No Recife, Fiscalização eletrônica na Faixa Azul começa na segunda-feira

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

As faixas azuis das avenidas Mascarenhas de Morais e Herculano Bandeira terão finalmente os equipamentos de fiscalização eletrônica. Implantadas desde janeiro de 2014, as faixas eram constantemente desrespeitadas pelos motoristas. A partir de segunda-feira, vinte e cinco equipamentos de fiscalização eletrônica com fotossensores irão flagrar os infratores. E dessa vez, não há prazo para campanhas educativas. A Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) entende que já houve tempo suficiente para o motorista se conscientizar. 

A infração por circular na faixa exclusiva de ônibus passou a ser gravíssima. Os condutores que forem flagrados pelos equipamentos estarão passíveis de multa no valor de R$ 191,54 e 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O valor foi estipulado pela Lei Federal 13.154 de 30 de julho de 2015, que alterou o artigo 184 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), determinando que as infrações por transitar irregularmente nas faixas ou corredores exclusivos para veículos de transporte público coletivo de passageiros. 

Na Avenida Mascarenhas de Morais foram implantados 22 equipamentos. Mesmo sem a fiscalização eletrônica, o ganho de velocidade nas viagens dos coletivos foi de cerca de 25%, que passou de 21 km/h para 26km/h. No local, circulam 59 linhas de ônibus, que transportam 146 mil passageiros diariamente. 

Já na Faixa Azul da Avenida Herculano Bandeira, que tem 750 metros e compõe o trecho inicial do equipamento da Avenida Engenheiro Domingos Ferreira, foram implantadas três câmeras de fiscalização eletrônica. Na via, onde circulam 28 linhas que transportam 144,5 mil passageiros diariamente, houve o aumento de 50% da velocidade média dos coletivos, que passou de 16km/h para 21km/h. “A fiscalização eletrônica vem para consolidar o benefício que as faixas azuis trazem para o transporte público. O nosso intuito é evitar o desrespeito por parte dos condutores”, reforçou a presidente da CTTU, Taciana Ferreira. 

Além dos ônibus, também vão ter acesso aos corredores exclusivos os táxis cadastrados no município do Recife que estiverem transportando passageiros durante o trajeto. O próximo corredor que irá receber a fiscalização eletrônica será a Rua Real da Torre, que fará conexão com a Rua Cosme Viana. De acordo com a assessoria da CTTU, a Avenida Recife também terá faixa azul este ano, sem data definida. A Avenida Conselheiro Aguiar terá faixa azul, somente quando a pista lesta da Via Mangue for liberada.

READ MORE - No Recife, Fiscalização eletrônica na Faixa Azul começa na segunda-feira

Corredor de ônibus Diadema-Brooklin completa 5 anos

Todos os dias, o assistente de compras Wallace Lisboa, 27, o técnico em manipulação Reginaldo Santos, 41, e a analista de recursos humanos Leydiane Nogueira, 26, saem da região de Cidade Ademar, zona sul de São Paulo, e utilizam o corredor de ônibus Diadema-Brooklin para irem ao trabalho
Foto: Diogo Marcondes
Os moradores, que já utilizavam veículos de transporte público na avenida Cupecê antes da inauguração das faixas exclusivas de ônibus, em 31 de julho de 2010, concordam que o tempo de viagem melhorou.

“Eu utilizo o ônibus Terminal Diadema – Morumbi (376M), da EMTU, e faço o trajeto em 20 minutos”, diz o assistente Wallace Lisboa, que embarca na parada Públio Pimentel, em Cidade Ademar, e vai até o ponto final, no Brooklin. Neste mesmo percurso, antes do corredor, ele gastava entre 40 e 45 minutos.

Assim como os três moradores de Cidade Ademar, segundo dados divulgados pela SPTrans (São Paulo Transportes) e EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo), 340 mil passageiros embarcam e desembarcam por dia nas 24 paradas que são distribuídas pelos 12 km de extensão do corredor.

“Há mais ou menos nove anos utilizo a linha Jardim Miriam – Praça João Mendes (5178-10). O que melhorou consideravelmente foi o tempo do trajeto”, afirma Leydiane. No entanto, a analista chama atenção para a fila de ônibus que se forma em alguns locais do percurso, como a parada Parque do Nabuco, que fica perto das obras de construção do piscinão. “Isso acontece devido ter apenas uma faixa”, acredita.

O técnico Reginaldo Santos também utiliza a linha Jardim Miriam – Praça Dom Gastão e concorda com Leydiane. Apesar da crítica, o morador enumera a rapidez como um dos pontos positivos do corredor, que começou a ser construído em 1986 na gestão do governador Franco Montouro (PMDB), e foi entregue 24 anos depois, na gestão de Alberto Goldman (PSDB), ao custo de R$ 24,5 milhões.

