Em Curitiba, Passageiros elogiam sistema de internet e USB no ônibus

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

A jovem Dayane Valério dos Santos descobriu uma boa maneira de se manter conectada à internet no caminho de ida e volta ao trabalho e ainda chegar com o celular totalmente carregado. Usuária da linha Santa Cândida/Capão Raso ela escolhe o ônibus em que vai embarcar pelos adesivos colados nos vidros indicando que o veículo oferece wi fi e tomadas USB.

“É uma maravilha”, diz Dayane. “Assim posso ficar na internet sem gastar créditos, avisar em casa que já estou chegando, me comunicar com a família, com amigos. É muito bom mesmo. E quando a gente está sem crédito, dá uma segurança, porque dá para avisar se por acaso acontecer algum problema no caminho”, afirma.

Atenta, ela diz que percebeu a novidade pelo selo indicando wi fi dentro do ônibus. “Quando vi o adesivo resolvi testar. Já achei muito bom, mas aí vi os outros adesivos indicando também tomadas espalhadas nos bancos prá carregar o celular. Agora, só eu estiver mesmo com muita pressa, senão fico na estação até esse ônibus passar”.

A oferta de internet e USB é parte de um teste de equipamentos e sistemas que está sendo feito pela Urbs. Mas a novidade que mais agradou Dayane foi saber que a partir de agora os novos ônibus que vierem a circular em Curitiba terão que oferecer wi fi e tomada para celular, além de uma série de outros itens, como câmeras internas e espaço de bagagem para acomodar mochilas e sacolas.

Amparadas por liminar, as empresas de transporte coletivo deixaram de fazer a renovação da frota exigida em contrato. Ao mesmo tempo em que recorreu em todas as instâncias – o processo está em tramitação no STF – a Urbs fez a revisão do manual que especifica todos os itens dos ônibus garantindo assim a modernização da frota. Em Curitiba só podem ser comprados ônibus novos para renovação de frota.

A realização do teste para acesso gratuito à internet e instalação de tomadas USB não representa qualquer custo para o município ou para o usuário do transporte coletivo. A tecnologia utilizada é cedida pela empresa Plenatec, de Caxias do Sul, pólo de produção de carrocerias de ônibus. A qualidade do sinal e desempenho dos equipamentos são acompanhados pela Urbs e avaliados por uma equipe da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).

A modernização dos ônibus é uma exigência dos usuários que, cada vez mais, estão conectados com o mundo através do celular. O professor de inglês, Tomás da Cruz, raramente usa ônibus uma vez que trabalha perto de casa. Mesmo assim, percebeu logo a novidade no biarticulado GE 720. “É muito interessante e para quem depende da internet para trabalhar, é ainda mais importante, você pode trabalhar dentro do ônibus e sem custo”, diz ele.

Claudineia de Souza, dona de casa e usuária freqüente da linha Santa Cândida/Capão Raso não chega a escolher o ônibus como faz Dayane. “Você precisa buscar o filho, fazer alguma coisa com pressa no centro, aí não dá para escolher muito. Mas quando dá certo de entrar no ônibus com internet, aí é muito bom”, afirma.

Terminais
Além dos ônibus, os usuários do biarticulado Santa Cândida/Capão Raso, já têm internet gratuita no terminal Capão Raso e, a partir de janeiro, também na outra ponta da linha, o terminal Santa Cândida.

O  wi fi foi disponibilizado no Capão Raso em agosto do ano passado e, com a aprovação do sistema, a Urbs autorizou, em novembro, a compra dos equipamentos para instalação, até o fim de janeiro, nos terminais Pinheirinho, Cabral, Boqueirão, Santa Cândida e Campina do Siqueira. A previsão é que todos os 21 terminais de transporte da cidade tenham wi fi até meados do ano.

Câmeras
A revisão do Manual garantiu a modernização dos ônibus e inclui outras novidades, como ventiladores elétricos de alta vazão para melhorar a circulação de ar, câmeras de monitoramento interno e porta mochila, por exemplo.  

Os biarticulados terão, além das câmeras internas, também câmeras nas portas para auxiliar o motorista nas manobras na plataforma e permitir maior controle do movimento de embarque e desembarque nas cinco portas do veículo. Essas câmeras já estão sendo testadas em três biarticulados, novidade que tem merecido elogios dos motoristas.

Disponível  no site da Urbs, o Manual de Especificação é um dos documentos que integram o contrato de operação do transporte coletivo firmado em 2010 com os consórcios Pontual, Pioneiro e Transbus. Por determinação contratual, só podem ser incorporados à frota veículos que atendam às exigências do manual.

O documento especifica todos os itens que compõem o ônibus, de adesivos, sensores semafóricos e campainhas, a caixas de rodas, sanfonas, limitadores de velocidade, pneus, freios, características mecânicas, etc, ilustrados por mapas, plantas e desenhos.

Informações: Prefeitura de Curitiba
READ MORE - Em Curitiba, Passageiros elogiam sistema de internet e USB no ônibus

Em São Paulo, VLT vai operar até a Estação Bernardino de Campos

A operação comercial do VLT (Veículo Leve Sobre Trilhos) será estendida até a Estação Bernardino de Campos, em Santos, a partir desta quarta-feira (28). O horário de operação vai das 7h às 19h.

