Governo Federal libera 456,3 milhões para mobilidade em Santos

domingo, 29 de junho de 2014

A presidente da República Dilma Rousseff (PT) anunciou em Santos, no início da tarde desta quinta-feira, a inclusão no PAC 2 - Mobilidade Urbana do projeto de implantação do Sistema Metropolitano de Transporte Público, que prevê um corredor de ônibus entre a Cidade e São Vicente, contemplando o acesso por túneis entre os dois municípios.

O investimento é de R$ 456,3 milhões para a implantação do projeto, que terá 50% dos recursos a fundo perdido e o restante financiado pela Prefeitura de Santos. A quantia integra um montante de R$ 481,4 milhões do PAC 2, que dispõe de mais de R$ 50 bilhões de investimentos em mobilidade urbana.

O anúncio ocorreu no Teatro Coliseu, no Centro, em evento fechado para convidados e jornalistas.Estiveram presentes à solenidade o vice-presidente Michel Temer (PMDB) e o governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), além de ministros, deputados estaduais e federais, e prefeitos das cidades da Baixada Santista, entre eles o de São Vicente,  Luis Claudio Bili (PP), e o de Santos, Paulo Alexandre Barbosa (PSDB).

Ligação entre cidades

O Sistema Metropolitano de Transporte Público vai garantir a implantação, dentro do túnel entre as duas cidades, de um corredor de ônibus, por meio de faixa exclusiva, com percurso total de 18 quilômetros. O objetivo é ligar as Zonas Leste e Noreste pelo bairro do Marapé à Vila São Jorge, próxima a São Vicente.

Hoje, a ligação entre as duas Cidades possui apenas duas rotas limitadas geograficamente. A primeira passando pela orla da praia e a segunda pelo Centro de Santos.

Os dois túneis serão construídos no maciço central da Ilha, no Morro do Marapé, de 1,35 quilômetro de extensão cada, e uma passagem inferior no entroncamento da Avenida Nossa Senhora de Fátima com a  Avenida Divisória, divisa entre Santos e São Vicente. Cada um dos túneis terá três faixas, sendo uma para exclusiva para ônibus.

Além disso, a obra conta com a reconstrução/alargamento de pontilhões sobre canais de drenagem. O empreendimento também prevê baias para a parada dos ônibus de pavimento rígido e em alguns trechos haverá a alteração dos sentidos das vias e implantação de corredores binários.

Durante o anúncio, a presidente Dilma Rousseff disse que "essa é de fato uma obra fundamental, em sentido estratégico, para facilitar a vida das pessoas". "Serão três faixas, uma só para transporte público coletivo. No passado, Santos era uma cidade e São Vicente outra. Precisamos de projetos que resolvam a vida das pessoas. Hoje é um absurdo deixarmos as duas regiões segregadas. Acredito que o corredor seja algo fundamental para a região".

Ainda de acordo com a presidente, "no caso da mobilidade urbana, nós colocamos R$ 143 bilhões para ter condições de garantir que em nove cidades desse país nós temos metrôs sendo construídos, nas nove maiores regiões metropolitanas desse país e nos estados da federação. Temos quilômetros e quilômetros de BRTs, quilômetros e quilômetros de corredores exclusivos, VLTs, monotrilhos, ônibus articulados que nós financiamos também e, sem sombra de dúvidas, os trens interurbanos. Ttodo esse cenário de presente e futuro que temos prepara a região para o que está por vir. Temos muitos desafios e a necessidade de investir em mobilidade urbana", afirmou.

READ MORE - Governo Federal libera 456,3 milhões para mobilidade em Santos

Grande Recife: Linha Camaragibe/Derby começará a operar exclusivamente com BRT

A operação do corredor Leste/Oeste terá novas mudanças, a partir da segunda-feira (30). Com 06 estações funcionando – Capibaribe, BR-101, Getúlio Vargas, Forte do Arraial, Abolição e Derby -, a linha 2480 – Camaragibe/Derby começará a operar exclusivamente com BRT, o Via Livre, no horário das 4h30 às 22h. Toda a frota de ônibus convencional desta linha sairá de circulação e a operação será apenas do Terminal Integrado de Camaragibe passando pelo corredor exclusivo da Av. Caxangá até a estação Derby. 

