No Rio, Tarifa de ônibus sobe para R$ 3,40

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

A Prefeitura do Rio anunciou, na tarde desta terça-feira (30), que a tarifa de ônibus municipal e do Bilhete Único Carioca terá reajuste de 13,3% e passará a custar R$ 3,40 – R$ 0,40 mais cara. O novo preço será cobrado a partir da 0h deste sábado (3). Pela manhã, o Governo do estado já havia confirmado os novos valores de passagens de vans e ônibus intermunicipais e autorizado o reajuste para as concessionárias de barcas e trens. O metrô não tem reajuste previsto.

As passagens dos ônibus e vans intermunicipais terão reajustes de 12,46% – vão de R$ 2,80 para R$ 3,15. O valor do Bilhete Único acompanhará o índice, mudando de R$ 5,25 para R$ 5,90. Segundo o Departamento de Transportes Rodoviários (Detro), as novas tarifas intermunicipais entram em vigor no dia 10 de janeiro e o novo valor do Bilhete Único, no dia 1º de fevereiro de 2015.

Trens e metrôs
A Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro (Agetransp) também autorizou, com base nos contratos de concessão, reajustes tarifários das barcas e trens. A CCR Barcas pode subir a tarifa de R$ 4,80 para R$ 5. A Supervia poderá aumentar de R$ 3,20 para R$ 3,30. Os novos preços podem ser praticados a partir do dia 12 de fevereiro, desde que os usuários sejam informados com pelo menos 30 dias de antecedência.

Cálculos
Segundo a prefeitura, o reajuste nos ônibus municipais seguem o contrato e a fórmula de cálculo utiliza valores segundo fonte da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Detro aprovou o reajuste anual das tarifas nas linhas intermunicipais mantendo a adoção do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), de dezembro de 2009. A revisão considerou o IPCA acumulado de 2014 (6,56%) somado ao IPCA que vigorou em 2013 (5,53%), quando foi revogado o aumento que havia sido concedido no início daquele ano, atualizando os valores que ficaram defasados neste período. Com isso, o Detro não autorizou o índice de 26% solicitado pela Fetranspor.

Segundo o Detro, o aviso sobre o valor das novas tarifas deverá ser afixado nos ônibus, guichês e pontos de vendas de passagens pelas empresas. O RioCard continuará sendo aceito com o valor antigo até 30 dias após a data fixada para o reajuste entrar em vigor.

Para a base do reajuste da tarifa ferroviária de equilíbrio, a Agetransp considerou a tarifa de R$ 3,1785, homologada no reajuste anterior, sobre a qual foi aplicado o índice de 3,66%, referente à variação do IGP-M (índice de inflação calculado pela Fundação Getúlio Vargas) entre novembro de 2013 e novembro de 2014, conforme previsto em contrato. O valor da tarifa reajustada chegou a R$ 3,2948. Segundo as cláusulas contratuais de arredondamento, a concessionária fica autorizada a passar o valor dos atuais R$ 3,20 para R$ 3,30.

A Agetransp também analisou o pleito de reajuste tarifário relativo ao ano de 2015 para a linha Charitas de transporte aquaviário. Por se tratar de uma linha seletiva, cabe ao órgão fiscalizar o eventual exercício abusivo na fixação, conforme contrato de concessão. Assim, a agência autorizou a concessionária CCR Barcas a praticar tarifa de R$ 13,90, equivalente à variação do IPCA nos últimos 12 meses (6,56%) sobre o valor de R$ 13, autorizado no reajuste anterior.

READ MORE - No Rio, Tarifa de ônibus sobe para R$ 3,40

Metrô do Recife teve mais procura e muitos problemas em 2014

O metrô do Recife teve um aumento de 12% de passageiros no ano de 2014. Segundo a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), a linha Sul foi a que apresentou um maior número de adesão, com 30 milhões de passageiros, 6 milhões a mais do que no ano anterior. A linha Centro, por sua vez, teve um aumento de 5 milhões de passageiros transportados. 

Mesmo com o aumento de passageiros, os problemas no funcionamento do Metrô do Recife foram constantes em 2014, principalmente nos últimos meses do ano. Em outubro, os metroviários realizaram uma greve por conta de problemas na segurança das estações. Durante três dias, todas as linhas ficaram paradas. 

