Prefeitura de São Paulo lança edital voltado a tecnologias para mobilidade urbana

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Projetos de aplicativos, softwares e ferramentas digitais com foco em trânsito e transporte receberão, juntos, até R$ 4,3 milhões. Iniciativa do MobiLab é voltada a pequenas empresas, startups e pessoas físicas.

A Prefeitura de São Paulo publicou nesta terça-feira (24) um edital de concurso público para seleção e contratação de novos projetos de tecnologia da informação e da comunicação, com foco em mobilidade urbana. Serão selecionados até 14 projetos, entre aplicativos para smartphones, softwares para computadores e ferramentas digitais. O edital completo está no portal e-negócios.

Podem participar apenas micro empreendedores individuais, microempresas ou empresas de pequeno porte, além de projetos realizados por pessoas físicas,com no mínimo dois proponentes. As inscrições devem ser realizadas até 8 de janeiro de 2016, no gabinete da São Paulo Transportes (SPTrans), no centro. Os resultados serão publicados no dia 11 de janeiro. 

Os recursos que serão destinados aos projetos selecionados somam mais de R$ 4,3 milhões.O tema “Central de operação de semáforos de tempo fixo”, para permitir a comunicação com as redes de semáforos por meio de GPRS, receberá a maior quantia, no valor de R$ 835 mil. A solução deve incluira possibilidade de comandar planos, horários e receber alarmes de falhas, além da criar interface gráfica georreferenciadapara cadastramento e gestão das redes de semáforos de tempo fixo. Veja os outros 13 tipos de projetos pedidos no edital.

Os projetos serão desenvolvidos no MobiLab, Laboratório de Mobilidade da Secretaria Municipal de Transportes (SMT), criado pela Prefeitura em 2014, pelo período de, no máximo, 12 meses, com início previsto para fevereiro do próximo ano. As criações devem priorizar o sistema open-source (código aberto) e a utilização pelo municípcio.

O edital já havia sido apresentado a jovens programadores e representantes de startups em setembro, no Centro Cultural São Paulo (CCSP), durante o evento “Mobicidade e Governo Aberto”, que integrou a programação da Semana da Mobilidade 2015.

MobiLAB
O Laboratório de Tecnologia e Protocolos Abertos para Mobilidade Urbana foi lançado em março do ano passado, para incentivar a criação de aplicativos para smartphones e tablets, desenvolver softwares e dispositivos para semáforos, radares, GPSs e para todos os demais aparelhos usados com o propósito de contribuir para a solução e modernização dos sistemas existentes. 

O laboratório tem grupos de pesquisa, cada qual com um foco diferente em mobilidade urbana, formados por estudantes do ensino médio até especialistas em Tecnologia da Informação (TI), que recebem bolsa de pesquisa, com apoio financeiro da Fundação de Apoio à Universidade de São Paulo (FUSP). As bolsas variam de R$ 351,90 a R$ 5.908,80, de acordo com currículo, experiência na área e horas de dedicação semanais ao projeto. 

A primeira atividade promovida pelo laboratório foi a Hackatona, realizada em março pela CET, em parceria com a FUSP. Participaram da maratona 51 hackers e 15 projetos relacionados à área. O vencedor foi o aplicativo 'Como estou dirigindo?', que avalia como motoristas estão dirigindo a partir da inclusão de dados como placa do e modelo do veículo. Pelo projeto, a equipe Mil Diálogos, responsável por sua execução, recebeu um prêmio no valor de R$ 10 mil.

Informações: SPTrans

Leia também sobre:
READ MORE - Prefeitura de São Paulo lança edital voltado a tecnologias para mobilidade urbana

Grande Recife: Linha TI Camaragibe/TI Macaxeira ganha 15 novos ônibus

Os usuários da linha 2490 – TI Camaragibe/TI Macaxeira ganharão mais conforto nos seus deslocamentos, a partir deste sábado (28). É que a linha ganhará 15 novos veículos. Esses ônibus são equipados com ar-condicionado, motor traseiro, suspensão pneumática, além de terem 20% a mais em capacidade de transporte.  

Os novos ônibus também irão realizar embarque e desembarque em três estações de BRT do Via Livre Leste/Oeste, localizadas na Rodovia PE-05, em Camaragibe, são elas: Areinha, Barreiras e Padre Cícero.

