Em Campinas, Pagamento com dinheiro no transporte coletivo será extinto para evitar assaltos

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Para ampliar a segurança dos usuários e operadores e garantir maior agilidade ao sistema, as passagens deixarão de ser pagas em dinheiro nos ônibus de Campinas a partir de 1º de outubro de 2014.

Em 2013 foram registrados 329 furtos e roubos em ônibus do Sistema InterCamp. A média do 1º semestre de 2014 é 34% maior que no mesmo período de 2013.

O decreto que será publicado na terça-feira extingue o pagamento em espécie tanto nos veículos do Sistema Convencional quanto do Sistema Alternativo, no ato da utilização do serviço de transporte.

Como pagar a tarifa
Para viajar no Sistema InterCamp, o passageiro terá duas opções: comprar o Bilhete  de Viagem pré-carregado com 1 ou 2 viagens, à venda em diversos estabelecimentos (bancas, farmácias, mercados, padarias, postos de combustível etc); ou adquirir créditos para o Bilhete Único na rede credenciada, sem limite mínimo de crédito a partir da 2ª recarga e sem custo adicional.

O Bilhete de Viagem não proporciona integração tarifária temporal, ao contrário do Bilhete Único.

No caso do Bilhete 1 Viagem, paga-se uma passagem – R$ 3,30 – mais R$ 2,00.  No caso do Bilhete Único 2 Viagens, paga-se duas passagens – R$ 6,60 – mais R$ 2,00. Esses R$ 2,00 poderão ser posteriormente ressarcidos se o usuário devolver o bilhete na sede da Transurc, à Rua Onze de Agosto, 757, Centro, segunda a sexta-feira, 8h às 18h, ou nos postos de venda da Transurc nos terminais de ônibus.

O Bilhete 2 Viagens, após ser utilizado, poderá ser recarregado, sempre com duas viagens. O Bilhete 1 Viagem não poderá ser recarregado.

Já o Bilhete Único, utilizado por aproximadamente 80% dos passageiros do sistema, terá suas vantagens ampliadas. A carga inicial mínima passará a ser de apenas uma tarifa (atualmente são necessárias duas). Mas a principal novidade é que, se o bilhete estiver sem saldo, o usuário ainda conseguirá usar duas tarifas, como se o bilhete “emprestasse” até R$ 6,60, a serem descontados no próximo carregamento.

O Bilhete Único garante integração no período de duas horas, descontos e gratuidades. Informações gerais podem ser obtidas pelo telefone da Transurc, 0800 014 02 04, ou pelo site www.transurc.com.br.

Números do transporte
O Sistema InterCamp possui 206 linhas e 1.243 ônibus em operação (995 do Sistema Convencional e 248 do Sistema Alternativo), sendo 744 acessíveis (59,9% da frota).

Em 2014, nos seis primeiros meses, registrou uma média de 630 mil passagens pela catraca por dia útil (240 mil usuários). São 15,4 milhões de passageiros por mês, dos quais aproximadamente 20% pagam a tarifa em dinheiro. Os demais usam Bilhete Único.

O sistema tem 970 mil cartões de Bilhete Único cadastrados.

READ MORE - Em Campinas, Pagamento com dinheiro no transporte coletivo será extinto para evitar assaltos

Em Curitiba, Pagamento exclusivo com cartão em 66 linhas de ônibus começa a valer na sexta

Usuários das 66 linhas operadas com micro-ônibus em Curitiba que ainda não têm cartão transporte devem procurar um dos nove postos de atendimento da Urbs, que funcionam inclusive no horário do almoço, para providenciar o seu cartão. A partir de sexta-feira (1) não será mais possível pagar a passagem com dinheiro nessas linhas de ônibus.

A primeira via do cartão é gratuita e feita na hora, bastando apresentar documento original de identidade com foto e CPF. Ele pode ser feito das 7 às 19 horas nos terminais Cabral e Santa Felicidade (na guarita da fiscalização) e na Travessa Nestor de Castro, perto da Rua Barão do Serro Azul.

