Governo investirá mais de R$ 790 milhões para melhorias no Metrô-DF

terça-feira, 21 de julho de 2015

A Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) receberá investimentos para aprimorar o sistema. As medidas foram divulgadas pelo Governo de Brasília com a intenção de melhorar a mobilidade na capital. Entre as estratégias estão obras de expansão do metrô e a inauguração do veículo leve sobre trilhos (VLT). Com previsão de conclusão no período de dois anos, o processo licitatório de algumas ações será iniciado em agosto deste ano.

Segundo o GDF, serão 14 licitações para construir cinco estações e modernizar o sistema, com melhorias na rede de energia, na telecomunicação e na sinalização dos circuitos, entre outras. As medidas vão custar aproximadamente R$ 795 milhões. A maior parte, R$ 629 milhões, é do governo federal, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento. O DF entrará com pouco mais de R$ 160 milhões — R$ 126 milhões de contrapartida dos recursos da União e R$ 40 milhões da concorrência para contratar uma empresa de assistência técnica durante toda a execução.

A primeira compra pública, na modalidade pregão, servirá para adquirir cerca de 200 novos rádios para a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF), com valor em torno de R$ 14 milhões. Equipamentos com tecnologia digital, mais moderna, substituirão modelos já obsoletos.

Cinco novas estações

Para a construção de novas estações de metrô, haverá, a princípio, três licitações. A primeira, prevista para setembro deste ano, será destinada a duas em Samambaia. As demais, para duas em Ceilândia e uma na Asa Norte, deverão sair até 2016. Samambaia foi priorizada devido à complexidade das outras. O trecho naquela região, com investimento aproximado de R$ 127 milhões, envolve também obras necessárias para a expansão do metrô, como viadutos. As duas novas plataformas ficarão nas Quadras 111 e 117. Processo semelhante ocorrerá em Ceilândia, nas EQNOs 1/3 e 9/11 e EQNOs 5/7 e 13/15. Com o acréscimo, a região administrativa mais populosa de Brasília passará a contar com sete estações.

Veículo leve sobre trilhos

Entre setembro e outubro deste ano, o governo lançará ainda licitações para o estudo de projetos de implantação do veículo leve sobre trilhos (VLT) em duas áreas de Brasília: um para sair da rodoferroviária e seguir até o fim da Esplanada e outro, do terminal de ônibus da Asa Sul ao da Asa Norte. Segundo Dourado, a companhia também pretende contratar outra análise para um terceiro VLT, no Sol Nascente, que integre a Avenida Hélio Prates com a Praça do Relógio.

READ MORE - Governo investirá mais de R$ 790 milhões para melhorias no Metrô-DF

Em Olinda, linhas que trafegam pela Av. Presidente Kennedy têm mudança de parada

Os usuários que utilizam as linhas que trafegam pela Avenida Presidente Kennedy, no município de Olinda, devem ficar atentos quanto às mudanças de paradas no local. 

É que a partir desta quarta-feira (22), a parada nº130237, localizada na avenida, no sentido Varadouro/Viaduto da Avenida Pan Nordestina, antes da interseção com a Travessa de Pisa, passará a ser seletiva. Com isso, oito linhas que trafegam pela localidade deixarão de atender a parada. 

Confira abaixo as linhas que deixarão de atender a parada nº130237:

881 - TI Xambá/Rio Doce (Getúlio Vargas) 
884 - Jardim Brasil/Rio Doce 
885 - Sítio Novo/Rio Doce 
910 - Piedade/Rio Doce 
930 - Rio Doce/Dois Irmãos 
1972 - Bultrins
1982 - Conjunto Beira Mar/Derby 
2920 - Rio Doce/CDU 

Os usuários que utilizam as linhas acima devem se dirigir as próximas paradas ao longo da via.

