Recife: Linha TI Tancredo Neves/TI Macaxeira passa a ter viagens expressas

terça-feira, 30 de junho de 2015

A linha 060 – TI Tancredo Neves/TI Macaxeira passará a realizar oito viagens expressas durante o dia, a partir desta quarta-feira (1º). A novidade acontecerá nos horários de pico da manhã e da tarde, sendo quatro viagens em cada período. 

Os ônibus realizarão as viagens expressas a partir do TI Macaxeira, ponto de retorno da linha, até a Av. Recife, trafegando pela BR-101. Os usuários devem ficar atentos ao letreiro dos ônibus que irão indicar a viagem expressa ou normal da linha. 

Mais informações na Central de Atendimento ao Cliente, no 0800.081.0158. 

Informações: GRCT

READ MORE - Recife: Linha TI Tancredo Neves/TI Macaxeira passa a ter viagens expressas

Acórdão do TCE-PR pode deixar a passagem mais barata em Curitiba

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) pediu para a Urbanização de Curitiba (Urbs), responsável pela gestão do transporte coletivo na cidade, retirar 14 itens da planilha de custos dos ônibus. Se a Urbs adotar as determinações impostas pelo TCE-PR, a tarifa pode ficar mais barata, conforme o orgão. Atualmente, a passagem custa R$ 3,30 – o reajuste foi feito em fevereiro.

O acórdão, que relaciona os itens da planilha que devem ser revistos e aqueles que devem ser retirados do cálculo da passagem de ônibus, foi publicado no Diário Eletrônico do Tribunal de Contas na segunda-feira (29).

Por meio de nota, a Urbs informou que alguns itens já foram retirados e que as determinações estão sendo avaliadas. *Leia a nota na íntegra no fim da matéria.

De acordo com as determinações feitas à Urbs, a autarquia deve avaliar os reais valores de investimento em instalações e edificações por parte das empresas; controlar o consumo real de combustíveis e os custos com lubrificante, peças e acessórios; e retirar da planilha os impostos exclusivos, como o custo do Hibribus – ônibus movido a eletricidade e a biodisel – e a taxa de risco.

O fundo assistencial, os custos com depreciação e remuneração dos investimentos em edificações e o kit de inverno dos motoristas e cobradores também devem ser eliminados do cálculo da tarifa.
O TCE-PR ainda determinou que a Urbs adote como parâmetro, para o consumo de combustíveis, o preço mínimo divulgado pela Agência Nacional do Petróleo.

Além disso, os atos e fatos relativos à administração do sistema devem ser divulgados de forma ativa pela Urbs para que, assim, a população tenha conhecimento e para que o sistema seja transparente. Itens que compõem a tarifa e a evolução dos valores são exemplos de tópicos que devem ser divulgados.
O acórdão ainda prevê que o TCE-PR monitore a execução das determinações por parte da Urbs, que, até o momento, não se manifestou sobre o assunto.

Confira a nota da Urbs:
1 – Antes de qualquer iniciativa do TCE, as medidas elencadas pela Corte foram objeto de estudo em 2013 pela Comissão de Análise Tarifária constituída por determinação do prefeito Gustavo Fruet e formada por membros representativos de diferentes setores da sociedade.
2 - Dois itens (Segbus e kit inverno) já foram retirados da composição da tarifa em fevereiro de 2014.
3 – Liminar para retirada dos impostos exclusivos foi negada pelo Judiciário ao analisar pedido da URBS. Cumprindo a decisão do TCE, o item será agora retirado.
4 - O fundo assistencial, que atende os trabalhadores do transporte, é objeto de convenção coletiva homologada pela Justiça do Trabalho. Por orientação do Tribunal será retirado.
5 - O contrato de concessão estabelece para cálculo da variação do item combustível o preço médio. Seguindo determinação do TCE, será adotado o preço mínimo.
6 – Como consequência da determinação do Tribunal e inviabilidade financeira da continuidade da operação, os ônibus híbridos serão retirados de circulação.
7 – As gratuidades (que beneficiam idosos, pessoas com deficiência, trabalhadores do transporte, estudantes, carteiros e policiais militares) também serão revistas conforme decisão do TCE.
8 – A decisão terá impacto na definição da tarifa técnica que não é corrigida desde fevereiro do ano passado.
9 – Qualquer alteração na tarifa do usuário dependerá da definição da tarifa técnica e avaliação do impacto da retirada dos itens apontados pelo TCE, que estão sujeitos inclusive a questionamentos administrativos e judiciais pelas partes envolvidas.
10 – Demais determinações estão sendo avaliadas para devido cumprimento por parte da URBS, sem prejuízo de eventuais recursos e embargos que sejam considerados necessários, tão pouco da continuidade das negociações mediadas por iniciativa do Ministério Público do Paraná (MP/PR).