No mês de novembro, no dia do Enem, um acidente de carro atingiu a fiação da Estação Barro e causou um incêndio que derreteu parte da linha férrea e interrompeu o funcionamento dos dois ramais da linha Centro do metrô. Já em dezembro, a queda de um fio de alta tensão da Chesf nas imediações da estação Camaragibe também atingiu a linha centro, afetando o funcionamento do metrô por seis dias. 

READ MORE - Metrô do Recife teve mais procura e muitos problemas em 2014

Passe Livre convoca ato contra aumento da tarifa de ônibus em São Paulo

O Movimento Passe Livre (MPL) convocou para o dia 9, primeira sexta-feira de 2015, um ato contra o aumento de tarifa de ônibus em São Paulo que, segundo anunciou o prefeito Fernando Haddad na sexta-feira (26), subirá para de R$ 3 para R$ 3,50 no dia 6 de janeiro, terça-feira.

O ato terá concentração a partir das 17h em frente ao Teatro Municipal. Na segunda-feira (5), o MPL também realizará uma aula pública contra a tarifa em frente à sede da prefeitura.

Além de aumentar a passagem, a prefeitura decidiu implementar o passe livre para 505 mil estudantes, sendo aproximadamente 360 mil alunos da rede pública e 145 mil matriculados na rede particular de ensino, mas de baixa renda, incluindo os que fazem cursos no nível superior.

As tarifas do bilhete único nas modalidades mensal, semanal e diário (com validade de 24 horas) permanecerão congeladas nos valores atuais.

O valor do bilhete único integrado com o Metrô e os trens da CPTM será de R$ 5,45. Com todas as gratuidades, incluindo o passe livre para os estudantes, o reajuste médio de tarifas ficou em 7,92%.

O site da prefeitura informa que hoje (29) deverá ser divulgada nova versão da planilha tarifária do sistema, com informações detalhadas sobre o aumento e suas motivações. A assessoria de imprensa da SPTrans, no entanto, consultada pela reportagem da RBA nesta manhã, não confirmou se a nova versão da planilha será divulgada.

A planilha contém dados e indicadores operacionais do sistema de transporte municipal. Nela é possível saber quem paga a conta do transporte coletivo, quem ganha com a operação do sistema e quanto a cidade gastaria a mais se não existisse transporte coletivo por ônibus em São Paulo.

Dados da prefeitura mostram que 8% dos usuários vão pagar a tarifa reajustada de R$ 3,50. Estudantes de escolas privadas do ciclo básico ou superiores que não sejam atendidos por programas sociais do governo federal continuam tendo 50% de desconto na tarifa, como determina a legislação federal. Idosos com mais de 60 anos também estão isentos.

READ MORE - Passe Livre convoca ato contra aumento da tarifa de ônibus em São Paulo

Tarifa de ônibus em Fortaleza pode chegar a R$ 2,50

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) ainda aguarda decisão sobre o reajuste solicitado em planilhas nos últimos meses para a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), referente a aumento de 13% na tarifa de transporte coletivo da Capital. Com a negociação, o valor da passagem passaria de R$ 2,20 para R$ 2,50, conforme O POVO noticiou no último dia 18. A Etufor afirma que não há prazos para a decisão da solicitação.

De acordo com um estudo publicado em novembro pela Associação Nacional das Empresas de Transporte Urbano (NTU), o índice seria suficiente para repor as perdas do setor. A pesquisa destaca que as passagens precisariam subir R$ 0,35 na média nacional, equivalente a 13,8%, para fechar a conta. O estudo considerou Fortaleza, Belo Horizonte, Curitiba, Goiânia, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e Salvador. 

Para evitar o impacto sobre as tarifas, a NTU acredita que a saída é frear os incentivos aos carros. Em propostas enviadas ao Governo Federal, a associação pede a volta da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), que incidia sobre a gasolina, e a destinação de 70% desses recursos para os municípios investirem em infraestrutura de transporte ou subsidiar os serviços.

