No Rio, Estações do BRT passam por obras uma semana antes da inauguração

terça-feira, 27 de maio de 2014

Algumas estações do BRT Transoeste ainda passavam por obras e ajustes na cidade, faltando apenas uma semana para o corredor de ônibus estar em pleno funcionamento. Como mostrou o Bom Dia Rio nesta terça-feira (27), a estação com mais pendências era a Arroio Pavuna, no bairro da Pavuna, Subúrbio do Rio. A bilheteria não estava pronta, catracas não tinham sido instaladas e não havia luz e nem água nas instalações. Operários instalavam grades para que os pedestres atravessem a via somente na faixa, para evitar acidentes.

Durante a reportagem, a equipe flagrou a irresponsabilidade dos motoristas. A pista exclusiva do BRT estava sendo usada por carros de passeio, motociclistas e até caminhões.Na estação da Taquara, na Zona Oeste, muita coisa já foi feita, como a bilheteria e as catracas, mas ainda falta luz elétrica, água e limpeza no ambiente.

Ao lado da estação há um terminal de ônibus de integração com o BRT que ainda estava em obras. Ainda faltava instalar o sistema de informática e as máquinas de validação do sistema. A cobertura do terminal também não estava pronta. O prazo para terminar tudo é dia 10 de junho, depois da data prevista de inauguração do sistema de transporte. Segundo o engenheiro responsável, Maurício Carneiro, a execução da obra após o funcionamento do BRT não vai prejudicar o serviço. “Não tem motivo para atrasar, porque toda a parte de infraestrutura já estará pronta”, explicou.

No dia 2 de junho, 19 das 45 estações que vão ligar a Zona Oeste ao Aeroporto Internacional começam a funcionar, do terminal Alvorada até o Tanque, na Zona Oeste. No dia 4, outras três estações devem ser inauguradas. Depois de pronto, o BRT deve beneficiar diariamente cerca de 450 mil pessoas.
saiba mais

Rachaduras nas pistas
Ainda na fase dos preparativos, a Prefeitura do Rio encontrou rachaduras na pista entre a Penha e a Barra da Tijuca. O asfalto trincado era visível na Avenida Pedro Correia, em frente à estação Vila Queiroz, e na altura da Estrada dos Bandeirantes. Havia rachaduras também nas avenidas Vicente de Carvalho e Brás de Pina, ambas no subúrbio, próximo à estação de Guaporé.

A Construtora Andrade Gutierrez informou que já foi entregue à Secretaria municipal de Obras o plano de recuperação do pavimento na Transcarioca e que estão sendo tomadas as providências necessárias para a realização dos reparos na via, em alinhamento com o que foi definido pelo cliente.

Informações: G1 RIO
READ MORE - No Rio, Estações do BRT passam por obras uma semana antes da inauguração

Greve de ônibus em São Luís continua por tempo indeterminado

Após quatro horas de reunião em busca de uma solução para o fim da greve dos rodoviários, o impasse continua sem nenhum acordo entre as partes envolvidas. A previsão é que haja mais um encontro para amanhã (28), às 16h, entre o Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário do Maranhão (Sttrema), lideranças do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (SET) e representantes da Prefeitura.

Na reunião de hoje (27) estiveram presentes representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Maranhão, lideranças do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (SET), Tribunal Regional do Trabalho (TRT), OAB-MA, Procon-MA, Câmara Municipal, Governo do Estado, Ministério Público, Associação Comercial, Sindicato dos Comerciários, Fiema e Fecomercio. 

O encontro foi realizado na sede da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT), no bairro do Ipase, para discutir os rumos da paralisação e, juntamente com outros órgãos públicos, buscarem uma solução para o impasse que levou a greve. 

Membros do Movimento Estudantil Independente (MEI), DCE’s da UFMA, da Uema e do Ifma, além do Movimento Nossa São Luís, também, compareceram na reunião que foi marcada após decisão do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Maranhão (Sttrema), de retirar 100% da frota das avenidas de São Luís, nesta terça-feira ( 27). 

