Primeira linha de BRT do Corredor Norte/Sul entra em funcionamento nesta quarta

quarta-feira, 16 de julho de 2014

A partir desta quarta-feira (16), a primeira linha de BRT do corredor exclusivo de ônibus Norte/Sul começa a atender aos passageiros. O Via Livre Norte/Sul começa a operar com a linha 1915-PE-15 (Dantas Barreto).

Depois da fase de adaptação e dos testes de acoplagem nas estações, a linha inicia a operação com quatro BRTs. Os veículos deverão realizar 21 viagens por dia e serão incorporados na operação atual da linha 915– PE-15, que já tem 24 ônibus convencionais. O tempo previsto de intervalo entre um BRT e outro será de 20 minutos. A primeira linha do Via Livre Norte/Sul deverá beneficiar diretamente cerca de 500 passageiros e vai operar de domingo a domingo, das 9h às 16h.

De acordo com o Grande Recife Consórcio de Transportes, o BRT funcionará de modo semi-expresso, ou seja, sairá do Terminal Integrado da PE-15 e seguirá em direção ao centro da cidade, realizando embarque e desembarque na estação Tacaruna, na Avenida Cruz Cabugá, em frente ao Shopping Tacaruna, e na estação Praça da República. Os veículos farão itinerário pela PE-15, Avenida Pan Nordestina, Complexo de Salgadinho, Avenida Agamenon Magalhães, Avenida Cruz Cabugá, Rua do Riachuelo, Rua da Aurora, Ponte Princesa Isabel e Avenida Dantas Barreto.

A tarifa da linha continuará R$ 2,15. Os usuários que desejarem experimentar o novo modal poderão utilizar o Vale Eletrônico Metropolitano (VEM) nos validadores instalados nas estações. Quem não possui o vale eletrônico, deverá fazer a troca do dinheiro nas máquinas de auto-atendimento, também disponíveis em todas as estações em funcionamento. Na primeira vez que utilizar a máquina, o usuário poderá retirar o VEM Comum gratuitamente, mas para utilizá-lo será necessário fazer uma recarga mínima de R$ 4.

Orientação
Para ajudar os usuários, o Grande Recife vai disponibilizar divulgadores que estarão distribuídos no TI PE-15 e nas estações de embarque e desembarque ao longo do Corredor Norte/Sul. A meta é que até novembro deste ano, toda a operação do Corredor Norte/Sul esteja funcionando com oito linhas de BRT e 84 veículos circulando no corredor.

Sobre o BRT
Os BRTs têm capacidade de transportar de 140 a 160 passageiros e medem entre 19 e 21 metros de comprimento. As estações, que estão em fase final de preparação para receber o novo modal, possuem capacidade para atender cerca de 300 pessoas. As estações do BRT Via Livre são as únicas do Brasil que possuem ar-condicionado, proporcionando mais conforto aos usuários. Os novos veículos também contam com câmbio automático, motor central ou traseiro e ar-condicionado, o que trará mais segurança tanto para os passageiros quanto para os motoristas.

READ MORE - Primeira linha de BRT do Corredor Norte/Sul entra em funcionamento nesta quarta

Campinas testa por 30 dias ônibus elétrico no transporte público coletivo

No dia de seu aniversário, comemorado nesta segunda-feira, dia 14 de julho, Campinas inicia o teste de um ônibus elétrico para o sistema de transporte público coletivo municipal, considerada uma ação positiva para o meio ambiente e usuários do transporte coletivo. O ônibus elétrico não emite poluente e não precisa do sistema de rede elétrica. Além disso, o veículo possui baixo nível de ruído e melhora o conforto dos passageiros.

A apresentação do veículo foi no Paço Municipal. O evento teve Hino Nacional, Hino de Campinas, parabéns e bolo de aniversário, em comemoração aos 240 anos do município. Participaram o prefeito Jonas Donizette, secretários municipais, vereadores, funcionários da Prefeitura, representantes da empresa chinesa BYD Auto, fabricante do veículo, e a população que passava pelo local.

“Nós conseguimos trazer de volta a estabilidade para Campinas e, com isso, conseguimos projetar o futuro. Um futuro como esse aqui, mais sustentável, preocupado com o meio ambiente e com mais oportunidades para a população”, afirmou o prefeito Jonas Donizette.

“Essa é uma alternativa muito boa para o problema ambiental da cidade. Havendo incentivo, pode ser uma ótima escolha para os deslocamentos urbanos, sem emissão de poluentes e com conforto”, revelou o secretário de Transportes e presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Carlos José Barreiro.
Alunos da EMEF Raul Pila realizaram uma apresentação de fanfarra. Logo após os eventos comemorativos, o prefeito Jonas Donizete, acompanhado por convidados, deu uma volta no novo ônibus, circulando pelo Corredor Central.

