Em SP, Três ônibus trazem novas tecnologias ao transporte público

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Três ônibus com tecnologias novas foram apresentados pela Prefeitura e pela Secretaria Municipal de Transportes nesta quarta-feira, dia 16, na Estação de Transferência de Itaquera, na Zona Leste. Um dos veículos tem painéis externos de cristal líquido para exibir informações em tempo real sobre as paradas do trajeto. Outro, chegou equipado com os mesmos painéis, mas funcionando com tecnologia de lâmpadas de LED. Já a terceira novidade é um ônibus totalmente movido a bateria e com 15 metros de extensão.

O secretário Jilmar Tatto e o prefeito Fernando Haddad vistoriaram os veículos e contaram detalhes sobre os testes que serão feitos nos equipamentos pela SPTrans, empresa responsável pelo gerenciamento de ônibus na cidade de São Paulo. Em seguida, viajaram na Linha 4310 Itaquera/Parque Dom Pedro II, que liga o bairro da Zona Leste à região central e é conhecida como Golden Line.

O prefeito demonstrou entusiasmo com as novas alternativas em desenvolvimento. “O teste desse tipo de ônibus é importante para São Paulo, para a diminuição da poluição sonora e atmosférica. Esses ônibus ainda são importados, mas logo serão produzidos no Brasil, o que isso significa dizer que teremos uma alternativa ao ônibus a diesel”, declarou Haddad.

Já o secretário de Transportes, Jilmar Tatto, explicou como serão feitos os testes com ônibus iluminados com LED, iguais aos que estão circulando enfeitados para o período de festas de Natal e Ano Novo.  “A engenharia da SPTrans está finalizando o projeto e iremos colocar esses ônibus iluminados para operar, primeiramente, nas linhas noturnas, de modo a tornar os veículos mais visíveis aos usuários”, afirmou o secretário.

Painéis informativos

Os painéis externos dos ônibus irão funcionar vinculados aos equipamentos de GPS dos veículos, ou seja: quando o ônibus partir do terminal principal  displays irão informando os principais pontos de parada e atualizando os dados à medida em que for se aproximando do ponto final.

Serão dois painéis por veículo, um de cada lado. Os dois primeiros veículos com essa tecnologia são do modelo articulado e pertencem à empresa Campo Belo, que deve colocar os carros em operação nos próximos dias.

Bateria é mais uma aposta para o futuro

O ônibus a bateria é outra novidade. Já há um veículo desse tipo circulando desde julho em São Paulo e ele tem 12 metros de comprimento. O que foi apresentado nesta manhã, porém, tem extensão maior: são 15 metros e as baterias ficam armazenadas no assoalho, o que deixa o veículo mais confortável para os passageiros.

Apesar de o modelo estar sendo testado, o ônibus movido a bateria é uma aposta que está sendo estudada para, no futuro, ser mais uma alternativa ao uso do diesel. A previsão é que até o final de fevereiro de 2016 ele esteja operando na cidade.

Golden Line com wi-fi e ar condicionado

A Linha 4310/10, batizada de Golden Line, opera com 100% da frota formada por veículos articulados. Eles também são equipados com wi-fi e mais da metade da frota operando a linha já tem ar condicionado. “Com as faixas exclusivas as pessoas conseguem economizar tempo e enquanto estão no transporte podem ficar na internet e viajar confortavelmente”, observou durante a viagem de ônibus o prefeito Haddad.

Desde o início de 2015, a cidade já ganhou 354 ônibus com wi-fi e 670 estão equipados com ar condicionado. A frota também recebeu câmeras em ônibus e renovou todas as catracas eletrônicas, agora mais modernas e seguras para os usuários.

Assessoria de Imprensa - SPTrans
READ MORE - Em SP, Três ônibus trazem novas tecnologias ao transporte público

CET SP implanta redução de velocidade máxima em mais 14 vias

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) implantará a partir da próxima sexta-feira (18/12) a redução de velocidade máxima em mais 14 vias da capital. As alterações acontecerão na Rua Manoel Barbosa, Avenida Raimundo Pereira de Magalhaes, Estrada de Perus, Avenida Guido Caloi, Avenida Giovanni Gronchi, Estrada do Alvarenga, Avenida José Maria Whitaker, Rua Alvinópolis, Avenida Antônio Batuíra, Avenida Queiroz Filho, Rua Cerro Corá, Rua Conselheiro Moreira de Barros, Avenida Duque de Caxias e Rua Mauá.

