Em Fortaleza, Avenida Antônio Sales terá faixa exclusiva para ônibus e ciclofaixa

domingo, 2 de novembro de 2014

A Avenida Antônio Sales terá 4 km de faixa exclusiva para ônibus e 3,5 km de ciclofaixa até o dia 21 de novembro próximo. O anúncio foi feito pela Prefeitura de Fortaleza. O primeiro trecho a receber a faixa exclusiva para coletivos já começou a funcionar nesta sexta-feira (31), indo da Avenida Senador Virgílio Távora até a Engenheiro Santana Júnior.

Quando concluída a implantação, a faixa irá da Avenida Dom Manoel à Engenheiro Santana Júnior. A ação faz parte do Plano de Ações Imediatas de Trânsito e Transporte (PAITT).

A ciclofaixa será da Avenida Visconde do Rio Branco até a Monsenhor Catão. O primeiro trecho a ser entregue estará localizado no lado esquerdo da via entre a senador Virgílio Távora e a Monsenhor Catão, podendo ser usado pelos ciclistas também nesta sexta-feira (31).

A prefeitura anunciou ainda que vai implantar a faixa exclusiva para transporte coletivo na Avenida Bernardo Manuel, entre as avenidas Presidente Costa e Silva (Perimetral) a Carlos Jereissati. A Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) vai implantar nova sinalização no lado direito de cada via e posteriormente, haverá fiscalização eletrônica.

Paradas de ônibus
A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) está modificando o sistema de paradas nas vias que recebem a faixa exclusiva para ônibus - as avenidas Dom Luís, Santos Dumont, da Universidade, Carapinima, José Bastos, Domingos Olímpio e, atualmente, a Antônio Sales e a Bernardo Manuel. As mudanças também foram apresentadas nesta quarta-feira (29) pela Prefeitura.

As paradas recebem nova iluminação, abrigos, placas com informações sobre as linhas que passam pelo local e vão ficar a 500 metros de distância umas das outras.

Na manhã desta quarta, usuários que pegam ônibus na Avenida Domingos Olímpío reclamaram da distância e diminuição das paradas na via com o novo sistema.  "Já chego super cansada no trabalho e atrasada”, diz a auxiliar de serviços gerais, Francisca das Dores. "Acabou a parada aí ficou dificultoso para gente apanhar o ônibus. Você trabalha, quando sai a noite quer chegar em casa, né?”, disse o servidor Adalberto Lopes.

Informações: G1 CE

READ MORE - Em Fortaleza, Avenida Antônio Sales terá faixa exclusiva para ônibus e ciclofaixa

Alstom avança na construção de sua nova linha de fabricação de VLTs no Brasil

A Alstom atingiu vários marcos importantes na construção da primeira linha de fabricação de VLTs na América Latina, que será inaugurada em Taubaté em 2015. Até o momento, a Alstom terminou a cobertura do prédio principal, onde os trens serão montados, e levantou as estruturas metálicas da área onde os produtos finais serão testados e aprovados. As pontes rolantes, essenciais para a produção dos VLTs, também já começaram a ser instaladas  na fábrica.  

“É uma recompensa e um desafio para nós termos avançado tanto com a construção em apenas cinco meses. Esses marcos superam nossas expectativas,” afirma Michel Boccaccio, Vice-Presidente Sênior da Alstom Transporte na América Latina.

A nova linha de Taubaté irá apoiar os projetos da Alstom no Brasil, além de exportar para a América Latina, e se beneficiará da expertise da Alstom em outras linhas de VLT, como Barcelona (Espanha) e La Rochelle (França). Uma vez operacional, a linha irá gerar cerca de 150 empregos diretos. A empresa já começou o treinamento profissional para futuros funcionários. A linha representa um investimento de cerca de 15 milhões de euros (50 milhões de reais).

Promovendo a mobilidade sustentável, a Alstom Transporte desenvolve e comercializa a mais completa gama de sistemas, equipamentos e serviços do setor ferroviário. A Alstom Transporte administra sistemas inteiros de transporte, incluindo material rodante, sinalização, manutenção, modernização e infraestrutura, além de oferecer soluções integradas. A Alstom Transporte registrou vendas de 5,9 bilhões de euros no ano fiscal 2013/14. Está presente em mais de 60 países e emprega cerca de 28.300 pessoas.