Informações: G1 PR

READ MORE - Acórdão do TCE-PR pode deixar a passagem mais barata em Curitiba

Informativo SPTrans: Linha noturna N507/11 passará a atender a Estação Tatuapé do metrô a partir deste sábado

A partir do próximo sábado, dia 4 de julho, a linha noturna N507/11 Terminal Sacomã - Metrô Santana terá um novo itinerário. O serviço passará a atender a Estação Tatuapé do Metrô em ambos os sentidos, facilitando a integração de seus usuários com outras linhas que circulam pelo eixo da Radial Leste.

Confira abaixo os detalhes do novo trajeto:
Linha: N507/11  TERM. SACOMÃ – METRÔ SANTANA
IDA: Normal até a Av. Salim Farah Maluf, Praça Dora Angélica Fabiano Bayerleim, acesso, Rua Melo Freire, Av. Azevedo, Praça Santa Terezinha, Rua Platina, Rua Fernandes Pinheiro, Rua Melo Freire, acesso, Av. Salim Farah Maluf, prosseguindo normal.
VOLTA: Normal até a Av. Salim Farah Maluf, Complexo Viário Padre Adelino, Viaduto Pires do Rio, Rua Melo Freire, Rua Tuiutí, Rua Domingos Agostín, Rua Caraguataí, Rua Irapé, Rua Padre Adelino, Viaduto Dom Luciano Mendes de Almeida, Complexo Viário Padre Adelino, Av. Salim Farah Maluf, prosseguindo normal.

Para mais informações ligue 156 ou acesse www.sptrans.com.br

Assessoria de Imprensa SPTrans

Leia também sobre:
READ MORE - Informativo SPTrans: Linha noturna N507/11 passará a atender a Estação Tatuapé do metrô a partir deste sábado

DFTrans amplia linha de ônibus entre Brazlândia e Ceilândia

O Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans) ampliará a linha circular 963.1, operada pela Expresso São José, a partir desta quarta-feira (1º). O itinerário liga a Gleba 4, em Brazlândia, a Ceilândia. Os ônibus partem dos Condomínios Vista Bela e Quintas do Amarante, no Núcleo Rural Boa Esperança — no entroncamento da DF-180 — e chegam ao Terminal do Setor O. Agora, passam a circular pela altura da QNM 28, oferecendo acesso ao Hospital Regional de Ceilândia, na Avenida Hélio Prates, e ao centro de Ceilândia. Antes, os ônibus seguiam só até a QNN 23.

Com essa ampliação na rota, os passageiros terão mais facilidade para chegar ao comércio central. Além disso, haverá mais opções de integração para o Plano Piloto ou outras regiões de Brasília. A integração poderá ser feita entre ônibus ou metrô, tanto no Terminal do Setor O quanto na Avenida Hélio Prates.

De acordo com DFTrans, a extensão da linha era um pedido frequente dos moradores, que precisavam se deslocar até o centro de Ceilândia.

Segundo o diretor-geral do DFTrans, Clóvis Barbará, essas mudanças nos itinerários têm o objetivo de adequar as rotas em todas as regiões, seja na zona urbana ou na rural. “As prioridades no momento são modernizar o sistema, atender melhor o usuário e manter o equilíbrio entre a oferta e a demanda.” Ainda de acordo com ele, a autarquia sempre privilegiará a integração no sistema público de transporte.

A linha circular é operada com um veículo convencional e conta com nove saídas diárias. Todos os itinerários e horários podem ser consultados no site do DFTrans.

