Recife ganha mais uma linha opcional nesta segunda

domingo, 22 de novembro de 2015

Os usuários de ônibus do bairro da UR-02, no Ibura, ganharão mais uma linha para se deslocarem ao Centro do Recife, a partir da próxima segunda-feira (23). Para atender a solicitação da comunidade, a linha 214 – UR-02/Ibura (Opcional) foi criada e vai operar nos dias úteis. Os veículos são equipados com ar-condicionado e possuem câmbio automático, sendo o primeiro ônibus da categoria opcional a ter o sistema, o que trará mais conforto e segurança aos usuários. 

A linha irá circular com quatro veículos, realizando 25 viagens por dia, tendo a sua primeira saída do terminal localizado na Av. Angra dos Reis, no Ibura, às 5h30 e a última viagem com saída do mesmo terminal às 18h30. A tarifa será de R$4,60 e os veículos também aceitarão o Vale Eletrônico Metropolitano (VEM) Trabalhador e Comum. 

Confira abaixo o itinerário completo da nova linha:

Sentido subúrbio/cidade: Av. Angra dos Reis (terminal), Av. Santarém, Av. Quixeramobim, Av. Santa Fé, Av. Santos, Rua Sargento Sebastião Chaves, Av. Rio Largo, Av. Engenho Serra Verde, Av. Rio São Francisco, Av. Pernambuco, Ladeira da Cohab, Av. Dois Rios, Av. Dom Hélder Câmara, Rua Pintor Antônio Albuquerque, Rua Prof. José Vicente, Rua Aristide Lobo, Rua Anízio Galvão, Rua Jean Emile Favre, Rua Jamaica, Av. Mascarenhas de Moraes, Av. Sul, Cais de Santa Rita.

Sentido cidade/subúrbio: Terminal de Passageiros Santa Rita, pista da direita Parada 16 (ponto de retorno), Av. Martins de Barros, Rua Siqueira Campos – parada nº180260, Rua Uchôa Cintra, Rua do Sol, Av. Guararapes – parada nº180328, Av. Dantas Barreto, Av. Sul, Rua da Paz, Rua Motocolombó, Av. Mascarenhas de Moraes, Rua Jean Emile Favre, Av. Recife, Rua Pintor Antônio de Albuquerque, Rua Hélio Brandão, Rua São Nicolau, Av. Dom Hélder Câmara, Av. Dois Rios, Ladeira da Cohab, Av. Pernambuco, Av. Rio São Francisco, Rua Engenho Muribara, Av. Engenho Muribeca, Avenida Engenho Serra Verde, Av. Rio Largo, Avenida Santos, Avenida Santa Fé, Av. Angra dos Reis (terminal). 

Para mais informações, os usuários dispõem da Central de Atendimento ao Cliente, no 0800.081.0158. 

Informações: GRCT

READ MORE - Recife ganha mais uma linha opcional nesta segunda

Em Teresina, Strans inicia construção do corredor exclusivo para ônibus

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) começou esta semana a construção do primeiro corredor exclusivo para ônibus na Avenida Miguel Rosa, em Teresina. Antes da conclusão, a obra tem recebido reclamações porque atrapalha a circulação de ciclistas e pedestres.

Atualmente a cidade conta apenas com faixas preferenciais para os ônibus, que podem ser utilizadas por táxis e outros veículos que precisam fazer conversão à direita. Com o novo projeto, a Prefeitura de Teresina vai criar do lado esquerdo um corredor exclusivo para o transporte público.

A diretora de transporte público da Strans, Cíntia Machado, explica que as ciclovias estão sendo restruturadas para ficarem unificadas no canteiro central. No mesmo espaço será construída o corredor exclusivo para ônibus.

"O corredor foi estruturado para o transporte público. A faixa preferencial será transferida para o lado esquerdo e passa a ser exclusiva, diminuindo 10 minutos do tempo de viagem do ônibus. O canteiro será estruturado com estações, em torno de 45 metros na Avenida Miguel Rosa e 30 metros Avenida Wall Ferraz. Elas podem receber até três veículos ao mesmo tempo", explicou.

O mesmo projeto acontecerá nas avenidas Barão de Gurguéia, Duque de Caxias, Rui Barbosa, Presidente Kennedy, João XXIII e Gil Martins. A previsão de conclusão é de um ano. Todas as estações contarão com faixas de pedestres para ter acesso ao meio fio, onde será feito o embarque e desembarque de passageiros.