Informações: Alston

Leia também sobre:
READ MORE - Alstom avança na construção de sua nova linha de fabricação de VLTs no Brasil

Ônibus para o Expresso DF passam a custar R$ 2

Começou neste sábado (1º) a cobrança nos ônibus circulares que levam ao terminal do Expresso DF. A passagem custa R$ 2. A viagem no novo sistema até a Rodoviária do Plano Piloto continua a ser de graça até o próximo dia 16, de acordo com o DFTrans.

O Expresso DF começou a rodar em fase de testes em abril último. Desde então, as linhas de acesso ao novo sistema, saindo do Gama e de Santa Maria, eram gratuitas.

Segundo o diretor-geral do órgão, Jair Tedeschi, a medida é o começo de uma cobrança gradativa do sistema. "Iniciaremos pelos ônibus que fazem o trajeto circular nas duas cidades. São os coletivos que levam os usuários até o terminal."

As linhas que ligam Gama e Santa Maria ao Plano Piloto também terão cobrança de passagem. A data ainda não está definida. Segundo o DFTrans, todo o sistema será pago até dezembro.

O Expresso DF começou a funcionar em abril deste ano, em fase de testes. No dia 30 de junho, os ônibus começaram a rodar em período integral. A ideia inicial do DFTrans era instituir a cobrança ainda em junho, mas falhas na operação e atrasos na conclusão das obras levaram ao adiamento da tarifa.

Em setembro, a empresa chegou a anunciar uma data para a cobrança de R$ 2 nas linhas alimentadoras, mas suspendeu o aviso no mesmo dia. Na ocasião, a Secretaria de Transportes disse que seria feito "um trabalho mais amplo de informação à população, para depois iniciar a cobrança da tarifa".

Segundo o governo, o sistema funciona das 5h à 0h30 e atende 100 mil pessoas por dia, reduzindo o tempo médio de viagem de uma hora e meia para 40 minutos.

A gratuidade continua valendo para estudantes, passageiros acima de 65 anos e pessoas com necessidades especiais, com o mesmo passe livre válido para as outras linhas e os outros modais de transporte. Para ter direito ao benefício, é preciso se cadastrar e retirar um cartão especial em um posto do Sistema de Bilhetagem Automática do DFTrans.

Veja as linhas que começam a ser tarifadas a partir deste sábado (1º)
Gama: A200, A201, A202, A203, A204, A205, A206
Santa Maria: A250, A251, A252, A253, A254, A255

Informações: G1 DF

READ MORE - Ônibus para o Expresso DF passam a custar R$ 2

No Recife, TI Tancredo Neves, inaugurado em 2013, recebe críticas constantes dos passageiros

Os últimos meses de 2014 têm sido de muita expectativa para aqueles que utilizam transporte público na Grande Recife. A inauguração do Terminal Integrado Largo da Paz, no final de setembro, beneficiou cerca de três mil pessoas. Em Joana Bezerra, cerca de 50 mil passageiros também serão beneficiados com a expansão do Terminal Integrado, previsto para ser entregue até o final do mês de outubro – promessa não cumprida – após dois anos de obras.

Segundo o Consórcio Grande Recife, a inauguração de mais quatro terminais integrados na Região Metropolitana do Recife (Prazeres, Abreu e Lima, III Perimetral e IV Perimetral) também está prevista ainda para este ano. 

Os terminais integrados oferecem para os passageiros da RMR a facilidade de poder percorrer longas distâncias (já que estão presentes desde o município de Igarassu até o Cabo de Santo Agostinho) pagando apenas uma passagem. Ainda assim, para a instalação desse sistema, algumas mudanças nos itinerários e até mesmo a extinção de algumas linhas ocorreram, desagradando a alguns passageiros, principalmente no Terminal Integrado Tancredo Neves, inaugurado em 2013, localizado na Zona Sul do Recife. O terminal recebe cerca de 49 mil pessoas diariamente e é alvo de críticas e elogios.