A medida está inserida no plano de redução de acidentes viários do Programa de Proteção à Vida. Serão instalados faixas e painéis informativos para orientar os motoristas sobre as mudanças e utilizadas 200 placas de sinalização.

O Programa de Proteção à Vida foi iniciado em 2013, no começo da atual gestão, e busca a redução de acidentes e atropelamentos na cidade ampliando uma série de ações para segurança de todos os agentes do trânsito, especialmente os pedestres. A iniciativa inclui várias frentes, como o CET no Seu Bairro, a implantação de Áreas 40, da Frente Segura (bolsões de parada junto aos semáforos para motociclistas e bicicletas), das faixas de pedestres diagonais em cruzamentos de grande movimento e da redução de velocidade máxima para o padrão de 50 km/h nas vias arteriais. Também foram revitalizados os semáforos de 4.537 cruzamentos na cidade. Com isso, pretende-se melhorar a segurança dos usuários do sistema viário, buscando a convivência pacífica entre todos.


Alterações no Sistema Viário

Rua Manoel Barbosa
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Praça Manoel de Souza Araújo e a Avenida Fuad Luftalla (trecho com 0,4 km de extensão).

Avenida Raimundo Pereira de Magalhaes
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Rua Joana Pedroso dos Santos e a Avenida Fiorelli Peccicacco (trecho com 2,2 km de extensão).

Estrada de Perus
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Via Anhanguera e a Avenida Doutor Sylvio de Campos (trecho com 3,5 km de extensão).

Avenida Guido Caloi
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Ponte Transamérica e a Avenida Guarapiranga (trecho com 1,5 km de extensão).

Avenida Giovanni Gronchi
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Avenida Morumbi e a Avenida João Dias (trecho com 7,1 km de extensão).

Estrada do Alvarenga
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Avenida Nossa Senhora de Sabará e a Estrada Pedreira - Alvarenga (trecho com 5,7 km de extensão).

Avenida José Maria Whitaker
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Avenida Professor Ascendino Reis e a Avenida Afonso Mariano Fagundes (trecho com 1,8 km de extensão).

Rua Alvinópolis (Sentido Centro)
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre o Viaduto Dona Matilde e a Rua Mirandinha (trecho com 0,7 km de extensão).

Avenida Antônio Batuíra
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Avenida das Nações Unidas e a Avenida Pedroso de Morais (trecho com 0,7 km de extensão).

Avenida Queiroz Filho
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Praça Apecatu e a Rua Cerro Corá (trecho com 1,1 km de extensão).

Rua Cerro Corá
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h nos seguintes trechos:
•         Entre a Rua Pio XI e a Rua Bariri – Sentido Centro (trecho com 0,2 km de extensão).
•         Entre a Rua Laura Vicunã e a Rua Alice Macuco Alves – Sentido Centro (trecho com 0,2 km de extensão).
•         Entre a Rua Ajuricaba e a Rua Paumari - Sentido Bairro (trecho com 0,2 km de extensão).

Rua Conselheiro Moreira de Barros
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Rua Voluntários da Pátria e Avenida Parada Pinto (trecho com 2,3 km de extensão).

Avenida Duque de Caxias / Rua Mauá
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre o Largo do Arouche e o Viaduto General Couto de Magalhães (trecho com 1,4 km de extensão).


A Engenharia de Campo da CET vai monitorar e orientar o tráfego na região, visando melhorar as condições de trânsito e preservar a segurança de pedestres e motoristas.

Fale com a CET - Ligue 1188. Atende 24 horas por dia para informações de trânsito, ocorrências, reclamações, remoções e sugestões.  

Informações: Prefeitura de SP

Leia também sobre:
READ MORE - CET SP implanta redução de velocidade máxima em mais 14 vias

Aplicativo SIU Mobile disponibiliza informações sobre ônibus de BH, com funcionalidade para deficientes visuais

Em Belo Horizonte, foi apresentado o aplicativo SIU Mobile BH, que ampliará as facilidades aos usuários do transporte público por ônibus na capital. A ferramenta possibilitará que os usuários visualizem as previsões de chegada dos ônibus nos pontos desejados, através de consultas em seus próprios smartphones. Outra importante e inédita funcionalidade do SIU Mobile BH é a acessibilidade para os deficientes visuais, por meio de um menu especial.