Linha beneficiada

O veículo elétrico será testado na linha 5.02 – Circular / Centro, conhecida como “Linhão da Saúde”, por atender diretamente cinco hospitais. A linha possui cerca de 15 quilômetros. Ela parte do Terminal Metropolitano, circulando pelo Centro, e atende os hospitais Casa de Saúde, Irmãos Penteado, Mário Gatti, Renascença e Vera Cruz. Também passa nas proximidades do hospital Samaritano.

A linha 5.02 transporta, em média, 1,6 mil passageiros por dia. O tempo de ciclo é de 52 minutos. As linhas Circular / Centro possuem tarifas diferenciadas, sendo R$ 2,00 para o pagamento com Bilhete Único e R$ 3,00 para o pagamento em dinheiro.

Veículo sustentável

O ônibus elétrico não emite poluente e não precisa de sistema de rede elétrica. Ele passará por testes por um período inicial de 30 dias, com acompanhamento operacional.

O veículo, modelo urbano com piso baixo, pertence à empresa chinesa BYD Auto, que está fazendo uma série de testes no Brasil. A empresa anunciou uma fábrica no município, na região do Terminal Intermodal de Cargas (TIC), com geração de cerca de 450 empregos e investimentos de R$ 250 milhões.

A autonomia do veículo é de entre 250 km e 320 km, dependendo das condições da operação. A recarga da bateria é feita durante a noite, na garagem, por um período de cinco horas.

Com motores elétricos no eixo de tração, o que deixa o carro com baixo nível de ruído e melhora o conforto dos passageiros, o coletivo tem 12 metros de comprimento, 2,55 metros de largura e 3,36 metros de altura. A velocidade máxima atingida é de 70 km/h. O ônibus também é acessível, com área reservada para uma cadeira de rodas. A capacidade é para 80 passageiros.

Com informações da Pref. de Campinas
READ MORE - Campinas testa por 30 dias ônibus elétrico no transporte público coletivo

Após paralisação, ônibus voltaram a circular em Manaus

Os ônibus das empresas Global e Viação São Pedro voltaram a circular em Manaus na manhã desta quarta-feira (16). O movimento chegou ao fim após reunião entre entidades responsáveis pelo transporte público e representantes da classe na tarde de terça-feira (15), na sede do Ministério Público do Trabalho no Amazonas (MPT-AM). Depois do encontro, a procuradora chefe do MPT foi à garagem da empresa Global falar com os grevistas, e após quase uma hora de discussão, os funcionários decidiram suspender a paralisação.

A greve teve início às 4h30 de terça (15). Segundo o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Manaus (Sinetram), cerca de 380 mil pessoas nas Zonas Leste, Norte e Oeste da capital foram afetadas. Os rodoviários cobraram benefícios trabalhistas para quem foi demitido e para quem continua nas empresas, mas o Sinetram afirmou que os rodoviários passaram a receber reajuste de 6% neste mês.

Usuários do transporte coletivo atendidos pelas duas empresas foram pegos de supresa nas primeiras horas de terça. Sem alternativas, muitos usaram o transporte alternativo, inclusive em veículos sem autorização para fazer o transporte público. Alguns micro-ônibus licenciados para o serviço reduziram o valor da passagem de R$4,20 para R$2,50.

Informações: G1 AM

READ MORE - Após paralisação, ônibus voltaram a circular em Manaus

Grande Recife: Linhas começam a ser operadas pelo Consórcio Conorte

Com a assinatura do contrato e o término da 1ª etapa da licitação das linhas de ônibus, a empresa vencedora do primeiro lote, Consórcio Conorte, formado pelas empresas Transportadora Itamaracá, Cidade Alta Transportes e Rodotur Turismo, começa a operar 73 linhas do Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife (STPP/RMR). O Conorte assume as linhas a partir desta quarta-feira (16) e com isso os códigos terão acréscimo do número 1 na frente.

Confira as linhas que passarão para o Consórcio Conorte e seus novos códigos:

1903 – Araçoiaba/TI Igarassu
1904 – Igarassu/Nova Cruz
1905 – TI Igarassu/ TI Pelópidas
1906 – TI Pelópidas/TI Macaxeira
1907 – Paulista/Rio Doce
1909 – TI Pelópidas/TI Joana Bezerra
1911 – Ouro Preto (Cohab)
1912 – Caetés I/ TI Pelópidas
1913 – TI PE-15/ TI Joana Bezerra
1915 – TI PE-15 (Dantas Barreto)
1917 – Caetés II/TI Pelópidas
1918 – TI Igarassu (Circular)
1921 – Ouro Preto (Jatobá)
1922 – Pau Amarelo/ TI Pelópidas
1923 – Cidade Tabajara/TI PE-15 
1926 – Ouro Preto (Jatobá II)
1927 – Ouro Preto (Bacurau)
1928 – Maranguape II (Bacurau)
1929 – Alameda Paulista/ Rio Doce (Maranguape I)
1931 – Jardim Paulista Baixo/ TI PE-15
1932 – Jardim Paulista Alto/TI PE-15
1933 – Abreu e Lima/TI Pelópidas
1934 – Arthur Lundgren I/ TI PE-15
1935 – Paratibe/TI PE-15
1936 – Mirueira (Bacurau)
1937 – Nobre / TI Pelópidas
1940 – Abreu e Lima/Olinda
1941 -  Arthur Lundgren II/ TI PE-15
1943 – Mirueira/ TI PE-15
1944 – Loteamento Conceição/ TI Pelópidas
1945 – Jaguarana (Alameda/TI Pelópidas
1946 – TI Igarassu (PCR)
1949 – Caetés/Centro de Paulista (Paratibe)
1950 – Engenho Maranguape/ Varadouro
1952 – Maranguape I / TI Pelópidas
1953 – Maranguape II/TI Pelópidas
1955 – Engenho Maranguape/TI Pelópidas
1956 – Igarassu (Bacurau)
1957 – Caetés (Bacurau)
1958 – Costa Azul
1960 – Maria Farinha / Casa Caiada
1964 – TI Igarassu/ TI Macaxeira
1966 – Rio Doce (Circular)
1967 – TI Igarassu (Dantas Barreto)
1968 – Ilha de Itamaracá/ TI Igarassu
1969 – Itapissuma/TI Igarassu
1970 – TI Pelópidas/TI PE-15
1971 – Amparo
1972 – Bultrins
1973 – Casa Caiada
1974 – Jardim Atlântico 
1975 – Amparo (Bacurau)
1976 – TI Pelópidas (PCR)
1977 – TI Pelópidas (Conde da Boa Vista)
1978 – Loteamento Conceição/ Rio Doce (PE-22)
1979 – TI Pelópidas (Dantas Barreto)
1980 – Igarassu/Cidade Tabajara
1981 – Rio Doce (Conde da Boa Vista)
1982 – Conjunto Beira Mar/Derby
1983 – Rio Doce (Princesa Isabel)
1984 – Loteamento Bonfim/TI Pelópidas
1985 – Rio Doce (Bacurau)
1986 – Rio Doce/Derby
1987 – Rio Doce (Príncipe)
1988 – Desterro/TI Pelópidas
1989 – Loteamento Planalto/TI Pelópidas
1990 – Pau Amarelo/ Varadouro
1992 – Pau Amarelo
1993 – Conjunto Praia do Janga
1994 – Conjunto Beira Mar
1995 – Pau Amarelo (Bacurau)
1996 – Arthur Lundgren II/ Rio Doce (Paratibe)
1998 – Caetés III/TI Pelópidas

READ MORE - Grande Recife: Linhas começam a ser operadas pelo Consórcio Conorte

Três empresas apresentam propostas em licitação de transporte coletivo de Salvador

Três empresas interessadas em participar da licitação do sistema de transporte coletivo de Salvador apresentaram suas propostas nesta segunda-feira (14) no auditório da Secretaria Municipal de Urbanismo e Transporte (Semut). Foram elas o Consórcio Jaguaribe, Consórcio Plataforma e Consórcio Salvador Norte. Agora, as propostas serão analisadas pela comissão de licitação e o resultado será anunciado esta semana.

O edital de licitação ficou disponível desde maio de 2014 na secretaria, disponível para as empresas e população.

A licitação prevê que a média de idade da frota de ônibus, que já chegou há dez anos, caia para 3,5 até 2016. Também foi determinado que os ônibus serão adaptados para utilização de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, além de um sistema de ventilação forçada.

Também está prevista a adoção do sistema de monitoramento da frota, feito em tempo real pelo GPS. O rastreamento será feito por câmeras e uma moderna tecnologia embarcada, permitindo que haja acompanhamento pelo Centro de Controle de Operações da Prefeitura (CCO) e dos concessionários.

Os novos ônibus devem ter motorização padrão Euro V, que reduz emissão de gases poluentes. As concessionárias também terão que fornecer informações pelos painéis de mensagens, sobre os horários dos ônibus. A consulta sobre linhas e horários poderá ser feita pelo usuário pelo celular por SMS. Um serviço de call center também será instalado para facilitar o acesso a informações e tirar dúvidas.

Concessão
Terá o direito de exploração dos serviços a empresa que apresentar maior valor de outorga. Os recursos do pagamento serão reinvestidos no transporte público e na mobilidade da cidade. A tarifa inicial segue R$ 2,80, com previsão de reajuste a cada quatro anos, seguindo o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). O primeiro reajuste deve acontecer em janeiro de 2015.

READ MORE - Três empresas apresentam propostas em licitação de transporte coletivo de Salvador

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960