Um dos afetados pela extinção de linhas de ônibus para circulação no TI Tancredo Neves foi o estudante de engenharia de produção, Rafael Velôzo, 20 anos, que mora em Piedade, Zona Sul do Recife, e estuda na UFPE, no bairro da Várzea, Zona Oeste da cidade. Com a abertura do TI Tancredo Neves, o estudante não tem mais a  opção de pegar o ônibus Candeias/Dois Irmãos e realizar apenas uma viagem no percurso de casa para a faculdade. Antes do terminal, para voltar para casa, o estudante podia pegar o CDU/Shopping (que era a linha que realizava o percurso sem desvios pelo bairro do Ipsep) até Boa Viagem, onde pegava outro ônibus para Piedade. Para ele, o ponto negativo está na lógica dos terminais integrados, que estão sempre lotados e por muitas vezes não respeitam os intervalos estipulados para saída de ônibus. O tempo médio que Rafael leva para chegar à faculdade, quando o trânsito está tranquilo, é de 1h15. Assim como o tempo, o desconforto dentro dos ônibus também aumentou. O ponto positivo do Terminal Integrado, por sua vez, é a economia: antes, o estudante pagava R$ 3,25 numa passagem Vale B ou R$ 4,30 pegando dois ônibus. Hoje, paga o valor único de R$ 2,15, essa economia, por sua vez, não compensa o desconforto. 

A estudante Tamires Coutinho, 20 anos, também aponta os efeitos negativos da criação do TI Tancredo Neves. Ela confessa que não gosta do terminal porque precisa enfrentar muitas filas e confusões diariamente. Segundo a estudante, à noite chega ser ainda pior, já que ela depende da linha Candeias e enfrenta uma fila enorme por conta da demora do ônibus. “Nunca pensei na vida que iria dizer isso, mas sinto muita falta do Candeias/Dois Irmãos. Ao menos eu tinha uma noção de quando ia chegar em casa ou na UFPE. Agora é só na sorte”, confessa a estudante.

Diante de tantas desaprovações, encontramos passageiros que aprovam a situação do terminal: a estudante Linda Cordeiro, de 19 anos, mora no bairro da Imbiribeira e considera o Terminal Integrado como de grande ajuda. Para ela, ficou mais fácil não só chegar à faculdade, na Zona Oeste do Recife, como também de se locomover para o bairro de Boa Viagem e até mesmo para a Zona Norte, quando não tem a opção de pegar o metrô. Para ela, a maior vantagem do Terminal Integrado é a vasta quantidade de coletivos a qual tem acesso.

Questionado sobre a funcionalidade dos Terminais Integrados, que extinguiram algumas linhas de ônibus, o Consórcio Grande Recife, responsável pelos Terminais Integrados da RMR, afirmou que os terminais foram constuídos para proporcionar aos usuários um maior número de deslocamentos, por toda a Região Metropolitana do Recife, pagando apenas uma passagem e ainda com integração ao metrô. 

O professor-doutor do departamento de Engenharia Civil da UFPE, Oswaldo Lima Neto, especialista em Transporte Público, afirma que, dentro do contexto apontado por muitos passageiros do Terminal Integrado Tancredo Neves, o sistema de integração pode não parecer benéfico, pois na realidade ele exige um trasbordo, que acrescenta tempo a viagem. Por conta disto, o transbordo deve ser feito nas melhores condições possíveis, local seguro, limpo, iluminado, onde as filas sejam pequenas e rápidas, e que a linha que se tome tenha um intervalo pequeno que ajude a compensar a perda de tempo do transbordo. "A integração é feita visando racionalizar as linhas do sistema, pois muitas vezes temos linhas saindo de bairros diferentes mas com um mesmo destino, onde a partir de um dado ponto tem o mesmo percurso, levando-as para um terminal e de lá saindo com um ônibus maior (articulado) com intervalos menores pode-se diminuir custos do sistema. Além disso, quando a pessoa chegam nos terminais de integração elas podem escolher qualquer destino na RMR sem pagar outra tarifa, o que não ocorria antes , pois ao ter de pegar outro ônibus teria de pagar outra tarifa", afirma Oswaldo.

