Goiânia deve ter outros 16 corredores de ônibus

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Foi dado o primeiro passo para a criação de 16 novos corredores do transporte coletivo de Goiânia, além dos 6 que já estão em fase de implantação. O Ministério das Cidades publicou no Diário Oficial da União do dia 5 uma portaria que incluiu os novos corredores da capital no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) - Pacto da Mobilidade, destinando R$8,7 milhões para o estudo deles.

Essa foi uma reivindicação feita pelo prefeito Paulo Garcia (PT) em julho do ano passado, quando também foram solicitados recursos para a construção dos corredores preferenciais das avenidas T-7, T-9, T-63, 85, 24 de Outubro e Independência. Os recursos destinados às obras desses seis corredores, R$ 145.323 milhões, já estão disponíveis na Caixa Econômica Federal (CEF). A construção do corredor da T-7 está prevista para começar em janeiro do próximo ano, depois que for concluída a licitação para escolha da empresa que vai assumir a obra, e deve ser concluída em um ano.

As propostas destes concorrentes serão abertas dia 28 deste mês e, caso não haja nenhum problema, o contrato deve ser assinado em até 45 dias, afirma o coordenador de Implantação dos Corredores Preferenciais da Companhia Metropolitana do Transporte Coletivo (CMTC), Sávio Afonso. Até dia 20 de novembro a Prefeitura deve encaminhar à CEF a documentação exigida para liberação do processo licitatório dos outros cinco corredores preferenciais, que não têm previsão para o inicio das obras.

Esses seis corredores devem ter os canteiros centrais fechados e, em alguns pontos, estreitados; as calçadas vão ser reconstruídas e serão criadas ciclovias, ciclofaixas ou ciclorrotas ao longo corredor e em vias adjacentes.

Estudo

Já os 16 que foram incluídos no PAC ainda vão passar por um estudo que deve estabelecer como devem ser construídos. A portaria 701 autoriza justamente o estudo executivo dos corredores preferenciais, que vai ser realizado por empresas contratadas via licitação pública.

Fonte: O Popular

READ MORE - Goiânia deve ter outros 16 corredores de ônibus

Faixa exclusiva de ônibus tira duas toneladas de dióxido de carbono por dia

A criação das faixas exclusivas para ônibus na cidade de São Paulo ajudaram a reduzir níveis de poluição. No caso da estrutura montada no Corredor Norte-Sul, a medida tem retirado da cidade cerca de duas toneladas de dióxido de carbono diários da atmosfera.

A capital paulista criou mais de 350 quilômetros de faixas exclusivas desde o ano passado, e este projeto foi apresentado nesta segunda-feira (10) pelo prefeito Fernando Haddad durante plenária sobre o tema na 66ª Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), em Campinas (SP).

“No Corredor Norte-Sul, que é o principal da cidade, são duas toneladas de dióxido de carbono a menos na atmosfera. Só pela diminuição da queima de diesel em único corredor, que tem em torno de 25 quilômetros. Nós fizemos mais de 350 quilômetros [de faixas exclusivas] e em uma, que é menos de 10% do total, o ganho ambiental é enorme”, disse Haddad.

O prefeito destacou ainda sobre a Lei de Incentivo à Zona Leste, a criação de duas centrais mecanizadas e a Parceria Público-Privada (PPP) da Iluminação Pública, que substituirá todo o parque por LED, mais econômica que o modelo atual.

No caso do Incetivo a Zona Leste, um dos ganhos em gerar emprego nas zonas afastadas do centro, é evitar grandes quantidades de deslocamentos, uma vez que existem poucos postos de trabalho nesta região.

A 66ª Reunião Geral da FNP reunirá cerca de 600 pessoas nos debates da que abordarão entre muitos temas, os desafios para o barateamento da tarifa do transporte coletivo urbano e o papel dos governos locais nos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

Fonte: Via Trolebus

Leia também sobre:
READ MORE - Faixa exclusiva de ônibus tira duas toneladas de dióxido de carbono por dia

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960