Em Natal, Lei proibe som nos ônibus sem fone de ouvidos

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

A Prefeitura de Natal decretou a proibição do uso de aparelhos sonoros no modo alto-falante nos transportes públicos da cidade. O decreto, publicado no Diário Oficial do Município desta terça-feira (16), regulamenta a proibição, que já havia sido estabelecida por lei em novembro de 2014, no entanto ainda não tinha válidade por falta de normas regulamentando a proibição. O decreto está valendo a partir desta terça.

De acordo com o decreto, a proibição aos usuários vale apenas para o uso de aparelhos no modo alto-falante, de forma que o uso de aparelhos com fones de ouvido está liberado. Ainda de acordo com o decreto, a proibição não atinge apenas os usuários, sendo válida também para o sistema de som do próprio veículo. As únicas exceções para o uso de som alto são as ações educativas da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) ou de instituições previamente autorizadas pela secretaria.

O decreto também estabelece que a fiscalização da proibição ficará sob a responsabilidade das empresas, por meio dos condutores e funcionários das empresas de transporte público da capital.

Segundo o texto que regulamenta a proibição, cabe aos funcionários solicitar que o usuário atenda a proibição ou se retire do veículo.

Em caso de resistência, os funcionários da empresa devem solicitar a "Agente de Mobilidade Urbana, Guarda Municipal ou qualquer autoridade policial que encontre" que tome as medidas cabíveis.

Ainda de acordo com o decreto, os proprietários também ficam responsáveis por colocar placas informativas sobre a proibição dentro dos veículos. Em caso de descumprimento, o decreto estabelece a aplicação de multa às empresas.

O decreto também determina que novas regulamentações "necessárias para a aplicação da lei" poderão ser editadas pela STTU.

Informações: G1 RN


Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Em Natal, Lei proibe som nos ônibus sem fone de ouvidos

Obra da Linha 6 do Metrô terá dois tatuzões em operação simultânea

As obras da Linha 6-Laranja do Metrô, na Capital, terão dois shields, conhecidos como "tatuzões" em operação simultânea. O anúncio foi feito pelo governador Geraldo Alckmin nesta segunda-feira (15), em visita às instalações fabris da nova linha metroviária, em Perus, zona norte da Capital.

O primeiro shield começa a operar em setembro. "É um ‘mega-tatuzão', com 10,2 metros de largura. Ele desembarcará no porto de São Sebastião em maio, chega em junho e vai para a estação São Joaquim", explicou o governador. "Em setembro chegará o outro shield, que começará a operar no início de 2017, vindo para Brasilândia. Serão dois 'mega-tatuzões' simultâneos, um vindo para Brasilândia, na zona norte, e o outro vai para São Joaquim, zona sul", afirmou Alckmin.

A Linha 6-Laranja será uma das maiores de São Paulo, ligando a região noroeste da cidade ao centro (Brasilândia - São Joaquim). Com 15 estações e 15,3 km, a nova linha vai transportar mais de 633 mil pessoas por dia.
Iniciativa do Governo do Estado de São Paulo e supervisionada pela Secretaria dos Transportes Metropolitanos paulista, a Linha 6-Laranja é a primeira linha de metrô no Brasil a ser construída e operada num regime de PPP (parceria público-privada) plena, com obras em andamento desde o ano passado.

A Concessionária Move São Paulo é a empresa responsável pela construção, operação e manutenção da Linha 6-Laranja.

Do Portal do Governo do Estado
READ MORE - Obra da Linha 6 do Metrô terá dois tatuzões em operação simultânea

Em Fortaleza, Pesquisa reflete satisfação dos usuários nos terminais de ônibus

A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), em parceria com o Sindicato das Empresas de Ônibus de Fortaleza (Sindiônibus), realizou pesquisa nos sete terminais de ônibus da Capital e constatou que 88,9% dos usuários avaliam que houve melhoria nos serviços prestados no sistema, desde que a Prefeitura mudou os processos de administração.

A pesquisa nos sete terminais deu-se por meio de um questionário composto por 11 questões objetivas, com as opções “melhorou”, “não percebi mudança”, “piorou”. Foram entrevistados 1.360 usuários sobre os seguintes itens: limpeza, conservação, sinalização, controle de filas e portaria e a presença de pedintes e ambulantes. A margem de erro chega a 3% e o nível de confiança é de 95%.

O perfil dos entrevistados é de 52,1% de público feminino e 47,9% masculino, dentre os quais 79,5% utilizam o terminal diariamente e 20,5% não utilizam diariamente. Entre os usuários entrevistados, foram identificados 14,9% estudantes, 1,6% com mobilidade reduzida e 9% idosos.