Além disso, o cartão transporte também pode ser feito das 8h30 às 17 horas na Urbs (na ala ferroviária da Rodoferroviária) e nas Ruas da Cidadania da Matriz (Praça Rui Barbosa) Boa Vista (Avenida Paraná, perto da Unidade de Saúde 24 Horas); Boqueirão (Terminal do Carmo); Pinheirinho (Terminal Pinheirinho) e Portão (Terminal Fazendinha). Aos sábados o cartão é feito das 8h30 ao meio-dia, nos nove endereços.

Tire suas dúvidas sobre o cartão transporte
Por que não será mais possível pagar a passagem com dinheiro nas linhas operadas com micro-ônibus?
Por um lado, existe uma determinação judicial que impede que o motorista faça a cobrança da passagem, como ocorre desde 1981 no Circular Centro e desde  2005 nas demais linhas. Por outro lado, a reforma dos ônibus para colocação de catracas e bancada do cobrador e o pagamento de salários para inclusão de cobrador nessas linhas iriam custar cinco centavos a mais na tarifa. O uso exclusivo do cartão transporte nessas linhas permite atender ao que determina a Justiça sem aumentar o custo do transporte.

Como posso saber se meu ônibus faz parte dessas 66 linhas?
A relação dessas linhas está disponível no RIC Mais clicando aqui, na página inicial do site da Urbs (http://www.urbs.curitiba.pr.gov.br) e em mais de 30 mil folhetos distribuídos aos usuários nas últimas semanas. A informação também pode ser obtida pelo telefone 156. São linhas alimentadoras – que fazem a ligação do bairro com os terminais de ônibus (são os micro-ônibus na cor laranja) e linhas convencionais, que ligam bairros sem passar em terminais. Esses são ônibus que não têm cobrador.

Quais cartões transporte serão aceitos nessas linhas?
Quem já possui cartão transporte não precisa se preocupar. Todos os cartões transporte são aceitos em todo o sistema, inclusive nessas 66 linhas. Em Curitiba existe o cartão nas modalidades isento, estudante e usuário. A partir de sexta-feira (1) haverá também o cartão avulso. Qualquer um deles pode ser usado em qualquer linha do transporte coletivo em Curitiba.

O cartão isento precisa de alteração, para ser usado nas linhas de micro-ônibus?
Não, nenhum cartão precisa ser alterado. Todos os cartões transporte serão aceitos.

Por que o cartão avulso só estará disponível no dia 1º, quando começa a valer a obrigação do uso do cartão nos micro-ônibus?
O cartão avulso é o primeiro passo de um processo de modernização do cartão transporte O objetivo do cartão avulso é oferecer ao usuário uma opção no caso de alguma eventualidade (como por exemplo perceber, quando está na rua, que esqueceu o cartão transporte em casa) e também para visitantes, pessoas que estejam de passagem por Curitiba e prefiram usar cartão ou precisem usar os micro-ônibus em que o cartão será necessário. Até o fim do ano a Urbs lançará também o cartão pré-pago.

E quem ainda não tem cartão transporte e vai precisar dele na sexta-feira?
Fazer o cartão transporte usuário é rápido e fácil – e a primeira via é gratuita. Basta apresentar um documento original de identidade com foto e CPF em um dos postos da Urbs, em nove endereços, três deles implantados neste mês, para facilitar o acesso ao cartão. O cartão pode, inclusive, ser feito no horário de almoço. Desde o último dia 12 até esta quinta-feira (24). foram feitos quase nove mil cartões, uma média em torno de 900 por dia. Em junho, eram feitos 350 por dia.

Confira aqui os endereços e horários para fazer o cartão transporte usuário:
Nos dias úteis das 7h às 19 e aos sábados das 8h30 ao meio-dia:
Terminal Santa Felicidade – Na guarita da fiscalização, dentro do terminal
Terminal Cabral – Na guarita da fiscalização dentro do terminal
Travessa Nestor de Castro – Posto móvel da Urbs (Kombi caracterizada)
Nos dias úteis das 8h30 às 17h e aos sábados das 8h30 ao meio-dia:
Na Urbs, na ala ferroviária da Rodoferroviária e nas Ruas da Cidadania da Matriz (na Praça Rui Barbosa), Boa Vista (perto da Unidade de Saúde 24 Horas), Boqueirão (no Terminal do Carmo), Pinheirinho (Terminal Pinheirinho) e Portão/Fazendinha (no Terminal Fazendinha).

