Em Porto Alegre, Ônibus poderão ser monitorados por GPS

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

O deslocamento dos ônibus da linha T12, que atende a Restinga, poderá ser acompanhado em tempo real a partir de segunda-feira. Os usuários terão a possibilidade de acompanhar, pelo site da prefeitura de Porto Alegre, a localização dos veículos e a previsão de horário que chegarão às paradas.

Em março, deve ser lançado um aplicativo de celular que concentrará essas informações, entre outros serviços. A promessa do diretor técnico da Procempa, Michel Costa, é de que cinco linhas da Carris estejam operando com GPS até o final do mês que vem. Os trajetos estarão disponíveis no Moovit, app que já funciona com dados planejados e passará a utilizar as informações em tempo real. Outras plataformas que desejarem utilizá-las também terão acesso liberado pelo poder público.

Para gerenciar as informações capturadas pelos equipamentos nos ônibus (inicialmente, nos 15 veículos da linha T12), a Procempa conta com uma sala de "big data" (um grande conjunto de dados), onde armazenará e controlará o material referente à mobilidade urbana. É de lá que dois engenheiros de tráfego da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) e dois cientistas de dados da Procempa farão a análise estatística.

— A gestão de dados é prioridade, porque nos ajuda a melhorar o planejamento e a redução de custo. Sabe-se que existe muita fraude em todo o sistema de mobilidade. Quando se tem análise de dados, menores são as chances de elas existirem — analisa Costa.

Outras centrais também receberão os dados: as garagens, para o trabalho operacional; o Centro Integrado de Comando da Cidade de Porto Alegre (Ceic), para traçar estratégias e fazer gestão de crise; a EPTC, para gerenciamento e controle; e a Procempa, para análise das informações.

Motoristas e cobradores não terão só o veículo monitorado. Por um teclado, poderão enviar e receber informações sobre acidentes, por exemplo. Costa quer implantar um sistema de GPS que não dependa de um único fornecedor; por isso, realiza testes. O modelo usado pela Carris no projeto-piloto é do Sistema Plus, mesma empresa que fornece equipamentos para os ônibus do Rio de Janeiro.

Segundo ele, a prefeitura fez um chamamento público para validar modelos de equipamentos nacionais e internacionais (há um modelo espanhol em análise). Depois, será definida a padronização de estilo, que será aplicada a todas as empresas do sistema. O custo para a utilização em cada ônibus é de R$ 99 a R$ 129 por mês.

O CAMINHO DA INFORMAÇÃO

Nas ruas: a informação é capturada pelo equipamento instalado nos ônibus a cada seis segundos e armazenada a cada 30 segundos — é o momento do armazenamento que aparece para os usuários. O motorista pode enviar e receber dados por texto com o equipamento.

Informações: Zero Hora
READ MORE - Em Porto Alegre, Ônibus poderão ser monitorados por GPS

Sem acordo com o governo, metroviários de São Paulo ameaçam paralisação

Uma reunião entre o Sindicato dos Metroviários de São Paulo e o governo paulista terminou sem acordo na quarta-feira (22). O encontro de conciliação, que durou cerca de três horas, foi realizado no Tribunal Regional do Trabalho (TRT). Sem o acerto, os metroviários ameaçam fazer uma paralisação de 24 horas na quinta-feira (23).

Os trabalhadores pedem que o Estado se comprometa a pagar a Participação de Resultados (PR) referente ao ano passado. Segundo os sindicalistas, o governo disse que não tinha verba para isso. A Secretaria de Transportes Metropolitanos, responsável pelo Metrô de São Paulo, ainda não se pronunciou a respeito.

“A proposta ora apresentada leva em conta, no pagamento PPR/2016, a grave crise econômica dos diversos segmentos da economia, que afeta diretamente a arrecadação tributária da Cia. Do Metrô de São Paulo com a redução dos passageiros pagantes e o aumento dos passageiros gratuitos”, aponta a ata.

Segundo argumento do Metrô na reunião, “as projeções para 2017 apresentadas no fluxo de caixa não poderão neste momento suportar o pagamento de uma folha”.

No começo da noite, os metroviários irão participar de uma assembleia para definir se farão ou não uma paralisação de 24 horas na quinta-feira (23). A categoria já se encontra em estado de greve desde 14 de fevereiro.

No ano passado, os funcionários teriam recebido, no mínimo, R$ 5,2 mil como PR. No total, o governo gastaria cerca de R$ 70 milhões com o pagamento pela participação. “A posição do Tribunal foi que o Metrô pague essa PR como renovação do acordo anterior”, disse Raimundo Cordeiro, coordenador-geral do sindicato. Atualmente, trabalham no Metrô cerca de 9.200 pessoas.