Baseado nos números da evolução da frota de automóveis da cidade, o professor afirma que cerca de 350 carros novos são adquiridos diariamente em Recife, onde as ruas, que não tem mais possibilidade de expansão, se tornam cada vez mais congestionadas. Nesses casos, medidas têm que ser tomadas para que o transporte público seja privilegiado. Ele aponta como exemplo uma das medidas tomadas pela prefeitura, nas imediações do TI Tancredo Neves: a instalação de um corredor exclusivo para ônibus na Avenida Mascarenhas de Morais, que tornou a viagem daqueles que saem do terminal para o Centro mais rápida. Para o professor, se as investidas na melhoria do transporte público da cidade não ocorrerem, a situação não melhorará.

Informações: NE 10

READ MORE - No Recife, TI Tancredo Neves, inaugurado em 2013, recebe críticas constantes dos passageiros

Sete linhas de ônibus no Papicu têm suas rotas ampliadas

A inauguração do Shopping RioMar em Fortaleza da início a uma nova demanda de transporte e para atender esta demanda, a Prefeitura de Fortaleza informa que ampliou o itinerário de sete linhas de ônibus.

As linhas 753 – Cidade 2000/Sargento Hermínio; 831 – Papicu /Hosp. Geral/Cidade 2000; e 833 – Cidade 2000/Centro passam a fazer um contorno no shopping, seguindo pela Rua Doutor Francisco Matos, Rua Prisco Bezerra, Rua José Rangel, Rua Almeida Prado, Rua Desembargador. Lauro Nogueira e Rua Batista de Oliveira.

Já as linhas 050 – Siqueira/Papicu/Washington Soares; 053 – Messejana/Papicu/Washington Soares; 066 – Parangaba/Papicu/Aeroporto, que circulavam pela Avenida Sebastião de Abreu e dobravam à esquerda na Avenida Padre Antônio Tomás, passaram a seguir seus percursos pela Rua Professora Otávio Lobo, Rua Doutro Gilberto Studart, Rua Doutor Francisco Matos, retornando pela Avenida Santos Dumont.

A última linha a passar por alteração foi a 086 – Bezerra de Menezes/Santos Dumont, que teve seu itinerário prolongado.  Anteriormente, a linha seguia pela Avenida Santos Dumont e encerrava sua viagem no terminal do Papicu. Com a alteração, o itinerário foi estendido, seguindo pela Avenida Santos Dumont, Rua Batista de Oliveira, Rua Doutor Gilberto Studart, Rua Professor Otávio Lobo, Rua Riachuelo, Rua Almeida Prado e retorna ao terminal.

Ainda segundo informações da prefeitura, as linhas alteradas fazem a ligação de diversas regiões da cidade, como Messejana, Siqueira, Parangaba e Centro, e visam beneficiar os funcionário e frequentadores do novo empreendimento.

Informações: Ceará Agora

READ MORE - Sete linhas de ônibus no Papicu têm suas rotas ampliadas

Nova empresa começa a operar transporte coletivo em Corumbá

Corumbá, distante 415 quilômetros de Campo Grande, passou a ter uma nova empresa operando o transporte coletivo do município a partir desta sexta-feira (31). Conforme a assessoria de comunicação da prefeitura, a Viação Cidade Corumbá vai trabalhar com 25 ônibus.

São 18 carros operando na área urbana, três que circulam na zona rural e outros quatro veículos estarão de reserva. Todos são novos, estão adaptados para atender deficientes físicos e aqueles que circulam na zona rural tem bagageiro.

Em acordo com a prefeitura, a empresa decidiu operar nesta sexta-feira (31) devido ao fluxo de passageiros, já que estava anteriormente definido o início das operações para este sábado (1º). No site da prefeitura, foram disponibilizadas as tabelas de horários das linhas.

Problema

A má condição dos veículos veio à tona no dia 6 de janeiro, quando um ônibus com 40 passageiros a bordo pegou fogo em Corumbá. Testemunhas disseram que as chamas começaram no motor do veículo. Ninguém ficou ferido, mas a prefeitura pediu levantamento sobre as condições dos coletivos.

Na época, o gerente-geral da empresa disse que o ônibus havia apresentado um problema na parte elétrica do motor, mas que havia passado por manutenção.