Onde posso carregar o cartão transporte?
Até a próxima quinta-feira (31) a recarga do cartão continua sendo feita apenas na Urbs, onde é gratuita, mas precisa ser paga em dinheiro. Outra possibilidade é pela internet, no site www.urbs.curitiba.pr.gov.br, mas nesse caso é preciso levar em conta que o sistema leva até 72 horas para disponibilizar o crédito. Por isso, quem vai precisar de crédito na sexta-feira, e quer comprar pela internet, precisa fazer a compra até terça-feira pelo menos.
A partir de sexta-feira será possível fazer a carga do cartão transporte usuário e também do cartão transporte avulso em 23 bancas de jornais em ruas e praças e pontos comerciais em terminais.Confira os endereços aqui.

Quando haverá mais endereços para carregar o cartão?
Este é um primeiro passo no processo de modernização do cartão transporte. A intenção é ampliar ainda mais os pontos de recarga na cidade o que pode ocorrer até o ano que vem. Além disso, até o fim do ano teremos o cartão pré pago que poderá ser comercializado por quem tiver interesse, o que deve aumentar as opções para o usuário.

Por que na Urbs é de graça e nos outros locais a recarga vai custar R$ 1,00?
Na Urbs sempre será gratuito, porque este é um serviço prestado diretamente pela empresa, não terceirizado. No caso das bancas e locais credenciados, haverá despesas para os comerciantes, com a impressão de recibo, funcionário, impostos, etc. Por isso existe essa taxa que não será repassada para a Urbs. É o custo do comerciante.

O pagamento da domingueira com cartão vai valer só nos micro-ônibus?
Não. A partir do próximo domingo a domingueira poderá ser paga com cartão em qualquer ônibus do sistema. Esta é mais uma novidade da modernização do cartão.

E a tarifa do Circular Centro, que também terá que ser paga com cartão?
O Circular Centro continuará com a tarifa diferenciada. Quando o cidadão passar o cartão no validador, ele vai dar baixa no crédito proporcional à tarifa do Circular Centro, que atualmente é de R$ 1,70. Não há qualquer alteração de valores de tarifa em nenhuma linha.

Por que a carga no cartão transporte passará a ser feita em dinheiro e não mais em crédito?
Esta é uma condição básica para permitir a modernização do cartão, com implantação de benefícios para o usuário. É o que torna possível, por exemplo, pagar com o mesmo cartão uma tarifa de R$ 1,70 (Circular Centro), domingueira (R$ 1,50) ou a tarifa da RIT (R$ 2,70). Este é um primeiro benefício. Uma série de outros está em estudos: o cartão pré-pago, que deve ser lançado até o fim do ano, e tarifas diferenciadas de acordo com horário, o que deve ocorrer a médio prazo. Estão sendo feitos estudos, inclusive, para que se tenha, dentro de algum tempo, tarifa diferente em horário de pico e em horários de baixa demanda, ou mesmo valor diferenciado para quem paga passagem com o cartão e quem paga em dinheiro.

Como saber qual o saldo do cartão transporte quando for feita a conversão para dinheiro?
Da mesma forma que ocorre atualmente, a cada vez que o cidadão passa o cartão no validador para destravar a catraca, e também no site da Urbs. A diferença é que hoje o saldo mostra quantos créditos estão disponíveis. Com a conversão, ele vai mostrar o saldo em dinheiro, em reais, o que deve ocorrer nos próximos meses.

Informações: Ricmais

READ MORE - Em Curitiba, Pagamento exclusivo com cartão em 66 linhas de ônibus começa a valer na sexta

Fim da greve de ônibus no Recife, Justiça concede 10% de reajuste salarial aos rodoviários