O aplicativo fornecerá as mesmas informações disponíveis nos painéis do SITBus, que se encontram instalados em alguns pontos de embarque e desembarque dos ônibus atualmente. Desta forma, o usuário, com base nas informações do aplicativo, terá condição de gerenciar melhor seu tempo durante o dia, considerando os minutos estimados para a chegada de seu ônibus. Essa condição deverá trazer maior comodidade para os passageiros, pois permitirá seu planejamento e ida ao ponto de ônibus em horário próximo à chega de sua linha.

Acessibilidade

O aplicativo contará também com funcionalidade especialmente desenvolvida aos deficientes visuais, que poderão embarcar de forma independente e segura. O acesso para pessoas com deficiência visual permite que o usuário, devidamente cadastrado, comunique o seu desejo de embarcar ao motorista do ônibus escolhido, através do envio de mensagem ao painel do veículo, equipamento que apresentará o endereço do ponto de ônibus e o nome do passageiro. 

Para os usuários com deficiência visual que já possuam o Cartão BHBUS Benefício Inclusão, o acesso à funcionalidade especial é direto, não necessitando de cadastramento prévio, bastando acessar o menu “Pessoa com Deficiência?”, localizado na parte superior do aplicativo. Para os usuários com deficiência visual que não possuam o Cartão BHBUS Benefício Inclusão, basta que compareçam ao Posto do BH Resolve e façam um cadastro prévio.

Previsão de chegada

Para que sejam calculados os tempos previstos de chegada dos ônibus aos pontos de embarque e desembarque de passageiros, são coletados, em tempo real, dados de localização de todos os ônibus através do GPS, os quais são enviados, via rede de telefonia móvel (GPRS), para um servidor central, responsável pelo processamento e geração das informações. Essas informações, traduzidas em “quantidade de minutos para a passagem do próximo ônibus” podem ser acessadas pelos usuários através de seus smartphones.

Como verificado em quaisquer outros sistemas tecnológicos, a qualidade das previsões depende do pleno funcionamento de todos os equipamentos eletrônicos e redes de comunicação. São cerca de nove mil pontos de embarque e desembarque georreferenciados e cerca de três mil ônibus transmitindo sua localização a cada 30 segundos, além de um conjunto de servidores e redes de comunicação responsáveis pela transmissão dos dados. Eventualmente, em função da inoperância de algum elemento (GPS ou GPRS), as previsões apresentadas para um ou outro veículo podem apresentar pequenas variações.

Os dados referentes às localizações dos próprios usuários também são considerados pelo aplicativo, oferecendo-lhes a condição de consulta dos pontos mais próximos, com as linhas que fazem os atendimentos nestes locais.

O aplicativo é totalmente gratuito e encontra-se disponível nas lojas virtuais de aplicativos disponíveis nos smartphones, bastando entrar no Google Play (para sistema Android) ou na Apple Store (para sistema iOS), devendo os usuários buscarem por “SIU MOBILE BH”. Após baixar o aplicativo, basta se cadastrar, seguindo as instruções contidas na tela inicial do aplicativo.

O desenvolvimento da funcionalidade para pessoas com deficiência do aplicativo SIU Mobile contou com a participação dos representantes do MUDEVI (Movimento Unificado dos Deficientes Visuais), Coordenadoria da Pessoa com Deficiência e do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência.

SITBUS

O aplicativo faz parte do SITBus, que é um sistema integrado de gestão, monitoramento e informação do transporte coletivo que, por meio de ferramentas e equipamentos tecnológicos, tem como objetivo a melhoria da segurança, regularidade, pontualidade e confiabilidade do serviço de transporte coletivo de Belo Horizonte.

Informações: BHTrans

READ MORE - Aplicativo SIU Mobile disponibiliza informações sobre ônibus de BH, com funcionalidade para deficientes visuais

Em Curitiba, Linhas que atendem estudantes têm novos horários nas férias

A partir desta segunda-feira (14), as tabelas horárias do transporte coletivo serão modificadas, até o final do período de férias escolares. Nesta época, há uma redução de, em média, 15% da demanda. As alterações ocorrem principalmente em linhas que atendem escolas e universidades.

Todas as alterações são comunicadas, linha por linha, no Boletim do Transporte, onde é possível conferir, também, o horário em vigor em todas as linhas do sistema. Tanto o Boletim do Transporte quanto a tabela horária estão disponíveis a partir da página inicial do site.

Além do monitoramento do sistema em tempo real, a Urbs também analisa o desempenho dessas linhas podendo promover novas readequações, voltando, inclusive, à tabela horária anterior assim que se mostrar necessário.