Linhas que permanecerão atendendo a parada de nº 130237, que será seletiva: 

1950 -  Engenho Maranguape/Varadouro 
1958 -  Costa Azul 
1973 -  Casa Caiada
1974 -  Jardim Atlântico 
1981 -  Rio Doce (Conde da Boa Vista)
1983 -  Rio Doce (Princesa Isabel) 
1986 -  Rio Doce/Derby 
1987 -  Rio Doce (Príncipe) 
1990 -  Pau Amarelo/Varadouro 
1992 -  Pau Amarelo 
1993 -  Conjunto Praia do Janga 
1994 -  Conjunto Beira Mar 

Para mais informações, os usuários dispõem da Central de Atendimento ao Cliente no número 0800.081.0158. 

Informações: GRCT

READ MORE - Em Olinda, linhas que trafegam pela Av. Presidente Kennedy têm mudança de parada

Governo de SP passará operação da Linha 5 do Metrô à iniciativa privada

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse nesta terça-feira (21) que vai passar a operação da Linha 5-Lilás do Metrô, na capital paulista, para a iniciativa privada. O modelo escolhido foi o de concessão.

O objetivo é que a empresa vencedora opere toda a Linha 5-Lilás, desde o trecho que já está em funcionamento (Capão Redondo ao Largo Treze) e o também o que ainda está em obras (Largo Treze até a Chácara Klabin).

O governo defendeu que a medida vai preservar e gerar mais empregos, e afirmou que já iniciou os estudos de modelagem financeira e jurídica para a concessão de operação e manutenção da Linha 5. O trecho entre Capão Redondo e Chácara Klabin, com 20,8 quilômetros de extensão, tem demanda prevista de 750 mil usuários por dia.

Atualmente, a operação e a manutenção da Linha 4-Amarela do Metrô são feitas pela iniciativa privada após uma concessão por meio de uma Parceria Público Privada (PPP), mas a construção foi financiada pelo estado. A Linha 6-Laranja está em obras, também por meio de uma PPP. Os trabalhos começaram em abril de 2015, com mais um ano de atraso.

Atrasos na Linha 5-Lilás
As obras de 11 novas estações para a expansão da Linha 5-Lilás estão atrasadas. Um texto publicado na página na internet do Metrô em 27 de dezembro de 2012 dizia que a  ampliação  deveria ficar pronta ainda esse ano. O custo total da obra será de R$ 9,1 bilhões.

O prolongamento tem 11 km de extensão e começa na estação Largo Treze, em Santo Amaro, e vai até a Chácara Klabin, na Linha Verde. Mas, durante uma visita ao canteiro de obras no começo de maio, o governador disse que as todas obras serão concluídas apenas em março de 2018.

Na ocasião, o governador afirmou desapropriações e questões ambientais foram superadas e que as obras aconteciam normalmente. “Esperamos entregar Alto da Boa Vista, Borba Gato e Brooklin no primeiro semestre de 2017. Depois mais seis estações no segundo semestre (...) e uma estação em 2018, que é a estação de Campo Belo, que ali tem uma grande interferência”, disse Alckmin.

Em outras oportunidades, Alckmin citou como motivo da demora o fato de a obra ter ficado suspensa pela Justiça por 15 meses por uma decisão judicial que apontava indícios de corrupção na escolha da construtora. Em outubro de 2010, reportagem do jornal “Folha de S. Paulo” afirmava que conhecia os vencedores da licitação para a construção da linha antes dela ser concluída.

Informações: G1 São Paulo

Leia também sobre:
READ MORE - Governo de SP passará operação da Linha 5 do Metrô à iniciativa privada

Bicicletas do Sistema de Compartilhamento de Fortaleza terão luz de LED

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), traz mais uma novidade pra quem usa o Sistema de Bicicletas Compartilhadas, o Bicicletar. A partir desta terça-feira (21/07), serão instaladas luzes de LED nos equipamentos. A etapa inicial prevê a instalação dos acessórios em 100 bicicletas até o final deste mês de julho. Todas as 400 bicicletas do sistema serão contempladas.