O VLT, empreendimento do Governo do Estado gerenciado pela EMTU (Empresa Metropolitana de Transporte Urbanos), vinculada à Secretaria dos Transportes Metropolitanos, atende atualmente a cinco mil usuários/dia ao longo de 7km entre as estações Mascarenhas de Moraes, em São Vicente, e agora Bernardino de Campos, em Santos.

A operação do VLT da Baixada Santista começou em abril de 2015. Atualmente, nove estações das 15 previstas no trecho de 6,5 km entre Barreiros, em São Vicente, e Porto de Santos, atendem a população entre as duas cidades. O moderno Centro de Controle Operacional foi entregue em junho de 2016.

A população dos nove municípios da Região Metropolitana da Baixada Santista vai usufruir dos benefícios do VLT, já que haverá menos ônibus em circulação, menos poluição sonora, além da redução do tempo gasto nas viagens entre os municípios. 

Do Portal do Governo do Estado
READ MORE - Em São Paulo, VLT vai operar até a Estação Bernardino de Campos

Em BH, Terminal Move Bernardo Monteiro enfim é entregue

O Terminal Move Metropolitano Bernardo Monteiro, no Bairro Santa Efigênia, Região Leste de BH, será reaberto neste terça-feira depois de dois anos de atraso. A inauguração esá marcada para 10h. O governador Fernando Pimentel (PT) fará a entrega das estações que vão atender a 3,8 mil passageiros por dia em horários de pico. O investimento feito foi de R$ 11,5 milhões. 

A estação Bernardo Monteiro irá atender os passageiros originários das linhas troncais do MOVE Metropolitano, dos terminais Morro Alto, São Benedito, Justinópolis, Vilarinho e São Gabriel, com destino à área hospitalar de Belo Horizonte. Essa era uma demanda antiga dos passageiros para a chegada as unidades de saúde existentes na região. 

Os usuários do Move Metropolitano tiveram longa espera. A obra começou em abril de 2014 e tinha previsão inicial para ser entregue em 2015. Porém, sofreu atrasos. O terminal está num espaço de 7,2 mil metros quadrados. A intervenção é uma das mais demoradas do sistema BRT de Belo Horizonte. Para se ter uma ideia da delonga, o BRT/Move do Centro foi concluído em 655 dias.

Em 2015, a obra foi paralisada quando estava com 10% concluída. Na época, a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), responsável pelas intervenções, não informou o motivo da suspensão. A retomada só aconteceu em julho do mesmo ano. 

Na última semana, a Setop informou que os últimos ajustes estavam sendo feitos no local. “As obras da Estação estão praticamente concluídas, sendo executado apenas pequenos ajuste finais”, disse por meio de nota. 

Informações: Estado de Minas
READ MORE - Em BH, Terminal Move Bernardo Monteiro enfim é entregue

EPTC implanta novo corredor de ônibus da Assis Brasil

Até o final do ano, entrará em vigor o prolongamento do corredor de ônibus da avenida Assis Brasil, do Triângulo até a Fiergs. Os trabalhos de pintura e instalação de placas já estão sendo realizados. O novo espaço exclusivo aos ônibus, planejado e implantado pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), fica na faixa direita da via, com sinalização horizontal específica na cor azul e sinalização vertical regulamentando o uso. Ao todo, serão 4,2 quilômetros de extensão. O horário de operação será das 6h às 9h e das 16h às 20h, de segunda a sexta-feira, nos dois sentidos da via. 

O objetivo é agilizar as viagens de milhares de passageiros das linhas da zona Norte e Região Metropolitana. “Nossa prioridade é o transporte coletivo e essa ação demonstra isso. Queremos que mais pessoas utilizem os ônibus e que sejam beneficiadas com maior qualidade do serviço. Com a extensão do corredor, teremos um ganho no tempo de deslocamento para todos os passageiros”, afirma Vanderlei Cappellari, diretor-presidente da EPTC.

No trecho do corredor prioritário, haverá 31 pontos de paradas, sendo 15 no sentido bairro-Centro e 16 no sentido oposto. No eixo, operam 16 linhas do transporte coletivo urbano, com 1,2 mil viagens, transportando 54 mil passageiros por dia, além de 36 linhas de transporte metropolitano. Atualmente, Porto Alegre conta com mais de 65 quilômetros de faixas exclusivas ou preferenciais ao transporte coletivo. Mais de 4 mil panfletos estão sendo entregues a moradores e no comério da região.

No Brasil, os carros particulares realizam apenas 30% dos deslocamentos urbanos, ocupando 70% das vias públicas.

Objetivos do Corredor 

• Garantir prioridade no sistema viário ao transporte coletivo
• Aumentar a velocidade operacional
• Diminuir o tempo do passageiro dentro do veículo
• Permitir maior fluidez na circulação viária para os ônibus
• Racionalizar a operação e otimização da frota
• Reduzir os custos do transporte público e, consequentemente, contribuir para a modicidade tarifária
• Facilitar a integração com os outros modos de transporte
• Permitir o compartilhamento de espaços na cidade, de forma justa e racional
• Contribuir para a redução das emissões urbanas que afetam a saúde e o clima
• Maior regularidade e cumprimento de viagem

Informações: EPTC
READ MORE - EPTC implanta novo corredor de ônibus da Assis Brasil

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960