Os usuários devem ficar atentos as mudanças de itinerários. Os passageiros que tiverem como destino a Rua das Creoulas e imediações devem utilizar a linha 2460 – TI Camaragibe (Príncipe). Os atendimentos que eram feitos aos bairros de Joana Bezerra e Ilha do Leite serão viabilizados através de integração temporal.

As pessoas que tem como destino o Joana Bezerra poderão utilizar os BRTs da linha 2480 ou a linha convencional 2450 – TI Camaragibe (Centro), descer na Praça do Derby e pegar a linha 916 – Ouro Preto em uma das paradas da Av. Agamenon Magalhães no sentido Joana Bezerra. Os usuários que desejarem seguir para a Ilha do Leite deverão utilizar a linha 2450 – TI Camaragibe (Centro), ou 2460 – TI Camaragibe (Príncipe), descer em uma das paradas da Av. Caxangá e fazer integração temporal com a linha 431 – Cidade Universitária (TRT). Ou, ainda, quem optar pelo BRT com a linha 2480 – Camaragibe/Derby, descerá em uma das estações a partir da Estação Getúlio Vargas e fará a integração temporal com a 431.

Com o início dessa operação, linha 2450 – TI Camaragibe (Centro) terá um reforço de 4 veículos, passando a operar com uma frota de 17 ônibus e realizando 116 viagens. O Via Livre estará operando com 14 veículos e 93 viagens. É importante ressaltar que, com a integração temporal, os usuários terão até 2 horas para validar o Vale Eletrônico Metropolitano (VEM) nas linhas citadas sem pagar uma nova passagem. A integração temporal só é válida para quem possui o Vale Eletrônico Metropolitano. 

READ MORE - Grande Recife: Linha Camaragibe/Derby começará a operar exclusivamente com BRT

BNDES libera R$ 1,6 bilhão para a linha 6 do Metrô de São Paulo

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e o presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, assinaram na manhã desta quinta-feira, 26, contrato de financiamento de R$ 1,6 bilhão para a Linha 6-Laranja do Metrô. "É uma linha muito importante, uma das maiores de São Paulo", disse o governador, durante cerimônia de anúncio de investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), na sede da prefeitura de São Paulo.

Participam da cerimônia, além do governador e de Coutinho, a presidente Dilma Rousseff (PT) e o prefeito da cidade, Fernando Haddad (PT). Durante a cerimônia, Alckmin diz que ele, Haddad e Dilma "são imunes" ao ciclo eleitoral e voltou a dizer que Dilma é sempre "mensageira de boas novas para São Paulo".

A Linha 6-Laranja do Metrô ligará a Vila Brasilândia, na zona norte da capital, até a estação São Joaquim (Linha 1-Azul), na região central, além de fazer integração com a Linha 4-Amarela e com a CPTM (linhas 7-Rubi e 8-Diamante). A nova linha terá 15,3 km de extensão, 15 estações e demanda prevista de 633 mil passageiros por dia útil.

A construção da Linha 6 será feita por meio de uma parceria público-privada (PPP) operada pela empresa vencedora da licitação, o Consórcio Move São Paulo, composto pelos grupos Odebrecht, Queiroz Galvão, UTC Participações e pelo Fundo Eco Realty. Segundo governo do Estado, o valor do empreendimento é de R$ 9,6 bilhões. Do total, o BNDES será responsável por 39,2% do financiamento e 13,9% serão de recursos do governo estadual. O consórcio arcará com os 46,9% restante.

READ MORE - BNDES libera R$ 1,6 bilhão para a linha 6 do Metrô de São Paulo

Tarifa social do transporte coletivo de Florianópolis entra em vigor no dia 1º de agosto

Uma força-tarefa para a inscrição do CadÚnico está à disposição da população na Passarela Nego Quirido. A operação acontecerá até o dia 29 de agosto, no prédio Nega Tide, de segunda à sexta, das 8 às 12 e das 13 às 17 horas.