Informações: O Imparcial

READ MORE - Greve de ônibus em São Luís continua por tempo indeterminado

VLT's começam a chegar na cidade de Natal

O processo de modernização do transporte ferroviário de Natal começa a receber os primeiros veículos que serão incorporados ao sistema de transporte público através dos trens na região metropolitana de Natal. Nesta segunda-feira (26) uma das locomotivas estacionadas na BR-101 chamou a atenção de quem passava na avenida. 
Tácio Cavalcanti/Via Certa Natal
De acordo com assessoria da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), o motivo da locomotiva estar estacionada é por causa da regra do tráfego urbano que só permite deslocamento de veículos pesados na madrugada. 

A modernização do transporte ferroviário inclui 12 composições inseridas no Veículo Leve Sob Trilho (VLT), composto de dois carros de motores e um carro de passageiro para transporte de pessoas. 

O novo equipamento está estacionado ao lado do shopping Midway Mall e após chegada na CBTU, que fica no bairro da Ribeira passará por uma inspeção e adaptação ao sistema, treinamento com maquinista para depois ser inserida no sistema de transporte.

O processo de modernização deve ser concluído nos próximos três anos. Ainda de acordo com a assessoria, o sistema usado hoje em Natal é da década de 50.

Por Marília Rocha
READ MORE - VLT's começam a chegar na cidade de Natal

Em Salvador, Setps garante parte do efetivo de ônibus rodando nesta quarta-feira

A determinação prevista em liminar da Justiça para que o efetivo de 70% de ônibus rode nos horários de pico e 50% nos demais horários pode trazer punições severas para o rodoviário que se recusar a cumpri-la. Em contato com o iBahia, a assessoria de imprensa do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Salvador (SETPS) revelou que uma reunião está acontecendo entre o secretário de Urbanismo e Transporte, Fábio Mota, e a entidade, na tentativa de colocar alguns veículos nas ruas ainda hoje.

No entanto, as chances de isso acontecer não são grandes, o que não deve se repetir nesta quarta-feira (28), quando haverá um esquema de segurança para dar suporte aos rodoviários que forem relacionados para cumprir suas funções. "Hoje está mais difícil, estamos tentando colocar pelo menos uns 40 ou 50 ônibus na rua, mas não dá para garantir", disse a assessoria.

Contudo, o sindicato garantiu que haverá coletivos rodando a partir de amanhã, sob pena de multa ao sindicato dos rodoviários e punições severas aos trabalhadores que se recusarem a cumprir o determinado. "Amanhã estaremos fazendo todo um esquema de segurança para dar condições totais à todos aqueles que quiserem trabalhar, mas caso a determinação da Justiça não seja cumprida, o sindicato irá pagar 100 mil reais por dia de atraso, até que cumpra", contou.

"Os trabalhadores que tentaram impedir o cumprimento serão visualizados e, caso sejam presos, irão responder por crime federal. Vamos fazer todo o possível e imaginável para que a população tenha ônibus amanhã. Quem quiser trabalhar, trabalha, não há impedimento para isso, mas os que forem escalados pela empresa e se recusarem, estes serão devidamente punidos, podendo até serem demitidos por justa causa e ainda pagarão multa", avisou.

Informações: Correio 24 Horas


READ MORE - Em Salvador, Setps garante parte do efetivo de ônibus rodando nesta quarta-feira

PAC Mobilidade Urbana tem limite ampliado em R$ 2 bilhões

O governo ampliou em R$ 2 bilhões o limite global de contratação das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade Urbana, informou o Ministério da Fazenda nesta segunda-feira (26). Com isso, o limite passou de R$ 19,4 bilhões para R$ 21,4 bilhões.

"Considerando os valores previstos para novas contratações no âmbito do PAC já com seleções publicadas, incluindo aquelas com expectativa de migrarem dos eixos Grandes Cidades e Médias Cidades para o Pacto da Mobilidade, o Ministério das Cidades apontou a necessidade de ampliação do limite para contratação de novas operações de crédito", informou o Ministério da Fazenda.

O governo lembra que, em 2013, iniciou-se o processo de formação de pactos para buscar soluções conjuntas visando melhorias na mobilidade urbana e que foram lançados os "macrodesafios" do pacto pela mobilidade contemplando três principais eixos: redução de tarifa para os usuários, maior controle pela sociedade e mais qualidade nos serviços de transporte público coletivo.

