Belo Horizonte ganha 25 novos radares nesta terça-feira

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Belo Horizonte terá mais de 20 novos radares a partir desta terça-feira (1º). Dois deles vão atuar de forma conjunta na fiscalização de invasão de faixa exclusiva para ônibus e no excesso de velocidade na Praça Rio Branco, entre a rua da Bahia e a avenida Amazonas.

Outro equipamento foi instalado na avenida Presidente Antônio Carlos, 6627, e vai atuar no controle do excesso de velocidade. Segundo a BHTrans, outros 23 equipamentos foram instalados para fiscalizar o avanço de semáforo em diversos pontos da cidade. 

Ainda de acordo com a empresa, a fiscalização "é um mecanismo que reduz consideravelmente o número de vítimas no trânsito."

Veja os locais que ganharão radares a partir desta terça-feira:

Avanço de semáforo

-Av. Barbacena esquina com Av. Amazonas, no sentido Sto. Agostinho / BarroPreto
-Av. Francisco Sá esquina com Av. Amazonas, no sentido Prado / Gutierrez 
-Av. Amazonas esquina com Av. Barbacena, sentido Centro / Bairro -Av. Barbacena esquina com Av. Amazonas, no sentido Barro Preto / Sto.Agostinho  
-Av. Waldomiro Lobo esquina com Av. Cristiano Machado, no sentido Heliópolis / Guarani (Alça Direita)  
-Av. Waldomiro Lobo esquina com Av. Cristiano Machado, no sentido Guarani / Heliópolis
-Av. Waldomiro Lobo esquina com Av. Cristiano Machado, no sentido Heliópolis Guarani 
-Av. Cristiano Machado esquina com Av. Waldomiro Lobo Centro / Bairro 
-Av. Francisco Sá esquina com Av. Amazonas, no sentido Gutierrez / Prado 
-Av. Cristiano Machado esquina com Av. Waldomiro Lobo, no sentido  Bairro / Centro
-Av. Dom Pedro I, nº 1.220 , no sentido Centro / Bairro 
-Av. Dom Pedro I, oposto ao nº 1.220 – Pista Exclusiva, no sentido Bairro/Centro 
-Av. Dom Pedro I, nº 1.220 – Pista Exclusiva , no sentido Centro/Bairro 
-Av. Pres. Antônio Carlos, nº 8.151 – Pista Exclusiva, no sentido Bairro/Centro
-Av. Pres. Antônio Carlos, oposto ao nº 8.151 – Pista Exclusiva, no sentido Centro/Bairro   
-Av. Pres. Antônio Carlos, oposto ao nº 3.520 – Pista Exclusiva, no sentido Bairro/Centro     
-Av. Pres. Antônio Carlos, nº 3.520 – Pista Exclusiva, no sentido Centro/Bairro   
-Av. Pres. Antônio Carlos, oposto ao nº 2.678 – Pista Exclusiva, no sentido Bairro/Centro    
-Av. Pres. Antônio Carlos, nº 2.678 – Pista Exclusiva, no sentido Centro/Bairro   
-Av. Pres. Antônio Carlos, nº 1.089 – Pista Exclusiva, no sentido  Bairro/Centro  
-Av. Pres. Antônio Carlos, oposto ao nº 1.089 – Pista Exclusiva, no sentido Centro/Bairro     
-Av. Pres. Antônio Carlos, nº 521 – Pista Exclusiva, no sentido Bairro/Centro   
-Av. Pres. Antônio Carlos, oposto ao nº 521 – Pista Exclusiva, no sentido Centro/Bairro 

Excesso de velocidade e invasão de faixa exclusiva

-Praça Rio Branco entre R. Curitiba e R. dos Caetés -Praça Rio Branco entre R. dos Caetés e R. Curitiba

Excesso de velocidade

-Av. Presidente Antônio Carlos,6627, no sentido Bairro/Centro 

READ MORE - Belo Horizonte ganha 25 novos radares nesta terça-feira

Grande Recife lança campanha para diminuir atos de vandalismo no sistema BRT

Um número alto e preocupante, 65% das estações do sistema de BRT (Bus Rapid Transit) já foram vítimas de atos de vandalismo na Região Metropolitana do Recife. Das 38 estações de embarque e desembarque, 24 já sofreram depredações, gerando um prejuízo de quase 150 mil reais ao estado.

Para tentar diminuir os prejuízos e preservar as estações, o Grande Recife Consórcio lançou a campanha para incentivar a população a denunciar o vandalismo contra o transporte público. 

