Funcionários do Metrô e da CPTM decidem não entrar em greve

terça-feira, 26 de maio de 2015

Funcionários do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) decidiram não entrar em greve na quarta-feira (27). Dessa forma, as estações de ambas companhias funcionarão normalmente. As categorias irão realizar novas assembleias na semana que vem.

Na semana passada, os funcionários haviam agendado a paralisação, mas a confirmação dependia da assembleia realizada na terça (26).

O Sindicato dos Metroviários de São Paulo pede aumento de 18,64% de reajuste salarial, aumento de vale-alimentação e adicional de periculosidade. Na segunda-feira (25), uma audiência entre o Metrô e o sindicato foi realizada no Tribunal Regional do Trabalho (TRT). Durante a reunião, a empresa ofereceu 7,21% de aumento.

A proposta do tribunal foi de 7,41%, com um adicional de 1,5 ponto percentual por produtividade, totalizando 8,82% de reajuste. O TRT propõe também uma cláusula para garantir que os trabalhadores não façam greve e que não haja retaliação por parte do Metrô durante a campanha salarial. Os metroviários vão fazer uma nova assembleia na proxima segunda-feira (1º) para rediscutir a proposta apresentada.

O sindicato dos engenheiros que trabalham no Metrô também pede 17,01% de reajuste, além de aumento em vale-transporte e vale-refeição. Em nota, o Metrô reiterou que mantém aberto o diálogo com a categoria para fechar acordo e que uma paralisação injustificada em meio ao processo de negociação causará prejuízo à toda população.

CPTM
O Sindicato dos Ferroviários reivindica 7,89% de reajuste mais 10% de aumento real, garantia de pagamento de, no mínimo, R$ 5 mil no Programa de Participação nos Resultados (PPR), auxílio materno-infantil de R$ 500, vale refeição de R$ 840 e vale alimentação de R$ 400.

A CPTM oferece 6,65% de aumento. A proposta do Tribunal foi de 6,6527% e mais 1,5% de produtividade. Novas propostas devem ser apresentadas em uma nova audiência do TRT, prevista para as 11h30 da próxima terça (2).

Os sindicatos dos Trabalhadores da Central do Brasil (responsável pelos ferroviários das linhas 11 e 12 da CPTM), dos Ferroviários da Sorocabana (linhas 8 e 9) e dos Ferroviários de São Paulo (linhas 7 e 10) vão discutir na próxima terça-feira (2) a possibilidade de parar à 0h de 3 de junho.

Informações: G1 São Paulo

Leia também sobre:
READ MORE - Funcionários do Metrô e da CPTM decidem não entrar em greve

Procon do Rio interdita 57 ônibus da viação Expresso Pégaso

Fiscais do Procon lacraram 57 ônibus da viação Expresso Pégaso, em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio, por falta de condições de uso. A operação de fiscalização começou à 1h30 desta terça-feira (26), quando os ônibus retornavam à garagem da empresa.

Como mostrou o Bom Dia Rio, os veículos em péssimos condições de uso, tinham faróis queimados, para-choques quebrados, sujeira nos corredores, falta de bancos. Alguns ônibus chegaram rebocados ao local.

A Expresso Pégaso é responsável por 24 linhas, e trabalha com mais de 400 ônibus. Fiscais fizeram imagens de outras irregularidades, como um espelho retrovisor estilhaçado, muitos bancos soltos, o elevador para cadeirantes sem motor, a estrutura de apoio quebrada e o perigo para os passageiros.

A cena se repetiu durante toda a madrugada. A cada adesivo do Procon, mais um ônibus era impedido de deixar a garagem, em Campo Grande. Por volta das 5h, a fiscalização já tinha interditado 57 veículos. Muitos outros também apresentaram problemas. Mas, segundo o Procon, se todos eles fossem lacrados, os passageiros da região ficariam sem transporte público.

“Isso tudo porque tem ônibus que a gente não deixa entrar na garagem. Se fôssemos fiscalizar ônibus a ônibus, ponto por ponto, a gente teria de colocar a interdição não no ônibus, mas na empresa. Mas isso vai colapsar o esquema de transportes da região”, disse o diretor da fiscalização Fábio Domingos.
A empresa já respondia a um processo movido pelo Ministério Público e agora foi autuada pelo Procon e vai ter até 15 dias para apresentar uma defesa. O consórcio Santa Cruz, responsável pela Expresso Pégaso informou que montou uma ação emergencial para realizar os reparos necessários nos 57 veículos lacrados nesta madrugada.

A previsão é que a situação seja normalizada ao longo desta terça. Ainda segundo o consórcio Santa Cruz, os ônibus lacrados nesta madrugada representam cerca de 2,5% da capacidade de atendimento do sistema à população da Zona Oeste e atualmente o consórcio passa por uma reestruturação, para melhor atender os passageiros da região.

Informações: G1 Rio

READ MORE - Procon do Rio interdita 57 ônibus da viação Expresso Pégaso

Salvador terá ônibus 24 horas a partir de julho

O prefeito de Salvador, ACM Neto, anunciou na manha desta terça-feira (26) que a partir de julho o transporte coletivo de Salvador funcionará durante 24 horas. O anúncio foi feito durante a cerimônia de entrega do Centro de Controle Operacional (CCO) para monitoramento dos ônibus. 

"Os avanços não param por ai. Vamos em julho trazer mais uma boa novidade para Salvador: o funcionamento de ônibus e linhas 24 horas em nossa cidade, outra conquista importante", disse durante discurso na sede da Secretaria de Mobilidade, em Amaralina. 

Na oportunidade, o secretário de Mobilidade do município, Fabio Mota, afirmou ao Bocão News que o anúncio oficial será feito no dia 9 de julho.

Por David Mendes
Informações: Bocão News


READ MORE - Salvador terá ônibus 24 horas a partir de julho

Rodoviários de Porto Alegre prometem paralisar o serviço na próxima sexta-feira

Se depender da orientação do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte Coletivo Urbanos de Passageiros de Porto Alegre, os rodoviários da Capital paralisarão as atividades a partir da 0h da próxima sexta-feira. A mobilização deve durar 24h.

Segundo o vice-presidente da entidade, Sandro Abbade, a categoria acompanhará o Dia Nacional de Manifestações na luta contra o projeto de lei que regulamenta a terceirização dos trabalhadores e contra as medidas provisórias 664 e 665 que criam novos critérios de acesso ao seguro-desemprego, à pensão por morte, à concessão do auxílio-doença e ao abono salarial.

Hoje, de acordo com Sandro, são cerca de três mil trabalhadores sindicalizados na entidade. A partir da próxima quarta-feira, integrantes do Sindicato distribuirão panfletos aos usuários explicando o motivo da paralisação.

— Estaremos nos corredores de ônibus das avenidas Farrapos,  João Pessoa e Osvaldo Aranha. Os panfletos também serão distribuídos dentro dos veículos. Na quinta-feira, circularemos com um carro de som pela cidade avisando sobre a paralisação — disse o vice-presidente. 

Por Aline Custódio
Informações: Diário Gaúcho


READ MORE - Rodoviários de Porto Alegre prometem paralisar o serviço na próxima sexta-feira

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960