Os usuários avaliaram que houve melhorias como a limpeza especificamente a limpeza dos banheiros, quando 87,8% dos entrevistados declararam que melhorou, após a troca e melhor conservação de pias e sanitários.

Apesar da questão da organização das filas tratar-se de uma questão de cidadania e educação, 45,8% consideram que melhorou, 46,5% nao perceberam mudanças e 7,7% piorou.

A respeito da iluminação que foi melhorada com a troca e instalação de novas lâmpadas, 53% considera que melhorou, 44% não percebeu mudanças e 3% acredita que piorou.

Sobre a conservação, pintura e melhorias nos tetos, 42% dos usuários perceberam melhorias, 49,2% não perceberam e 8,8% piorou. Em relação ao reforço da segurança, com a sinalização de faixas amarelas e reforço da pintura das faixas de pedestres, 42,5% consideraram que melhorou, 48,5% não percebeu e 9% acreditam que piorou.

Até o final deste semestre, todos os terminais passarão por reformas e melhorias, sendo entregues em março deste ano os terminais Siqueira e Papicu, que já estão finalizando as manutenções.

READ MORE - Em Fortaleza, Pesquisa reflete satisfação dos usuários nos terminais de ônibus

Exportações de ônibus Volvo já superam vendas no Brasil

A Volvo registrou redução drástica nas vendas de ônibus na América Latina em 2015. As entregas de chassis diminuíram 45% na comparação com 2014, para apenas 1,7 mil unidades. A queda só não foi mais drástica por causa das exportações. As vendas dos veículos produzidos na fábrica da companhia em Curitiba (PR) a outros mercados responderam por 51% do total de negócios, ou 884 unidades. 

Luis Carlos Pimenta, presidente da Volvo Bus para América Latina, espera manter o mesmo equilíbrio este ano com volume semelhante. Segundo ele, a projeção inicial era de aumento das vendas no mercado brasileiro por causa da proximidade das eleições municipais, o que costuma acelerar licitações para chassis urbanos. O início do ano, no entanto, indicou que o cenário não é tão promissor.

“Enquanto o segmento de caminhões está em crise desde o ano passado, o de ônibus enfrenta dificuldades desde 2014 e não devemos ter retomada em 2016”, avalia. Pimenta lembra que a licitação para a compra de ônibus no município de São Paulo, maior mercado do País, foi adiada e só deve acontecer depois de 2017. Também há atrasos em outras capitais, como Porto Alegre (RS). “A única cidade que vem cumprindo os prazos é o Rio de Janeiro, que está implementando corredores de ônibus que devem gerar demanda por 650 modelos pesados.”

No segmento de veículos rodoviários, a nova legislação para transporte viagens interestaduais frustrou as expectativas do setor e não deve ser incentivo intenso para as compras. “O efeito não será tão imediato. Devemos ter volume adicional de 500 a 600 chassis por ano no mercado”, projeta Pimenta.

READ MORE - Exportações de ônibus Volvo já superam vendas no Brasil

Em Sorocaba, Fiscalização na Avenida Itavuvu começará no dia 26 de fevereiro.

A fiscalização das autuações por estacionamento irregular na faixa exclusiva da Avenida Itavuvu, na Zona Norte de Sorocaba (SP), começará apenas no dia 26 de fevereiro. A medida foi anunciada pela Urbes, empresa que administra o trânsito na cidade depois de uma audiência pública na segunda-feira (15). 

De acordo com a Urbes, o adiamento do período de orientação quanto a proibição de estacionamento visa dar mais prazo para que os motoristas se adequem às regras. Implantada em 1º de fevereiro na Avenida Itavuvu, no trecho entre Unidade Pré-Hospitalar (UPH) da Zona Norte e a área de transferênci, a faixa exclusiva para o transporte coletivo tem sete quilômetros de extensão nos dois sentidos de circulação.

A faixa exclusiva opera das 6h às 8h e das 17h às 19h. Proibição de circulação e estacionamento é feita nos períodos de pico, entre 6h e 8h e entre 17h e 19h, não é permitida a circulação de motocicletas, veículos de passeio, utilitários e caminhões na faixa exclusiva.

O estacionamento do lado direito, nos dois sentidos da avenida - no trecho que recebeu a faixa exclusiva - é proibido das 6h às 20h, de segunda a sexta-feira, conforme prevê a sinalização instalada nesses locais. À noite e aos sábados e domingos, o estacionamento é liberado. A avenida já possui outros trechos de proibição de estacionamento em tempo integral que deve ser respeitada pelos condutores.

READ MORE - Em Sorocaba, Fiscalização na Avenida Itavuvu começará no dia 26 de fevereiro.

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960