O preço do vandalismo no BRT de Uberaba

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Nos primeiros três meses de funcionamento do sistema de transporte coletivo Vetor/BRT, a avaliação é de avanços e adequações de linhas e horários, mas também de alguns prejuízos. Segundo a Superintendência de Transporte Coletivo, o município contabiliza prejuízos de mais de R$100 mil em razão vandalismos e furtos, sem contar as inúmeras pessoas que já burlaram o sistema de catracas para utilizar o serviço sem pagar.

De acordo com o superintendente Claudinei Nunes, a quebra dos vidros temperados das estações já causou um prejuízo aproximado de R$22.400, já os danos e furtos dos equipamentos de ar-condicionado resultam em perda de R$60 mil. O prejuízo com o furto de câmeras de monitoramento e as catracas quebradas somam prejuízos da ordem de R$30 mil. “A Polícia Militar e a Guarda Municipal têm identificado essas pessoas. Alguns equipamentos são recuperados, outros não. E também estamos monitorando os casos de evasão. Vemos alunos nas estações 5, 6 e 7 que quebram as catracas ou entrando pela porta de acesso aos ônibus, com sérios riscos de atropelamento. Estamos identificando estes adolescentes e indo até a escola para comunicar a conduta aos pais, bem como coibir novas práticas”, alerta.

O número de pessoas que burlam o sistema para não pagar a passagem também é grande. Somente no início de fevereiro, ele chegava a 6% dos usuários. Embora tenha havido uma queda de cerca de 3% da evasão no mês de março e em abril esse número tenha atingido a média de 1,5% a 2%, o superintendente garante que está trabalhando para que o percentual chegue a zero. “Porque isso prejudica muito o sistema, pois estes usuários não aparecem na contagem da catraca. De repente o ônibus está andando lotado com 100 pessoas, das quais quarenta burlaram o sistema e não aparecem na catraca para que possamos tomar uma providência junto ao órgão gestor para inclusive aumentar o número de veículos na linha”, ressalta Claudinei Nunes.

Há cerca de um mês a Prefeitura anunciou que ampliaria as duas estações que ficam entre o calçadão e a rua Artur Machado, bem na área central da cidade, em virtude do maior volume de usuários que buscam o sistema no local. Questionado sobre o tema, o superintendente afirma que houve um atraso na entrega de alguns equipamentos, mas a empresa já comunicou que alguns chegarão esta semana. Porém, a obra já está bastante adiantada, já que o cabeamento de fibra ótica já foi colocado, por isso ele acredita que antes do dia 20 de maio tudo já esteja pronto para entregar essa ampliação à população. A preocupação é o sistema de ar-condicionado, que deverá passar de 30 mil BTUs para 90 mil nas duas estações. Dez estações também já receberam cobertura lã de rocha com objetivo de amenizar a incidência dos raios solares dentro dos tubos.

Informações: JM Online

READ MORE - O preço do vandalismo no BRT de Uberaba

Urbs Curitiba formaliza liberação dos terminais Pinheirinho, CIC e Capão Raso para Araucária e Comec

A Urbs renovou oficialmente, nesta semana, a oferta de novos espaços nos terminais Pinheirinho, Capão Raso e CIC para embarque e desembarque de passageiros de Araucária. Além de formalizar a oferta à Prefeitura de Araucária para ampliação de duas linhas locais do município vizinho até Curitiba, permitindo que os usuários voltem a pagar apenas uma passagem, a Urbs também enviou documento à Comec, propondo o uso da estrutura da capital para viabilizar a criação de uma nova linha entre os dois municípios.

No caso da Prefeitura de Araucária, o documento que formaliza proposta de parceria entre os dois municípios foi elaborado a partir de uma série de reuniões entre os técnicos da Urbs e da CMTC-Araucária, empresa responsável pelo transporte coletivo do município, para definir o funcionamento das linhas locais de Araucária que serão ampliadas até Curitiba.