Os usuários desta linha devem ficar atentos, os ônibus não terão cobrador e só aceitarão pagamento através do Vale Eletrônico Metropolitano (VEM). Quem ainda não possui o cartão, pode adquirir nas estações do Via Livre BRT, nos Terminais Integrados de Camaragibe e da Macaxeira ou nos Pontos Certos, espalhados pela Região Metropolitana. A aquisição do VEM custa R$3,00 e deve ter carga mínima de R$7,00. 

Para mais informações, os usuários dispõem da Central de Atendimento ao Cliente, no 0800.081.0158. 

READ MORE - Grande Recife: Linha TI Camaragibe/TI Macaxeira ganha 15 novos ônibus

Greve de ônibus descartada na Grande Vitória após acordo

O Sindicato dos Rodoviários da Grande Vitória entrou em acordo com os empregadores e descartou um movimento de greve para os próximos dias.

Com o acordo coletivo selado nesta quarta-feira (25), motoristas e cobradores vão receber um reajuste de 6% nos salários de novembro e dezembro, além de 4% acrescidos em janeiro de 2016. 

Os rodoviários também receberão aumento de R$ 1,50 no auxílio refeição de novembro e dezembro. A partir de janeiro serão acrescidos mais R$0,50.

Uma das reivindicações mais antigas dos trabalhadores, motivo de várias paralisações, também foi atendida. A operadora do plano de saúde foi alterada e os níveis do convênio foram ampliados.

Informações: Sim Notícias

READ MORE - Greve de ônibus descartada na Grande Vitória após acordo

No Recife, Corredor Norte/Sul ganha nova estação

O Corredor Norte/Sul do BRT Via Livre passará a contar com mais uma estação em funcionamento, a partir desta quinta-feira (26). A estação Cruz de Rebouças, localizada na Rodovia PE-15, em Igarassu, logo após o Terminal Integrado de Igarassu, passará a atender aos usuários da linha 1946 – TI Igarassu (PCR). 

Com a inauguração, o corredor passa a ter 24 estações em funcionamento, das 28 previstas, são elas: Cruz de Rebouças, Abreu e Lima, José de Alencar, Hospital Central, São Salvador do Mundo, Cidade Tabajará, Jupirá, Aloísio Magalhães, Bultrins, Quartel, Sítio Histórico, Mathias de Albuquerque, Kennedy, Tacaruna, Santa Casa da Misericórdia, Araripina, IEP, Treze de Maio, Riachuelo, Praça da República, Nossa Senhora do Carmo, Maurício de Nassau, Istmo do Recife e Forte do Brum.

Para mais informações, os usuários dispõem da Central de Atendimento ao Cliente, no 0800.081.0158. 

Informações: GRCT

READ MORE - No Recife, Corredor Norte/Sul ganha nova estação

BRT DF funciona aos trancos e barrancos

Criado com a promessa de encurtar distâncias e de fazer com que os usuários passassem mais tempo com as famílias, o BRT funciona aos trancos e barrancos no DF. Depois de vários testes e problemas, o veículo leve sobre pneus foi posto em circulação sem a licença  obrigatória para operação. E assim permanece, segundo o Governo do DF, porque não há dinheiro em caixa para os trâmites legais. 

Em nota conjunta com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), o  Instituto Brasília Ambiental (Ibram) confirma que a licença de instalação expedida em 2011 para o BRT está vencida.   

Segundo o DER, a licença de operação foi solicitada ao Ibram  ainda durante a vigência da licença de testes, em 2014, mas nem todas as condicionantes foram cumpridas, pois faltou o Plano Básico Ambiental.

A licitação para elaboração deste documento já foi realizada pelo DER, diz o texto. “Porém, por indisponibilidade financeira, o contrato ainda não foi assinado”, confirma a nota encaminhada pela assessoria de imprensa do instituto.

Em janeiro deste ano, um aviso de requerimento de prorrogação de licença de instalação foi publicado no Diário Oficial do DF. O texto, datado do dia 22, é assinado pelo diretor-geral do órgão, Henrique Luduvice.  

Fiscalização

De acordo com o Ibram, o Serviço de Fiscalização do  órgão “ já está analisando o processo para fazer as autuações devidas”.  Nos bastidores, no entanto, a informação é de que não há servidores suficientes para fiscalizar e autuar.  