O Tribunal Regional do Trabalho da 6º Região (TRT-PE) fixou em 10% o reajuste salarial para motoristas, cobradores e fiscais de ônibus do Grande Recife, no julgamento do dissídio coletivo da categoria, realizado na tarde desta quarta-feira (30). O TRT também determinou o fim da greve, deflagrada na última segunda (28), e o retorno dos trabalhadores aos postos de trabalho a partir da 0h desta quinta (31). O Sindicato dos Rodoviários comemorou a decisão e disse que vai cumprir a ordem judicial. O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros no Estado de Pernambuco (Urbana-PE), que reúne os empresários do setor e oferecia aumento de 5%, informou que vai analisar se entrará com recurso no Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Com o aumento de 10%, os salários passam a ser de R$ 1.765,50 (motoristas) e R$ 811,80 (cobradores), respectivamente. Já os fiscais que recebem R$ 1.037 passam a ganhar R$ 1.140,70. Atualmente, os salários são de R$ 1.605 (motoristas) e R$ 738 (cobradores). Os desembargadores também elevaram de R$ 171 para R$ 300 o valor do tíquete-refeição dos rodoviários.

"Convoco todos os trabalhadores a a voltarem ao trabalho, depois da vitória de todos os rodoviários. É o sinal da seriedade, de fazer uma greve dentro da lei, com respeito", disse o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Benilson Custódio.
Rodoviários comemoram resultado com aumento de 10% nos salários (Foto: Vitor Tavares/G1)
O julgamento ocorreu na Sala de Sessões do Pleno do TRT-PE, localizado no Cais do Apolo. O Pleno é formado por 19 desembargadores. No entanto, na sessão desta quarta, cinco desembargadores estavam ausentes: Eneida Melo Correia de Araújo e André Genn de Assunção Barros, em razão de férias; Fábio André de Farias, por motivo de viagem; a corregedora Virgínia Malta Canavarro, em correição na cidade de Serra Talhada, no Sertão do estado; e Gisane Barbosa de Araújo, por prerrogativa de impedimento relacionada a questões familiares.
Oito dos 13 desembargadores presentes votaram a favor do aumento de 10%. O presidente do TRT-PE, desembargador Ivanildo da Cunha Andrade, só votaria em caso de empate.

Antes do julgamento do dissídio, motoristas, cobradores e fiscais de ônibus em greve fizeram passeata pelas ruas do Centro do Recife. Do Parque 13 de Maio até a sede da Justiça do Trabalho, no Cais de Apolo, mais de 100 manifestantes carregaram bandeiras e foram acompanhados por um carro de som, de acordo com a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) da capital.

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros no Estado de Pernambuco (Urbana-PE), que reúne os empresários do setor, ofereceram 5% de reajuste nos salários e no tíquete-alimentação. A categoria não fechou acordo em rodadas de negociação no Ministério Público do Trabalho e deflagrou greve desde a última segunda (28). "Decisão judicial é para ser cumprida, não se discute. Vamos analisar a sessão, fazer um prognóstico, mas vamos trabalhar. Temos que prestar o serviço essencial à população. Não há nenhum aumento em vigor da passagem de ônibus", disse Bandeira.

Informações: G1 PE


READ MORE - Fim da greve de ônibus no Recife, Justiça concede 10% de reajuste salarial aos rodoviários

No Recife, Paradas de ônibus superlotadas no terceiro dia de greve dos rodoviários

A paralisação não tem previsão de término. Trabalhadores e patrões não chegaram a um acordo ontem, mesmo após a realização de uma audiência de conciliação e instrução do dissídio coletivo no Tribunal Regional do Trabalho, com duração de sete horas. Diante da falta de consenso, 19 desembargadores do TRT julgarão, hoje às 17h, as seis cláusulas que travaram a audiência. Elas tratam do reajuste salarial, do piso dos profissionais e do aumento do valor no vale-refeição. Os rodoviários pedem 10% de reajuste salarial, mas os empresários só ofereceram 6%.

Também amanhã será feita a homologação de um item conciliado, que diz respeito sobre o pagamento, ao empregado, de 10% do salário, caso as empresas descumpram a convenção coletiva, que inclui acordos sobre auxílio funeral e não cobrança em caso de assalto e , avarias sem culpa do condutor.

No segundo dia da paralisação, 71% dos ônibus circularam segundo a Urbana-PE, sindicato das empresas, mais dos que os 50% da segunda-feira. O aumento, contudo, não se refletiu na agilidade das viagens, que tiveram atrasos em vários pontos.
Edmir Silva, 56 anos, que embarca no TI do Barro diariamente, aguardou um ônibus para ir à Ceasa por mais de uma hora. A assistente administrativa Maria José Ramos, 31, deixou a comunidade de Bola na Rede, na Guabiraba, onde mora, para a Macaxeira. 