Pelo acordo, a Urbs libera para estas duas linhas plataforma de embarque e desembarque no Terminal Pinheirinho e estações-tubo nos terminais Capão Raso e CIC, o que já foi feito. A operação das linhas fica inteiramente a cargo da CMTC, à qual caberá, por exemplo, a definição de horários, dimensionamento da frota, frequência dos ônibus, definição das empresas que vão operar as linhas e entendimentos com a Comec.

A utilização dos novos espaços nos terminais de Curitiba será gratuita, ficando a CMTC apenas obrigada a informar à Urbs, 48 horas antes do início da operação, a razão social, o número do CNPJ, endereço e nome completo dos administradores das empresas operadoras que farão a nova ligação entre Araucária e os três terminais de Curitiba.

A nova ligação foi prevista em acordo entre as prefeituras de Araucária e Curitiba, anunciado há duas semanas como forma de minimizar o impacto da desintegração do transporte promovida pela Comec no município de Araucária.

Desde fevereiro, quando a Comec assumiu o gerenciamento do transporte metropolitano, o usuário de Araucária passou a pagar uma passagem no ônibus alimentador e outra nos terminais da cidade. Até então, o usuário pagava apenas a passagem no alimentador e embarcava sem pagar outra passagem nos terminais de Araucária e de Curitiba.

Com a determinação da Prefeitura de Curitiba de manter a integração do transporte, os usuários metropolitanos continuam a se deslocar normalmente dentro da cidade sem pagar outra passagem.

Comec

A oferta feita pela Urbs à Comec – que inclui uma plataforma de embarque e desembarque no Terminal Pinheirinho e a utilização de estações-tubo nos terminais CIC e Capão Raso –  viabiliza, por exemplo, a criação da linha alimentadora que a Comec tentou implantar no início do mês. Já naquele momento a Urbs havia liberado o terminal Pinheirinho para a nova linha, uma vez que o Terminal CIC, pretendido pela Comec, não oferece a menor condição técnica para essa operação.

A formalização da oferta foi feita em documento encaminhado pela Urbs nesta quarta-feira (29), em resposta à solicitação, feita pela Comec na semana passada, para utilização do Terminal CIC como ponto final do novo alimentador.

Na solicitação (protocolo 04-0450657/2015), a Comec argumenta que o novo alimentador apenas utilizaria espaço antes usado pelo metropolitano Angélica/CIC.

O parecer técnico da Urbs, já informado no início do mês por e-mail e agora encaminhado à Comec por ofício, comprova que não é possível a utilização do mesmo espaço por serem linhas com características totalmente diferentes, a começar pela demanda gerada, inclusive, pela decisão da Comec de desviar da CIC o itinerário dos ligeirinhos Araucária/Curitiba e Angélica/Capão Raso.

Esses dois ligeirinhos tinham um intervalo médio, no pico, de três minutos e apenas passavam no Terminal CIC, onde desembarcavam apenas passageiros interessados no entorno ou em alimentadores locais. Vale lembrar que nos horários de pico 4,5 mil passageiros de Araucária se deslocavam nas diversas linhas e pagando uma única passagem para a Rede Integrada de Transporte ou para o centro de Curitiba.

Por outro lado, a linha Angélica/CIC, que foi extinta pela Comec, atendia principalmente trabalhadores da Cidade Industrial de Curitiba. Essa linha transportava 400 passageiros por dia com um intervalo de 70 minutos, o que permitia a utilização de plataforma compartilhada com outros alimentadores.

Não há, segundo o documento da Urbs, termo de comparação do Angélica/CIC com a linha para a qual a Comec pretende utilizar o Terminal CIC. O novo alimentador terá no mínimo 12 mil passageiros por dia, substituindo praticamente toda a rede de alimentadores do terminal Angélica, de Araucária.