Desde então, informou o Ministério da Fazenda, os recursos estão sendo investidos na promoção da qualificação de sistemas e vias de transporte coletivo, implantação e requalificação de corredores de ônibus; Bus Rapid Transit (BRT) – que significa Trânsito Rápido de Ônibus; Veículo Leve sobre Pneus (VLP); Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), entre outros.

READ MORE - PAC Mobilidade Urbana tem limite ampliado em R$ 2 bilhões

Linha Sul do Metrô do Recife sofre novo apagão

Usuários do metrô do Recife relataram problemas na Linha Sul na manhã desta terça-feira (27). Na noite da última segunda-feira (26), a mesma linha apresentou defeito. 

De acordo com informações da assessoria do MetroRec, as estações permaneceram abertas e funcionando, pois trabalham com gerador, entretanto, a falta de energia na Zona Sul não permitia que os trens operassem.

Segundo os seguidores do @jctransito, a falta de enegria causou atraso nas viagens. Uma mensagem no alto falante da plataforma de Cajueiro Seco informava que os trens estavam indisponíveis por tempo indeterminado. Por volta das 8h50, a energia foi reestabelecida. 

A Celpe informou que a falta de energia foi ocasionada por um acidente na linha de transmissão e que equipes trabalharam para que o serviço de energia fosse reestabelecido. Confira:

A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) informa que restabeleceu o fornecimento de energia à Estação Cajueiro Seco, do Metrô do Recife, após concluir o serviço de recomposição da linha de transmissão. A rede foi avariada pelo contato acidental de uma grua (guindaste) de construção civil que atua na obra de um edifício, na Avenida Visconde de Jequitinhonha, em Boa Viagem. A construtora responsável pela obra será notificada. A Celpe se coloca à disposição.

Os trens voltaram a operar às 9h30. Confira nota:

Houve uma queda de energia, oriunda da Celpe, na Linha Sul do metrô, dás 08:10h às 09:00h, na Subestação Cajueiro Seco e na Subestação Shopping. O acontecimento provocou uma paralisação de 40 minutos em toda linha.

A energia já foi restabelecida por volta das 08:53 e a circulação da linha sul estará funcionando normalmente até ás  09:30h.

Com Informaões do Diário de Pernambuco
READ MORE - Linha Sul do Metrô do Recife sofre novo apagão

Terça feira começa com greve de ônibus em Salvador

Mesmo com a determinação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) que determinou que uma frota mínima com 70% dos ônibus circule por Salvador, a decisão não foi cumprida e Salvador amanheceu sem ônibus nesta terça (27).
Com a maioria dos pontos vazios e poucas pessoas aguardando pelos ônibus, parte da população tentou achar outras formas de chegar ao trabalho. Em grupos, alguns arriscaram caminhar, outros tentavam caronas ou aguardavam ônibus do transporte intermunicipal. Antônio Carlos Rodrigues dos Santos, 42 anos, chegou na Estação Pirajá às 5h para tentar seguir para o trabalho. "Só para chegar aqui na estação tive que pegar duas caronas de carro", diz o ajudante de obra que ainda não sabe como terminará o percurso.

Parte dos rodoviários permaneceu no Sinergia na madrugada de hoje. Eles rejeitaram a proposta de reajuste, que foi reapresentada por advogados do sindicato da categoria - 9% de aumento no salário e no ticket alimentação, além da redução da carga horária de 8h para 7h. 

Centenas de rodoviários foram para o local, insatisfeitos com a proposta aceita em assembleia na tarde de hoje e com a maneira que o sindicato tratou a situação. Muitos afirmam que a assembleia feita à tarde não contou com a maioria da categoria.

Aos poucos, pessoas começam a lotar o ponto de ônibus da Praça General Labatut na esperança de chegar até o trabalho. (Foto: Louise Lobato)

Os advogados do sindicato tentaram convencer os rodoviários da vantagem de aceitar a proposta, acreditando que o dissídio coletivo pode ser pior para a categoria - a primeira audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) acontece nesta quinta. Neste caso, caberá à Justiça decidir o reajuste da categoria, podendo favorecer rodoviários ou empresários.

