Vagão exclusivo para mulheres deve ser implantado no Metrô do Recife

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

O "Vagão Mulher Segura", que será destinado, exclusivamente, para mulheres deve ser implantado no Metrô do Recife. Segundo o coronel Luiz Meira, responsável pela segurança do Metrô do Recife, em entrevista nesta terça-feira (10), a expectativa é que o projeto, que já foi apresentado à Superintendência do Metrô, entre em funcionamento antes do Carnaval.
Foto: Alfeu Tavares/Folha de Pernambuco

Meira informou que em cada locomotiva terá um vagão exclusivo para as mulheres. Em cada um desses vagões haverá, ainda, um segurança. "A ideia é adesivar cada vagão de rosa e colocar uma logomarca", comentou Meira. Segundo o coronel, o pedido do vagão exclusivo partiu das próprias usuárias do metrô.

O projeto, segundo o coronel, espera, apenas, por aprovação. Além disso, Meira acrescentou que, paralelamente, um aplicativo para celulares estará em funcionamento para que usuários do metrô enviem imagens, em tempo real, para a central de segurança. O objetivo é que fiscais cheguem de imediato e coíbam qualquer tumulto. Os próprios seguranças e o coronel também terão esse aplicativo para que haja um controle.

Informações: Folha PE
READ MORE - Vagão exclusivo para mulheres deve ser implantado no Metrô do Recife

Passagem de ônibus de Belém pode ter reajuste e custar até R$ 3,40

O Departamento Intersindical de Estudos Socioeconômicos (Dieese) informou nesta terça-feira (10) que o Conselho Municipal de Transportes irá se reunir na próxima segunda-feira (16) para discutir a possibilidade de reajuste da passagem de ônibus de Belém. Até o momento duas propostas foram apresentadas: segundo a Setransbel, que representa as empresas de ônibus, o novo valor da passagem deveria ser cerca de R$ 3,40. De acordo com a Semob, o bilhete deveria custar R$ 3,15.

Dezoito entidades compõem o Conselho Municipal de Transportes, que inclui representantes dos empresários, rodoviários, sociedade civil e o Dieese. Durante a reunição do conselho são apresentadas e debatidas as planilhas independentes da Setransbel e Semob propondo reajustes e, quando uma proposta é aprovada, o valor é encaminhado ao prefeito que pode homologar ou vetar o aumento da passagem de ônibus. Em 2016 o reajuste foi vetado, mesmo após o conselho aprovar tarifa de R$ 3. O último reajuste da tarifa ocorreu em maio de 2015, quando a prefeitura fixou o valor do bilhete nos atuais R$ 2,70.

O valor sugerido pela Setransbel representa acréscimo de 26% no custo da passagem, enquanto a tabela da Semob seria um reajuste de 17%. De acordo com o economista Roberto Sena, porém, as duas propostas apresentadas em 2017 estão fora da realidade do paraense, já que os aumentos propostos estão acima da inflação estimada nos últimos 20 meses, que é de aproximadamente 14%.

Segundo as analises do Dieese, as duas propostas de reajuste das tarifas de ônibus Urbanos levam em consideração apenas o equilíbrio financeiro das empresas"

Roberto Sena, economista
"O aumento máximo deveria levar a passagem de ônibus de Belém para R$ 3,10, de acordo com a inflação", disse Sena. "Segundo as analises do Dieese, as duas propostas de reajuste das tarifas de ônibus Urbanos levam em consideração apenas o equilíbrio financeiro das empresas  através da recomposição  dos custos planilhados, cada uma pela sua ótica  mas nenhuma  das propostas atende  a Lei Orgânica do Município  que prevê que a Tarifa de Ônibus Urbanos em Belém tem que levar em consideração  o poder aquisitivo da população, mensurado principalmente  pela inflação calculada desde o ultimo reajuste", explica o economista.

Com a atual tariifa de R$ 2,70 , o usuário  de transporte coletivo na Grande Belém que utiliza duas conduções diárias  e não tem vale transporte , esta pagando por mês  R$ 129,60  com um impacto em relação ao salário mínimo de 13,83%. Caso o aumento de 26% seja aprovado, o gasto mensal  do usuario que apanha duas conduções diarias e  passaria dos atuais R$ 129,60 para R$ 163,20,  e o  impacto em relação ao Salário Mínimo saltaria dos atuais 14,00% para aproximadamente 17,42 %. Pela proposta da Semob, o gasto mensal neste cenário seria de R$ 151,20, com impacto de 16,14% no salário mínimo.

A reunião do conselho municipal deve ocorrer na próxima segunda-feira, 15h, na sede da Semob.

Informações: G1 PA
READ MORE - Passagem de ônibus de Belém pode ter reajuste e custar até R$ 3,40

Em São Luís, Rodoviários declaram Estado de Greve

O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão decidiu em Assembléia, realizada nesta quinta-feira (12), declarar Estado de Greve. Apesar da decisão, o Sistema de Transporte Público em São Luís ainda não será paralisado. Os empresários terão um prazo para negociar com os rodoviários até a metade da próxima semana e caso não cheguem a um acordo, então haverá a paralisação.