Em 20 de janeiro, a prefeitura decretou intervenção na empresa que controlava o sistema de transporte público de Corumbá. A medida visava restabelecer a adequada e eficiente prestação dos serviços.

Em 6 de agosto, o município assinou um contrato de 20 anos com a Viação Cidade Corumbá, que terá de operar com 25 ônibus com média de cinco anos de uso.

READ MORE - Nova empresa começa a operar transporte coletivo em Corumbá

Prefeitura de João Pessoa entrega 30 novos ônibus nesta segunda-feira

Dentro da política de renovação da frota do sistema de transporte coletivo da capital, a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) vai entregar 30 novos ônibus adaptados, nesta segunda-feira (3), às 9h, no Parque Solon de Lucena (Lagoa). O evento vai contar com a participação do prefeito Luciano Cartaxo. Mais 30 novos veículos serão entregues até o fim de novembro, totalizando 60 ônibus.

A aquisição de novos veículos faz parte do compromisso entre a Prefeitura, por meio da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob), e as empresas concessionárias para melhorar a prestação de serviço aos usuários, reduzir a idade média da frota e incluir mais ônibus adaptados (eficientes) para pessoas com mobilidade reduzida.

“Estamos trabalhando para melhorar a qualidade do transporte público de João Pessoa e exigindo a permanente renovação da frota, para que ela possa atender melhor a população”, disse Luciano Cartaxo.  Ele lembrou que o trabalho de renovação da frota vem desde o ano passado, quando foram entregues 35 veículos novos.

Com esses 30 veículos, que serão entregues na segunda-feira, a frota de ônibus da Capital passa a contar com 307 carros eficientes, com plataformas elevatórias que facilitam o acesso de cadeirantes ao transporte público da cidade. A renovação da frota tem como finalidade prestar um serviço de melhor qualidade e eficiência, com mais conforto e segurança para passageiros.

O superintendente de mobilidade urbana, Roberto Pinto, destacou o empenho da atual administração na busca da qualidade do transporte coletivo. “Buscamos o que há de melhor para a cidade e quem ganha é a população, que passa a ter serviços de qualidade no transporte público. O prefeito Luciano Cartaxo tem como diretriz de sua gestão cuidar das pessoas, e essa renovação de frota melhora o dia a dia de quem utiliza o sistema na Capital”, ressaltou o gestor.

Informações: Prefeitura de João Pessoa

READ MORE - Prefeitura de João Pessoa entrega 30 novos ônibus nesta segunda-feira

Em SP, Viaduto Miguel Mofarrej, na Vila Leopoldina terá faixa exclusiva a partir desta segunda-feira

O viaduto Miguel Mofarrej, na Vila Leopoldina (zona oeste de SP), terá faixa exclusiva  a partir desta segunda-feira (3). De acordo com a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), os coletivos vão ter prioridade na faixa da direita em um trecho de um quilômetro. A mudança acontece no sentido marginal Tietê e vale de segunda à sexta-feira das 6h às 20h e, aos sábados, das 6h às 14h. 

A faixa exclusiva fica entre a rua Major Paladino e a rua Mergenthaler. Segundo a CET, a implantação no viaduto Miguel Mofarrej é uma ampliação da faixa exclusiva existente na avenida Gastão Vidigal, onde os coletivos têm exclusividade à direita, desde dezembro do ano passado, em direção ao bairro, entre a praça Apecatu e a rua Hassib Mofarrej. 

Pelo viaduto passam sete linhas de ônibus municipais que transporta, em média, 47 mil passageiros em dias úteis. No local também passam dez linhas intermunicipais. 

Com a inauguração desse novo trecho, a cidade contará com 362,9 km de faixas exclusivas para ônibus. A mudança faz parte da operação "Dá Licença para o Ônibus", que tem o objetivo de priorizar a circulação do transporte coletivo, ou seja, permitir que os ônibus possam fazer viagens mais rápidas. 
Para que os motoristas não sejam surpreendidos pela mudança, agentes de trânsito estarão no local para orientar os motoristas e, a partir do dia 17, a fiscalização será intensificada na via. No entanto, os motoristas que trafegarem pela faixa estão sujeitos a multa. 