A Urbs também reafirma que, chegando ao Terminal CIC,  os usuários com destino ao Eixo Sul ou ao centro de Curitiba não teriam ônibus suficientes para absorver a demanda gerada pelo novo alimentador. Se, ao invés de parar na CIC, esta linha parar no Terminal Pinheirinho, os usuários terão quatro linhas de biarticulados (incluindo Ligeirão), três linhas de Ligeirinhos, Interbairros e alimentadores (vários deles para a CIC e entorno) ficando evidente que esta opção, além de viável, é a melhor para o usuário.

O Terminal Pinheirinho tem uma área operacional de 27,3 mil metros quadrados e registra, por dia, em torno de 130 mil passageiros. Já o Terminal CIC tem uma área operacional de 6,1 mil metros quadrados e 59,9 mil passageiros por dia.

O município de Araucária tem em torno de 120 mil habitantes. Quando era gerenciado pela Urbs, o sistema de transporte metropolitano integrado com Araucária tinha sete linhas, uma frota de 57 ônibus que transportavam, por dia, 46,7 mil passageiros. Esses passageiros se deslocavam de Araucária para qualquer ponto de Curitiba pagando apenas uma passagem.

Informações: URBS

READ MORE - Urbs Curitiba formaliza liberação dos terminais Pinheirinho, CIC e Capão Raso para Araucária e Comec

Prefeitura de Fortaleza anuncia obras do túnel na Engenheiro Santana Júnior

terça-feira, 28 de abril de 2015

A Prefeitura de Fortaleza realizará coletiva de imprensa nesta quarta-feira (29/04), a partir de 9h, para apresentar a primeira etapa do programa de desvio de tráfego que possibilitará a execução das obras do túnel na Avenida Engenheiro Santana Júnior, bairro Cocó.

Sob a responsabilidade da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf), as intervenções preliminares de remoção de interferências terão início nesta quinta-feira (30/04), quando agentes e operadores da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) estarão no entroncamento das avenidas Engenheiro Santana Júnior e Padre Antônio Tomás para dar suporte a pedestres, motoristas e ciclistas que circulam naquela área.

Como parte do programa de mobilidade urbana da Prefeitura de Fortaleza, que prioriza e dá maior qualidade ao transporte coletivo na Capital, as obras fazem parte do plano da Prefeitura de implantação de 130 quilômetros de corredores expressos de ônibus.

Informações: Etufor

READ MORE - Prefeitura de Fortaleza anuncia obras do túnel na Engenheiro Santana Júnior

Grande Recife prorroga prazo da carteira de estudante 2014

A carteira de estudante, versão 2014, terá seu prazo prorrogado para o dia 31 de maio. O documento, que teria seu vencimento expirado nesta quinta-feira (30), será prorrogado por mais 30 dias devido ao fato de que os 531 mil alunos aptos a retirarem a carteira, apenas 94  mil o fizeram. O Consórcio lembra aos estudantes que a solicitação da carteira de estudante versão 2015, estão sendo feitas pelo site do órgão, no www.granderecife.pe.gov.br.

O documento garante ao aluno o direito de utilizar a meia passagem, através da aquisição de créditos para o Vale Eletrônico Metropolitano Estudantil (VEM), e a meia entrada em  todo evento cultural e esportivo. O documento vale para todos os alunos das redes pública e privada e dos ensinos infantil, fundamental, médio, profissionalizante e pré-vestibular de toda a Região Metropolitana do Recife. 

Para solicitar o documento, é necessário acessar o link Carteira de Estudante +Prática, no site do Grande Recife, e fazer o preenchimento correto dos dados do estudante no sistema, sem abreviações e de acordo com a certidão de nascimento ou carteira de identidade. Também deve ser anexada uma foto 3x4, igual à utilizada para emissão de RG, Carteira de Trabalho ou Passaporte. As solicitações poderão ser efetuadas até o dia 31 de dezembro desse ano, portanto todos os boletos deverão ser pagos, impreterivelmente, até esta data.