Segundo nota do Sindicato dos Rodoviários, o motivo para a greve seria o desrespeito à direitos dos trabalhadores pelos empresários, como o não pagamento de salários e condições precárias de trabalho.

As duas Assembléias do dia, na sede do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão, foram marcadas por ânimos exaltados, discussões calorosas e muitas reivindicações por parte da categoria. As Assembléias foram conduzidas pelo Presidente, Isaias Castelo Branco e demais diretores da entidade.

“Há algum tempo, estamos discutindo todos esses itens de maneira pacifica com a classe patronal, mas nenhum avanço ocorreu. Cansamos de esperar por uma definição. A paciência da diretoria desta entidade, assim como a dos trabalhadores, se esgotou. Se é preciso tomar medidas extremas, para ver nossos direitos serem respeitados, então é por esse caminho que seguiremos. Entramos agora em Estado de Greve. Nesse período aguardaremos o chamamento dos empresários, visando um acordo. Caso isso não aconteça, não vemos outra saída, iremos deflagrar o movimento, reter os ônibus nas garagens e paralisar o transporte público de São Luís”, avalia Isaias Castelo Branco, Presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão.

Argumentos

Diz a nota do Sindicato.  “Nas duas ocasiões os Rodoviários, entre eles, motoristas, cobradores e fiscais, demonstraram indignação, diante dos vários direitos, até hoje desrespeitados pelos empresários. Quanto às questões salariais, existem empresas ou consórcios, que atuam no transporte público de São Luís, que até não efetuou o pagamento do 13º salário dos funcionários. Em relação às condições de trabalho, os pontos finais também entraram nas discussões. Quase todos na capital, estão em situação precária, sem o mínimo de infra-estrutura, como por exemplo, a ausência de banheiros para atender as necessidades de trabalhadores e usuários do sistema.

Outros pontos, também foram incluídos na pauta: Com a licitação, muitas empresas, que antes prestavam serviço, deixaram de atuar no transporte público, com isso, muitos trabalhadores foram dispensados, mas alguns empresários não cumpriram com a obrigação de pagar as verbas rescisórias. A demissão dos Rodoviários foi outra questão discutida. Pelo acordo feito entre Ministério Público, Prefeitura de São Luís, Sindicato dos Rodoviários e Sindicato Patronal – SET, os funcionários deveriam ser remanejados para outras empresas ou consórcios, medida que não está sendo tomada pelos empresários.”

Informações: ma10
READ MORE - Em São Luís, Rodoviários declaram Estado de Greve

Tarifa de ônibus em Fortaleza sobe 45 centavos e custará R$ 3,20

A tarifa municipal de transporte urbano de Fortaleza subirá de R$ 2,75 para R$ 3,20 (inteira) a partir do próximo dia 14, o que representa uma alta de 16,36%. O que é pago pelos estudantes subirá de R$ 1,30 para R$ 1,40. O anúncio da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) foi feito na tarde desta terça-feira, 10.

O índice de reajuste da passagem é o maior desde fevereiro de 2003 e superou o último aumento, em outubro de 2015.  Na época, a alta de 14,58% elevou a tarifa de R$2,40 para R$2,75 (inteira). A Prefeitura citou "política de desonerar a tarifa estudantil", que teve reajuste de 7,69%.

O índice requerido pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) foi de 20%, o que não foi aprovado pela Prefeitura.

Segundo a Etufor, o novo reajuste "obedece aos critérios de cálculo tarifário analisados no período de dezembro de 2015 a novembro de 2016". Em nota, a Prefeitura destacou que a tarifa da capital cearense "continua sendo a mais barata entre as cidades que contam com mais de 2 milhões de habitantes e Sistema Integrado".

A maior diferença entre inteira e meia deve beneficiar os pais com mais de um filho na escola, ainda de acordo com a Prefeitura. O titular da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos, João Pupo, relatou aumento em insumos e também citou ampliação de melhorias, como Wi-Fi e políticas sociais para estudantes.

Os aumentos em insumos, relatados pela Prefeitura, foram os dos custos com pnus e rodagem (20,57%); salário (10%); cesta básica (15%); vale refeição (9,09%); plano de saúde (29,52%); combustível (9,44% R$/km); ampliação de novas linhas e itinerários (2,37%); além de ar condicionado (19,65% da frota - 400 veículos) e Wi-Fi (9,82% da frota - 200 veículos).  

Confira como ficam as tarifas:
Tarifa inteira: de R$ 2,75 para R$ 3,20
Tarifa estudantil: de R$ 1,30 para R$ 1,40
Hora social (inteira): de R$ 2,55 para R$ 3,00
Hora social (estudantil): de R$ 1,20 para R$ 1,30
Tarifa social (inteira): de R$ 2,15 para R$ 2,60
Tarifa social (estudantil): de R$ 1,00 para R$ 1,10
Linha central (inteira): permanece R$ 0,40 
Linha central (estudantil): permanece R$ 0,20

Informações: O Povo Online
READ MORE - Tarifa de ônibus em Fortaleza sobe 45 centavos e custará R$ 3,20

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960