READ MORE - Em Teresina, Strans inicia construção do corredor exclusivo para ônibus

CET implanta redução de velocidade máxima em mais 6 vias

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) implantará a partir da próxima quarta-feira (25/11) a redução de velocidade máxima para 50 km/h em 6 vias da capital. As alterações acontecerão na Avenida São Gabriel, Avenida Santo Amaro, Avenida Adolfo Pinheiro, Avenida João Dias, Avenida Adutora do Rio Claro e Rua Rhone. Atualmente, a velocidade permitida nessas vias é de até 60 km/h.  Na mesma data, será revitalizada a sinalização vertical da Avenida Sapopemba, onde a velocidade máxima já é de 50 km/h, com a recolocação de placas de regulamentação de velocidade e advertência de lombadas.

A medida está inserida no plano de redução de acidentes viários do Programa de Proteção à Vida. Serão instalados faixas e painéis informativos para orientar os motoristas sobre as mudanças e utilizadas 228 placas de sinalização.

O Programa de Proteção à Vida foi iniciado em 2013, no começo da atual gestão, e busca a redução de acidentes e atropelamentos na cidade ampliando uma série de ações para segurança de todos os agentes do trânsito, especialmente os pedestres. A iniciativa inclui várias frentes, como o CET no Seu Bairro, a implantação de Áreas 40, da Frente Segura (bolsões de parada junto aos semáforos para motociclistas e bicicletas), das faixas de pedestres diagonais em cruzamentos de grande movimento e da redução de velocidade máxima para o padrão de 50 km/h nas vias arteriais. Também foram revitalizados os semáforos de 4.537 cruzamentos na cidade. Com isso, pretende-se melhorar a segurança dos usuários do sistema viário, buscando a convivência pacífica entre todos.

Alterações no Sistema Viário

Avenida São Gabriel
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Avenida Nove de Julho e a Praça Dom Gaspar Liberal Pinto (trecho com 0,8 km de extensão).

Avenida Santo Amaro
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Praça Dom Gastão Liberal Pinto e a Rua Nove de Julho (trecho com 7,5 km de extensão).

Avenida João Dias
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Rua Nove de Julho e a Avenida Giovanni Gronchi (trecho com 3,3 km de extensão).

Avenida Adolfo Pinheiro
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Rua Nove de Julho e a Rua São Sebastião (trecho com 1,7 km de extensão).

Rua Rhone
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Avenida Salim Farah Maluf e a Avenida Adutora do Rio Claro (trecho com 0,2 km de extensão).
  
Avenida Adutora do Rio Claro
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Rua Rhone e a Rua Buenópolis (trecho com 0,6 km de extensão).

Obs.: A Avenida Sapopemba, entre a Avenida Salim Farah Maluf e a Rua Doutor Frederico Martins da Costa Carvalho (trecho com 9,7 km de extensão), onde a velocidade máxima regulamentada já é de 50 km/h, terá a sinalização vertical existente revitalizada, com a recolocação de placas de regulamentação de velocidade e advertência de lombadas.

A Engenharia de Campo da CET vai acompanhar o desempenho da nova medida e intensificar o monitoramento do trânsito nessas regiões.

Fale com a CET - Ligue 1188. Atendimento 24 horas para informações de trânsito, ocorrências, reclamações, remoções e sugestões.

READ MORE - CET implanta redução de velocidade máxima em mais 6 vias

Em São José dos Pinhais, linhas metropolitanas que operam serão readequadas

A Comec (Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba) informa que 7 linhas metropolitanas que atendem o município de São José dos Pinhais terão mudanças a partir do dia 28 (sábado). Os estudos para definição das alterações levaram em conta, além do equilíbrio econômico e financeiro das linhas, também o menor impacto para os usuários, que contarão com alternativas para o deslocamento entre Curitiba e São José dos Pinhais. 

“Estas mudanças são necessárias para racionalizar o sistema de transporte coletivo metropolitano e procuramos adequá-las para que interfiram o mínimo possível na rotina dos usuários. Eles contarão com alternativas que podem suprir as suas necessidades”, explica Omar Akel, diretor-presidente da Comec. 

As alterações foram elaboradas pela equipe técnica da Comec e ajustadas com a Prefeitura de São José dos Pinhais. Algumas linhas serão desativadas devido à baixa utilização e outras serão unificadas, com aumento de frota. Também há mudanças que atendem à demanda da própria população, como a linha Boqueirão/T. Central que terá seu itinerário ampliado. 