Nesse sentido, a PR corresponderia a uma folha de pagamento, ou seja, salário mais gratificações por função e tempo de serviço. No mínimo, cada funcionário receberia R$ 5,7 mil.

“A empresa está demonstrando um grande desrespeito com a categoria, que está sobrecarregada”, disse Cordeiro.

Na ata, o TRT aponta que “a conduta apresentada pela empresa de trazer informações omitidas durante a campanha salarial de 2016, na qual a própria empresa propôs o pagamento da PR, caracteriza desrespeito à boa fé inerente ao processo de negociação coletiva e afronta ao princípio de autonomia privada coletiva”.

Caso os metroviários decidam pela greve, a categoria aguarda, até a meia-noite, a liberação do governo de São Paulo para operar o sistema com catraca livre.

Segundo Cordeiro, o TRT está estimulando a negociação sem paralisação. Na ata, o tribunal pede que os trabalhadores se comprometam a não “eclodir greve enquanto seguem as tratativas negociais”.

A possibilidade de o sistema ser operado parcialmente caso se opte pela paralisação será também discutida na Assembleia, diz o coordenador do sindicato.

Em função da posição do Metrô de não ter condição financeiras de pagar a PR em 27 de fevereiro, o TRT sugere que isso seja feito, de maneira parcelada: metade em 15 de março e a outra metade após nova negociação. A reunião já está marcada para 23 de março.

Informações: Popular Mais
READ MORE - Sem acordo com o governo, metroviários de São Paulo ameaçam paralisação

Maceió ganha novo aplicativo sobre sistema de transporte coletivo

Desde a última terça-feira (21), usuários do Sistema Integrado de Mobilidade de Maceió (SIMM) podem conferir informações sobre os ônibus urbanos e os trens da CBTU no aplicativo Moovit, disponível e gratuito para baixar em iPhone, Android e acesso via web app. Presente em mais de 1.200 cidades, o app é reconhecido mundialmente na área de mobilidade urbana e beneficia mais de 13 milhões de usuários de transportes coletivos e agora deverá auxiliar os cerca de 240 mil usuários diários da capital alagoana.

A inclusão da cidade na ferramenta foi possível graças ao apoio de um grupo de embaixadores e usuários locais que mapearam todas as linhas de ônibus e pontos de parada existentes na cidade juntamente com o corpo técnico da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT).

“Entendemos que a transparência e o conhecimento são fundamentais para que os usuários tenham praticidade no seu dia a dia ao lidar com o transporte coletivo”, explica o superintendente da SMTT, Antonio Moura. Para o lançamento, foram mapeados 2.419 pontos de parada e 128 linhas de ônibus de Maceió, além do sistema de trem da CBTU, que leva a cidades vizinhas como Satuba e Rio Largo.

Entre os principais recursos que existem no Moovit destacam-se as informações sobre horários, linhas de ônibus e estações, recomendações de trajetos, serviços de alertas relevantes que podem impactar a viagem de cada um (como a interdição de uma via ou a mudança de uma linha, por exemplo) e a possibilidade de qualquer usuário fazer o upload de fotos de pontos de ônibus e entradas e saídas de estações, ajudando outros passageiros a reconhecerem rapidamente por onde entrar para encontrar a linha de destino.

“É gratificante poder colaborar, facilitando o cotidiano da população que utiliza o transporte público e motivando outras pessoas que conhecem o sistema como a gente”, diz Marcílio Correia Junior, de João Pessoa (PB), um dos embaixadores da Moovit responsáveis pelo projeto, ao lado do também embaixador Marcio Santos, morador de Fortaleza (CE), e dos usuários alagoanos Jamerson Tiago, Jefferson Ygor, Felipe Rocha e Rodrigo Fonseca. Os seis integram uma comunidade de mais de 150 mil editores do Moovit ao redor do mundo. São adeptos da mobilidade urbana que ajudam a organizar diariamente informações sobre linhas, horários e pontos de ônibus de diferentes cidades ao redor do mundo.

Cittamobi

Outro aplicativo em funicionamento em Maceió é o Cittamobi. Lançado em 2014 pela prefeitura municipal, a ferramenta é utilizada por cerca de 600 mil usuários do transporte público, o que representa 54% do total da população da cidade.

O CittaMobi pode ser baixado por qualquer pessoa que possua um smartphone ou tablet cujo sistema operacional seja Android ou iOS e é totalmente gratuito. Uma versão mais simples das previsões, porém precisa e em tempo real, pode ser acessada através de computadores por meio do site www.cittamobi.com.br.