Em Fortaleza, o último reajuste da passagem ocorreu em dezembro de 2012, quando a ex-prefeita Luizianne Lins autorizou o aumento da tarifa de R$ 2 para R$ 2,20. O valor começou a valer em 12 de janeiro do ano passado, já na gestão Roberto Cláudio. De 2013 para este ano não houve aumento da passagem.

READ MORE - Tarifa de ônibus em Fortaleza pode chegar a R$ 2,50

Santos recebe mais 50 ônibus com ar condicionado

A frota de ônibus municipal com ar condicionado foi ampliada. Um total de 50 novos veículos climatizados integrará o sistema, disponibilizados nas ruas de hoje (30) ao próximo dia 5. Assim, a frota santista passará a ter 100 carros com sistema de refrigeração, ou seja, 33% do seu total. A entrega simbólica ocorreu ontem (29), na Praça Mauá, quando o prefeito Paulo Alexandre Barbosa vistoriou os veículos.

“A entrega destes ônibus significa melhorar a qualidade do transporte coletivo oferecido à população. Um terço da frota passa a ter ar condicionado e até início de fevereiro será feita uma nova entrega, totalizando 50%, o maior percentual de frota climatizada do país”, assegurou o chefe do Executivo. As melhorias no setor ocorrem sem reajuste de tarifa, que há três anos é de R$ 2,90.

Nessa nova entrega, a região dos morros também será atendida com ônibus dotados de ar condicionado. Serão carros convencionais e micro-ônibus acrescentados à frota municipal e que circularão na região mais alta da cidade nas linhas 13, 61, 100, 102, 118 e 181. Até 5 de fevereiro, outros veículos com ar também serão disponibilizados nas linhas 5, 8, 37, 40, 53, 54 e 73. O percentual de veículos refrigerados em Santos (33%) já será maior do que de capitais como São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ) e  Palmas (TO).

Início

Em maio do ano passado, 30 ônibus com ar condicionado e wi-fi foram disponibilizados pela Prefeitura em caráter experimental, para avaliação da população. Pesquisa no início do ano, realizada pelo Instituto de Pesquisas A Tribuna (IPAT), identificou que 95% dos usuários do transporte municipal aprovaram a frota com ar condicionado e sua ampliação e 65% consideraram importante todos os ônibus terem wi-fi.

A partir daí a Prefeitura exigiu da permissionária do sistema, Viação Piracicabana, a ampliação dos itens de conforto. Em julho deste ano, todos os veículos passaram a disponibilizar internet gratuita, inclusive os trólebus. Novo lote com 20 ônibus com ar também foi entregues, em outubro, totalizando até aquela data 50 veículos distribuídos em 15 linhas (das 40 do sistema municipal).

READ MORE - Santos recebe mais 50 ônibus com ar condicionado

Réveillon em Manaus, Ônibus extras devem circular até 4h do dia 1º na Ponta Negra

A frota de ônibus do transporte coletivo deve ser reforçada para o Réveillon no Complexo da Ponta Negra, situada na Zona Oeste de Manaus. Segundo a Superintendência Municipal de Transporte Urbano (SMTU), além das seis linhas normais, outras sete especiais vão operar no local a partir das 19h desta quarta-feira (31). Os coletivos devem ficar em circulação na área até as 4h do dia 1º de janeiro de 2015. A "virada" na areia da praia terá, entre outras atrações, a banda Skank e o grupo Monobloco.

A SMTU informou que a frota vai contar com 165 ônibus. Outros doze coletivos reservas darão apoio à operação. Os veículos ficarão estacionados no condomínio Alphaville, e poderão ser usados conforme a necessidade.

Os ônibus de linha urbana vão parar de circular no perímetro próximo à praia a partir das 17h do dia 31. Os coletivos serão desviados para a Avenida do Turismo.

Durante a operação, agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) vão fazer fiscalizações na Avenida do Turismo para verificar estacionamento irregular nas proximidades das casas noturnas situadas na via. A ação deve ser realizada em conjunto com fiscais do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM).

Por Camila Henriques
READ MORE - Réveillon em Manaus, Ônibus extras devem circular até 4h do dia 1º na Ponta Negra

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960