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, transitar na faixa exclusiva à direita de ônibus é uma infração leve, com perda de três pontos na carteira e multa de R$ 53,20. 

Informações: FolhaPress

Leia também sobre:
READ MORE - Em SP, Viaduto Miguel Mofarrej, na Vila Leopoldina terá faixa exclusiva a partir desta segunda-feira

Nova empresa assume transporte coletivo de Florianópolis

Com 76 novos ônibus, quatro linhas e 132 novos horários, o Consórcio Fênix assume o serviço de transporte público de Florianópolis, pelos próximos 20 anos, neste sábado (1).

A vencedora da licitação realizada neste ano, além de novas linhas e itinerários, ampliação dos horários, ligações entre bairros e continente, promete a implantação do Sistema de Apoio à Operação, que já é usado com êxito em grandes cidades mundiais. O objetivo é garantir a melhoria contínua dos serviços, garantindo mais conforto e agilidade à população.

A população vai contar com uma renovação de 14,5% da frota, totalizada em 524 unidades. Com essa renovação, a idade média da frota passa a ser de 5,4 anos, a menor da história do município.

— Esses ônibus já estarão disponíveis a partir do dia 1, os quais serão somados a outros 213 que já foram adequados aos padrões mecânicos, de segurança e identificação exigidos pelo contrato, atingindo 40% da frota — explica o advogado Anderson Nazário.

Quatro linhas inéditas também estarão em funcionamento a partir deste sábado e algumas, inclusive, passarão a integrar a região continental aos bairros do Córrego Grande e Santa Mônica. São elas ´Muquém´, ´Córrego Grande via Poção´, ´Abrão - Córrego Grande´ e ´Corredor Continente - Santa Mônica.

Informações: Tudo Sobre Floripa

READ MORE - Nova empresa assume transporte coletivo de Florianópolis

São José lança desafio para estimular participação no plano de mobilidade

Como você se desloca pela cidade? A pergunta parece simples e até óbvia, mas o conjunto de repostas obtidas pode fazer a diferença no planejamento das políticas públicas voltadas para o crescimento sustentável dos municípios.

Em São José dos Campos, essa questão foi lançada como “Desafio da Mobilidade” durante palestra proferida pela diretora de trânsito da cidade no Seminário Internacional de Mobilidade, que terminou na quinta-feira (30). A apresentação tratou da importância de priorizar meios de transportes mais sustentáveis e o como o Município tem atuado para atingir esse objetivo.

Diferente do Dia Mundial Sem Carro, o “Desafio da Mobilidade” não propõe que se abra mão do veículo por um dia, mas que as pessoas experimentem mudanças na rotina e adotem novas formas de se deslocar pela cidade.

O convite é uma das ações desenvolvidas para estimular a participação da sociedade na construção do Plano de Mobilidade Urbana de São José dos Campos, por meio de palestras e oficinas que serão realizadas com os moradores.

Nessa primeira etapa, que ocorre durante todo o mês de novembro, será possível se inscrever no desafio e registrar as experiências no site da Prefeitura, no endereço www.sjc.sp.gov.br/planmob.

Para isso, basta o cidadão informar o dia em que experimentou o deslocamento por um meio diferente de transporte, o horário e qual o modal escolhido. Por exemplo: “Saio da minha casa todo dia às 8h para o trabalho e uso carro; hoje (10/11/2014), saí no mesmo horário e utilizei ônibus”. Também podem ser feitos comentários gerais sobre a experiência.

As informações recolhidas serão divulgadas em oficinas de diagnóstico com a população que devem ocorrer no final de novembro e início de dezembro.

A participação da comunidade nessa etapa e nas oficinas é essencial para que se trace o cenário da mobilidade urbana da cidade e para a construção de um plano que atenda aos anseios dos moradores e que seja seguido no futuro.

