No Recife, Corredor Norte/Sul passa a operar com 22 estações de BRT

terça-feira, 7 de julho de 2015

O Corredor Norte/Sul do BRT Via Livre passará a contar com mais duas estações em funcionamento, a partir desta quarta-feira (8). A estação Araripina, localizada na Av. Cruz Cabugá, próxima ao prédio da Contax, e a estação IEP, também situada na Av. Cruz Cabugá, próxima ao Instituto de Educação de Pernambuco (IEP) e a Igreja Assembleia de Deus terão suas operações iniciadas a partir das 4h e seguirão até às 23h40. 

Os usuários das linhas do BRT Via Livre 1915 – PE-15 (Dantas Barreto), 1979 – TI Pelópidas (Dantas Barreto), 1976 – TI Pelópidas (PCR) e 1946 – TI Igarassu (PCR) agora contarão com 22 estações de embarque e desembarque ao longo do Corredor Norte/Sul, são elas: José de Alencar, Hospital Central, São Salvador do Mundo, Cidade Tabajará, Jupirá, Aloísio Magalhães, Bultrins, Quartel, Sítio Histórico, Mathias de Albuquerque, Kennedy, Tacaruna, Santa Casa da Misericórdia, Araripina, IEP, Treze de Maio, Riachuelo, Praça da República, Nossa Senhora do Carmo, Maurício de Nassau, Istmo do Recife e Forte do Brum. 

Informações: GRCT

READ MORE - No Recife, Corredor Norte/Sul passa a operar com 22 estações de BRT

InterContinental São Paulo participa de mais uma edição do Pedal Voluntário

O InterContinental São Paulo, empreendimento do IHG – InterContinental Hotels Group, é novamente apoiador do Pedal Voluntário, evento que ocorre a cada dois meses na capital paulista e tem como propósito amparar instituições de caridade. A próxima ação acontecerá dia 19 de julho, domingo, e beneficiará a ONG Casa Nany Apple, que aguarda a liberação do convênio com a Secretaria Municipal da Educação para ampliar o atendimento que realiza a pessoas com deficiência física e intelectual.

Localizada na Zona Norte, a Casa Nany Apple acolherá as pessoas que eram atendidas pela ONG Naceme – fechada em 2015 – e mais 100 novos integrantes que aguardam na fila de espera. Atualmente, 25 pessoas são atendidas pela entidade. A Nany Apple oferece aos alunos cursos profissionalizantes e atividades que contribuem para um melhor convívio em sociedade, contribuindo também com a melhoria da qualidade de vida.

A campanha dessa edição do Pedal Voluntário tem como foco arrecadar materiais pedagógicos, como: telas de diversos tamanhos, tinta óleo acrílica de cores variadas, pincéis, espátulas, solvente, camisetas brancas, panos de prato branco, linhas de nylon, missangas em tamanhos e modelos diferentes, lãs e linhas para crochê. A entidade também aceita e necessita de outros tipos de doações, como produtos de higiene e limpeza.

O percurso do pedal será de nível intermediário, com 40 quilômetros, tendo como ponto de encontro e partida o InterContinental São Paulo, localizado na Alameda Santos, 1.123, a partir das 8h30. O hotel oferecerá aos participantes um coffe, com frutas, lanches, chás variados, água e barras de cereais. A saída com destino à Nany Apple está marcada para 9h. A previsão de chegada à instituição está prevista para as 10h30, com permanência de 1h30 contando com uma apresentação musical que haverá no local.

As dações podem ser feitas no próprio hotel, qualquer dia da semana, até a data do Pedal Voluntário (19/07). No dia do evento um carro de apoio levará todo o material até a ONG Casa Nany Apple.

Lúcia Furlan
ASSESSORIA LÚCIA FURLAN, IMPRENSA & RP 

Leia também sobre:
READ MORE - InterContinental São Paulo participa de mais uma edição do Pedal Voluntário

Criador do BRT Transmilenio diz que BRT Rio é um exemplo para o mundo

O ex-prefeito de Bogotá, Enrique Peñalosa, aprovou o sistema de BRTs do Rio de Janeiro. Conhecido mundialmente por implantar o sistema de corredores exclusivos para ônibus na capital colombiana, ele visitou o Centro de Controle Operacional (CCO) do sistema, na Barra da Tijuca, onde foi recebido na última quarta-feira pelo gerente-geral do Consórcio BRT, Alexandre Castro.