A instalação das luzes de LED nas bicicletas tem como objetivo aumentar a segurança dos ciclistas que usam o Bicicletar . “As luzes serão instaladas na dianteira e traseira das bicicleta e serão acionadas com a energia liberada pelo ciclista ao pedalar. Ao parar em um semáforo, por exemplo, as luzes permanecem acesas mesmo com a bicicleta parada, pois o sistema acumula a energia gerada pelo ciclista. Esse recurso aumenta as condições de visibilidade dos ciclistas para motoristas de carro, motocicletas e outros veículos." explica o engenheiro da Prefeitura de Fortaleza, Gustavo Pinheiro.

O Programa de Bicicletas Compartilhadas foi implantado pela Prefeitura de Fortaleza em dezembro do ano passado, com o objetivo de incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte e contribuir para uma mobilidade sustentável.

Os números já são positivos. Com a ampliação do programa de instalação de ciclovias e ciclofaixas houve uma redução de 29% no número de acidentes envolvendo ciclistas atendidos no Instituto Dr. José Frota (IJF). De janeiro a maio do ano passado, foram 675 atendimentos enquanto que no mesmo período de 2015 o número de acidentes caiu para 475.

Hoje Fortaleza conta com 40 estações de bicicletas compartilhadas e, até março de 2016, mais 40 estações do Bicicletar serão instaladas. As novas estações de compartilhamento chegarão em bairros como Montese, Bom Futuro, Jardim América, Parreão, Fátima, Presidente Kenedy, São Gerardo, Luciano Cavalcante, Edson Queiroz, Cocó, Papicu, Cidade 2000, dentre outros.

Informações: Prefeitura de Fortaleza

READ MORE - Bicicletas do Sistema de Compartilhamento de Fortaleza terão luz de LED

Linha Turismo circula nos principais pontos turísticos de Curitiba

A Linha Turismo é uma linha de ônibus especial que circula nos principais pontos turísticos de Curitiba. Com ela, é possível conhecer os parques, praças e atrações da cidade. Considerada uma das melhores do país, a Linha Turismo circula a cada trinta minutos, percorrendo aproximadamente 45 km em cerca de duas horas e meia.

O roteiro começa na Praça Tiradentes, mas é possível iniciar o trajeto em qualquer um dos pontos. Para embarcar você compra uma cartela com cinco tíquetes e tem direito a um embarque e quatro reembarques. Conheça a Linha Turismo e viaje Curitiba em todos os pontos.

Atenção
1 – Não opera às segundas-feiras;
2 – Ponto inicial na Praça Tiradentes;
3 – Horário de atendimento das 9h00 às 17h30, a cada 30 minutos (ver tabela de horários);
4 – As cartelas com os tíquetes podem ser adquiridas nos ônibus em qualquer ponto de embarque, ou na URBS – Rodoferroviária – Bloco Central – Av. Pres. Affonso Camargo, 330. Horário de atendimento: das 8h30 às 17h00 – dias úteis – de segunda a sexta-feira;
5 – Crianças até 5 anos não pagam a tarifa.
6 - Somente os ônibus identificados com "adesivo Bicicleta" fixado na porta traseira tem possibilidade de transporte de bicicleta ou carrinho de bebê;

Informações: URBS

READ MORE - Linha Turismo circula nos principais pontos turísticos de Curitiba

Em Campinas, Rede Temática facilita acesso a hospitais

Para facilitar o acesso da população que utiliza o transporte público coletivo municipal aos hospitais do município, Campinas possui uma rede temática da Saúde. São 17 linhas do Sistema InterCamp que circulam com placas frontais e laterais identificadas com uma cruz vermelha sobre um fundo branco, simbolizando que os itinerários atendem à rede hospitalar.

Os ônibus trazem, ainda, a lista dos hospitais, em vermelho, nas laterais. A intenção é facilitar a identificação dos itinerários e garantir mais rapidez e agilidade nos deslocamentos.