Informações: Cada Minuto
READ MORE - Maceió ganha novo aplicativo sobre sistema de transporte coletivo

Tarifa de ônibus em Manaus sobe para R$ 3,80

O preço da passagem de ônibus do transporte coletivo de Manaus será novamente reajustado. Dessa vez, o valor cobrado será R$ 3,80. O anúncio foi feito pelo prefeito Arthur Neto, na tarde desta terça-feira (21), durante coletiva na Casa Militar, na Zona Oeste de Manaus. No dia 26 de janeiro, o valor da passagem aumentou de R$ 3 para R$ 3,30.

Ao anunciar a mudança, o prefeito falou que o novo valor passará a ser cobrado nas catracas a partir deste sábado (25). Assim como Governo já havia feito antes, a prefeitura de Manaus também suspendeu os subsídios concedidos às empresas de transporte coletivo da cidade e, por isso, o passageiro pagará o valor ‘cheio’ aos cobradores.

“Não tive outra alternativa a não ser essa. Tomei essa decisão por responsabilidade própria. A passagem vai aumentar para R$ 3,80. Resolvemos retirar os subsídios porque não tenho como pagar R$ 100 milhões sem a parceria e ajuda do Governo”, disse o prefeito.

Na coletiva, Arthur frisou que os modelos Executivos, Alternativos e Kombis irregulares serão retirados das ruas.

O vice-prefeito, Marcos Rotta, anunciou outras mudanças para o transporte, como a chegada de 200 novos ônibus equipados com ar-condicionados e wi-fi em todos os terminais.

Os estudantes ainda vão continuar pagando o valor de R$ 1,50 na meia-passagem.

Informações: Em Tempo
READ MORE - Tarifa de ônibus em Manaus sobe para R$ 3,80

Internet gratuita é instalada em todos os terminais de ônibus de Florianópolis

Com a liberação do sinal de internet via WiFi no Terminal Integrado do Rio Tavares (TIRIO), no Sul da Ilha, a partir desta quarta-feira (22), a navegação gratuita pela rede ‘fenixconecta’ está disponível em todas os seis terminais de integração do transporte coletivo convencional de Florianópolis.

Por meio do sistema, o passageiro pode navegar utilizando WiFi livre e de qualidade enquanto aguarda sua viagem. A implantação começou em agosto do ano passado no TICEN, passou pela Trindade, Santo Antônio de Lisboa, Canasvieiras e Lagoa da Conceição. Agora, chegou ao TIRIO.

“O projeto que permite acesso gratuito à internet é um passo importante na implantação de um sistema de inteligência para os passageiros”, comenta Rodolfo Guidi, coordenador técnico do Consórcio Fênix.

Para ter acesso, basta selecionar a ‘fenixconecta’ no seu aparelho (smartphone, tablet ou computador) e fazer um cadastro simples. Daí em diante, em cada novo acesso, será solicitado apenas o login (e-mail) e senha. Todas as informações sobre a internet gratuita estão disponíveis no site consorciofenix.com.br/fenixconecta 

O consórcio também implantará placas de sinalização para ajudar o passageiro a utilizar a rede.

Informações: Segs
READ MORE - Internet gratuita é instalada em todos os terminais de ônibus de Florianópolis

Em SP, Nova linha do Airport Bus Service atende Vila Mariana

domingo, 19 de fevereiro de 2017

A partir da próxima segunda-feira (20), a rede de ônibus Airport Bus Service inicia um novo trajeto. A empresa que faz o traslado direto para o aeroporto de Guarulhos, agora também passa a atender o Bairro Vila Mariana, na capital paulista.

A linha faz poucas paradas e oferece wi-fi, ar condicionado e um assento reservado para cada viajante. Os ônibus também contam com adaptações para quem viaja com malas.

A linha 830, operada pelo Consórcio Internorte, está programada para realizar 18 partidas todos os dias da semana. As viagens acontecerão também aos domingos e feriados. Os pontos finais serão no Terminal 3 do Aeroporto de Guarulhos e na Rua José Ferreira Pinto (Hotel Grand Mercure), em São Paulo.

Os ônibus são executivos e oferecem um ótimo padrão de conforto aos usuários, o mesmo das outras linhas deste serviço especial. As poltronas são estofadas e reclináveis e possuem um espaço adaptado para o bagageiro. A tarifa será de R$ 48,80.

Além de outras cinco linhas executivas para o Aeroporto de Guarulhos, os passageiros contam com duas linhas intermunicipais. Para essas, a tarifa é de R$ 5,95, que juntas realizam mais de 70 partidas nos dias uteis.

Saiba mais sobre os pontos de partida das linhas de ônibus aqui.

Informações: Governo de SP
READ MORE - Em SP, Nova linha do Airport Bus Service atende Vila Mariana

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960