“Acredito que esse sistema aponta para o futuro do transporte nas cidades.No Rio, me impressionou a construção de passarelas especialmente para os usuários do BRT, o que não fizemos em Bogotá. É um exemplo para o mundo”, disse ele, que criou o BRT Transmilenio, no final dos anos 90.

Além de conhecer as instalações do CCO, Peñalosa acompanhou a operação de embarque e desembarque de passageiros no Terminal Alvorada no início do horário de pico da tarde e embarcou num ônibus do serviço semidireto Alvorada - Galeão pelo corredor Transcarioca. Peñalosa fez todo o trajeto até Vicente de Carvalho em pé. 

Ao longo da viagem, Peñalosa constatou que o corredor atende bairros densamente povoados como Jacarepaguá e Madureira e aproveitou para colher depoimentos de usuários do sistema. Crítico do hábito carioca de estacionar carros nas calçadas,o ex-prefeito de Bogotá cobro do secretário de Transportes, Alexandre Sansão, a ampliação das calçadas nas bordas das estações para facilitar a circulação”. 

Para Alexandre Castro, a visita de Peñalosa reflete a importância crescente do BRT do Rio no cenário internacional. Com pouco mais de dois anos de operação, nosso trabalho aqui vem servindo de referência. Tivemos a oportunidade de debater com ele aspectos operacionais e o retorno que tivemos dele nos ajudam a aperfeiçoar nosso sistema, observou.

Informações: BRT Rio

READ MORE - Criador do BRT Transmilenio diz que BRT Rio é um exemplo para o mundo

Prefeitura de SP anuncia fechamento do Minhocão aos sábados

Após realizar dois testes no último mês, a Prefeitura de São Paulo decidiu fechar para automóveis o Elevado Costa e Silva, o Minhocão, também aos sábados.

O bloqueio terá início às 15 horas e é definitivo. A mudança começa a valer a partir do próximo fim de semana, dia 11 de julho.

Até então, a via era bloqueada para carros a partir das 21h30 de sábado e liberada às 6h30 de segunda-feira. O horário de reabertura para automóveis foi mantido. Com a decisão pelo bloqueio também aos sábados, a livre circulação para pedestres e ciclistas vai durar quase 40 horas.

Segundo nota divulgada pela Companhia de Engenharia do Tráfego (CET), estudos realizados aos sábados, durante a Virada Cultural, no dia 20, e no fim de semana passado "indicaram que o trânsito na região transcorreu dentro da normalidade, bem como o serviço de transporte coletivo".

Nos primeiros meses, período de adaptação, agentes da CET estarão na região do Elevado para orientar os motoristas sobre rotas alternativas.

No sentido Leste-Oeste, o trajeto pode ser feito pela Praça Roosevelt, Rua Amaral Gurgel, Largo do Arouche, Avenida Duque de Caxias, Avenida São João, Avenida General Olímpio da Silveira e Avenida Francisco Matarazzo.

No sentido oposto, Oeste-Leste, os caminhos alternativos sugeridos pela CET são a Avenida General Olímpio da Silveira, Rua das Palmeiras, Rua Sebastião Pereira, Rua Amaral Gurgel e Praça Roosevelt.

O monitoramento da CET, focado nas rotas alternativas, pode resultar em ajustes nas sinalizações vertical, horizontal e semafórica.

A companhia não soube informar quais cruzamentos poderão passar por mudança no tempo semafórico e informou que a operação segue em estudo técnico para avaliar o comportamento do trânsito.

Também em julho, a Prefeitura vai inaugurar a ciclovia sob o Minhocão, que vai percorrer a Rua Auro Soares de Moura Andrade, as Avenidas São João e Duque de Caxias e chegará até a Rua Amaral Gurgel.

Sem impacto

Na semana passada, a Prefeitura de São Paulo apresentou estudos da CET indicando que o fechamento do Minhocão durante a Virada Cultural não causou grandes transtornos ao trânsito.

O secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto, já havia sinalizado sobre a possibilidade de veto definitivo do Elevado para automóveis.

Questionado sobre adaptações para que a estrutura seja mais receptiva e adequada aos pedestres, o secretário afirmou que o Minhocão precisará de escadas e acessos para deficientes.

Para andar sobre o Elevado é preciso usar os mesmos acessos dos automóveis. Diferentemente da Avenida Paulista, a via é de uso exclusivo de automóveis e motocicletas. Ônibus e caminhões não passam pelas pistas.