Com a mensagem “Equipamento Depredado – Os danos causados por vândalos custam caro para o cidadão”, 12 estações dos corredores Norte-Sul e Leste-Oeste receberam a ação.

Imagem: Diário de Pernambuco
Informações: CBN Recife

READ MORE - Grande Recife lança campanha para diminuir atos de vandalismo no sistema BRT

População de Curitiba enfrentou greve parcial de ônibus nesta terça-feira

A greve parcial de motoristas e cobradores em Curitiba, que foi deflagrada na madrugada desta terça-feira (1º), encerrou por volta das 10h30. Os trabalhadores reclamaram por não ter recebido o pagamento da primeira parcela do 13º salário, que deveria ter sido paga na segunda-feira (30).

Os funcionários também reclamaram dos atrasos constantes com relação ao adiantamento salarial, conhecido como “vale". Com a regularização da parcela do décimo, os funcionários voltaram normalmente ao trabalho na capital.

As empresas Viação Tamandaré e Empresa de Ônibus Campo Largo Ltda foram as últimas a fazer o depósito. Os funcionários retornaram ao trabalho depois das 12h40.

A paralisação atingiu 15% da frota e prejudicou principalmente as linhas da região central e Região Metropolitana. Dos 12 mil motoristas e cobradores, pelo menos dois mil cruzaram os braços durante esta manhã para reclamar da falta de pagamento.

Conforme o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc), Mais de dois milhões de usuários dependem dos 1.945 ônibus de 356 linhas da Rede Integrada de Transporte entre a capital e Região Metropolitana.

No dia 23 de novembro, cerca de 400 motoristas e cobradores da empresa Araucária Transporte Coletivo Limitada Urbana também decidiram paralisar parcialmente as atividades para reclamar de atrasos no pagamento do vale.

Por Adriana Justi
Informações: G1 PR

READ MORE - População de Curitiba enfrentou greve parcial de ônibus nesta terça-feira

Em SP, Idosos e portadores de deficiências terão acesso mais fácil nos ônibus

A partir deste domingo, 6 de dezembro, um novo sistema implantado nas catracas dos veículos facilitará o embarque de idosos e pessoas portadoras de deficiência nos ônibus do transporte coletivo municipal. Dessa forma, quem tiver o bilhete especial precisará encostar o cartão apenas uma vez no validador. Feito esse procedimento, a liberação da catraca será automática.

A medida está sendo viabilizada pela SPTrans a partir da instalação de câmeras que fazem o mapeamento facial do portador do bilhete, identificando se ele é o detentor do benefício. Com a tecnologia, a expectativa é de que haja maior rapidez, facilidade e comodidade no embarque para idosos e deficientes usuários de ônibus.

“Este é mais um procedimento que facilitará a vida dos usuários e, também, contribuirá para a melhoria da prestação do serviço”, afirma o Secretário Municipal de Transportes, Jilmar Tatto.

O sistema de registro da passagem de idosos e portadores de deficiências pelas catracas vinha sendo feito de forma conjunta com o cobrador, ou seja: para haver a liberação da catraca o passageiro precisava encostar seu bilhete no validador e o cobrador devia passar outro cartão, conhecido como “Bordo”, para ir para a próxima fase, que seria o reconhecimento do titular do cartão. Feito isso, os donos dos bilhetes especiais ainda tinham que fazer o mesmo procedimento com o bilhete no equipamento, para que só assim fosse liberada a passagem do usuário pela catraca.

Essa é mais uma tecnologia que aumentará a fluidez no embarque. Ela se soma às outras já adotadas em veículos com duas catracas e ao sistema de pré-embarque nos terminais. Com a nova medida, além do ganho na rotina dos usuários do Bilhete Especial, todos os passageiros do sistema serão beneficiados, em razão de mais uma diminuição no tempo de viagem.

READ MORE - Em SP, Idosos e portadores de deficiências terão acesso mais fácil nos ônibus

Em Salvador, Acordo unificará tarifas de metrô e ônibus

A integração dos ônibus de Salvador e da Região Metropolitana com o metrô da capital - acertada na última sexta-feira entre governo estadual, prefeitura e concessionárias - vai provocar a unificação das tarifas desses três sistemas.
Joá Souza l Ag. A TARDE
A divulgação oficial do modelo está inicialmente prevista para esta segunda-feira, 30, mas pode ser alterada, para que esteja assegurada a clareza dos termos   e não sejam gerados eventuais ruídos de comunicação.