Mesmo com a argumentação, os rodoviários mostraram determinação em continuar parados. "No ano passado foi assim também. Fizeram acordo em um sábado. Dessa vez não podem ceder. Podem demitir todo mundo", diz um motorista da BTU, que prefere não se identificar. Os rodoviários contam que estão sofrendo pressões das empresas. Alguns devem passar a noite no Sinergia.

A greve estava marcada para começar às 0h desta terça, mas antes mesmo do horário, por conta do racha entre os rodoviários, já houve dificuldades para se conseguir pegar um ônibus na noite desta segunda-feira, mostrando a força do movimento grevista.

*Com informações da repórter Louise Lobato
READ MORE - Terça feira começa com greve de ônibus em Salvador

BRT Transarioca vai utilizar ônibus a biodiesel de cana

Uma novidade nem tão perceptível aos olhos do passageiro mas que, a longo prazo, pode fazer muita diferença no ar que ele respira: o diesel produzido a partir da cana de açúcar será o combustível usado por parte da frota de ônibus que circulará no BRT Transcarioca. Além de totalmente renovável, o biodiesel originado da cana reduz em até 90% a emissão de gases causadores do efeito estufa, sendo ainda menos poluente que o produzido a partir da soja, hoje mais utilizado no Brasil. Será a primeira experiência no transporte público do Rio envolvendo o novo biocombustível sem a adição do diesel comum.

Inicialmente, seis veículos “verdes” rodarão pelo corredor expresso que ligará o Aeroporto Internacional Tom Jobim à Barra da Tijuca. “Dos 147 ônibus do Transcarioca, seis serão abastecidos com o biodiesel da cana, para fazermos o teste em condições reais de operação. Utilizaremos 200 mil litros do combustível para essa fase experimental de seis meses. A ideia é usarmos cada vez mais o combustível renovável da cana na frota do Rio”, revela Guilherme Wilson, gerente de Planejamento e Controle da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor).

Outra vantagem é que o biocombustível da cana pode abastecer veículos que utilizam o diesel convencional, sem necessidade de alteração no motor. Um dos empecilhos, no entanto, é o preço: o litro atualmente não sai por menos de R$ 9,00, cerca de quatro vezes o valor do diesel comum. 

“O produtor tem prometido trazer o combustível renovável da cana ao preço do diesel comum até 2016. Daí, poderíamos começar a fazer a substituição”, avalia Wilson. 

O biocombustível da cana é produzido na Usina Paraíso, no município de Brotas, em São Paulo, pela empresa americana Amyris. O investimento para os seis meses de experiência no Transcarioca é de R$ 2 milhões, resultado de uma parceria entre prefeitura, Fetranspor, Amyris e as distribuidoras Shell e Ipiranga. O Transcarioca será inaugurado 1º de junho, em evento com a presença da presidenta Dilma Rousseff. Passageiros poderão utilizar o serviço a partir do dia 2.

Corredor vai tirar 500 ônibus das ruas e reduzir emissões em 18%

Embora oriundo da cana de açúcar, o biodiesel produzido em São Paulo e que abastecerá os ônibus do Transcarioca é bem diferente do etanol que motoristas brasileiros já estão acostumados a encontrar nas bombas dos postos de gasolina. “Trata-se de um combustível revolucionário, que é desenvolvido a partir de micro-organismos geneticamente modificados que produzem a fermentação do caldo de cana. Em vez de etanol, há a produção de hidrocarboneto”, explica Guilherme Wilson, gerente de Planejamento e Controle da Fetranspor. “O material particulado, que é aquela fuligem que sai dos escapamentos dos veículos, é reduzido em 41% com o combustível renovável da cana”, acrescenta.

Segundo estudos da Fetranspor, com o corredor Transcarioca em funcionamento, a emissão de gases poluentes cairá 18%, mesmo sem levar em conta o uso do biocombustível da cana. Os cálculos foram elaborados com base na retirada de 500 ônibus antigos que sairão de circulação, na melhoria da eficiência energética por conta da velocidade operacional — os novos ônibus ficarão livres de engarrafamentos — e na redução da quilometragem total rodada. 
O serviço parador do BRT começará a funcionar em 2 de junho, da Barra até o Tanque. Já a linha expressa do Aeroporto à Barra, com integração à Linha 2 do metrô, começa a operar dia 4.