Informações: Exame Abril

Leia também sobre:
READ MORE - Prefeitura de SP anuncia fechamento do Minhocão aos sábados

Greve de ônibus em Fortaleza chega ao fim

Os motoristas e cobradores de ônibus de Fortaleza decidiram encerrar a greve em assembleia na tarde desta terça-feira (7), na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro-CE). A frota, que estava reduzida desde a meia-noite, deve ser normalizada até o final do dia. Segundo Tobias Neto, diretor do sindicato, todos os trabalhadores voltam às atividades nesta quarta (8).

A categoria aceitou a proposta de aumento salarial sugerida pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, de 9,5%, além de cesta básica de R$ 100, R$ 11 de vale alimentação e R$ 131,40 de auxílio-creche. Os novos valores foram negociados durante uma reunião entre representantes do Sintro e do Sindiônibus nesta tarde na sede da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Ceará. O Sindiônibus, sindicato dos empresários do setor, decidiu no início da noite desta terça também aceitar o aumento em 9,5%.

A greve, iniciada a 0 h desta terça-feira, foi deflagrada após realização de uma reunião nesta segunda sem acordo entre empresários e trabalhadores do transporte público, mas não houve forte adesão ao movimento na manhã desta terça.

Reinvindicações
Os empresários do setor ofereciam reajuste salarial de 8,34%, enquanto os trabalhadores reivindicam um aumento de 13%. Os trabalhadores pediam também aumento do vale-alimentação de R$ 10 para R$ 13; da cesta básica de R$ 90 para R$ 130 e regulamentação da jornada de trabalho.

O Sindiônibus, no entanto, afirmou que o atual panorama socioeconômico do País não permitia um aumento com este percentual, superior a inflação. “Não é possível”, disse o presidente interino da entidade Mário Albuquerque. Em relação a greve, Albuquerque disse que o Sindiônibus se preparou e acredita que tudo deve correr de forma tranquila.

Informações: G1 CE

READ MORE - Greve de ônibus em Fortaleza chega ao fim

Tarifa de ônibus vai aumentar 9% em Itajaí

Seis meses após o último reajuste nas tarifas do transporte coletivo, em Itajaí, as passagens sofrerão novo aumento a partir da próxima segunda-feira. O prefeito Jandir Bellini autorizou um reajuste de 9%. O valor passará de R$ 3 para R$ 3,27 (na compra antecipada) e de R$ 3,30 para R$ 3,60 (no embarque). Quem não tem vale-transporte e usa o cartão paga hoje cerca de R$ 90 _ esse valor passará para R$ 98,10.
Foto: Marcos Porto / Agencia RBS
A prefeitura informa que o pedido de aumento foi analisado por técnicos do Executivo que consideraram necessário o reajuste da inflação para manter o equilíbrio financeiro da empresa sem prejudicar a qualidade dos serviços prestados aos usuários. O secretário de Urbanismo, Paulo Praun, nega que se trate de um aumento, mas de uma reposição com base na inflação acumulada nos últimos 12 meses. Ele não soube informar o índice considerado.

— Só estamos dando o reajuste com base no combustível, que ficou acima da inflação, e dos preços do óleo e das peças que também subiram. Isso realmente impacta no valor — argumenta.

No entanto, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado nos últimos 12 meses ficou em 8,47% e o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), em 8,76% no mesmo período. Ambos são calculados pelo IBGE.

— O grande problema está no aumento de custo geral. Se ficarmos muito tempo sem dar reposição, teremos que fazer tudo de uma vez, o que vai deixar o valor muito alto — justifica Praun.

Conforme a prefeitura, os cartões já comprados terão validade na tarifa atual durante 30 dias. Até sexta-feira os usuários poderão recarregar pelo preço atual de R$ 3.

Um dos proprietários da Coletivo Itajaí, Alexandre Rizzi, informou nesta segunda-feira à tarde que não iria se manifestar porque a empresa ainda não havia sido notificada sobre o reajuste pela prefeitura. De acordo com o Executivo, a empresa pleiteava a tarifa de R$ 3,70 desde abril.

Usuários vão apelar para a bicicleta

A diarista Monica Andrade dos Santos, 23 anos, usa o ônibus todos os dias para trabalhar. Como são raras as casas em que ganha o valor do transporte separado, o aumento vai pesar no bolso dela:

— Vai impactar bastante, essa diferença vai sair do meu bolso.

A moradora do bairro Cordeiros também não economizou críticas ao serviço.