Informações: DFTrans

READ MORE - DFTrans amplia linha de ônibus entre Brazlândia e Ceilândia

Procon-Bahia cobra qualidade às empresas de ônibus urbanos

Em busca de melhores condições no transporte coletivo, a Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-Bahia) notificou nesta segunda-feira, 29, os três consórcios de empresas de ônibus que atuam na capital.
Edilson Lima | Ag. A TARDE
Em um prazo de até 20 dias, estas empresas terão que apresentar informações sobre o estado dos veículos, que incluem condições de higiene, funcionamento de câmeras em toda a frota, saídas de emergência e presença de extintores de incêndio a bordo.

"A população está muito insatisfeita com o serviço. Uma das reclamações é a de que os ônibus são velhos e estão realizando apenas a pintura, para parecerem novos", assinalou o diretor de fiscalização do Procon, Iratan Vilas Boas.

Acompanhamento
Após a apresentação das informações, o Procon fará fiscalizações para verificar se os serviços  estão de acordo com a qualidade necessária.  Caso haja irregularidades, as empresas serão autuadas e estarão sujeitas à cobrança de  multas   de R$ 600 a R$ 6 milhões, a depender da irregularidade eventualmente apresentada. 

Até esta segunda, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Salvador (Setps) não havia se pronunciado sobre o assunto.

Informações: A Tarde Online


READ MORE - Procon-Bahia cobra qualidade às empresas de ônibus urbanos

Em Florianópolis, Linhas de ônibus têm mudanças de horário e nomenclatura

A Secretaria de Mobilidade Urbana de Florianópolis anunciou mudanças em linhas do transporte coletivo. Algumas das alterações devem passar a valer a partir do próximo domingo (6). Entre as novidades, estão a junção de linhas, adequações de nomes e novos horários de ônibus.
Foto: Petra Mafalda/PMF
No dia 6 de julho serão reajustados os horários das linhas 165-Itacorubi e 177-Santa Mônica. Nos dias úteis, a saída da linha 165 do Titri, que antes era às 7h22, passará para 7h25. A linha 177, que saía às 6h45, passará para 6h43.

Todas as mudanças nos horários das linhas estão disponíveis no portal da Prefeitura de Florianópolis na internet.

Nomenclatura e junção de linhas
No dia 20 de julho começam a valer as mudanças na nomenclatura de oito linhas. O Canasvieiras Direto terá a nomenclatura alterada para 210-TICAN/TICEN Direto. Já a linha Santo Antônio Direto será modificada para 212-TISAN/TICEN Direto.

A mesma incorporará o quadro da linha 310 Santo Antônio, que será suspensa temporariamente. As linhas 471, 608, 842 e 8428 também não devem operar mais a partir do dia 20.

A linha 280 Cachoeira Escolar terá a nomenclatura modificada para 280 Cachoeira /Tican.
Já a linha 296 Santinho Escolar muda de nome para 296 - Circular Santinho /Ingleses.

O transporte da 470 Tapera/TITRI irá incorporar o quadro da 471 Tapera/TITRI. A linha 847 – TIRIO/TITRI irá incorporar o quadro da 848 – TITRI/TIRIO. Após a modificação, as linhas 471 e 848 serão suspensas.

Informações: G1 Rio

READ MORE - Em Florianópolis, Linhas de ônibus têm mudanças de horário e nomenclatura

No Recife, Fiscalização na faixa azul da Mascarenhas de Moraes é adiada mais uma vez

A Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) prevê para a segunda quinzena deste mês a instalação dos equipamentos eletrônicos que vão flagrar os condutores que insistirem em transitar pela faixa azul da Avenida Mascarenhas de Moraes, na Zona Sul do Recife, exclusiva para o transporte coletivo.
Foto: Diego Nigro/JC Imagem
O prazo previsto inicialmente para começar a operação era o fim de junho, mas, segundo a CTTU, as chuvas que caíram no Recife este mês dificultaram a implantação da fiscalização.

Quando os equipamentos estiverem funcionando, motoristas que invadirem o corredor serão multados em R$ 53,20. O objetivo da faixa azul é promover maior eficiência para o transporte publico através da prioridade na circulação.

O trecho da avenida monitorado será entre a Ponte Motocolombó e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Nele, apenas onde a linha branca é tracejada, sinalização geralmente próxima aos pontos onde há cruzamentos e é possível entrar à direita, é permitido usar a faixa azul.