Relatório sobre modelo elétrico sairá em julho

Em fase de testes desde o fim de março, o ônibus elétrico em circulação no Rio ainda precisa de aperfeiçoamento para se tornar comum nas ruas da cidade. De acordo com Guilherme Wilson, gerente de Planejamento e Controle da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor), os resultados apresentados até o momento são apenas razoáveis. “Estamos fazendo uma avaliação técnica detalhada do combustível gasto por dia e do carregamento por passageiros.

Devemos fechar, em julho, os primeiros relatórios do ônibus elétrico em termos de incentivo e financiamento. Acreditamos que ainda precisamos evoluir, mas não estamos abrindo mão dessa tecnologia”, diz. 

A montadora chinesa BYD, que fabrica o ônibus elétrico, anunciou este ano investimentos de US$ 100 milhões para instalar uma fábrica no Estado de São Paulo. Fato que pode contribuir para a popularização, no Brasil, de veículos movidos a energia elétrica. 

Em São Paulo, um projeto de lei aprovado pela Câmara Municipal prevê devolução de metade do valor gasto com IPVA para veículos elétricos. O texto aprovado está, atualmente, em análise pelo prefeito Fernando Haddad.

Informações: O Dia

READ MORE - BRT Transarioca vai utilizar ônibus a biodiesel de cana

Conheça o esquema de mobilidade de Porto Alegre para a Copa

Mais de mil funcionários nas ruas em dias de jogo, 721 deles preparados para conversar com estrangeiros em inglês e espanhol. É em torno desse efetivo, e com um esquema de segurança auxiliado por 840 câmeras, que a prefeitura de Porto Alegre pretende organizar seu plano de mobilidade para as cinco partidas da Copa do Mundo agendadas para a capital gaúcha.

“Queremos acolher as pessoas e fazer com que elas se sintam assistidas e atendidas em suas necessidades para que tenham uma boa estada e levem para casa uma boa experiência em Porto Alegre”, explicou o diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Vanderlei Cappellari.

Haverá quatro linhas de ônibus especiais e uma seletiva. Além disso, mais de 30 linhas regulares de ônibus e 10 de lotação atendem as proximidades do Beira-Rio, palco dos jogos agendados para os dias 15, 18, 22, 25 e 30. Os pontos de parada para o transporte público – ônibus, lotação e táxis – ficarão ao longo das avenidas Praia de Belas e Borges de Medeiros.

As linhas de lotação, todas com ar-condicionado e tarifa a R$ 4,40, também são opções para ir ao estádio ou à Fan Fest, no Anfiteatro Pôr do Sol. O diretor-presidente da EPTC destacou que a melhor forma para os torcedores se deslocarem até o Beira-Rio será pelo transporte público. Do terminal junto ao Viaduto Dom Pedro I, o público fará uma caminhada de 800 metros até a arena. Na área de acesso restrito, somente 2 mil veículos terão credencial de passagem.

Bolsões de estacionamento
Os torcedores que preferirem se deslocar de carro poderão usar duas zonas de estacionamento particular (Park & Ride), na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), com 2 mil vagas; e no Jockey Club, com 2,5 mil vagas. Com ingresso para o jogo, eles poderão utilizar o serviço de transfer para chegar até o ponto de desembarque e seguir a pé.

Estão previstas, também, três zonas de estacionamento de ônibus fretados e de turismo, com capacidade para acomodar até 385 ônibus. Os pontos serão na avenida Praia de Belas, próximo ao shopping; e em duas áreas no Cais do Porto: uma ao lado da Usina do Gasômetro e outra junto ao Armazém da Companhia Estadual de Silos e Armazéns (Cesa).