Fontes ouvidas pela  reportagem de A TARDE garantem que ainda esta semana os detalhes definidos serão publicados. O acordo, segundo apuração de A TARDE, foi aprovado tanto pela CCR Metrô Bahia quanto pelo Sindicato de Transporte de Passageiros de Salvador (Setps). Outra ideia ventilada anteriormente, da criação de um sistema de ônibus exclusivo para alimentação do metrô, que circularia em um raio de 5 km no entorno das estações, foi descartada pelas partes.

Essa proposta, que excluiria a integração dos trens com as linhas que atualmente já existem na cidade, havia sido definida no contrato que transferiu a responsabilidade das obras e da operação do metrô da prefeitura para o governo do estado da Bahia. 

Até o começo da semana,   esta era considerada a mais viável por gestores municipais. Porém, o governo do estado e os empresários de ônibus da capital baiana discordavam dessa posição.

Detalhes
As secretarias de Comunicação Social (Secom) e de Desenvolvimento Urbano (Sedur) confirmam que a divulgação do acordo depende apenas dos últimos ajustes. Já o secretário municipal de Mobilidade, Fábio Mota, preferiu não comentar o assunto. Diz que a responsabilidade pela divulgação ficou com o governo.

O prefeito  ACM Neto também evitou divulgar mais informações sobre o acordo. Ele disse que prefere "esperar o governador decidir de que maneira quer fazer esse anúncio".
"O assunto está resolvido, agora vamos esperar o momento de o governo  anunciar. Já fechou o valor, haverá integração total dos ônibus com o metrô. Ontem, ao fim do dia, foi fechado um acordo que envolve todas as partes: o transporte metropolitano, o transporte urbano e o  metrô", afirmou o líder do Executivo municipal.

Até o fechamento desta edição, o valor da tarifa também não havia sido divulgado, mas, em modelos de integração tarifária desse tipo, um único sistema de bilhetagem tem que ser criado. Caso Salvador siga a mesma lógica, o Salvador Card e o Metropasse da Região Metropolitana darão lugar a um cartão que poderá ser usado em qualquer modal de transporte.

O contrato que transferiu o modal para o governo estadual previa uma tarifa de integração fixada de R$ 1,10. Nesse caso, o passageiro pagaria esse valor ao pegar um ônibus ou metrô duas horas após ter embarcado em um dos dois modais, não tendo que pagar duas tarifas.

Por Luan Santos
Informações: A Tarde Online


READ MORE - Em Salvador, Acordo unificará tarifas de metrô e ônibus

Florianópolis deve ter 1º trecho de corredor para ônibus até 2018

A região da Grande Florianópolis deve ter o primeiro trecho de corredor exclusivo para ônibus em 2018. A afirmação é secretário de Estado do Planejamento, Murilo Flores, durante a apresentação do Plano de Mobilidade Urbana Sustentável da Grande Florianópolis (Plamus).

O incentivo ao transporte coletivo foi apontado como a alternativa para melhorar o trânsito na região. A implantação do sistema BRT (Bus Rapid Transit) ganhou destaque entre as sugestões. O plano foi apresentado na sexta-feira (27).

“A nossa prioridade é a implantação do BRT, com corredores exclusivos para ônibus modernos e confortáveis, o que vamos fazer por meio de parceria público privada. Estamos estudando o modelo a ser implantado e a proposta é de que até 2018 o primeiro trecho esteja funcionando”, afirmou o secretário de Estado do Planejamento, Murilo Flores.

Com o estudo, também foram sugeridas medidas de curto prazo para melhorar o tráfego entre a Ilha e o Continente, como licitação de serviço de guincho e integração dos órgãos de gestão de trânsito nos níveis federal, estadual e municipal para dar respostas rápidas na região metropolitana. Outra medida é melhorar a sinalização e eliminar os entrelaçamentos nas pontes.
No caso da Via Expressa, as sugestões de curto prazo são implantação de terceiras faixas, melhorias na geometria dos acessos e integração da operação com as pontes.

A Superintendência de Desenvolvimento da Região Metropolitana (Suderf) é a responsável por garantir que o modelo de gestão funcione de maneira integrada entre estado e municípios. O órgão foi criado no fim do ano passado para gerenciar os serviços de interesse comum na região metropolitana, em conjunto com os municípios, conforme as diretrizes definidas pelo recém-aprovado Estatuto da Metrópole (Lei Federal 13.089/2015).