— Os ônibus vêm muito lotados e os motoristas não têm respeito pelos idosos, crianças de colo e mulheres grávidas. Se eu pudesse, andava só de bicicleta — queixa-se.

O casal Jeniffer Corrêa, 20, e Cristiano Rossi Graf, 24, costumam usar o transporte coletivo duas vezes por semana, quando vão visitar parentes que moram longe, ou em dias de chuva. Eles também reprovam o novo aumento.

— É um absurdo. Está compensando mais comprar um carro — diz Graf.

Jeniffer reclama do atendimento prestado pela Coletivo Itajaí. Segundo ela, é comum esperar até 40 minutos no terminal da Fazenda por um ônibus que vá em direção ao bairro, onde mora. 

— Umas três vezes que eu estava andando de bicicleta no Centro quase fui atropelada — conta.

O casal disse que vai procurar evitar o transporte coletivo e dar prioridade para a bicicleta para não sofrer com o aumento da tarifa.

SERVIÇO

Veja onde fazer recargas no valor atual de R$ 3 até sexta-feira:
Terminal da Fazenda - das 8h às 18h
Escritório da Coletivo - das 8h às 12h e das 13h30min às 18h
Terri - das 7h45min às 12h e das 13h30min às 17h30min

Informações: O SOL DIÁRIO

READ MORE - Tarifa de ônibus vai aumentar 9% em Itajaí

Sistema BRT de Caxias do Sul quer ser modelo para todo Brasil

A Marcopolo concluiu recentemente a entrega de 31 novos ônibus dos modelos Viale BRT Articulado, Viale BRS Low Entry e Novo Torino para a Viação Santa Tereza (Visate), operadora do transporte urbano de Caxias do Sul (RS). Os veículos serão incorporados à frota e utilizados no SIM Caxias - Sistema Integrado de Mobilidade Urbana, novo sistema de transporte da cidade, com corredores exclusivos, que entrará em operação em janeiro de 2016. 

Segundo Paulo Corso, diretor comercial da Marcopolo, a Prefeitura de Caxias do Sul está investindo muito em mobilidade urbana e na elevação ainda maior do transporte coletivo. "A cidade, mesmo não sendo uma metrópole como as capitais nacionais, quer ser modelo para todo o Brasil em termos de aplicação das melhores soluções para o transporte", explica Corso. 

Os veículos adquiridos pela Visate são seis Viale BRT Articulado, duas unidades do Viale BRS Low Entry e 23 do Novo Torino. Os ônibus, que entraram em operação imediatamente, vão proporcionar mais conforto, segurança, comodidade e qualidade de vida para a população caxiense. 

Montado em chassi Volvo, o Marcopolo Viale BRT articulado possui 21 metros de comprimento e capacidade para 180 passageiros. Internamente, conta com conceitos de melhor ocupação de espaço e de ergonomia para ampliar o conforto e a segurança dos passageiros. A maior largura interna, associada à configuração das poltronas, proporciona ampla área livre e facilita a circulação dos passageiros, tornando a viagem mais cômoda e confortável. A altura interna também é maior, o que permite a instalação de alto-falantes e amplo espaço para propaganda nas laterais superiores. 

O Marcopolo Viale BRT articulado, com piso baixo, é o modelo mais moderno em produção no Brasil e incorpora, entre outras tecnologias, motorização entre os eixos do primeiro carro, com baixa emissão de gases poluentes, câmbio automático, freio a disco e EBS - um sistema de controle eletrônico que proporciona mais eficiência e estabilidade às frenagens -, controle de aceleração inteligente, dispositivo que garante que somente a potência necessária seja empregada nos arranques e retomadas de velocidade, reduzindo o consumo de combustível. 

O veículo oferece elevado padrão de conforto e segurança, com sistema de ar-insuflado através do equipamento City Vent, câmera de monitoramento interno, acessibilidade por rampa pela porta central, box para cadeirante, dois conjuntos de portas duplas para desembarque e pintura diferenciada. Ideal para o transporte urbano, o Viale possui sistema de segurança para que não se movimente com as portas abertas e atende todas as exigências dos sistemas de plataformas de embarque existentes no País, com opção de porta com 1.100 mm de vão livre na frente do rodado dianteiro e piso elevado, adaptados à acessibilidade. 

Empresa modelo no segmento, a Visate é responsável pelo transporte urbano de Caxias do Sul desde 1986. A empresa possui uma frota com 344 ônibus com idade média de cinco anos. Em 2014, a frota rodou, cerca de 23 milhões de quilômetros.

