Aplicativo Moovit para transporte coletivo começa a rodar em Salvador

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Salvador tem cerca de 2,8 milhão de habitantes e, na cidade, 7,5 mil ônibus transportam 1,1 milhão de passageiros. Um aplicativo voltado para esse público começa a operar em Salvador. 

É o Moovit, que mostra em tempo real o horário de chegada das conduções e indica as melhores alternativas de transporte e rotas.

O Moovit permite que os usuários do transporte público que possuam smartphones compartilhem informações sobre ônibus, trens e metro de forma rápida, fácil e interativa a partir de informações geradas pela comunidade de usuários. Apenas em andar com o aplicativo conectado, o usuário já está contribuindo, anonimamente, com as informações em tempo real.

Além disso, outro diferencial e um dos recursos mais utilizados no aplicativo é o “planejador de viagens”.  Com este, os usuários podem receber as melhores opções de rotas para chegar ao seu destino e, ainda, ser guiados passo a passo durante todo o percurso.

Como funciona

Após baixar o aplicativo - que é grátis - os usuários terão a oportunidade de compartilhar suas informações, tais como: se o transporte público que estão usando está lotado ou não, se está atrasado, bem como a lista de opções de linhas de transporte à disposição no ponto desejado.  

O objetivo é reportar fatos que influenciam o transporte dos passageiros, como a posição da condução e os atrasos, entre outras informações.

A tecnologia usada pelo aplicativo permite que os usuários fiquem sabendo exatamente quanto tempo as diferentes opções de transporte demorarão a chegar, tendo a oportunidade de ir para o ponto de ônibus no horário certo, em vez de ficar esperando. 

Como usar

Assim que você inicia o aplicativo em seu smartphone, ele mostra os arredores do local onde você está, incluindo todas as estações de transporte público ao seu redor, e outros usuários Moovit.

Se você clicar em uma das bandeirinhas que mostram os pontos de ônibus, metrô ou trem abre-se um "pop up" mostrando quais os tipos de transporte e quais linhas atendem a região, seus horários, atualizações em tempo real e onde os veículos estão no mapa. Ao aproximar a imagem, o aplicativo mostrará mais resultados.

O Moovit tem também um botão chamado "planejador de viagem" - onde é possível inserir sua origem e seu destino, apertar em "pesquisar" e obter então as melhores opções na tela. Você pode customizar o planejador de viagens de acordo com o tipo de deslocamento que deseja - por exemplo: se você prefere andar mais a pé,  o aplicativo mostrará uma rota com esta opção e vice-versa.
Para verificar os horários de chegada e os próximos horários de uma linha específica, os usuários podem clicar em "Horários" para acessar facilmente essas informações, incluindo próximos horários de chegada, em tempo real, quando disponíveis, e informações sobre a rota.

Ao começar sua viagem, clique no botão "começar viagem" e você irá navegar com o Moovit por toda sua viagem, se quiser. O aplicativo mostrará como se deslocar no mapa, fornecerá instruções durante sua viagem, atualizará o que está à frente, sugerirá alternativas no caso de atrasos, e também dará alerta, como “desça na próxima estação”.

Em paralelo a todas essas ações, você pode contribuir e reportar dados ao sistema durante sua viagem, compartilhando informações como: se o transporte está lotado ou vazio, se é adaptado para cadeirantes, se possui ar condicionado e até mesmo se  atrasos foram ocasionados por acidente.

Ao compartilhar informações, os usuários podem ajudar outros usuários a criar um mapa das condições do transporte público em Salvador em tempo real. Quanto mais pessoas usarem o Moovit, mais precisos serão os dados e mais eficazes serão as informações.

Os dados recebidos dos usuários e as informações sobre o transporte público, acessíveis a todos na região - como horários de ônibus, metrô, etc. - são integrados ao aplicativo e vão formando um banco de dados que é atualizado 24 horas por dia, 7 dias por semana. 

Veja vídeo sobre no Moovit
O Moovit foi fundado em 2011 em Israel por 3 experts em tecnologia, engenharia e transportes públicos. Desde o seu lançamento em 2012, o app está em mais de 30 cidades em 10 países como Inglaterra, Itália, Espanha, Holanda e Estados Unidos. 

Informações: Tribuna da Bahia
READ MORE - Aplicativo Moovit para transporte coletivo começa a rodar em Salvador

Presidente Dilma confirma liberação de R$ 412 mi para mobilidade urbana em Florianópolis

O anúncio foi feito no Centrosul – com a presença dos ministros Ideli Salvatti (Secretaria dos Direitos Humanos), Arthur Chioro (Saúde) e Henrique Paim (Educação) – em meio à liberação de recursos para obras em outros municípios do Estado. “Tenho aqui em mãos mais de meio bilhão, mais precisamente R$ 527 milhões”, informou a presidente. Dilma Rousseff elogiou também a iniciativa do prefeito em apresentar projetos para obter recursos. “Nós não temos uma prateleira de onde retirar projetos”, disse.