O pagamento do boleto poderá ser realizado no Banco do Brasil (agências bancárias, internet, autoatendimento, correspondente MaisBB, banco postal nas agências dos Correios); ou na Caixa Econômica Federal (agências bancárias, lotéricas, internet, autoatendimento, correspondente Caixa Aqui). O documento é confeccionado em até 30 dias corridos, após o pagamento. A taxa para aquisição da carteira é de R$ 10,25.

Dos 94 mil boletos pagos, 52 mil já foram confeccionadas e 33 mil foram entregues. As 18 mil restantes, já estão prontas aguardando o resgate por parte das escolas. Dessa forma, o Consórcio reforça aos alunos e responsáveis que fiquem atentos quanto aos prazos e solicitem sua carteira no site do Grande Recife, para que possam continuar a usufruir dos benefícios da carteira de estudante. Para mais informações, os estudantes podem entrar em contato com o 0800.081.0158.

Informações: GRCT

READ MORE - Grande Recife prorroga prazo da carteira de estudante 2014

Teresina terá ônibus com ar condicionado

Teresina terá, sim, ônibus com ar condicionado. A informação foi confirmada pelo prefeito de Teresina, Firmino Filho, em entrevista do Jornal do Piauí desta terça-feira (28). O gestor municipal também disse apoiar leis mais rígidas para evitar problemas com enchentes na capital. 

Os ônibus com ar condicionados serão aqueles que vão circular nos corredores exclusivos, que serão construídos dentro do projeto de integração. "Algumas mudanças previstas na integração já estão acontecendo, após a assinatura dos contratos, mas a grande mudança vai haver após a reformatação do sistema. O primeiro terminal já está sendo construído no bairro Bela Vista e teremos outro, em breve, no Parque Piauí. A partir da construção desses terminais, as linhas serão segmentadas", explicou o prefeito.

Firmino acrescentou que as faixas exclusivas para ônibus já existentes serão substituídas por corredores exclusivos, que serão construídos na pista do meio das avenidas e farão uma segmentação para que os demais veículos não utilizem o espaço. "A lógica do sistema é fazer com que os ônibus possam fazer viagens mais rápida. Esses ônibus que utilizarão os corredores terão ar condicionado", completou.

Informações: Cidade Verde

READ MORE - Teresina terá ônibus com ar condicionado

Tecnologia em teste para BRT permitirá ônibus sem motorista

Uma tecnologia em fase de testes na Europa vai permitir que dois ônibus de tamanho padrão circulem virtualmente conectados, através de rede wi-fi, operando como se fossem um único veículo articulado.

A novidade, desenvolvida pela Volvo Buses e apontada pela companhia como solução para aumentar a capacidade operacional dos BRTs nos horários de pico, deve chegar ao Brasil após homologação para vendas na Suécia, prevista para 2018. Antes, porém, precisa passar por todas as avaliações de segurança no país-sede da montadora.

Conectados a uma distância de até 2 metros, dois ônibus de 12 metros de comprimento traçarão a mesma rota, parando juntos nos pontos e andando na mesma velocidade, com apenas um motorista conduzindo o veículo da frente.

“Será uma ótima solução para os corredores de alta demanda nos horários de pico, quando se precisa de mais veículos em determinada rota ao mesmo tempo. Funcionariam como um reforço à frota de ônibus articulados existente no corredor, transportando mais passageiros por hora”, aponta o presidente da Volvo Bus América Latina, Luis Carlos Pimenta.

Ele anunciou a novidade ao ‘Observatório da Mobilidade’ durante a parada da regata Volvo Ocean Race, em Itajaí (SC), na semana passada.

Pimenta ressaltou, porém, que o risco de acidentes é um dos fatores que ainda atrasam a aprovação da tecnologia.

“Estamos terminando todos os testes e desenvolvimentos que vão anular qualquer risco”, garantiu.

Apesar disso, a direção espelhada também é vista como uma vantagem para a segurança viária, já que, de acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), cerca de 80% dos acidentes em estradas são causados por falhas humanas.

