Campinas testa ônibus híbrido que reduz em 50% emissão de poluentes

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Um ônibus híbrido que alia motores a diesel e elétrico começou a ser testado em Campinas (SP), na linha Terminal Campo Grande (2.20). Segundo a Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano (Transurc), o veículo usado desde o início deste mês emite 50% menos gases poluentes e deve gerar economia de 35% no combustível.

Durante os testes, informou a associação, o ônibus da empresa Itajaí Transportes Coletivos percorreu 2,95 quilômetros com um litro, contra consumo médio de 2,5 km/l registrado por um veículo convencional na mesma linha. A economia anual está estimada em R$ 15,8 mil por veículo.

Com aproximadamente 40 quilômetros de extensão e 89 paradas, a linha 2.20 inclui trechos da John Boyd Dunlop, Sales de Oliveira, José Paulino, Barão de Itapura e Aquidabã.

Tecnologia
A tecnologia utilizada no ônibus híbrido permite que os motores funcionem de forma simultânea ou independente, segundo a assessoria da Transurc. O ônibus é movido pelo motor elétrico durante a arrancada, enquanto que o motor a diesel entra em operação quando a velocidade ultrapassa 20km/h. Este é desligado durante paradas como embarque e semáforos.

Em relação ao desempenho, a associação informou que um sistema de controle regula a aplicação de recursos de potência, ao permitir interação das duas fontes geradoras. Já a bateria é recarregada a partir da energia recuperada pela frenagem do veículo.

O ônibus tem carroceria com 13 metros e capacidade para transportar 93 passageiros.

Informações: G1 Campinas e Região

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960