“A localização dos pontos e a opção de ônibus também são outros pontos positivos”, analisa Santos. Entre 6h e 7h da manhã, ele gasta aproximadamente 15 minutos no corredor, da parada Públio Pimentel, em Cidade Ademar, até a parada Vereador José Diniz.

Informações: Folha SP

Leia também sobre:
READ MORE - Corredor de ônibus Diadema-Brooklin completa 5 anos

Bicicletas poderão ser incluídas nos planos de mobilidade urbana

Para incentivar o uso de bicicletas como meio de transporte nas cidades, a Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) aprovou nesta quarta-feira (12), em decisão terminativa, projeto do senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) que prevê a inclusão desse modal nos planos de mobilidade urbana.

A medida é necessária para a institucionalização do transporte cicloviário, permitindo assim sua integração ao transporte coletivo, de acordo com Randolfe. O projeto (PLS 262/2013) estabelece que os municípios deverão prever ciclovias ou ciclofaixas, sinalização adequada aos ciclistas e estacionamentos próprios para bicicletas, entre outras medidas.

Os municípios também serão incentivados a oferecer bicicletas públicas de uso compartilhado, que poderão ser retiradas e devolvidas em pontos localizados nas proximidades de terminais de ônibus e metrô. Essas bicicletas “poderão ser utilizadas por qualquer pessoa, por tempo determinado, gratuitamente ou mediante pagamento módico” e deverão ser incluídas entre as infraestruturas de mobilidade urbana.

Randolfe observa que tem aumentado o uso de bicicletas nas cidades como lazer e também como meio de transporte. No entanto, afirma, os centros urbanos não oferecem estruturas adequadas e seguras aos ciclistas. Com o projeto, que altera a Lei de Mobilidade Urbana (Lei 12.587/2012), ele acredita que mais pessoas optarão pelas bicicletas, o que reduzirá congestionamentos no trânsito e o tempo gasto diariamente por milhões de brasileiros que precisam se deslocar nas cidades.

O projeto teve o apoio do relator na CI, senador Roberto Rocha (PSB-MA), e recebeu voto favorável de todos os 15 senadores presentes à reunião.

READ MORE - Bicicletas poderão ser incluídas nos planos de mobilidade urbana

Em São José, corredor de ônibus começa a operar na Av. dos Astronautas

O novo corredor de ônibus na Avenida dos Astronautas, região sudeste de São José dos Campos, começa a operar nesta segunda-feira (17), privilegiando o deslocamento por meio do transporte público na cidade. Esse corredor é o primeiro a ser planejado fora da região central e, diferente dos implantados anteriormente, funcionará somente em horários de pico.
Foto: Beto Faria/PMSJC
O sentido bairro da Avenida dos Astronautas terá faixa exclusiva de segunda a sexta-feira das 6h às 8h e das 16h às 18h. Nestes dois períodos poderão circular no corredor somente os veículos do transporte público e ônibus fretados. Os demais veículos poderão utilizar a faixa apenas para realizar conversões ou acessar estacionamentos e garagens.

No sentido centro da avenida, inicialmente será implantado o corredor preferencial para que seja avaliado o desempenho dos ônibus na via. A medida foi adotada após reunião com empresas locais, que informaram que o fluxo na saída dos fretados está migrando gradativamente para a Via Tamoios/Aeroporto, o que indica uma diminuição do tráfego na Avenida dos Astronautas.

A faixa preferencial pode ser utilizada por todos, desde que respeitada a preferência ao transporte de passageiros. Na Avenida Brigadeiro Faria Lima, que se conecta com a Astronautas, também serão implantadas faixas preferenciais nos dois sentidos da via.

Com a implantação dos corredores, estacionar no sentido centro da via passa a ser proibido de segunda a sexta-feira entre 6h e 8h, na parte da manhã, e entre 16h e 19h, da Rua Tenente Benedito Dias Pereira até a Rua Avião Bandeirante. Atualmente, a proibição já existe neste trecho no período da tarde.

A sinalização viária já está em fase final de implantação, informando os novos horários em todo trajeto do corredor.

Fiscalização
Mesmo com o início dos corredores de ônibus, a população contará com um período de adaptação às mudanças antes que a fiscalização tenha início e receberá orientações por meio de faixas e agentes de trânsito que estarão no local.

A fiscalização está prevista para iniciar no mês de setembro, com agentes de trânsito e o novo sistema de monitoramento por câmeras, realizado à distância pela equipe de trânsito do CCO – Centro de Controle Operacional de São José dos Campos, conforme previsto na resolução 532/2015 do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). A via é a primeira a receber este modelo de monitoramento, que será expandido para a região central ainda este ano.

Informações: Portal R3

Leia também sobre:
READ MORE - Em São José, corredor de ônibus começa a operar na Av. dos Astronautas

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960