Segundo o executivo, o conceito já foi parcialmente testado nos caminhões e automóveis da marca na Suécia. Com o piloto automático, um caminhão segue o outro e os motoristas de trás só comandam a direção.

A Volvo também fez experimentos com uma fileira de carros sendo conduzida por um caminhão. A diferença para o modelo desenvolvido para ônibus é que a tecnologia Platoon vai dispensar a presença do motorista no segundo veículo.

O sistema de refrigeração de ônibus biarticulados iguais aos que rodam no BRT Transoeste também está sendo aprimorado. A empresa, que testa dois veículos no corredor, reestudou o sistema na fabricação dos carros novos. “Em até três meses, os veículos estarão aprovados e o Rio pode decidir como fazer”, afirmou Pimenta.

Veículos híbridos para a cidade

Enquanto os testes já realizados com ônibus 100% elétricos no Rio confirmaram que a tecnologia limpa ainda é economicamente inviável para operação comercial, a Volvo deve demonstrar a performance de seu modelo híbrido na cidade ainda este ano em linha não definida.

Os híbridos geram a energia que consomem através do sistema de frenagem e economizam até 35% de combustível. Andam 20km no modo elétrico, nas arrancadas, e depois passam a consumir diesel.

Em Bogotá, na Colômbia, o Consórcio Express del Futuro colocou 177 híbridos em operação no corredor Transmilênio no último ano, reduzindo 84% da emissão de material particulado na atmosfera . Segundo Marcela Betancourt, diretora da empresa, apesar de esses ônibus custarem 50% mais caro que os convencionais, os subsídios oferecidos pela Colômbia deixam o preço só 30% mais alto.

A capital colombiana dá desconto de 5% sobre o imposto de importação e exclui o imposto sobre vendas. No Brasil, o único incentivo oferecido é carência de dois anos para financiamento.

Por Gustavo Ribeiro
Informações: O Dia

READ MORE - Tecnologia em teste para BRT permitirá ônibus sem motorista

Atrasadas, obras do BRT em Campinas devem começar setembro

A partir de setembro desse ano os motoristas que trafegam pelos corredores da Amoreiras e Jonh Boyd Dunlop  deverão encontrar mais problemas no trânsito. Isso porque a nova data passada pela prefeitura de Campinas para o início das obras do BRT é de 120 dias. A promessa inicial era 2014 quando a administração conseguiu financiamento de R$ 340 milhões através da Caixa Econômica Federal.

De acordo com o Secretario de Transportes de Campinas, Carlos José Barreiro, foi finalizado o projeto básico no inicio do mês de abril e entregue à Caixa. Segundo ele, as obras devem começar efetivamente no mês de setembro.

O projeto abrange a construção dos corredores do Ouro Verde e Campo Grande, além do corredor perimetral ligando a Vila Aurocan até o Campos Elíseos. São cerca de 35 quilômetros.

O secretário comenta que os motoristas que trafegam pelas regiões que passarão pelas reformas terão que administrar a situação

Com relação às ciclovias nos corredores do BRT, Barreiro disse que no plano cicloviário que foi projetado se prevê na etapa 3, ciclovias vinculada ao BRT, não ocupando faixas do transporte coletivo, mas se integrando ao sistema, servindo de ligação entre o bairro e as estações de transferência.

Por André Berenguel
Informações: Portal CBN Campinas
READ MORE - Atrasadas, obras do BRT em Campinas devem começar setembro

Cobrança de tarifa no Metrô de Salvador começa em Junho

O passageiro do Metrô de Salvador deverá pagar passagem a partir de junho. De acordo com a CCR Metrô Bahia, esse é o prazo para que seja finalizada a Linha 1, com a entrega da Estação Pirajá.