Informações: Portal R3

Leia também sobre:
READ MORE - São José lança desafio para estimular participação no plano de mobilidade

No Recife, CTTU vai ampliar fiscalização nos corredores de ônibus

A CTTU pretende implantar 50 quilômetros de Faixa Azul. Até agora estão em operação 22 km. “Nós vamos avançar na delimitação dos corredores exclusivos a medida que os novos radares forem disponibilizados”, ressaltou a presidente da CTTU, Taciana Ferreira. Os radares irão registrar infrações por excesso de velocidade, parada sobre a faixa de pedestre, avanço de semáforo e no caso dos corredores invasão do espaço destinado ao transporte público.
Foto: Clayton Leal - Faixa Azul apagada na Av. Mascarenhas de Moraes

As infrações por excesso de velocidade variam de acordo com a velocidade que o condutor ultrapassar o equipamento de fiscalização (60 km/h e 40km/h). As multas vão de R$ 85,13 a R$ 574,62, além dos pontos registrados na Carteira de Habilitação.

Já os veículos flagrados avançando o semáforo ou parados sobre a faixa de pedestre, estarão sujeitos a multas de R$ 191,54 e 7 pontos na CNH e de R$ 85,13 e 4 pontos na CNH, respectivamente. “A tendência é de um número decrescente de multas. Com a fiscalização eletrônica os motoristas tendem a respeitar mais e com o tempo há uma redução nas infrações”, revelou Taciana Ferreira.

Saiba Mais

Sistema de identificação veicular  com leitura das placas
- Identifica veículos com restrição de circulação
- Permite estatística do tempo de percurso
- Identifica a velocidade média dos veículos
- Registra a placa dos veículos que avançarem o sinal vermelho
- Registra a placa dos veículos que estacionarem na faixa de pedestre

Ampliação dos equipamentos de fiscalização:
46 equipamentos existem atualmente
203 novos equipamentos serão instalados nos cruzamentos da cidade
72 câmeras auxiliam no monotiramento do tráfego em tempo real

Algumas das principais avenidas que reberão os equipamentos:
- Avenida Sul
- Avenida Domingos Ferriera
- Avenida Caxangá
- Avenida Mascarenhas de Moraes
- Avenida Beberibe
- Avenida Dois Rios
- Avenida Norte
- Avenida Agamenon Magalhães
- Avenida Conselheiro Rosa e Silva
- Avenida Herculano Bandeira
- Rua Cosme Damião
- Rua Cônego Barata
- Estrada dos Remédios
- Avenida Visconde de Albuquerque
- Estrada Velha de Água Fria

Informações da CTTU e Blog Mobilidade Urbana
READ MORE - No Recife, CTTU vai ampliar fiscalização nos corredores de ônibus

Em Porto Alegre, Obras para implantação do binário serão intensificadas

Com previsão de conclusão em janeiro de 2015, as obras para a implantação do binário nas avenidas Praia de Belas e Borges de Medeiros, em Porto Alegre, estão concentradas principalmente na construção da alça que ligará o viaduto Dom Pedro I e a Praia de Belas. Pequenas interrupções no trânsito têm sido feitas para a realização do trabalho, mas sem grande impacto no tráfego da região.

O diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Vanderlei Cappellari, alerta que na próxima semana deve ser realizado um bloqueio maior, nas proximidades do terminal de ônibus das linhas T2 e T5, localizado na rua Peri Machado, que também será alterado. O objetivo do projeto é ampliar a segurança da circulação e melhorar a fluidez do tráfego para os mais de 15 mil veículos que passam diariamente pela localidade. 

“As modificações mais consideráveis na região começarão na próxima semana, e os pontos detalhados dos bloqueios e desvios serão informados previamente para a população. Até o momento, as interrupções não tiveram grande impacto no fluxo e não registramos problemas”, afirma Cappellari. De acordo com ele, outra frente de trabalho está realizando os alargamentos necessários nas vias, principalmente na Praia de Belas. Além disso, estão sendo implantadas rampas de acessibilidade nas calçadas. 

O binário consiste em duas vias paralelas com sentidos únicos e opostos. Com isso, o tráfego da Borges de Medeiros terá sentido único a partir do Viaduto dos Açorianos em direção à Padre Cacique. Na avenida Praia de Belas, o fluxo será no sentido oposto, no mesmo trecho. Ao todo, serão seis faixas de circulação de veículos por sentido. 