Feriados

Na véspera do Natal, dia 24 de dezembro (quinta-feira) os ônibus vão circular com horário de sábado, com reforço. No dia 25 (sexta) será horário de domingo.

No dia 26 (sábado) será feito horário de domingo, mas com funcionamento de linhas que normalmente não operam aos domingos. No dia 27 (domingo), horário de domingo.

Na semana de fim de ano, os ônibus vão rodar com horário de sábado, com reforço, nos dias 28, 29, 30 e 31 de dezembro. No dia 1º de janeiro será horário de domingo e, no dia 02, horário de domingo com funcionamento de linhas que normalmente não rodam aos domingos.

As linhas são monitoradas em tempo real e o Centro de Controle Operacional (CCO) da Urbs e a fiscalização do transporte podem solicitar a entrada de mais ônibus em operação, caso seja necessário. Em função disso, de 24 de dezembro a 02 de janeiro, as empresas vão manter plantão nas garagens para permitir que um ônibus seja colocado em operação assim que for determinado pelo CCO.

Informações: URBS

READ MORE - Em Curitiba, Linhas que atendem estudantes têm novos horários nas férias

Mulheres terão 30% das vagas de trabalho em empresas de ônibus de São Paulo

Todas as empresas que operam o sistema de transporte público em São Paulo deverão reservar, pelo menos, 30% de suas vagas no quadro de empregados para mulheres, como forma de diminuir o preconceito de gênero no mercado de trabalho. O anúncio foi feito na manhã desta quarta-feira, dia 16, pelo prefeito Fernando Haddad, durante viagem de ônibus entre Itaquera e o centro de São Paulo, em um coletivo conduzido por uma motorista.
Ela é a primeira mulher a dirigir um ônibus articulado em Campinas. Seu nome? Erica Aparecida Videschi Bastos, motorista da VB Transportes
A iniciativa é fruto de uma parceria entre as secretarias municipais de Transportes, de Políticas para Mulheres e de Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo. A nova regra foi registrada na Portaria Intersecretarial 002/15-SMT-SMPM-SDTE de 10 de dezembro e publicada no Diário Oficial.

O secretário de Transportes, Jilmar Tatto, acompanhou o prefeito na viagem de ônibus entre a Zona Leste e a região central e valorizou a importância da contribuição feminina ao sistema de transporte coletivo: “As mulheres já estão presentes no sistema e têm de ter cada vez mais oportunidades em todas as categorias profissionais e é isso que estamos estimulando.”

A motorista Silvana Frutuoso da Silva está entre as mulheres que já trabalham para uma empresa de ônibus. Foi ela quem conduziu o veículo da Linha 4310/10 com o prefeito. “Trabalho há quatro anos como motorista de ônibus em São Paulo, amo minha profissão e fico feliz em ver as mulheres ganhando espaço nessa categoria que é carregada de homens.”

A partir de agora, as empresas que fazem o transporte de 10 milhões de pessoas diariamente, terão de realizar ampla divulgação da disponibilidade de vagas para mulheres. Os 30% de reserva se referem à proporção de todo o quadro de funcionários da empresa, sem separação por função ou cargo.

Em uma medida inovadora, a reserva de vagas deve levar em consideração o gênero autodeclarado de cada pessoa, independente dos registros públicos e documentos de identificação. Dessa forma, também é aberto espaço no mercado de trabalho para transgêneros.

“Vamos aprimorar o sistema de transporte com mais diversidade. As mulheres são muito bem vindas no transporte público como profissionais e esse aprimoramento irá trazer muitos bons resultados, inclusive, no que diz respeito ao assédio dentro dos ônibus. A presença de uma mulher na direção do veículo ou como cobradora vai inibir os maus elementos que desrespeitam a mulher. Essa iniciativa vai humanizar o transporte público na cidade”, afirmou o prefeito Haddad.

Essa é mais uma iniciativa da atual gestão na busca para acabar com o preconceito de gênero no mercado de trabalho.

Atualmente, de acordo com o cadastro da SPTrans, 4.903 motoristas e cobradoras de ônibus na capital paulista são mulheres, o que corresponde a 8,7% do total.

Campanha em favor da Mulher

Neste fim de ano, a SPTrans e a Secretaria de Políticas para Mulheres já lançaram uma campanha contra o Assédio Sexual que está sendo veiculada na atual edição do Jornal do Ônibus, afixada nos 15 mil coletivos e nos 29 terminais da cidade.

A campanha incentiva as mulheres em situação de violência a denunciarem seus agressores.

