Em São Paulo, Paralisação de motoristas de ônibus é suspensa após reunião na Prefeitura

segunda-feira, 15 de maio de 2017

A paralisação dos motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo, prevista para ocorrer a partir das 14h desta terça-feira (16), foi suspensa pela categoria após reunião entre as empresas que administram os ônibus e os funcionários na Prefeitura de São Paulo na manhã desta terça.

A Secretaria de Transportes divulgou a suspensão e o Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo (SindMotoristas) confirmou. Segundo o sindicato, a suspensão ocorreu porque os representantes das empresas reabriram a negociação e deverão apresentar até quarta-feira (17) uma contra-proposta salarial.

A Secretaria de Transportes também confirmou que as empresas se comprometeram a entregar até as 19h de quarta uma proposta para o sindicato dos funcionários, para que haja uma nova rodada de negociação. A reunião na Prefeitura contou com a presença do secretário de governo da gestão de João Doria, Julio Semeghini, e o secretário de Transportes, Sergio Avelleda.

O sindicato dos motoristas levará, na quinta-feira (18), a contra-proposta para avaliação da categoria. A pauta de reivindicações dos funcionários que atuam nos ônibus é:
- reajuste salarial contendo o índice da inflação do período e mais 5% de aumento real;
- participação nos lucros e/ou resultados de R$ 2 mil
- vale-refeição de R$ 25 por unidade, inclusive nas férias;
- equiparação dos salários dos manobristas aos motoristas;
- adicional de 15% nos salários dos motoristas dos carros articulados, biarticulados e trólebus.

Decisão judicial
Após o anúncio de que haveria uma paralisação dos motoristas das 14h às 17h, o Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo determinou, em liminar, a pedido da prefeitura, que em caso de paralisação os funcionários mantivessem uma frota mínima circulando, para não prejudicar a população, sob pena de pagamento de multa de R$ 100 mil em caso de descumprimento.

A determinação era de que a frota fosse mantida em pelo menos 90% durante o horário de pico e em 70% fora do horário de pico.

Informações: G1 SP
READ MORE - Em São Paulo, Paralisação de motoristas de ônibus é suspensa após reunião na Prefeitura

Linha Sul do Metrô de Fortaleza ganha nova estação

Foi aberta ao público nesta segunda-feira (15) a 19ª estação do metrô de Fortaleza. A estação Juscelino Kubitschek fica na Avenida João Pessoa, no encontro com Rua Alagoas, em frente ao antigo Bar do Avião. Serão beneficiados diretamente os bairros vizinhos, como Demócrito Rocha, Itaoca, Montese e Parangaba.

"O metrô é um transporte rápido, seguro e confortável. Nenhuma cidade, capital ou país no mundo cresceu sem desenvolver seu sistema metroviário. Queremos completar todas as estações da Linha Sul, temos trabalhado para diminuir o tempo de viagem e também vamos nos empenhar para promover a integração entre metrô e ônibus, com o objetivo de aumentar o número de passageiros beneficiados pelo sistema de transporte público", disse o governador Camilo Santana.

Estrutura
Com área total de 3,2 mil metros quadrados, a estação Juscelino Kubitschek é composta por andar térreo, mezanino e plataformas elevadas. No térreo estão localizadas as bilheterias e as catracas eletrônicas. As salas técnicas e operacionais da unidade se encontram no mezanino. As plataformas elevadas são destinadas ao embarque dos passageiros para as demais estações da Linha Sul.

A estação é equipada com todos os itens dos sistemas de telecomunicações e de bilhetagem eletrônica presentes nas demais unidades, incluindo 20 câmeras de monitoramento, central de acompanhamento das imagens, equipamentos para avisos sonoros, itens de rádio digital - para uso dos profissionais operadores e de segurança - e instalações de fibra ótica para transmissão de dados em qualidade digital. Dois elevadores e quatro escadas rolantes complementam a estrutura física da unidade.

Informações: G1 CE
READ MORE - Linha Sul do Metrô de Fortaleza ganha nova estação

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960