O Plamus
Foram dois anos de estudos, levantamentos, análises e proposições. O conteúdo completo dos 19 relatórios, somando mais de 5.000 páginas, está disponibilizado para consulta. O relatório final pode ser encontrado no site do BNDES. Outros documentos relacionados também podem ser achados na página.

O estudo técnico foi para apresentar soluções para os problemas de mobilidade urbana dos 13 municípios da Grande Florianópolis: Anitápolis, Rancho Queimado, São Bonifácio, Angelina, Antônio Carlos, Águas Mornas, São Pedro de Alcântara, Santo Amaro da Imperatriz, Biguaçu, Governador Celso Ramos, São José, Palhoça e Florianópolis.

READ MORE - Florianópolis deve ter 1º trecho de corredor para ônibus até 2018

Em Teresina, 70 estações de embarque e desembarque serão construídas em corredores exclusivos

As modificações em vias urbanas de Teresina continuam. As obras na avenida Miguel Rosa, zona sul de Teresina, seguem diariamente onde está sendo construído um corredor exclusivo segregado, onde os passageiros irão embarcar e desembarcar através de estações construídas no canteiro central da avenida.

O objetivo é agilizar o trânsito dos ônibus aos terminais de integração reduzindo o tempo das viagens. “Os corredores são chamados segregados porque eles tem separação física das faixas de rolamento. Então elas serão sinalizadas através de taxo e ele é exclusivo porque contemplará apenas os ônibus. Cada estação será implantada faixa de pedestre”, disse Cíntia Machado, diretora de transporte público da STRANS.

Ao todo serão construídos seis corredores exclusivos segregados nas principais avenidas da capital. Ao longo deles serão implantadas cerca de 70 estações de embarque e desembarque climatizadas a fim de beneficiar os usuários. Os recursos em torno de R$ 30 milhões são oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento. O primeiro terminal de integração deverá começar a funcionar no mês de janeiro de 2016.

READ MORE - Em Teresina, 70 estações de embarque e desembarque serão construídas em corredores exclusivos

Em Sorocaba, Urbes fiscalizará faixas exclusivas

Nesta segunda-feira (30) a faixa exclusiva da Avenida General Carneiro completa quinze dias de funcionamento e, após duas semanas de constante orientação aos motoristas, a partir do dia 2 de dezembro os agentes de trânsito da Urbes passarão a autuar quem desrespeitar a proibição de estacionamento ao longo do corredor exclusivo para o transporte coletivo e bicicletas.

As multas serão aplicadas aos condutores que estacionarem em local proibido nos horários especificados pela sinalização de trânsito.

A Urbes destaca que os motoristas, em sua grande maioria, vêm respeitando as faixas exclusivas, conforme acompanhamento feito através dos agentes e das câmeras de monitoramento de trânsito. “Em 15 dias de operação das faixas exclusivas o respeito a este novo sistema tem sido muito bom. O Transporte Coletivo obteve um ganho de tempo médio de 16% nos deslocamentos pela Avenida General Carneiro”, assevera Renato Gianolla, diretor presidente da Urbes.

Circulação sobre a faixa
Os agentes de trânsito da Urbes continuarão a orientar até dia 15/12 os motoristas sobre a proibição de circulação no corredor exclusivo no período determinado pela sinalização, quando o período de orientação completará 30 dias. Depois disso, o sistema implantado entrará no rol de fiscalização dos agentes, a exemplo de outras vias da cidade.

Código de Trânsito Brasileiro
Estacionar o veículo em locais e horários proibidos especificamente pela sinalização está previsto no Art. 181, inciso 18 do Código de Trânsito Brasileiro. A infração é média, gera 4 pontos na carteira do condutor e multa no valor de R$ R$ 85,13. A medida administrativa é a remoção do veículo.

Sobre a faixa exclusiva
A faixa exclusiva tem por objetivo agilizar e privilegiar o deslocamento dos modais do transporte coletivo, além de melhorar as condições de circulação do trânsito naquelas vias.

Ela opera das 6h às 8h e das 17h às 19h e pode ser utilizada pelo transporte coletivo urbano, transporte especial, fretamento com passageiros, taxis com passageiros, transporte escolar com passageiros, transporte intermunicipal e suburbano e veículos em operações emergenciais como ambulâncias, bombeiros e viaturas de polícia. As bicicletas com aro 20 ou acima também utilizarão estas faixas para circulação, em compartilhamento com o transporte coletivo.