Caminhando e pedalando
Para deslocamento a pé, a principal alternativa em dias de jogos será a avenida Borges de Medeiros, que terá a pista sentido centro-bairro bloqueada para veículos. O trajeto preferencial para pedestres, no projeto Caminho do Gol, contará com diversas atrações culturais e serviços. Outra opção é pedalar, utilizando o sistema Bike Poa, de bicicletas compartilhadas, que possibilita deslocamento do Centro Histórico, Cidade Baixa ou Bom Fim até as proximidades do estádio Beira-Rio. São 39 estações e 390 bikes disponíveis aos usuários. Outras informações estão disponíveis no site Mobilicidade

Ônibus especial
Uma das novidades na cidade é a implantação de uma linha especial que ligará o Aeroporto Internacional Salgado Filho a diversos pontos da cidade, num trajeto de aproximadamente 30 quilômetros, com passagem em vários hotéis. O serviço entrará em operação no início de junho e funcionará, experimentalmente, por um ano. Nesse período serão feitos ajustes no itinerário, horário de funcionamento e outros aspectos, conforme necessidade.

A partir do lançamento, serão seis ônibus, cada um com 25 lugares e espaço para bagagem, que terão intervalos de 30 minutos a cada saída. A tarifa será de R$ 5. “Será um legado para a cidade. O aeroporto de Porto Alegre merece essa atenção. Mas os usuários também poderão continuar os serviços já existentes, do aeromóvel e da linha regular de ônibus T5, ao preço de R$ 2,95”, acrescentou Cappellari.

Domingos de jogos
Nos dias 15 e 22 de junho, os corredores de ônibus das avenidas Cascatinha (Erico Verissimo) e Terceira Perimetral, que costumam ser bloqueados para lazer aos domingos, serão utilizados, excepcionalmente, pelos ônibus. A sinalização indicando essa mudança será reforçada nos locais, com a presença de agentes da EPTC, a fim de alertar a população.

Monitoramento
O controle e a orientação dos veículos que trafegam pela cidade contará com dois Pontos de Verificação Veicular – Fifa, um no encontro entre as avenidas Ipiranga e Edvaldo Pereira Paiva e outro entre a Padre Cacique e a Edvaldo Pereira Paiva. Haverá, ainda, 110 pontos de monitoramento pela cidade.

Com as mudanças no trânsito e as medidas de segurança, 10 vias terão bloqueios totais ou parciais, com restrição de veículos em sete vias próximas ao estádio. O credenciamento é realizado pela prefeitura, por meio da campanha Vizinho da Copa. Até hoje, 3.059 veículos foram cadastrados e receberão uma identificação para que possam ter acesso a essas áreas. A EPTC terá, também, 17 pontos de triagem e orientação em locais próximos a essas zonas de bloqueio ou restrição.

As vias com maior trecho bloqueado ao tráfego de veículos serão as avenidas Padre Cacique e Edvaldo Pereira Paiva (entre a Ipiranga e a Padre Cacique), as duas restritas nos dois sentidos de circulação. Nessas vias, só será permitido acesso de veículos autorizados pela Fifa. Nos dias do Fan Fest, a avenida Edvaldo Pereira Paiva poderá ficar bloqueada ao trânsito, entre a rua João Goulart e Rótula das Cuias, conforme a demanda de público.

Os jogos
O primeiro jogo no estádio Beira-Rio será em 15 de junho (domingo), às 16h, entre França x Honduras, do Grupo E. Três dias depois, na quarta-feira 18 de junho, às 13h, o confronto será do Grupo B, colocando frente a frente a Holanda, atual vice-campeã mundial, e a Austrália.  

A terceira partida, entre Argélia e Coreia do Sul, é válida pelo Grupo H e está agendada para 22 de junho (domingo), às 16h. Em 25 de junho, a Argentina de Lionel Messi, cabeça de chave do Grupo F, encerra a participação na fase de grupos no jogo contra a Nigéria.

Porto Alegre tem tudo para sediar um forte confronto nas oitavas de final, já que estarão em campo o primeiro colocado do Grupo G, composto por Alemanha, Portugal, Gana e Estados Unidos, e o segundo do Grupo H, integrado por Bélgica, Argélia, Rússia e Coreia do Sul. O duelo será no dia 30 de junho, a partir das 17h.

Informações: Portal Brasil

READ MORE - Conheça o esquema de mobilidade de Porto Alegre para a Copa

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960