Confira as linhas que serão alteradas: 

Linha E-21 Boqueirão/T. Central 

O itinerário será alterado para atender a uma antiga reivindicação da população e do comércio local. Será ampliada e passará a se chamar E21 - T. Boqueirão/Centro São José com percurso passando pela região central de São José dos Pinhais. A linha não entrará mais no Terminal Central e seu ponto de referência será a Rua Barão do Cerro Azul. O novo itinerário será: Terminal Boqueirão; Av. Marechal Floriano Peixoto; Av. das Américas; Av. Souza Naves; Rua Zacarias Alves Pereira; Rua Voluntários da Pátria; Rua Barão do Cerro Azul; Rua Veríssimo Marques; Rua Judith F. Walbach; Rua Padre João da Veiga Coutinho; Av. das Américas; Av. Marechal Floriano Peixoto e Terminal Boqueirão. Para acesso ao Terminal Central, os usuários poderão embarcar no ligeirinho E07 São José/Boqueirão. 

Linha I20 - Colombo/São José 

De acordo com uma pesquisa, 82% dos passageiros desta linha têm como destino final o centro de São José dos Pinhais. Por isso, em São José dos Pinhais, o itinerário será estendido e seguirá pela Av. Rui Barbosa, pela rua Voluntários da Pátria e o ponto final passará a ser na rua Marechal Deodoro (entre a Av. Izabel A Redentora e a rua Voluntários da Pátria). 

Linha E62 – Curitiba/Pedro Moro 

Com a demanda baixa e a sobreposição de ônibus que operam na Av. Marechal Floriano, a linha E62 - Curitiba/Pedro Moro terá seu itinerário seccionado para E62 - Pedro Moro/Vila Hauer. A partir do dia 28, vai seguir até a rua Artur Hauer e retornar do HSBC. Os usuários do bairro Pedro Moro terão como alternativa a linha E05 - Curitiba/São José (via Av. das Torres). 

Linhas E65-Curitiba/Xingu e E67-Curitiba/Braga 

Para melhorar o atendimento das comunidades Braga e Xingu as linhas E65-Curitiba/Xingu e E67-Curitiba/Braga, que fazem percursos próximos, serão unificadas. A nova linha passará a se chamar E67 - Curitiba/Braga (Via Ouro Fino) e terá aumento de frota. Esta linha também passará pela rua Joinville, no bairro São Pedro, para atender a demanda das pessoas que trabalham nas empresas locais. No Terminal Guadalupe, o ponto desta linha será nas plataformas utilizadas pela Viação São José. 

Linha E63 Prado Velho/Pedro Moro 

A partir do dia 30 de novembro (segunda) a linha E63 Prado Velho/Pedro Moro deixará de operar. Ela é sazonal, ou seja, tem poucos horários nos dias úteis e baixa demanda. Os usuários poderão ter acesso ao bairro Pedro Moro através das linhas E05 - Curitiba/São José e E62 - Pedro Moro/Vila Hauer. 

Linha E66- Curitiba/Independência 

Para reduzir o tempo de viagem até Curitiba e melhorar a frequência, esta linha será seccionada no Terminal Afonso Pena e passará a ser denominada E03 Curitiba/Afonso Pena (via BR 277). A alternativa de acesso entre o bairro Independência e o Terminal Afonso Pena será a linha urbana 143 Centenário. 

Linha E02 Curitiba/Apolo 

Em função da sobreposição de linhas urbanas e metropolitanas a linha E02 Curitiba/Apolo deixará de operar. Os usuários poderão utilizar as linhas urbanas 115 – Iná/Apolo/Aviação e a 120 Fátima/Riacho Doce. No Terminal Afonso Pena, para se dirigir a Curitiba, poderão embarcar nas linhas E01 Curitiba/Urano e E03 Curitiba/Afonso Pena (via BR 277). 

No Terminal Afonso Pena a integração entre linhas urbanas e metropolitanas será através do cartão Vem. 

READ MORE - Em São José dos Pinhais, linhas metropolitanas que operam serão readequadas

Grande Curitiba com ameça de greve de ônibus nesta segunda-feira

Ainda não está descartada a possibilidade de haver greve de ônibus na região metropolitana de Curitiba. Até este domingo (22), 10 das 13 empresas de transporte coletivo haviam realizado o pagamento do vale. Ainda estão em débito as empresas Araucária Matriz, Araucária Filial e Piraquara. Houve nova assembleia na madrugada desta segunda-feira (23).

Na última sexta-feira (20), motoristas e cobradores aprovaram indicativo de greve “preventivamente” caso os valores não fossem pagos em 72 horas. A medida se deve ao fato de, segundo o Sindimoc, nos últimos meses estarem ocorrendo atrasos nos pagamentos.

Informações: Gazeta do Povo

READ MORE - Grande Curitiba com ameça de greve de ônibus nesta segunda-feira

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960