Na Grande Recife, Tarifa de Anel B é mais cara que todas as capitais brasileiras

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Tá caro demais, Se levarmos em conta todas as capitais do Brasil, hoje para usar o transporte coletivo em algumas cidades e localidades do Grande Recife os usuários tem que desembolsar R$ 4,40, ou seja, bem mais caro que a tarifa de Belo Horizonte, considerada a Capital brasileira com a tarifa mais cara do Brasil R$4,05. 

Em alguns levantamentos feitos pelo Blog Meu Transporte, pudemos ver que além de estarem muito caras, alguns usuários pagam Tarifa B para o centro do Recife e voltam pagando a tarifa A, uma situação tanto que inusitada.

Cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, as tarifas foram congeladas este ano e custam R$ 3,80, bem menos que vão gastar os cidadãos de Paulista, Olinda e do Cabo de Santo Agostinho.

Se levarmos em conta que o governo do estado almeja uma tarifa única, seria o mais correto este ano aplicar um congelamento da mesma, para que esta meta pudesse ser feita com o passar dos anos. 

O fato é que com este aumento, ir ao centro da cidade hoje implica num gasto de R$ 176,00, considerando que o salário minimo aumentou apenas R$ 57,00, chegando a R$937,00. Mostra que hoje um cidadão autonomo para usar determinadas linhas gasta cerca de 17% apenas com transporte.

Hoje o Anel B é usado por cerca de 15% da população enquanto que o Anel A que custa R$3,20 é usado por mais de 75% da população. 

Tarifas:
Anel A  R$ 3,20
Anel B  R$ 4,40
Anel D  R$ 3,45
Anel G  R$ 2,10

Linhas Opcionais
042 – Aeroporto  R$ 4,10
053 - Shopping Rio Mar  R$ 4,10
072 – Candeias  R$ 6,00
519 - Dois Irmãos/Opcional  R$ 6,00
160 - Gaibu/Barra de Jangada - Via Paiva  R$ 6,00
064 - Piedade  R$ 6,00
214 - UR-02/Ibura  R$ 6,00
195 – Recife/Porto de Galinhas R$ 15,60

Linha Especial


191 - 191 – Recife/Porto de Galinhas (Nossa Senhora do Ó) R$ 10,70

A situação em todas as capitais brasileiras:

Aracaju - ainda não começou a discutir aumento. Preço atual é R$ 3,10
Belém - Aumentou para R$ 3,15 agora em janeiro
Belo Horizonte - de R$ 3,70 para R$ 4,05 a partir de 8 de janeiro
Boa Vista - ainda não começou a discutir aumento. Preço atual é R$ 3,10
Brasília - de R$ 3 para R$ 3,50 a partir de 2 de janeiro
Campo Grande - já em vigor aumento de R$ 3,25 para R$ 3,53
Cuiabá - ainda discute o aumento dos atuais R$ 3,60 para até R$ 4,20
Curitiba - ainda não começou a discutir aumento. Preço atual é R$ 3,70
Florianópolis - aumentou de R$ 3,50 para R$ 3,90 agora em janeiro
Fortaleza - Aumentou para R$ 3,20 agora em janeiro
Goiânia - aumentou de R$ 3,30 para R$ 3,70 em março de 2016
João Pessoa - aumentou de R$ 2,70 para R$ 3 em fevereiro de 2016
Macapá - ainda não começou a discutir aumento. Preço atual é R$ 2,75
Maceió - ainda não começou a discutir aumento. Preço atual é R$ 3,15
Manaus - reajuste de R$ 3 para R$ 3,54 foi aprovado em 2016, mas há impasse judicial e por isso a nova tarifa ainda não está valendo
Natal - ainda não começou a discutir aumento. Preço atual é R$ 2,90
Palmas - aumentou de R$ 2,95 para R$ 3 em agosto de 2016
Porto Alegre - ainda não começou a discutir aumento. Preço atual é R$ 3,75
Porto Velho - aumentou de R$ 2,60 para R$ 3 em junho de 2016
Recife - ainda discute o aumento dos atuais R$ 2,80 para até R$ 3,75
Rio Branco - ainda não começou a discutir aumento. Preço atual é R$ 2,90
Rio de Janeiro - congelou os atuais R$ 3,80
Salvador - de R$ 3,30 para R$ 3,60 a partir de 2 de janeiro
São Luís - ainda não começou a discutir aumento. Preço atual é R$ 2,90
São Paulo - congelou os atuais R$ 3,80
Teresina - ainda discute aumento dos atuais R$ 2,75 para até R$ 3,20

Vitória - de R$ 2,75 para R$ 3,20 a partir de 1º de janeiro

Blog Meu Transporte
READ MORE - Na Grande Recife, Tarifa de Anel B é mais cara que todas as capitais brasileiras

Tarifa de ônibus de João Pessoa sobe para R$ 3,20

Entrou em vigor neste domingo (22) a nova tarifa de R$ 3,20 dos ônibus coletivos de João Pessoa, aprovada pelo prefeito Luciano Cartaxo na sexta-feira (20), poucas horas depois do Conselho Municipal de Mobilidade Urbana ter aprovado o valor de R$ 3,30. O último reajuste no preço da passagem de ônibus da capital paraibana foi em fevereiro de 2016, quando a tarifa passou para R$ 3. O reajuste proporcional é de 6,6%, enquanto a inflação oficial no Brasil em 2016 foi de 6,29%, segundo o IBGE.