Em maio, quando anunciou a assinatura da ordem de serviço, o gerente geral de Trânsito do Recife, Agostinho Maia, afirmou que a CTTU quer que a fiscalização chegue aos três corredores - além da Mascarenhas, na Avenida Domingos Ferreira, na Zona Sul, e na Rua Cosme Viana, na Zona Sul. "Mas, com o orçamento limitado, fizemos a opção de começar por lá. É onde tem mais invasão de faixa, principalmente pela manhã, no sentido Centro", explicou.

Ao todo, o Recife tem 21,4 quilômetros de faixas azuis. Só em 2014, foram registradas 3.980 multas por invasão da faixa.

Nos cálculos da CTTU, o corredor, implantado em janeiro de 2014, representou um fanho de 23,8% no sentido Centro/subúrbio e de 21,8% na direção oposta, onde há mais desrespeito à sinalização. Quarenta e duas linhas de ônibus passam pela Mascarenhas de Moraes, que é uma das vias com menor velocidade média da capital pernambucana nos horários de pico.

Informações: JC Trânsito

READ MORE - No Recife, Fiscalização na faixa azul da Mascarenhas de Moraes é adiada mais uma vez

Governo do Rio descarta BRT no lugar do Monotrilho

segunda-feira, 29 de junho de 2015

O governo desistiu de construir o BRT no trajeto que daria lugar à Linha 3 do metrô e vai retomar os estudos para ligar Niterói e São Gonçalo com transporte sobre trilhos. A decisão foi informada nesta quinta-feira pelo secretário de Estado de Desenvolvimento, Marco Capute, em audiência pública na Assembleia Legislativa (Alerj). 

De acordo com Capute, o governador Luiz Fernando Pezão e o secretário de Transportes, Carlos Roberto Osorio, concluíram que o BRT não seria suficiente para dar conta da demanda da região. O projeto que previa a construção de um sistema de monotrilho, que tem menor capacidade do que o metrô, também foi descartado. 

“Definimos que o metrô é a melhor solução para a população de Niterói e São Gonçalo fazendo a conexão com as barcas. Construir o BRT seria mais rápido e barato, mas não adianta investir em um projeto de eficácia momentânea”, afirma Capute. A meta do governador, segundo ele, é ter o projeto pronto até ano que vem e iniciar as obras em 2017 ou 2018. A previsão é que elas levem cinco anos.

Osorio ressaltou que o metrô deve ser implantado em estrutura suspensa, seguindo o traçado da antiga linha férrea da região. O plano de fazer um BRT na estrada RJ-104 (Niterói-Manilha), que passa por outro eixo de Niterói e São Gonçalo, está mantido. 

“O BRT da RJ-104 faria integração em Alcântara e em Arariboia com a Linha 3. Ele entra em Niterói pela Alameda São Boaventura e seria expandido até Manilha. A ideia é fazer uma grande estação em Tribobó, sendo ponto de integração da RJ-104 com a RJ-106, que vai até o centro de Maricá.” 

O secretário frisou que o metrô só será construído se o governo federal não cortar os recursos prometidos. O sistema em monotrilho estava orçado em R$ 3,9 bilhões e o BRT, em R$ 1,7 bilhão. A estimativa do custo do metrô só será conhecida quando o novo projeto for concluído.

Por Gustavo Ribeiro
READ MORE - Governo do Rio descarta BRT no lugar do Monotrilho

Liberada verba para construção do BRT de Feira de Santana

A construção do sistema BRT (Bus Rapid Transit) de Feira de Santana foi autorizada na manhã desta segunda-feira (29) com a assinatura da ordem de serviço pelo  governador Rui Costa e pelo ministro das Cidades, Gilberto Kassab, em evento realizado no bairro Sítio Novo. 

De acordo com o governo, o sistema de transporte, que deve ser concluído em janeiro de 2017, vai beneficiar 56 mil passageiros que atualmente utilizam o tradicional serviço de ônibus. O BRT contará com dois corredores – João Durval, com 4,8 quilômetros de extensão, e o Corredor Getúlio Vargas, com 4,45 quilômetros, totalizando 9,25 quilômetros que vão ligar três terminais, também parte do projeto.

De acordo com o secretário municipal de Trânsito e Transporte, Ebenezer Tuy, com a construção do BRT, toda a cidade será interligada. “Já temos os terminais do Norte, Sul e Central. Depois da obra concluída vamos ter mais três, que serão fundamentais para que a acessibilidade melhore em Feira de Santana", explicou. 

