Bilhete Único agora pode ser recarregado pelo aplicativo CittaMobi

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Os milhões de usuários de ônibus, metrô e trem em São Paulo passam a contar nesta segunda-feira, 25 de julho, com duas novas opções para recarga do Bilhete Único. Em parceria com a Prefeitura de São Paulo (via SPTRANS), a Cittati, empresa de soluções tecnológicas com foco em sistemas de transporte, lança a recarga via aplicativo CittaMobi e por canal de voz (ligação telefônica), 24 horas por dia.

Em 2015 o CittaMobi chegou a São Paulo como um aplicativo para smartphones que monitora em tempo real os horários de chegada e partida de ônibus.

As novas funcionalidades, desenvolvidas pela Cittati e pelo Recarga Fácil, permitem que os cidadãos tenham a facilidade de realizar a recarga 24 horas por dia, de qualquer lugar, com comodidade e segurança. Elas ainda oferecem mais segurança aos passageiros de ônibus pela ausência e diminuição de dinheiro em espécie a bordo, pois vincula o uso do Bilhete Único.

Para alcançar tais inovações, a Cittati desenvolveu o CittaPag, plataforma de retaguarda flexível que permite a conexão do usuário aos diversos fornecedores de sistemas de bilhetagem e emissão de créditos em cada cidade. Funcionando nos bastidores das operações de recarga, assegura o controle e a liberação da compra de créditos, agilizando esse processo aos usuários, permitindo que as recargas sejam realizadas a qualquer hora do dia.

Recarga por telefone, canal de voz – Recarga Fácil
Para os usuários que não dispõem de um smartphone ou um celular com acesso à internet, está sendo disponibilizado um canal de voz para fazer a recarga de maneira ágil, prática e segura, bastando para isso digitar *32245 ou *FACIL no celular. A ligação é gratuita. Uma mensagem de voz orienta o usuário, passo a passo, de forma didática e simples o processo de recarga. É possível realizar recargas do cartão COMUM e ESTUDANTE. Após a confirmação do pagamento pelo sistema, que chega ao usuário via SMS, a validação pode ser efetivada, na mesma hora, em qualquer terminal de recarga.

Recarga pelo CittaMobi
O aplicativo CittaMobi, disponível gratuitamente nas lojas da Google e da Apple, permite recarregar créditos para o Bilhete Único de um jeito rápido, fácil e seguro. Após baixar o aplicativo e realizar um cadastro básico prévio, é possível fazer recargas para o Bilhete Único. A funcionalidade já está disponível para os cartões COMUM e ESTUDANTE, e as formas de pagamento são: débito (sem taxa de conveniência) e crédito (com taxa de conveniência de R$3,80).

Após a confirmação do pagamento pelo sistema, que envia uma mensagem de confirmação via “push” para aplicativo e por e-mail, a validação pode ser efetivada em qualquer terminal de recarga.

Informações: Cittamobi
READ MORE - Bilhete Único agora pode ser recarregado pelo aplicativo CittaMobi

Em Teresina, Mais de 200 mil usuários foram pegos de surpresa com greve de motoristas

Após reunião entre empresários e representantes do Sindicato dos Trabalhadores de Empresas de Transportes Rodoviários (Sintetro), motoristas e cobradores decidiram voltar ao trabalho no início da tarde desta quinta-feira (21) e pôr fim à greve. A paralisação da categoria pegou de surpresa mais de 200 mil passageiros durante a manhã.
Foto: Fernando Brito/G1

De acordo com o presidente do Sintetro Fernando Feijão, os empresários concordaram em pagar a segunda parcela do acordo firmado em janeiro deste ano.
"Os pagamentos serão feitos até as 18h de hoje. O que queremos agora é que o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) faça a mediação entre o Sintetro, a Prefeitura de Teresina e o Setut para que esse problema não aconteça novamente. Sabemos do transtorno, mas pedimos também a compreensão dos passageiros", falou Fernando Feijão.

Durante toda a manhã, muitos trabalhadores do sistema de transporte público de Teresina estavam de braços cruzados. Enquanto nas paradas de ônibus, passageiros esperaram mais de uma hora pelo ônibus. A reclamação é de que os 30% exigido por lei não estava circulando.

A Prefeitura de Teresina informou por meio de nota, que tem honrado todos os compromissos com o sistema de transporte público e que a pendência financeira alegada pela categoria não ultrapassou 24 horas, conforme acordo firmado com os concessionários.

A nota também diz que a administração municipal pagou ainda na manhã desta quinta-feira, o valor de R$ 610.388, 21 e que a justificativa de não pagamento dos salários dos trabalhadores que operam no sistema por atraso no repasse não se sustenta, tendo em vista que o sistema arrecada R$ 10 milhões por mês.

Informações: G1 PI
READ MORE - Em Teresina, Mais de 200 mil usuários foram pegos de surpresa com greve de motoristas

Trensurb volta ao horário normal nesta sexta-feira, mas promete nova paralisação

A partir desta sexta-feira, o trensurb volta ao horário normal de funcionamento, depois da paralisação de 24 horas. Uma nova paralisação, porém, é prometida pela classe para 1º de agosto. Nesta quinta-feira à tarde, os trens circularão apenas entre 17h30min e 20h30min - horário considerado de pico. 

Segundo o vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários e Conexas do RS (SindimetrôRS), Clóvis Nei Pinheiro, uma nova paralisação de 24 horas está marcada para 1º de agosto. A decisão de formalizar um calendário de paralisações até que as exigências da categoria sejam aceitas pela Trensurb surgiu na assembleia ocorrida por volta do meio-dia desta quinta-feira. 

— Junto com a reposição salarial, de acordo com a inflação de 9,28%, exigimos a contratação de cerca de 200 funcionários para a segurança e de profissionais para as bilheterias — sustenta Clóvis Nei.

Na manhã desta quinta-feira, passageiros foram surpreendidos com as portas fechadas nas estações da Trensurb, a partir das 8h30min. A paralisação, mesmo avisada com antecedência, prejudicou quem dependeria do trem para circular entre a Capital e a Região Metropolitana. 

Na estação Mercado, apenas uma das quatro portas de acesso tinha um cartaz orientando os horários de funcionamento. Na estação Rodoviária, em dez minutos, a reportagem orientou mais de 20 pessoas que encontraram na porta apenas um cartaz escrito à mão informando do serviço provisório.

A maioria vinha do interior e dependia do serviço de trem para chegar às cidades da Região Metropolitana. O comerciário Diogo dos Santos Rangel, 30 anos, foi informado da morte da avó nesta manhã. Apressado, saiu do trabalho, no Centro de Porto Alegre, para ir ao Hospital de Pronto Socorro (HPS) de Canoas, onde ainda estava o corpo da familiar. Chegou à Rodoviária e, só então, lembrou da paralisação.

— Queria chegar o mais rápido possível. Mas vou ter que pegar um ônibus. Nestas horas, parece que tudo dá errado — lamentou.

Por Aline Custódio
Informações: Diário Gaúcho
READ MORE - Trensurb volta ao horário normal nesta sexta-feira, mas promete nova paralisação

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960