O DER informou que aguarda, agora, a disponibilidade de orçamento para assinar o contrato com a empresa vencedora  da licitação para  elaborar o Plano Básico Ambiental.

A licença de instalação, segundo o próprio Ibram, autoriza a instalação do empreendimento ou da atividade de acordo com as especificações constantes dos planos, programas e projetos aprovados, incluindo as medidas de controle ambiental e demais condicionantes, exigências ou restrições apresentadas pelo Ibram. Esta licença, informa o instituto, “autoriza o início da obra ou do serviço no local do empreendimento, porém, não autoriza seu funcionamento”.

A Licença de Operação, por sua vez, é o documento que autoriza o funcionamento da atividade ou do empreendimento, após a verificação  das exigências. “Contém as medidas de controle ambiental e condicionantes determinadas para a operação”.

Ampliação

Depois de um dia de caos e de protesto de passageiros, o DFTrans anunciou o aumento de circulação de ônibus do BRT para a W3 Sul.  A partir de hoje, mais 16 veículos ampliarão o sistema.   

No Gama, a linha 2205/W3 Sul operará das 5h30 às 8h15 — com mais duas viagens —, e a 2303/W3 Sul, em Santa Maria, das 5h10 às 8h15 — aumentando para três a quantidade de viagens. 

As novas linhas com destino à W3 Sul começaram a operar no sábado. O novo percurso, divulga o governo,  diminui o tempo de viagem em 17 minutos, saindo de Santa Maria, e em 18 minutos, do Gama. 

Com os novos horários, a linha do Park Way (2207/Park Way/W3 Sul), que antes circulava das 8h às 15h45, passará a rodar das 8h30 às 15h45.

Por Milena Lopes
READ MORE - BRT DF funciona aos trancos e barrancos

Região Metropolitana de Curitiba deverá ter até 3 mil novos abrigos de ônibus

Os prefeitos da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) discutiram nesta terça-feira (24) a compra conjunta de abrigos de ônibus por meio de programa da Secretaria Estadual do Desenvolvimento Urbano, Paranacidade, Fomento Paraná e Secretaria Estadual da Administração e Previdência. O assunto foi tratado durante a 2ª reunião conjunta dos Conselhos Deliberativo e Consultivo da RMC, realizada em Curitiba. 

“Em muitos pontos a população fica ao desabrigo. Por meio de um Registro de Preços, juntos, podemos colocar até 3.000 novos abrigos de ônibus na RMC”, disse o secretário do Desenvolvimento Urbano, Ratinho Junior. “Os serviços têm de ser melhorados e as soluções devem ser encontradas em conjunto, algumas são complexas e outras bem simples”, afirmou o secretário, que participou da reunião de prefeitos, junto com o presidente da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec), Omar Akel. 

NOVAS PARCERIAS - Os prefeitos também avaliaram novos planos em parcerias, destinados à mobilidade e transporte, saneamento e meio ambiente, desenvolvimento econômico e social, habitação e desenvolvimento urbano. O encontro também discutiu o sistema do transporte coletivo metropolitano e o equilíbrio econômico-financeiro em função dos aumentos dos insumos e da tributação. 

“O Governo do Estado tem procurado fazer as readequações no sistema de transporte que tragam melhorias e, ainda, o menor prejuízo e ônus à população”, afirmou Omar Akel. A licitação do transporte coletivo, cuja modelagem está sendo realizada, e que deverá contar com a participação efetiva dos prefeitos, foi um dos temas da reunião. 

Os planos em parceria com os prefeitos devem resultar em uma readequação da rede de transporte urbano, com novos corredores de mobilidade urbana na RMC. 

DIÁLOGO - O presidente da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba e prefeito de Contenda, Carlos Stabach, falou sobre a importância desta reunião. “É uma abertura de diálogo, que encoraja a participação dos prefeitos em novas parcerias. A compra desses abrigos de ônibus será facilitada para os pequenos municípios”, afirmou ele. 

Da mesma forma pensa o prefeito de Rio Branco do Sul, Cezar Gibran Johnsson. “É uma boa solução, porque o custo deverá ser menor, já que será em grande quantidade, e a carência terá um prazo maior. É uma solução mais viável para todos, principalmente aos pequenos municípios, diante da crise que afeta o País”, disse. 

READ MORE - Região Metropolitana de Curitiba deverá ter até 3 mil novos abrigos de ônibus

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960