Marisete Maciel, de 31 anos, mora na Trindade e trabalha com serviços gerais. O salário que ganha, de aproximadamente 460 reais por mês, é dividido entre as contas da casa, alimentação e transporte. Ela elogiou a proposta da prefeitura. “Minha filha, de 6 anos, estuda no Monte Verde. Todos os dias precisamos pagar no mínimo quatro passagens de ônibus. Esse valor faz muita falta no fim do mês para o pagamento das contas. Agora, com a tarifa social, teremos uma economia a mais, graças ao serviço do município”, explicou.

A auxiliar de cozinha Noemi Aparecida Rodrigues de Oliveira também passa por esta situação. Ela e o marido, que trabalha como pedreiro, possuem cinco filhos que fazem uso do transporte coletivo. “O nosso salário como casal quase não dá conta de arcar com todas estas despesas. O passe livre vai beneficiar nossos filhos com pelo menos 200 passagens por mês, dinheiro que poderemos investir ainda mais na saúde e educação deles”, disse a auxiliar.

De 2 de junho, quando iniciou a operação de cadastramento, mais de 1 mil famílias e estudantes fizeram a inscrição no CadÚnico. A expectativa é registrar 40 mil pessoas, de acordo com a demanda levantada pela prefeitura no município.

READ MORE - Tarifa social do transporte coletivo de Florianópolis entra em vigor no dia 1º de agosto

Dilma anuncia recursos para mobilidade urbana em São Paulo

A presidente Dilma Rousseff esteve na capital paulista na manhã desta quinta-feira (26) para anunciar investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) para melhorar a mobilidade paulistana e combate à enchente. O governo federal investirá, nos dois programas, um total de R$ 2,6 bilhões.

Ao custo de 1,6 bilhão a construção da linha 6 – Laranja vai ligar o centro, e as regiões oeste e norte da cidade, passando por bairros como São Joaquim, Freguesia do Ó e Brasilândia, no total, serão 16 quilômetros. A linha Laranja atenderá várias universidades, como a Fundação Armando Alvares Penteado, Faculdade Getulio Vargas e a Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Participaram da assinatura dos contratos, o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, Luciano Coutinho e o governador Geraldo Alckmin que destacou: “Esta será a linha das universidades, importante para a qualidade de vida dos estudantes”.

Além do metrô, o governo federal vai investir R$ 2 milhões em corredores exclusivos de ônibus, no total de 51 quilômetros. Dilma disse: “É o metrô sobre rodas, porque permite rapidez maior. É como ir da cidade de São Paulo até Ferraz de Vasconselos”.

Duas cidades da região metropolitana também vão receber investimentos em mobilidade. Em Mauá, um viaduto vai ser construído exclusivamente para o transporte coletivo e, em Ribeirão Pires, serão feitas a transposição de via férrea, que reduzirá em 25 minutos o percurso entre o centro e o bairro, além de a construção de faixas de transporte coletivo. No total, as intervenções nas duas cidades custarão R$ 96,5 milhões.

No combate às enchentes, quatro reservatórios de água, ao custo de R$ 651 milhões vão auxiliar no escoamento de água fluvial no município. Além disso, vão ser efetuadas intervenções em bacias da cidade. A presidente destacou: “Nós sabemos que a chuva, quando causa enchentes, impõe perdas e coloca em risco a vida das pessoas, crianças, adultos e também, numa cidade desta dimensão, cria problemas de fluidez no tráfego”.Depois do encontro na capital paulista, a presidente Dilma segue para a cidade de Santos, no litoral paulista, onde vai anunciar melhorias para a região da Baixada Santista.

READ MORE - Dilma anuncia recursos para mobilidade urbana em São Paulo

No Recife, Linha Camaragibe/CDU continuará em operação

O Grande Recife informa que a linha 469 – Camaragibe/CDU continuará em operação até a inauguração do Terminal Integrado da IV Perimetral. O TI tem previsão de entrar em atividade no segundo semestre deste ano. Com a inauguração, está prevista a implantação de uma linha que fará a ligação direto do TI para a Cidade Universitária, sem transtornos para os usuários do Transporte Público da Região Metropolitana do Recife.

READ MORE - No Recife, Linha Camaragibe/CDU continuará em operação

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960