READ MORE - Sistema BRT de Caxias do Sul quer ser modelo para todo Brasil

Usuários aprovam o BRT implantado em Uberaba

Pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisas Ápice com usuários do transporte coletivo para a Prefeitura de Uberaba revela aprovação de até 73% às mudanças originadas pela implantação do sistema BRT/Vetor. Esse percentual é obtido levando-se em consideração as opções ótimo e bom mais a metade da regular. Dos entrevistados, 9% declararam que o sistema é ruim ou péssimo e 1% não soube responder.

De acordo com o levantamento, 50% dos usuários disseram que o sistema com a implantação do BRT/Vetor é melhor do que o sistema anterior e 33% disseram que é igual. Outros 15% disseram que o sistema piorou e 2% não souberam ou não responderam. Quanto ao cumprimento de horários, 81% dos entrevistados se mostraram satisfeitos ou muito satisfeitos. Vale lembrar que Uberaba conta, desde 2008, com moderno sistema de monitoramento eletrônico, presente em poucas cidades do país e que permite acesso do usuário ao tempo exato do transporte por meio de painéis e pela internet.

Sobre os locais de espera para embarque e desembarque do BRT/Vetor, 87% dos entrevistados se disseram satisfeitos e muito satisfeitos, e 12%, insatisfeitos. A explicação se deve à construção dos dois terminais de ônibus, sendo um na Univerdecidade e outro no bairro Manoel Mendes. Segundo o instituto de pesquisa, o levantamento mostra aprovação considerável do serviço de transporte coletivo em Uberaba por parte dos usuários. Embora o começo da implantação do novo sistema tenha sido atribulado, hoje, o usuário já se acostumou e passou a aprovar as mudanças, já que 50% responderam que houve melhora em relação ao sistema anterior, destaca o instituto. 

O Instituto de Pesquisas Ápice realizou medição entre usuários de transporte coletivo em Uberaba, no período de 25 a 30 de junho. Para tanto, foram entrevistados 400 usuários, classificados por sexo, faixa etária, escolaridade e renda familiar. A margem de erro máxima para mais ou para menos é de 5 pontos percentuais.

READ MORE - Usuários aprovam o BRT implantado em Uberaba

SPTrans inaugura 11ª estante do Projeto Livro na Faixa

Nesta terça-feira, 07 de julho, o Terminal Parque Dom Pedro II, no Centro da cidade, recebe a 11ª estante do projeto Livro na Faixa. Criado em novembro de 2014, o projeto disponibiliza, gratuitamente, livros nacionais e estrangeiros para os usuários do sistema de transporte público da cidade de São Paulo. 

Quem se interessa por leitura pode retirar um livro em uma das estantes localizadas nos Terminais gerenciados pela SPTrans. Não é preciso fazer carteirinha, inscrição ou enfrentar qualquer tipo de burocracia. Basta escolher o livro e levar. Como o sucesso do projeto depende da participação coletiva, para que as estantes permaneçam sempre abastecidas quem puder colaborar pode retirar o livro de sua preferência e doar outro, de tal modo que a estante esteja sempre cheia de opções para os usuários do sistema.

A inauguração da nova estante será às 12h desta terça-feira. O equipamento ficará perto do bicicletário do Terminal Parque Dom Pedro II. Além de promover incentivo à leitura, promove a cidadania e a interação entre pessoas através da troca de livros e histórias.

As estantes medem 1,98 de altura x 92 centímetros de largura e comportam em média 150 livros, os terminais Grajaú, Capelinha, Guarapiranga, Santo Amaro, Bandeira, Campo Limpo, Lapa, Pirituba,  A.E. Carvalho e Carrão já possuem estantes e desde novembro de 2014 distribuíram mais de 15 mil exemplares, a expectativa que ainda no segundo semestre deste ano outra estante seja inaugurada no terminal Jardim Ângela, na zona Sul da capital. 

O Livro na Faixa é um projeto da SPTrans e da Coordenadoria Municipal de Bibliotecas, e que ganhou adesão da Livraria Leitura, Editora Livrus e do SPUbanuss e Empresas Operacionais: VIP Leste, Ambiental, Mobi, Cidade Dutra, Transpass, Gatusa, Transkuba, Gato Preto e Santa Brígida.

Algumas editoras, livrarias, distribuidoras, autores, além de cidadãos também têm feito doações.

Informações: SPTrans

Leia também sobre:
READ MORE - SPTrans inaugura 11ª estante do Projeto Livro na Faixa

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960