O projeto viário foi elaborado pela EPTC e prevê 17 novas faixas de segurança com semáforos. Atualmente, são sete pontos de travessia segura. Novas paradas de ônibus também serão instaladas, com bancos e lixeiras. No futuro, elas serão adaptadas ao sistema BRT da zona Sul. As obras, iniciadas no dia 1 deste mês, estão sendo feitas pela empresa Coesul, contratada pelo Praia de Belas Shopping como contrapartida pela ampliação do estabelecimento. 

Antes do início das intervenções, o Ministério Público instaurou inquérito para investigar a possibilidade de infração ao Plano Diretor Cicloviário Integrado (PDCI), que prevê a implantação de sistema cicloviário em todas as construção ou expansões das vias públicas integrantes da Rede Cicloviária Estrutural. O inquérito foi aberto após solicitação da Associação pela Mobilidade Urbana em Bicicleta (Mobicidade). A prefeitura tem até o dia 23 de novembro para fornecer as informações solicitadas pelo Ministério Público. De acordo com a assessoria do órgão, o procedimento não interfere no andamento das obras.

Segundo Cappellari, o projeto que está sendo executado não prevê via nova, mas consiste em adaptações nas existentes para melhorar a circulação dos veículos. “Quando implantarmos os BRTs na região, avaliaremos a construção de uma ciclovia, podendo ser feito um acréscimo no plano. Contudo, não existe previsão no PDCI de ciclovia nestas duas avenidas”, explica.

Por Jessica Gustafson
Informações: Jornal do Comércio


READ MORE - Em Porto Alegre, Obras para implantação do binário serão intensificadas

São Paulo passa a ter ônibus com ar-condicionado em linhas regulares

Um conforto que já existe há muito tempo em cidades como o Rio de Janeiro, por exemplo, só agora está chegando às ruas de São Paulo: os ônibus urbanos com ar-condicionado em linhas regulares. 

Que o país é tropical e quente, na maior parte do ano, todo mundo sabe. Mas a maioria dos brasileiros que andam de ônibus é obrigada a enfrentar o calor na ida na volta de cada viagem. O alívio chamado ar-condicionado só equipa alguns coletivos de linhas regulares. Rio de Janeiro foi a primeira capital a adotar o equipamento, 40 anos atrás, com o surgimento do Frescão, com tarifa mais cara.

Porto Alegre tem há 15 anos, mas até hoje, nem metade da frota circula com o bendito ar refrigerado. Palmas, um dos lugares mais quentes do Brasil, está desde março equipando os ônibus. São Paulo começou agora a oferecer o alívio aos passageiros.

Em São Paulo, às 13h, a temperatura é de 32° graus. Está quente. O Jornal Nacional entra no ônibus novo, já dá para perceber uma diferença bem grande de temperatura. Lá dentro tem ar-condicionado, que mantém a temperatura em 23°.

“Está ótimo. Sem suor, muito bom”, diz uma passageira

“Às vezes até espero um pouquinho mais para pegar o que vem com ar-condicionado”, conta outro passageiro.

Além do alívio, tem ainda um agrado. Como o passageiro em São Paulo costuma ficar muito tempo dentro do ônibus, as viagens são longas e quase todo mundo hoje tem o seu telefone inteligente, decidiram instalar dentro do ônibus o wi-fi - o sistema de rede que dá acesso à internet gratuito.

Jornal Nacional: Já mandou foto, já mandou alguma coisa?
Passageira: Tudo. Muito bom.

O motorista bem que gostaria de navegar um pouco pela internet. Mas ele sabe que não pode. E tem esse espião não deixa.

“Se a gente usar o telefone aqui automaticamente ficam sabendo lá, e não deve”, afirma o motorista.

Hoje, 20 ônibus de linhas regulares como o mostrado no vídeo já estão rodando. Pena que para substituir toda a frota de São Paulo ainda vai demorar.

“Mais ou menos uns oito a nove anos para substituir todos os veículos por veículos novos equipados com ar-condicionado”, diz o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo de São Paulo, Francisco Cristovan.

A torcida é para que demore menos. “Todos deveriam ter ar-condicionado. É maravilhoso. A gente merece”, defende uma passageira.

READ MORE - São Paulo passa a ter ônibus com ar-condicionado em linhas regulares

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960