O movimento de volta para casa foi tranquilo. Quem não teve compromissos inadiáveis preferiu ficar em suas residências. Na Avenida Conde da Boa Vista, às 18h o comércio já estava com as portas fechadas e os ônibus rodavam com poucos passageiros.

Saiba mais

2 milhões 
de passageiros utilizam o transporte público na Região Metropolitana do Recife

3 mil 
ônibus compõem a frota

71% 
dos ônibus circularam ontem

50% 
circularam na segunda-feira

10% 
é o percentual de reajuste pedido pela categoria

R$ 1.605 
é o salário-base do motorista

R$ 738 
é o salário-base do cobrador 

Informações: Diário de Pernambuco

READ MORE - No Recife, Paradas de ônibus superlotadas no terceiro dia de greve dos rodoviários

Porto Alegre: Avenida Brasil terá faixa exclusiva para ônibus

Será implantada uma faixa exclusiva para ônibus na avenida Brasil, zona Norte de Porto Alegre, a partir desta segunda-feira. De acordo com a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), a faixa interligará duas grandes avenidas que possuem corredores de ônibus, Farrapos e Benjamin Constant e tem como objetivo priorizar o transporte coletivo. O projeto, elaborado pelas equipes de planejamento de transporte da EPTC, tem a expectativa de reduzir os tempos de viagem em até 12 minutos no horário de pico da tarde.

“Verificamos que os ônibus estavam com problemas de atrasos e os passageiros insatisfeitos com esse trecho da av. Brasil. Então, pensamos em algumas alternativas e percebemos que a melhor maneira de priorizar o transporte coletivo seria implantar uma faixa exclusiva no local. Com implantação dela, todo o eixo de transporte coletivo em direção à zona Norte terá um ganho considerável nos tempos de viagens”, afirmou Vanderlei Cappellari, diretor-presidente da EPTC. 

A faixa exclusiva ficará localizada no lado esquerdo da via, a partir da av. Pernambuco e terá 750 metros de extensão, funcionando 24 horas por dia, todos os dias da semana. Será proibido aos condutores parar ou estacionar no trecho, mas acesso às garagens dos prédios e comércio, no entanto, será permitido. 

O espaço será segregado por tachões e a sinalização reforçada ao longo da via, com placas indicativas e pintura no asfalto. As outras duas faixas de trânsito da avenida serão de tráfego misto. Panfletos com informativos aos moradores e usuários da região serão distribuidos avisando sobre a nova medida e agentes de trânsito da EPTC também reforçarão o monitoramento durante os primeiros dias de implantação. 

Como ficará o trânsito na avenida Brasil

• Uma faixa exclusiva aos ônibus, do lado esquerdo
• Duas faixas de tráfego misto, no centro e lado direito
• Proibido aos veículos particulares trafegar, parar e estacionar na faixa exclusiva
• Sobrepor a faixa para acessar garagens será permitido
• Os condutores que transitarem na faixa exclusiva cometem uma infração grave, segundo o Código de Trânsito, de cinco pontos na carteira e multa R$ 127,69

As dez linhas que seguirão circulando fora do corredor

• 314.2 – PUC/Restinga/III Perimetral; 
• 314.3 – Restinga/PUC/III Perimetral; 
• 613 – Elisabeth; 
• M21 – Corujão Baltazar/Assis Brasil; 
• M31 – Corujão Assis Brasil/Baltazar; 
• T2; 
• T2A; 
• T5; 
• TR60 – Assis Brasil; 
• TR62 – Baltazar

Ônibus fora da faixa

Dez linhas de ônibus circularão fora da faixa exclusiva para atender os moradores e passageiros que embarcam ou desembarcam na região. Na av. Brasil, trafegam 40 linhas urbanas que transportam 180 mil passageiros em média por dia. Diversas linhas metropolitanas também circulam no local.