O governador Rui Costa afirmou que também em junho deve ser iniciada a integração com o sistema de ônibus da capital, começando pela estação Pirajá. A estimativa é que os usuários possam percorrer o trajeto entre a nova estação e a Lapa em aproximadamente 15 minutos.

Na semana passada foi inaugurado a estação Bom Juá, que deve beneficiar mais de 70 mil passageiros, vindos dos bairros da Fazenda Grande do Retiro, São Caetano, Calabetão, Mata Escura, Arraial do Retiro, Barreiras, São Gonçalo e Bom Juá.

A nova parada possui rampas, elevadores, escadas rolantes, piso-tátil e sinalização-tátil nos corrimãos das escadas, sanitários públicos e adaptados para pessoas com deficiência. Segundo o governo do Estado, o investimento total nas linhas 1 e 2 do metrô foi de R$ 3,6 bilhões.

Informações: Correios 24 Horas


READ MORE - Cobrança de tarifa no Metrô de Salvador começa em Junho

Semáforos desativados estão previstos no projeto do BRT de Uberaba

Depois da implantação do sistema de transporte coletivo BRT/Vetor, é comum ver vários postes de sinalização espalhados pela cidade e que se mostraram desnecessários. É o caso dos sinaleiros na esquina do Gosto de Festa, na esquina da Governador Valadares perto do SESC e outros mais que estão simplesmente desligados, mas continuam instalados.

De acordo com o secretário Municipal de Trânsito, Transportes Especiais e Proteção de Bens e Serviços Públicos (Settrans), Wellington Cardoso, eles estão dentro do projeto de semaforização feito para o BRT. “Não estão instalados por acaso, pois foram previstas situações que poderão vir a acontecer. O da Jaime Bilharinho com Governador Valadares, por exemplo, foi instalado porque se prevê um aumento de fluxo a partir da inauguração do novo shopping, prevista para esta quarta-feira, dia 29. Os semáforos estão desligados ou intermitentes, porque neste momento não vemos necessidades de estarem funcionando”, explica.

O valor do projeto de semaforização da Tranzum, que inclui centrais, postes, sistema informatizado e sinalizações verticais e horizontais, teve o investimento de mais de R$ 7 milhões. Wellington Cardoso destaca que um conjunto de semáforos custa em torno de R$ 50 mil aos cofres do município, por isso não é possível manter semáforos que não têm utilidade.

Caso o fluxo não seja como o esperado, o secretário afirma que os semáforos poderão ser retirados para atender várias demandas no restante da cidade. “O Departamento de Trânsito já está concluindo um estudo para instalarmos semáforos em outros setores. Na cidade, cresceu muito a frota circulante, acima do normal em relação a maioria das cidades brasileiras. Hoje se tem um fluxo de veículos muito grande em praticamente todas as regiões de Uberaba. Somos 312 mil habitantes com mais de 200 mil veículos circulando em um centro antigo e estreito. As soluções são caras e exigem obras de arte e outras providências”, esclarece.

Cardoso ressalta que em relação às obras de arte, neste momento o prefeito Paulo Piau está definindo a construção de três viadutos na cidade para minimizar os problemas que a cidade já enfrenta com congestionamentos. O secretário explica ainda que os 20 semáforos que foram retirados da avenida Leopoldino de Oliveira para a colocação dos sinais simples serão reutilizados paulatinamente nos bairros, conforme o planejamento de necessidades de cada localidade e após estudos feitos pela Settrans, pois também têm custos que chegam a mais de R$ 10 mil. “Neste momento estamos fazendo a cotação, porque pretendemos instalar cronômetros nos semáforos. Entendemos que isso, assim como os semáforos gradativos, gera mais segurança, porque o motorista sabe exatamente quando ele vai abrir ou fechar. Não sei se a obra toda será realizada este ano”, completa.