Por isso, quem esteve em Brasília e apresentou opções de destinação às verbas do PAC recebeu maior atenção do Governo Federal. Foi o caso da prefeitura de Florianópolis. Os R$ 412 milhões liberados nesta sexta são resultado de um pacote de projetos encaminhado pela Prefeitura no mês passado, e compreende cerca de 80 intervenções em praticamente todas as regiões da Ilha e do Continente.

Entre as obras selecionadas pelo Governo Federal dentro do pacote de R$ 412 milhões, estão a construção do corredor exclusivo para ônibus (BRT) da Via Expressa Sul até o Terminal do Rio Tavares; corredor exclusivo para ônibus da avenida da Saudade até o trevo de Canasvieiras (com construção de duas novas pistas na SC-401); duplicação da Rodovia Admar Gonzaga até o Morro da Lagoa, entre outras obras.

No Continente, serão formados vários binários e outras melhorias no sistema viário. (veja em anexo todas as obras contempladas com os recursos federais) “Somos a Capital que mais tem problemas de mobilidade. E chegamos a uma encruzilhada na tentativa de solucionar esses problemas: se não houvesse essa parceria, teríamos muita dificuldade em avançar”, destacou o prefeito.

A presidente lembrou a importância de oferecer um transporte “seguro e rápido” para a população, garantindo a fluidez do tráfego. “Por isso, autorizamos os R$ 412 milhões para a construção de três corredores exclusivos para ônibus, nove corr4edores alimentadores, cinco terminais e um centro de controle de tráfego.” Somando-se ao recém-assinado convênio de R$ 162 milhões com a Caixa Econômica Federal para a instalação do teleférico ligando o Centro à UFSC e a construção do corredor de ônibus na região central, além do contrato de R$ 130 milhões com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para investimentos em educação, o volume de recursos conquistado pela Prefeitura apenas no primeiro semestre do ano ultrapassa R$ 700 milhões.

READ MORE - Presidente Dilma confirma liberação de R$ 412 mi para mobilidade urbana em Florianópolis

Metroviários suspendem greve em São Paulo

A cidade de São Paulo não terá nesta terça-feira (10) o sexto dia de greve do Metrô. Após reunião em que não houve avanço na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, no centro de São Paulo, os metroviários decidiram, em assembleia, voltar ao trabalho e, em nova assembleia, no dia 11, decidir se param no dia 12, data da estreia do Brasil na Copa do Mundo.  

"Voltamos imediatamente ao trabalho em respeito à população. Quando a gente decide fazer greve, fazemos greve. Quando a gente decide voltar a trabalhar, queremos voltar o mais rápido possivel exatamente para atender melhor a população de São Paulo", disse o presidente do do sindicato dos Metroviários, Altino de Melo Prazeres Júnior.

Antes da votação, Prazeres pediu que os trabalhadores resistissem ao receio de demissão e votassem pela continuidade da paralisação. Ele insistiu pela readmissão dos 42 funcionários demitidos, que estavam presentes da assembleia. "Obviamente se readmitir os companheiros, não teremos greve dia 12", afirmou.

Entre as propostas apresentadas para votação estavam a manutenção da greve, o fim da greve ou a suspensão da paralisação até o dia 11. Venceu a última alternativa. 

Os funcionários do Metrô decidiram interromper a paralisação, mas continuarão em estado de greve e em campanha por melhores condições de trabalho. Na próxima quarta-feira (11), uma nova assembleia vai decidir se a capital paulista terá Metrô ou não na data da estreia da Copa. O Metrô é o principal meio de transporte para a chegada ao Itaquerão, estádio da abertura do Mundial.

A assembleia ocorreu após a reunião em que o governo não aceitou revogar o processo de demissão que seria aplicado aos funcionários que tiveram participação na greve da categoria. Antes do encontro, os metroviários se mostraram dispostos a aceitar o aumento proposto pela Justiça, mas cobravam a revogação das demissões. 

Participaram da reunião o presidente do Metrô, Luiz Antonio Carvalho Pacheco, o secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes e o secretário da Casa Civil, Edson Aparecido.

Segundo Jurandir Fernandes, era inaceitável a readmissão dosmetroviários demitidos. “Não houve acordo. É inadmissível a volta dos 42 demitidos. Não houve acordo e não haverá readmissão em hipótese alguma”, disse após a reunião.

Segundo o representante dos metroviários, Altino Prazeres, o presidente do Metrô, Luiz Antonio Pacheco, chegou a aceitar a readmissão dos demitidos durante a reunião. “Quando foi consultar o governador Geraldo Alckmin, a resposta final dele foi negativa”, disse.

Decisão da Justiça

No fim de semana, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) julgou abusiva e ilegal a greve dos metroviários durante sessão extraordinária realizada neste domingo (8), em São Paulo. Com a decisão, a multa diária anterior, estipulada em R$ 100 mil por dia não trabalhado, foi elevada para R$ 500 mil, pressionando ainda mais a categoria a voltar ao trabalho.

Informações: Ultimo Segundo

Leia também sobre:
READ MORE - Metroviários suspendem greve em São Paulo

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960