Cartaxo exigiu que os consórcios que operam o sistema de transporte público na Capital promovam a renovação na frota e que melhore a qualidade dos serviços.  "[O reajuste] Recompõe custos para que as empresas possam continuar prestando o serviço dentro dos padrões exigidos pela administração e não onerar o usuário, já que o reajuste é um dos menores de todas as tarifas públicas.

Justificativa
A reunião que aprovou a nova tarifa aconteceu na manhã da sexta-feira na sede da Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob). De acordo com o titular da Semob, Carlos Batinga, das 13 entidades que fazem parte do conselho, 12 votaram a favor do valor e uma contra. "O conselho avaliou todos os cenários acerca de aumento no combustível, gastos com a frota e chegamos a esse valor. O conselho é consultivo, deu sua opinião pela maioria dos seus membros e vou levar esta proposta para o prefeito", explica.

A única entidade que votou contra o reajuste foi a classe estudantil, representada pelo Diretório Central dos Estudantes da UFPB (DCE). Segundo o presidente do órgão, Anderson Luiz, os estudantes devem realizar protestos para tentar barrar o reajuste. "O estudante não suporta mais este tipo de aumento. Acreditamos que existem outros meios de se alocar estes aumentos, como por exemplo a isenção de impostos por parte da prefeitura, que faria com que o valor na verdade até baixasse em cerca de 10%", comenta. 

Informações: G1 PB
READ MORE - Tarifa de ônibus de João Pessoa sobe para R$ 3,20

Em Salvador, Metrô faz primeira viagem-teste na avenida Paralela

Na última sexta-feira, 20, a linha 2 do metrô de Salvador entrou em fase de teste entre as estações Rodoviária e Pituaçu. O trem partiu por volta das 8h30 da Estação Rodoviária e percorreu 6,2 quilômetros, parando nas plataformas das estações Pernambués, Imbuí, CAB e Pituaçu.
Lucas Peixoto | Ascom/Seplan

O trecho compreendido entre as estações rodoviária e Pituaçu deve entrar em operação até o fim deste primeiro semestre

As obras, de acordo com o governo do estado, seguem em ritmo avançado rumo ao Aeroporto. Com a conclusão, Salvador será a cidade com a terceira maior malha metroviária do País.

Estavam presentes à viagem-teste o secretário de Desenvolvimento Urbano, Carlos Martins; o presidente da Companhia de Transporte do Estado da Bahia (CTB), Eduardo Copello; o presidente da CCR Metrô Bahia, Luis Valença, diretores e colaboradores da Sedur, CTB e concessionária.

Nesta primeira viagem, sem passageiros, foram avaliadas a movimentação do trem nos trilhos, possíveis ruídos e o desempenho da rede de energia, entre outros aspectos técnicos. Os testes seguirão até o fim do primeiro semestre, quando está previsto o início da operação comercial do trecho.

A obra

A obra da Linha 2 do metrô conta com mais de 7 mil trabalhadores. Cerca de 87% das obras das estações da Linha 2 estão concluídas, segundo o governo. A previsão é concluir até a Estação Aeroporto até dezembro de 2017.

A estação Pernambués e as primeiras da Avenida Paralela - Imbuí, CAB e Pituaçu – já estão em fase final de retoques. Na estação de Pituaçu, a maior da Linha 2, também está sendo construído um Terminal de Integração com ônibus urbanos. No trecho seguinte, até Mussurunga, os trilhos já estão sendo instalados e, nas estações, estão sendo efetivadas as instalações hidráulicas e elétricas, fechamento lateral e montagem dos equipamentos das salas técnicas.

As intervenções na região entre a Rodoviária e Pernambués ainda incluem a construção de uma via exclusiva para ônibus (via expressa), abrindo uma ligação direta com o Viaduto Raul Seixas e contribuindo para desafogar o trânsito no local. Já as intervenções no canteiro da Avenida Paralela incluem a construção de dez novas passarelas ao longo da via, três novos viadutos sobre a avenida, além de reforma e adequação de passarelas já existentes.

A expectativa é que, quando ficar pronta, a Linha 2 vai permitir que o trajeto entre Acesso Norte e o aeroporto seja percorrido em 27 minutos, passando pelas 12 estações que compõem o trecho. Seis estações terão integração com os terminais de ônibus: Acesso Norte (já em operação), Rodoviária, Pituaçu, Mussurunga, Aeroporto e Lauro de Freitas (prevista dentro do projeto de expansão da Linha 2).

Informações: A Tarde
READ MORE - Em Salvador, Metrô faz primeira viagem-teste na avenida Paralela

Motoristas de ônibus recebem salário e voltam ao trabalho em Curitiba

A paralisação dos motoristas e cobradores da CCD Transporte Coletivo, que foi deflagrada na madrugada desta segunda-feira (23), foi encerrada por volta das 8h30. Eles reivindicam o pagamento do adiantamento quinzenal que deveria ter sido feito até a última sexta-feira (20), mas não caiu na conta dos trabalhadores.

O presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc) disse que o depósito entrou na conta dos trabalhadores logo cedo e que, com isso, eles retomaram as atividades.

Os ônibus começaram a sair da garagem por volta das 8h30. Ao todo, 34 linhas operam na cidade através da CCD principalmente nos terminais Vila Oficinais, Capão da Imbuia e Centenário.

Informações: G1 PR
READ MORE - Motoristas de ônibus recebem salário e voltam ao trabalho em Curitiba

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960