Por Thassiana Macedo
READ MORE - Semáforos desativados estão previstos no projeto do BRT de Uberaba

Grande Recife: Empresa Itamaracá abre as portas para alunos

Dando continuidade a seu trabalho social e inclusivo, alunos da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais de Igarassu - FACIG, visitaram a Empresa Itamaracá Transportes. Além de conhecer um pouco da Itamaracá, e suas Políticas de Gestão, fizeram um passeio pelas instalações da empresa.

Esse trabalho da empresa é muito importante, pois trazer a população para dentro de suas instalações, significa transparecer para todos as formas de trabalho em todos aspectos realizados pela empresa, bem como melhorar a prestação de serviços, pois a opinião de muitos, seja um elogio ou uma critica é importante para buscar uma melhor eficiência a seus usuários.

A Itamaracá é certificada com os selos ISOs 9001 (Qualidade) e 14001 (Meio Ambiente) pelo Bureau Veritas Certification além de vencedora de outros prêmios.
Foto: Itamaracá Transportes/Facebook
A empresa possui uma das frotas mais novas de Pernambuco e do Brasil. Fundada em 1958, a Itamaracá Transportes integra o Sistema de Transporte Público de Passageiros (STPP) da Região Metropolitana do Recife – Pernambuco. Atende oito municípios da zona norte: Recife, Olinda, Paulista, Abreu e Lima, Araçoiaba, Igarassu, Itapissuma e Ilha de Itamaracá. 

Blog Meu Transporte

READ MORE - Grande Recife: Empresa Itamaracá abre as portas para alunos

Terminais de ônibus da Grande Vitória estão sem câmeras e internet

As câmeras de videomonitoramento dos 10 terminais do Sistema Transcol e o serviço de Wi-Fi foram desinstalados, na Grande Vitória. As atividades estão suspensas desde 14 de abril porque o contrato com a empresa que fornecia os equipamentos não foi renovado pelo governo. A previsão é de que os serviços sejam restabelecidos em quatro meses.
Foto: Fernando Madeira/ A Gazeta

A Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop) informou que uma análise técnica apontou indícios de irregularidades técnicas e jurídicas na contratação, cujo valor era de R$ 500 mil por mês.

A Setop está encarregada de fazer novo edital para escolher uma nova empresa e retomar as atividades.

Favorecimento
Pelo levantamento, há possibilidade de direcionamento na realização do pregão na licitação para os serviços da instalação das câmeras de videomonitoramento e sua manutenção.

Foram encontrados valores de aluguéis de equipamentos completamente incompatíveis com o mercado. Por exemplo, console ergonômico (a mesa) a R$ 1.867,45; cadeira para operador a R$ 313,14; e o roteador a R$ 2.154,90. Todos os valores eram pagos mensalmente.

Procuradas pela reportagem, a Setop e a Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória (Ceturb) informaram que o diretor presidente da Ceturb, Alex Mariano, afirmou que a companhia está trabalhando para agilizar a contratação dos serviços de internet e de videomonitoramento.

A Setop informou ainda que já abriu um novo processo para a contratação, que está sendo analisado tecnicamente pela Prodest. A previsão é de que em 120 dias esses serviços voltem a funcionar.

Segurança
A Ceturb informou que aumentou o número de vigilantes armados nos terminais desde o último dia 11. O quantitativo ganhou mais 18 homens, passando de 70 para 88, a fim de reforçar a segurança após a retirada das câmeras. A Polícia Militar também está realizando rondas frequentes nos terminais.

A patrulha comunitária da PM faz paradas, em intervalos periódicos, em todos os 10 terminais do Transcol. Os policiais deixam os carros nos chamados “pontos-base”, nos terminais, e fazem, em dupla, a ronda pelas plataformas, várias vezes por dia.

Ocorrências
Em caso de ocorrências suspeitas, as equipes dos terminais imediatamente acionam o 190, que envia a viatura mais próxima ao local, para as providências necessárias.

* com colaboração de Carla Sá, do Jornal A Gazeta
Informações: G1 ES

READ MORE - Terminais de ônibus da Grande Vitória estão sem câmeras e internet

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960