Ao todo, 20 ônibus especiais, com acessibilidade, GPS, ar-condicionado e capacidade para atender até cem passageiros, por viagem, vão circular pelos corredores exclusivos. A construção conta com um investimento de aproximadamente R$ 87 milhões, financiados pela Caixa Econômica Federal.

"A responsabilidade do Governo Federal é com os mais necessitados. Temos o entendimento de que se o Governo não estiver próximo aos municípios, as grandes obras, como a do BRT, não seriam possíveis. Um bom exemplo é no campo da habitação com o Programa Minha Casa, Minha Vida, que aqui em Feira [de Santana] já entregou 39 mil unidades habitacionais contratadas", lembrou o ministro Gilberto Kassab.

READ MORE - Liberada verba para construção do BRT de Feira de Santana

Modernização da rede de trólebus segue em SP, diz SPTrans

Recentemente muito se falou nas redes sociais e em fóruns de discussão sobre uma possível paralisação na modernização da rede elétrica de trólebus na cidade de São Paulo, sobretudo na região do Ipiranga.

No entanto, a SPTrans nega qualquer tipo de suspensão da reforma: “os serviços seguem em andamento, sendo que, até o momento, já foram executados 60% dos serviços de modernização de toda rede” – diz nota da empresa gerenciadora do transporte paulistano ao portal Via Trolebus.

De acordo ainda com a SPTrans, a região do Ipiranga deve receber uma Estação Transformadora Retificadora (ETR) para “equalizar o potencial elétrico da região, bem como a modernização de 14,9 km da Rede de Contato”. O prazo inicial para conclusão dos trabalhos na região é até o final deste ano.

Terminal Vila Prudente

Continua indefinido o ponto final da linha 3160 (Terminal Vila Prudente – Terminal Parque dom Pedro II). O Terminal anexo às estações do Metrô e do Monotrilho deve ser inaugurado, porém de acordo com a SPTrans, não existe previsão de levar os trólebus ao local.

Diminuição de panes

As panes na rede de trólebus caíram de 75 por mês em média no ano de 2012 para 13 registros no mês de setembro após o início dos trabalhos, representando 83% de redução nas falhas.

Por Renato Lobo
Informações: Portal Via Trolebus
READ MORE - Modernização da rede de trólebus segue em SP, diz SPTrans

Simulador mede impactos em possíveis mudanças no sistema da mobilidade urbana

domingo, 28 de junho de 2015

Quais seriam os benefícios adquiridos se uma parcela da população de uma determinada cidade substituísse, por exemplo, o uso do automóvel pelo transporte público? O Simulador – Software DM Impactos, disponível para consulta on-line, consegue fazer uma estimativa dos ganhos. Por exemplo, se 10% da população de Brasília substituísse o carro pelo ônibus, haveria uma redução na emissão de 5% dos poluentes locais e as pessoas gastariam somente 1% a mais de tempo.

Desenvolvido pela ANTP (Associação Nacional de Transportes Públicos), em parceria com a WWF Brasil, o simulador tem como principal objetivo sensibilizar as pessoas e os gestores públicos quanto às variações que podem ocorrer na mobilidade de uma cidade quando se altera a quantidade de viagens em benefício de algum meio de transporte em detrimento de outro. 

De acordo com a associação, a intenção básica é contribuir para as discussões sobre como transformar a mobilidade urbana para que as cidades sejam mais ambientalmente saudáveis e sustentáveis. 

Por meio do simulador, é possível obter porcentagens sobre o tempo gasto nos deslocamentos, o consumo do espaço viário, de energia, emissão de poluentes locais e do gás carbônico. Ele considera cinco modos usados no ambiente urbano: a pé, bicicleta, ônibus, motocicleta e automóvel. 

Segundo a ANTP, os valores foram estimados por processos estatísticos, para sensibilização a respeito da ordem de grandeza dos impactos. A associação alerta que os resultados não devem ser usados para definir ações ou projetos. 

Para ter acesso ao simulador, clique aqui

Thays Puzzi
READ MORE - Simulador mede impactos em possíveis mudanças no sistema da mobilidade urbana

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960