READ MORE - Mulheres terão 30% das vagas de trabalho em empresas de ônibus de São Paulo

Cobrança do metrô de Salvador é adiada para janeiro

Depois de ser anunciada para a próxima quarta-feira (23), a cobrança da tarifa do metrô de Salvador foi prorrogada e só será iniciada no dia 2 de janeiro. O adiamento foi anunciado pelo governador da Bahia, Rui Costa, em evento de entrega de ambulâncias do Samu, nesta quarta-feira (16). Segundo ele, a venda dos bilhetes já estará disponível para os usuários do metrô na próxima segunda (21), mas a cobrança só será feita em 2016. Rui Costa também anunciou que a estação do metrô em Pirajá será inaugurada no dia seguinte, terça-feira (22).

O valor da tarifa do metrô deve ser a mesma cobrada no ônibus municipal, atualmente de R$ 3, conforme o governador. "Eu pretendo conversar com o prefeito de Salvador sobre essa questão da integração. A população de Salvador pagará uma só passagem de ônibus e metrô, ou seja, vai comprar um bilhete e pagar único. A nossa proposta é que pague apenas o mesmo valor que tiver estipulado para o transporte de ônibus urbano", disse Rui Costa.

De acordo com o governador, o evento de inauguração da estação Pirajá contará com a presença da presidente Dilma Rousseff. A previsão inicial era de que a estação de Pirajá tivesse sido inaugurada em junho, mas, segundo o governo, imprevistos como o rompimento de uma adutora na BR-324, a greve dos trabalhadores da construção pesada e chuvas foram responsáveis pelos atrasos nas obras.

O início da cobrança da tarifa do metrô foi adiado várias vezes neste ano, por conta da falta de definição do valor da tarifa. O governo chegou a anunciar que o começo da cobrança seria em junho, adiou para outubro, depois para dezembro.

READ MORE - Cobrança do metrô de Salvador é adiada para janeiro

DF recebe R$ 103 milhões para expandir metrô e VLT

O Ministério das Cidades vai liberar repasses na ordem R$ 103 milhões para que sejam desenvolvidos projetos de expansão da malha ferroviária destinada à locomoção dos passageiros do Distrito Federal. 

Os aportes integram o Pacto da Modalidade Urbana, iniciativa do governo federal para melhorar o transporte público brasileiro e conceder mais qualidade de vida à população. Do total, serão R$ 77 milhões para a elaboração da Linha 2 do metrô e R$ 26 milhões para a construção da Linha 1 do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

A previsão é de que a Linha 2 do metrô possua aproximadamente 8 km de comprimento, interligando a área central à Asa Norte. A Linha 1 do VLT, por sua vez, está estimada em 16 km de extensão, ao longo da avenida W3, e vai beneficiar 115 mil passageiros por dia.

Segundo a pasta, os projetos requerem estudos e avaliações da rede na área central de Brasília, em especial, do Eixo Monumental. Compreende também Pesquisa de Mobilidade Urbana; Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental; Estudo de Impacto Ambiental; bem como análises topográficas e geotécnicas complementares e o anteprojeto de engenharia.

Desde 2003, o governo federal possui uma carteira de investimentos, em Brasília, de R$ 9,55 bilhões. No DF, o total de investimentos é de R$ 9,437 bilhões, sendo R$ 4,221 bilhões para mobilidade urbana. Em todo o Brasil, o valor da carteira de investimentos ultrapassa R$ 566,4 bilhões, com R$ 159,6 bilhões somente para o transporte de passageiros.

READ MORE - DF recebe R$ 103 milhões para expandir metrô e VLT

Por conta do Natal, transporte coletivo em Manaus terá horário estendido até a madrugada

Desta terça-feira (15) até o próximo dia 24 de dezembro, o horário de atendimento das linhas de ônibus troncais do sistema convencional de transporte coletivo urbano de Manaus, que saem do Centro, assim como das linhas alimentadoras, que saem dos terminais de integração, será estendido em função do aumento da demanda de consumidores no período de compras de fim de ano nas áreas de comércio da cidade.
Foto: Raphael Alves
A informação foi divulgada ontem, pela Secretaria Municipal de Comunicação Social (Semcom).

Viagem extra

Com a medida, adotada pela Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), os ônibus que normalmente saem para a última viagem à meia-noite do Terminal da Matriz, localizado no Centro da capital Zona Sul, deverão realizar uma viagem extra, partindo à 1h do terminal e seguindo para os bairros.