Informações: Correio do Povo


READ MORE - Porto Alegre: Avenida Brasil terá faixa exclusiva para ônibus

Emdec unifica linha 3.42 (Jardim Aliança) e linha 3.59 (Jardim Esmeraldina)

A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) unificou a linha 3.42 (Jardim Aliança) à linha 3.59 (Jardim Esmeraldina), com partidas intercaladas a cada 6,5 minutos nos horários de pico. O trajeto será alterado na região central, passando a atender ao Corredor Central. A mudança ocorrerá a partir das 6h desta segunda-feira, dia 28 de julho.

O ônibus seguirá normal até Rua José Paulino, entrando depois na Rua General Osório, Avenida Anchieta (pista interna), Avenida Orosimbo Maia (pista interna), Avenida Francisco Glicério e, depois disto, seguirá o trajeto normalmente.

Acompanhe abaixo os pontos de parada que ela passará e atender:
Rua Gal. Osório, n° 1116, Avenida Anchieta, n° 219 (Bradesco), Avenida Anchieta em frente á CPFL, Avenida Orosimbo Maia esquina com Sacramento (pista interna), Avenida Francisco Glicério (Restaurante Municipal).

Confira abaixo os pontos de parada que deixará de atender:
Avenida Benjamin Constant (extra perto), Avenida Benjamin Constant, Rua Dr. Ricardo, Rua Marques de Três Rios, Rua Onze de Agosto, 241 Avenida Campos Sales, 480, Avenida Campos Sales, 738.

Os novos horários de saída serão os seguintes:

Partidas do Bairro nos dias úteis;
04:44 - 04:57 - 05:10 - 05:23 - 05:36 - 05:49 - 06:02 - 06:15 - 06:28 - 06:41 - 06:54 - 07:07 - 07:20 - 07:33 - 07:46 - 08:07 - 08:25 - 08:43 - 09:01 - 09:19 - 09:37 - 09:55 - 10:13 - 10:31 - 10:49 - 11:07 - 11:25 - 11:43 - 12:01 - 12:19 - 12:37 - 12:55 - 13:13 - 13:31 - 13:49 - 14:07 - 14:25 - 14:43 - 15:01 - 15:19 - 15:37 - 15:55 - 16:08 - 16:21 - 16:34 - 16:47 - 17:00 - 17:13 - 17:26 - 17:39 - 17:52 - 18:05 - 18:18 - 18:32 - 18:56 - 19:20 - 19:44 - 20:08 - 20:32 - 20:56 - 21:20 - 21:44 - 22:08 - 22:32 - 22:56 -  23:20 - 23:44.

Partidas do Bairro aos Sábados;
04:44 - 05:02 - 05:20 - 05:38 - 05:56 - 06:14 - 06:32 - 06:50 - 07:08 - 07:26 - 07:44 - 08:02 - 08:20 - 08:38 - 08:56 - 09:14 - 09:32 - 10:10 - 10:28 - 10:46 - 11:04 - 11:22 - 11:40 - 11:58 - 12:16 - 12:34 - 12:52 - 13:10 - 13:28 - 13:46 - 14:04 - 14:22 - 14:46 - 15:10 - 15:34 - 15:58 - 16:22 - 16:46 - 17:10 - 17:34 - 17:58 - 18:22 - 18:46 - 19:10 - 19:44 - 20:08 - 20:32 - 20:56 - 21:20 - 21:44 - 22:08 - 22:32 - 22:56 - 23:20 - 23:44.

Partidas do Bairro aos Domingos e feriados;
04:44 - 05:08 - 05:32 - 05:56 - 06:20 - 06:44 - 07:08 - 07:32 - 07:56 - 08:20 - 08:44 - 09:08 - 09:52 - 10:16 - 10:40 - 11:04 - 11:28 - 11:52 - 12:16 - 12:40 - 13:04 - 13:28 - 13:52 - 14:16 - 14:40 - 15:04 - 15:28 - 15:52 - 16:16 - 16:40 - 17:04 - 17:28 - 17:52 - 18:16 - 18:40 - 19:04 - 19:44 - 20:08 - 20:32 - 20:56 - 21:20 - 21:44 - 22:08 - 22:32 - 22:56 - 23:20 - 23:44.

Informações: EMDEC

READ MORE - Emdec unifica linha 3.42 (Jardim Aliança) e linha 3.59 (Jardim Esmeraldina)

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960