Após acidente, Estado acusa prefeitura de travar ampliação do metrô de Salvador

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Após o incidente que resultou no descarriliamento do metrô de Salvador, na manhã desta terça-feira, 4, o estado voltou a acusar a prefeitura municipal de dificultar a integração operacional e tarifária do modal com os ônibus do Sistema de Transporte Coletivo de Salvador (STCO).
Eduardo Martins | Ag. A TARDE
Segundo nota da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), o poder municipal não tem se disponibilizado a dialogar  e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Salvador (Setps) tem dificultado o relacionamento com a CCR Metrô.

Ainda de acordo com a nota, a prefeitura não liberou alvará para início das obras da linha 2, o que está atrasando o cronograma. O titular da Secretaria Municipal de Urbanismo e Transporte (Semut), Fábio Mota, negou a versão do estado. Segundo ele, a Semut participou das reuniões e de uma visita técnica feita com a concessionária.

"Estamos com o planejamento de integração pronto, mas constatamos que há problemas de acessibilidade dos ônibus às estações do Retiro e Acesso Norte, por exemplo. Encaminhamos relatório à concessionária e aguardamos retorno", explicou.

Conforme Mota, seria necessário deslocar 300 linhas, ou seja, 900 ônibus para as estações, o que causaria impacto aos passageiros e ao trânsito", afirmou.

Segundo nota da Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo do Município (Sucom), não há atrasos na emissão do alvará. A assessoria alega que, por se tratar de um projeto de grande porte, foram feitas minuciosas análises técnicas, já concluídas, e agora o projeto encontra-se na Semut.
Já Fábio Mota diz que o projeto está sendo analisado. "Demanda tempo porque alguns trechos terão que ser interditados. Se a prefeitura não quisesse que o metrô funcionasse não o teria passado para o estado", completou.

Por Priscila Machado
Informações: A Tarde Online


READ MORE - Após acidente, Estado acusa prefeitura de travar ampliação do metrô de Salvador

Mercedes-Benz entrega primeiros ônibus articulados para Fortaleza

A Mercedes-Benz entregou os primeiros ônibus articulados que rodarão a partir deste mês no novo corredor exclusivo Antônio Bezerra/Centro, do sistema de transporte coletivo de Fortaleza (CE). Sete modelos O 500 MA de piso alto já integram as frotas das empresas locais e foram adquiridos por meio do concessionário Ceará Diesel, que ofereceu treinamento de operação e oficina para as equipes operadoras.

“Temos muito orgulho e satisfação de constatar que os primeiros ônibus articulados a circularem nessa nova fase do sistema de transporte coletivo de Fortaleza trazem a estrela de três pontas. A capital cearense segue assim a escolha de outras grandes regiões metropolitanas, como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Vitória, Brasília, Porto Alegre, Curitiba e Florianópolis, que juntaram articulados e superarticulados da nossa marca a seus sistemas de transporte, tanto aqueles de corredores exclusivos, quanto de BRTs”, diz Walter Barbosa, diretor de vendas e marketing de ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

Para atender melhor a necessidade local do corredor, os articulados receberam a configuração de portas altas do lado esquerdo, para acesso aos canteiros centrais de embarque e desembarque. Com capacidade para 100 passageiros, os ônibus são equipados com ar-condicionado e suspensão pneumática, além de câmbio automático. 

“Os articulados O 500 da Mercedes-Benz, assim como os demais ônibus urbanos da marca, são reconhecidos no mercado pelo reduzido consumo de combustível, baixo custo operacional e de manutenção. Além disso, a robustez e a resistência dos nossos chassis asseguram um alto índice de disponibilidade na severa operação do transporte urbano. Ou seja, os ônibus Mercedes-Benz rodam mais, garantindo produtividade e rentabilidade para os clientes”, conclui Barbosa.

Informações: Automotive Business

READ MORE - Mercedes-Benz entrega primeiros ônibus articulados para Fortaleza

Prefeitura de São Paulo entrega primeira ciclovia em ponte da cidade abrindo conexão com a Zona Norte

O prefeito Fernando Haddad e o secretário de transportes Jilmar Tatto entregaram na manhã desta terça-feira (4) mais um trecho de ciclovia, desta vez na Ponte da Casa Verde. Trata-se da primeira ciclovia com travessia sobre ponte instalada na Cidade de São Paulo. O percurso de 600 metros funciona no passeio do sentido Bairro/Centro da ponte e faz a conexão com a ciclovia existente da Rua dos Americanos, no Bom Retiro, região central da cidade e futuramente, fará integração também com a Ciclovia Braz Leme, na Zona Norte da cidade.
Fábio Arantes/SECOM
Segundo o prefeito, com a inclusão das ciclovias nas pontes, a Zona Norte da cidade ganha uma conexão importante. "As novas pontes da Marginal Pinheiros, já vão ser construídas com as ciclovias, afirmou Haddad."

A travessia de ciclistas em pontes e viadutos sobre as Marginais dos rios Tietê e Pinheiros vem sendo objeto de atenção especial pela SMT/CET. No início de Outubro, a pasta apresentou a proposta de construção de ciclovias e ciclopassarelas para 12 das 28 pontes existentes nas Marginais.

Durante a entrega da ciclovia o secretário Jilmar tato afirmou que "as próximas pontes a receberem ciclovias serão a das Bandeiras cujas obras já estão em andamento, e a Júlio de Mesquita Neto, com obras iniciando".

A Ponte da Casa Verde contempla uma sinalização diferenciada destinada aos pedestres. Foi delimitada uma área azul, que consiste num projeto-piloto da CET para proporcionar mais segurança.

A calçada da Ponte da Casa Verde possui 4 metros de largura e foi dividida em duas partes: metade para acomodar a ciclovia e a outra metade, para os pedestres nessa área azul. A CET está acompanhando o desempenho dessa novidade.

A meta da Prefeitura, por intermédio da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), é viabilizar uma rede de 400 km de ciclovias até o fim de 2015.

Informações: SPTrans

Leia também sobre:
READ MORE - Prefeitura de São Paulo entrega primeira ciclovia em ponte da cidade abrindo conexão com a Zona Norte

Prefeitura de Sorocaba apresenta edital de licitação para o BRT

A Prefeitura de Sorocaba (SP) apresentou na manhã desta terça-feira (4) o edital de licitação para as empresas interessadas no sistema de transporte público feito por ônibus em corredores exclusivos, conhecido como BRT (bus rapid transit, transporte rápido de ônibus na sigla em inglês).

Durante a apresentação do projeto técnico, os empresários fizeram questionamentos e também deram sugestões. De acordo com o secretário da Fazenda de Sorocaba, Aurílio Caiado, o edital ficará disponível para consulta pública, por 30 dias. "É uma minuta de edital que a prefeitura disponibiliza para que todas as pessoas interessadas poderem consultar e sugerir", explica.

Dessa forma, a partir do dia 3 de dezembro, a prefeitura recolhe as informações e publica o edital definitivo para as empresas interessadas em concorrer ao processo do BRT. A previsão é que as obras iniciem em março de 2015, com 18 meses programado de excecução do projeto, sendo finalizado no final de 2016.

O projeto escolhido para o edital, de acordo com Caiado, é o modelo de concessão, o mais tradicional conhecido em operação de transporte coletivo. "Neste caso é uma concessão simples e subsidiáda pela prefeitura que irá arcar com uma parte dos investimentos com os recursos que conseguiu através do PAC", finaliza.

Informações: G1 Sorocaba e Jundiaí

Leia também sobre:


READ MORE - Prefeitura de Sorocaba apresenta edital de licitação para o BRT

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960