As linhas alimentadoras que saem dos terminais de integração T3, no bairro Cidade Nova, Zona Norte, T4, no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste, e T5, no bairro São José Operário, também Zona Leste, na última viagem, acompanharão o horário estendido, com a última partida de coletivo programada, somente, para depois da chegada do último ônibus vindo do Centro.

Informações: A Crítica

READ MORE - Por conta do Natal, transporte coletivo em Manaus terá horário estendido até a madrugada

Atraso é a principal queixa de usuário de ônibus de Campinas

O atraso no horário do ônibus do transporte municipal de Campinas (SP)  é a principal reclamação dos usuários há quatro anos, segundo levantamento da Empresa Municipal de Desenvolvimento (Emdec). A cidade tem uma frota de 1.239 coletivos e 205 linhas.

Os dados da Emdec do primeiro semestre deste ano apontam 5.976 reclamações dos usuários, o que representa uma queda de 27,41% no número de casos em relação ao mesmo período de 2014. Entre as queixas registradas, o não cumprimento dos horários segue sendo a principal.

A segunda maior reclamação dos passageiros é que os motoristas não param no ponto certo. Outras queixas comuns são: motoristas imprudentes, não cumprimento de percurso e não atender embarque/desembarque.

Atrasos
“Todo dia eu passo o meu cartão de ponto atrasado no trabalho. Eu nem tenho mais explicação. Falo para o meu patrão que estou atrasada, parece piadinha minha”,  explica a empregada doméstica Sirlei Souza da Cruz.

Mesma situação enfrentada pela técnica de segurança Lia Ferreira. "Todo dia chego atrasada no meu trabalho. Mesmo se eu sair mais cedo de casa, eu chego atrasada ”, afirma.

Para o especialista em direito civil, Ademar Gerbo, para ser resolvido, o problema precisa ser tratado de uma forma diferente.
“E isso começa à medida que a Emdec faça essa aferição por área. Já que são empresas distintas, nós precisamos fazer esta distinção para saber onde estão os problemas pontuais maiores e as empresas que estão falhando”, afirma.

Ainda segundo o especialista, as sanções vão desde multa até a cassação da permissão para o transporte público.

A Emdec informou, por meio de nota enviada à EPTV, afiliada da TV Globo, que monitora os ônibus em tempo real com a inauguração do Núcleo de Monitoramento de Transporte (NUMT). A empresa disse ainda que acompanha os horários nos terminais e nas ruas com os agentes de mobilidade urbana.

READ MORE - Atraso é a principal queixa de usuário de ônibus de Campinas

Florianópolis terá esquema especial de transporte público no verão 2016

A temporada de verão em Florianópolis deixa ainda mais aparente os problemas de mobilidade urbana. Para tentar amenizar congestionamentos, a prefeitura preparou um esquema especial no transporte público. Além disso, 200 novos taxistas selecionados por licitação devem circular no município até janeiro.

Nas rodovias estaduais de maior movimento, SC-401 e SC-405, a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) promete mais fiscalizações, como mostrou o Jornal do Almoço desta terça-feira (15).
"A mais movimentada é a SC-401, que duplica seu volume de tráfego durante o verão. E também a SC-405, com os acessos principais para as praias do Norte e Sul da Ilha. Essas duas rodovias são as que merecem mais atenção e que vão contar com maior patrulhamento da PMRv", afirma o major Mauro Rezende.

Conforme o major, todo o efetivo será utilizado na temporada, inclusive quem trabalha no serviço burocrático. "Para que a gente possa manter sempre, principalmente, nos pontos críticos uma equipe para num momento pontual intervir e procurar agilizar o fluxo de veículos".
Bafômetro
"Vamos utilizar pontualmente os bafômetros em momentos em que a gente sente a necessidade, principalmente no retorno de festas", diz Rezende.

Linhas de ônibus
De acordo com o secretário de Mobilidade Urbana de Florianópolis, Vinicius Cofferri, as linhas de ônibus terão horários diferenciados para as praias.
"Nós temos um planejamento todo especial para o verão. Nós temos a mudança das linhas de ônibus. Algumas linhas escolares são transferidas para os balneários. No transporte coletivo há um incremento de horários para o Norte, Sul e Leste da Ilha. Tudo isso estará disponível no site da secretaria", diz Cofferri.

De acordo com a assessoria de comunicação da secretaria, os horários devem ser divulgados a partir desta quarta (16) no site da pasta.

READ MORE - Florianópolis terá esquema especial de transporte público no verão 2016

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960