Informações: G1 Sorocaba

Leia também sobre:
READ MORE - Em Sorocaba, Urbes fiscalizará faixas exclusivas

Florianópolis descarta VLT e Monotrilho e deve construir BRT

Na sexta-feira, 27 de Novembro, foi apresentado o Plano de Mobilidade Urbana Sustentável da Grande Florianópolis (Plamus), onde estudos indicam que os futuros projetos de mobilidade devem contemplar a adoção de sistemas de corredores de ônibus do tipo “Bus Rapid Transit” (BRT).

Durante os trabalhos, que foram financiados pelo BNDES, também levou em conta o uso mistos de modais, entre ônibus, Veículos Leves sobre Tilhos (VLT) e Monotrilho. Porém, os meios de transportes sobre tilhos foram descartados, por a análise os considerar como de “alto custo”.

Os estudos devem nortear as ações do governo local em favor da mobilidade em um horizonte até o ano de 2040. A curto prazo, o Plamus prevê investimentos de R$ 3 bilhões em dez anos, metade disso no sistema BRT. O modelo deve ser implantado através de parcerias público-privadas, por meio de concessão.

“A nossa prioridade é a implantação do BRT, com corredores exclusivos para ônibus modernos e confortáveis, o que vamos fazer por meio de parceria público privada. Estamos estudando o modelo a ser implantado e a proposta é de que até 2018 o primeiro trecho esteja funcionando” — afirmou o secretário de Planejamento, Murilo Flores.

O plano prevê modificações em vias importantes da Capital de Santa Catarina e das cidades vizinhas, como as avenidas Mauro Ramos, a SC-401 e a BR-101. Em 10 anos, a malha cicloviária deve saltar de 64 para 350 quilômetros.

Por Renato Lobo
Informações: Portal ViaTrolebus

READ MORE - Florianópolis descarta VLT e Monotrilho e deve construir BRT

Greve parcial de ônibus em Curitiba e Região nesta terça

Curitiba e as cidades da Região Metropolitana estão com greve parcial de ônibus nesta terça-feira (1.º). As atividades estão paralisadas nas seis empresas que não pagaram a primeira parcela do 13.º salário no prazo, que venceu nesta segunda-feira (30). Por volta das 8h o terminadl do Hauer, em Curitiba, era só fila. Passageiros não conseguiam embarcar nos biarticulados sentido Centro. Além do Hauer, passageiros enfrentam atrasos no Sítio Cercado, Boqueirão e Pinheirinho.

Cinco empresas que atuam na Grande Curitiba tem funcionários em greve. A informação foi atualizada pelo sindicato que representa os motoristas e cobradores (Sindimoc) nesta manhã. São elas: Consórcio Pioneiro (Sorriso, Tamandaré Filial). Na RMC: Tamandaré, Campo Largo e Araucária seguem em greve.

Em Curitiba, ontem, o pagamento deixou ser feito pelo Consórcio Pioneiro, formado pelas empresas Cidade Sorriso, Tamandaré Filial e São José dos Pinhais Filial - as três não fizeram o acerto. A empresa CDD pagou, mas também pararia por fazer parte do mesmo consórcio. A previsão do sindicato é de que a frota funcione com 50% do efetivo nessas quatro empresas. Os outros dois consórcios que operam na capital realizaram o pagamento da primeira parcela do 13.º nesta segunda-feira.

Entre as linhas que podem ser afetadas na capital estão a Santa Cândida/Capão Raso, Pinhais/Rui Barbosa, Boqueirão, Circular Sul, Pinheirinho Carlos Gomes e o ligeirão Boqueirão. Outros consórcios que não irão parar operam essas linhas, por isso elas não devem deixar de circular por completo, mas podem ocorrer atrasos.

A diretoria de transportes da Urbs trabalha para garantir veículos em todas as linhas afetadas. No caso dos expressos, ligeirinhos e interbairros, a frota deve ser garantida por empresa que não estão em greve, e que já atuam normalmente nestas linhas.

Além disso, a Urbs deve remanejar carros para as linhas convencionais e alimentadores operados exclusivamente pelas quatro empresas afetadas. Além disso, o município conta que 50% da frota deve estar na rua.

O sindicato dos trabalhadores informou que a greve parcial será encerrada aos poucos – os funcionários de cada uma das empresas voltarão ao trabalho quando o salário cair na conta.

Se for necessário, a Urbs vai cadastrar carros particulares nesta terça-feira e eles poderão cobrar uma tarifa fixa – ainda não informada.

Informações: Paraná Online

READ MORE - Greve parcial de ônibus em Curitiba e Região nesta terça

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960