Dentro da rede temática também há o chamado Linhão da Saúde: a linha 5.02 – Circular / Cento. Essa linha atende cinco unidades hospitalares: Casa de Saúde, Irmãos Penteado, Mário Gatti, Renascença e Vera Cruz. Os ônibus também são diferenciados na padronização, já que além das sete maravilhas de Campinas, possuem adesivos temáticos ao redor de todo o veículo.

Confira as linhas temáticas da Saúde:

Linha 1.18 - Terminal Ouro Verde
Atendimento: hospitais Álvaro Ribeiro, Vera Cruz, Beneficência Portuguesa, Renascença, Irmãos Penteado e Casa de Saúde.

Linha 1.21 - Terminal Ouro Verde
Atendimento: hospitais Ouro Verde, Mário Gatti, Álvaro Ribeiro e Maternidade.

Linha 1.31 - Terminal Vida Nova
Atendimento: hospitais Ouro Verde, Mário Gatti, Álvaro Ribeiro e Maternidade.

Linha 1.54 - Terminal Vila União
Atendimento: hospitais Mário Gatti, Álvaro Ribeiro e Maternidade.

Linha 2.12 - Terminal Itajaí
Atendimento: PS Campo Grande, Hospital Celso Pierro e Maternidade.

Linha 2.13 - Terminal Itajaí
Atendimento: PS Campo Grande, hospitais Celso Pierro, Mário Gatti e Álvaro Ribeiro.

Linha 2.20 - Terminal Campo Grande
Atendimento: hospitais Celso Pierro, Renascença, Irmãos Penteado e Casa de Saúde.

Linha 2.64 - Vila Padre Anchieta
Atendimento: PS Padre Anchieta e Maternidade.

Linha 2.66 - Terminal Padre Anchieta / Hospital de Clínicas
Atendimento: PS Padre Anchieta e Hospital de Clínicas da Unicamp.

Linha 3.17 - Jardim São José / Jardim São Marcos
Atendimento: PS São José, hospitais Mário Gatti e Álvaro Ribeiro.

Linha 3.21 - Centro Médico / Bosque das Palmeiras
Atendimento: Centro Médico e Centro Boldrini.

Linha 3.30 - Unicamp
Atendimento: Maternidade.

Linha 3.32 - Terminal Barão Geraldo
Atendimento: Hospital de Clínicas.

Linha 3.57 - PUCC
Atendimento: hospitais Madre Theodora e Irmãos Penteado.

Linha 4.02 - Parque da Figueira I e II
Atendimento: Hospital Samaritano.

Linha 4.99 - Iporanga
Atendimento: Hospital Santa Edwiges.

Linha 5.02 - Circular Centro
Atendimento: hospitais Renascença, Irmãos Penteado, Casa de Saúde, Mário Gatti e Vera Cruz.

Informações: EMDEC

READ MORE - Em Campinas, Rede Temática facilita acesso a hospitais

Horários dos ônibus de Florianópolis passam por adequações

Devido a variações nos tempos de viagem necessários para o cumprimento dos quadros de horários do transporte coletivo, visando garantir maior conformidade do atendimento ao cliente do serviço, a SMMU informa que alterações nos quadros de horários das linhas do serviço de transporte público convencional foram aplicadas a partir do dia 20/07/2015.

Os novos quadros de horários das linhas que sofrerem alterações estarão disponíveis no site do Consórcio Fênix, www.consorciofenix.com.br, nos guichês de apoio ao usuário dentro dos terminais de integração do sistema e também pelo APP.FENIX, aplicativo oficial do SIM - Sistema Integrado de Mobilidade. É importante ressaltar que as alterações são sincronizações de minutos nas partidas, sem adequações da quantidade de partidas ao cliente.

Confira abaixo as linhas que serão alteradas:

Serviço Convencional

Serviço Executivo

Informações: Consórcio Fenix

READ MORE - Horários dos ônibus de Florianópolis passam por adequações

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960