checar o pagamento da passagem em caráter educativo. Já a partir do dia 2 de agosto, uma terça-feira, começa a valer a multa de R$ 170 aplicada por guardas municipais que acompanharão agentes da concessionária. Em caso de reincidência, o valor da punição aumenta 50%, para R$ 255.

Mas nem todos os passageiros terão que começar a pagar pelo serviço. A gratuidade no VLT Carioca está assegurada para alunos da rede pública de ensinos fundamental e médio do Rio uniformizados e portadores do cartão de gratuidade para estudante; estudantes de universidades portadores do Passe Livre Universitário; maiores de 65 anos; pessoas com deficiência e acompanhantes legalmente autorizados; e doentes crônicos e acompanhantes legalmente autorizados.

Mesmo assim, os passageiros nestas condições devem obrigatoriamente validar o cartão. Apenas menores de cinco anos acompanhados de adulto portador de cartão com passagem validada não precisam do procedimento.

Informações: Portal Uol
READ MORE - VLT do Rio começa a cobrar passagem na terça (26)

ANPTrilhos lança aplicativo de mobilidade urbana

Os secretários de Transportes, Rodrigo Vieira, e de Turismo, Nilo Sergio Felix, e o presidente da Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos), Joubert Flores, lançaram nesta sexta-feira (22/7) o aplicativo de mobilidade urbana Metro Mapper Turismo Brasil, que alia o transporte sobre trilhos aos deslocamentos nas cidades.

O app disponibiliza mapas de metrô, trens urbanos e Veículos Leves sobre Trilhos (VLTs) das cidades brasileiras, além dos centros urbanos e os principais pontos turísticos, permitindo, ainda, personalizar as rotas.

– Desenvolvemos um aplicativo que possa ser usado por qualquer pessoa, permitindo que ela se localize, encontre o ponto turístico a que quer se dirigir e saiba a rota que vai percorrer. De preferência, utilizando o sistema de transporte sobre trilhos, inclusive o VLT e a Linha 4, para chegar nos pontos turísticos tradicionais e também nos novos, inclusive as arenas dos Jogos Olímpicos – explicou Joubert Flores.

Com o auxílio da ferramenta, brasileiros e visitantes poderão traçar os melhores caminhos para conhecer as principais atrações.

– Esse vai ser o guia de bolso de quem vier ao Rio. Vamos trabalhar para que se torne uma referência, porque esse aplicativo permite que o passageiro se decida pelo meio de transporte mais eficiente – afirmou Rodrigo Vieira.

Descrições sumárias, trazendo informações como horário de funcionamento, endereço, telefone de contato e a estação de metrô ou trem mais próxima são listadas ao lado da foto de cada um dos pontos turísticos.

– Estamos na expectativa pelos Jogos, quando vamos receber 540 mil turistas, e os transportes são fundamentais para o sucesso do evento – disse Felix. 

Informações: Jornal do Brasil
READ MORE - ANPTrilhos lança aplicativo de mobilidade urbana

No Recife, Trânsito muda em dois importantes corredores

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Uma série de intervenções viárias vai beneficiar a circulação, sobre­­­tudo do transporte público, em dois importantes corredores do Recife nas próximas sema­­­nas. Na avenida Norte, gi­­­ros à esquerda serão extintos em três pontos. Um deles é o cruzamento com a Cruz Ca­­­bu­­­gá, em Santo Amaro.

Já na avenida Marechal Mascarenhas de Morais, na Imbiribeira, será o contrário - a cria­­­ção de um giro à esquerda - que vai facilitar o acesso de ônibus ao Terminal Integrado (TI) Tancredo Neves, beneficiando 10,6 mil passageiros por dia. As ações vêm sendo feitas de forma conjunta pela Empre­­sa de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb) e pela Companhia de Trânsito e Trans­­porte Urbano (CTTU).

Na Cruz Cabugá, a proibição será nos dois sentidos. Nesta quinta-feira (21), quem vem de Olinda pode convergir à esquerda na avenida Norte rumo à Ponte do Li­­­moeiro. Agora, terá que seguir em frente pela Cabugá e entrar à direita na rua Frei Casimiro, fazendo o giro de quadra pela rua 13 de Maio até a avenida Norte (ver arte). Já quem sai do Centro pela Cabugá terá que fazer a conversão à direita na rua 24 de Agosto e fazer o looping de quadra até a avenida Norte.

Para permitir o cruzamento, o canteiro central foi aberto, perto da Contax. A intersecção Norte-Cruz Cabugá recebeu nova sinalização e foi recapeada. Até setembro, giros também serão extintos nos cruzamentos da avenida Norte com a Praça Cas­­tro Al­­ves (Encruzilhada) e com a avenida Professor José dos Anjos (Casa Amarela).

“No caso da Cruz Cabugá, existe o terceiro tempo sema­­­fórico. Em breve, passará a ser feito um giro de quadra, beneficiando linhas de ônibus e, sobretudo, o BRT Norte-Sul”, ex­­­plica a presidente da CTTU, Taciana Ferreira. É nesse trecho que o modal tem a menor velocidade média ao longo do corredor: 4 km/h. A medida antecede planos de implantação de uma faixa exclu­­­siva na avenida. “Para a opera­­­ção do BRT, será uma inter­­­ven­­ção fantástica. O transpor­­­te pú­­­blico agradece”, diz o diretor de operações do Grande Recife Consórcio, André Melibeu.

Tancredo Neves
No acesso ao TI Tancredo Neves, é o oposto. Ôni­­­bus de três linhas que seguem para o Centro (avenida Conde da Boa Vista, rua do Príncipe e Imip) perdem tempo fazendo giros de quadra para retornar ao terminal, mesmo passando praticamente ao lado dele. São 2,1 km que serão con­­­vertidos em menos de 600 metros com a abertura de um giro à esquerda na altura da rua Coro­­­nel Fabri­­­ciano, que dá acesso ao TI. 

Para isso, um trecho do canteiro central da Mascarenhas de Morais está sendo aberto pela Emlurb desde o dia 11 e tem conclusão prevista para a primeira quinzena de agosto. Um semáforo foi implantado. Além dos ônibus, que terão uma redução entre cinco e se­­­te minutos no tempo de viagem, veículos menores poderão usar a nova estrutura. Devido à mu­­­dança, um ponto de retorno me­­­tros antes será desativado.

“Isso vai trazer mais rapidez ao transporte público. Era uma demanda antiga de moradores do Ibura, que integram naquele terminal e vêm sendo beneficiados com a Faixa Azul da Mascarenhas e da avenida Recife”, diz Taciana.

André Melibeu, do Grande Re­­­cife, afirma que a mudança terá impacto direto no atendi­­­mento aos passageiros. “Essas linhas terão uma redução em torno de 10% em sua extensão, o que significa, já de saída, um ganho de até sete minutos no tempo de viagem. Para a operação, é algo bastante expressivo”, declara. 

Informações: Folha de PE
READ MORE - No Recife, Trânsito muda em dois importantes corredores

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960