Governo de São Paulo quer Monotrilho funcionando em maio

sábado, 22 de março de 2014

Na tarde da sexta-feira passada, dia 14, durante assinatura de convênio com a Prefeitura para repasse de R$ 360 milhões para as obras das linhas 15-Prata e 17-Ouro de monotrilho, o governador Geraldo Alckmin anunciou o que já era aposta na região e só faltava mesmo oficializar: a entrega do trecho de 2,9 km entre as estações Vila Prudente e Oratório sofreu novo atraso. Durante o evento, sem explicar o motivo, o governador informou que o início da operação foi prorrogado para maio. Somente neste ano, é a segunda mudança de data para a inauguração: janeiro para março, depois para maio. As obras do monotrilho na avenida Anhaia Mello começaram em novembro de 2009.

Questionada sobre a razão de mais um atraso, a Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô contrariou o que havia alegado anteriormente: que a greve de funcionários do Consórcio Expresso Monotrilho Leste, responsável pelas obras civis da Linha 15, não seria obstáculo para a inauguração ainda neste mês. Os operários ficaram de braços cruzados de 25 de fevereiro até a manhã de 7 de março, período em que os trabalhos no pátio Oratório foram totalmente suspensos, além de não ocorrerem testes com os trens. Na última quarta-feira, dia 19, em nota encaminhada à redação, o Metrô admitiu que a greve atrapalhou e justificou ainda que, além dos problemas na parte civil, houve atraso na entrega dos trens do ramal, sob responsabilidade da canadense Bombardier. A Companhia não informou se as empresas envolvidas estão recebendo multas pelos atrasos.

Metrô também não respondeu qual será o esquema de funcionamento do transporte em maio. O secretário de Transportes, Jurandir Fernandes, adiantou na última visita às obras em janeiro que será em ritmo de operação assistida, quando opera poucas horas por dia, sem cobrança de tarifa. No entanto, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo publicada no sábado, dia 15, o presidente do Metrô, Luiz Antonio Carvalho Pacheco, mencionou que inicialmente pode ficar disponível aos passageiros apenas aos sábados e domingos. 

A Cia. do Metrô alegou apenas que “o prazo de entrega das obras em execução depende de uma série de fatores, próprios da complexidade desses empreendimentos, que são avaliados periodicamente”.

Operários confirmam atraso de estações

Nesta semana a reportagem da Folha ouviu os funcionários da Linha 15 que relataram que as estações Vila Prudente e Oratório ainda levarão cerca de dois meses para estarem aptas a receber passageiros. “Todos na obra sabiam que, independente da greve, não teria como inaugurar o monotrilho ainda neste mês, como alegava o Metrô. As duas estações estão em fase de acabamento, mas isso inclui toda a instalação elétrica e de segurança”, explica um operário. “A estação Vila Prudente é a que está mais atrasada, ainda existe muita coisa para fazer, inclusive a construção de algumas áreas”, completa.

Sobre os trens, confirmam que não foram entregues todas as composições. “Aliás, a promessa é de que chegariam em dezembro de 2013, já estamos em março e apenas três trens estão no pátio”, contam. De acordo com o secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, em visita ao monotrilho em janeiro, o monotrilho começará a operar com quatro trens.

O pátio Oratório, segundo os operários ouvidos, ainda tem quatro meses de trabalho para ficar pronto, pelo menos. “A parte estrutural está bem adiantada, mas, o acabamento também está no começo e isso demora. Nós, que estamos fazendo a obra, acreditamos que até julho ou agosto dá para ficar pronto. E a ordem que recebemos é que o pátio deve estar pronto até agosto de qualquer forma. O ritmo está puxado e somos cobrados todo dia para acelerar os trabalhos”, destacou outro operário. (Rafael Gonçalo)

Informações: folhavp.com.br

Leia também sobre:
READ MORE - Governo de São Paulo quer Monotrilho funcionando em maio

Recife: Em atraso, Obras do BRT finalmente chegam na Rua do Hospício

A construção da estação de embarque e desembarque de passageiros avança mais uma etapa. A partir desse sábado (22), a Estação 13 de Maio, localizada no canteiro central da Rua do Hospício, no Centro do Recife, receberá as placas de concreto que formarão a pavimentação da unidade. Intervenção esta que causará a mudança do tráfego para os veículos que circulam na área e a transferência de algumas paradas de ônibus. A estação integra o Corredor Exclusivo de Transporte Rápido de Ônibus do eixo Norte/Sul. 

Com a obra, que terá a duração de 30 dias, os veículos que circulam a área deverão observar as mudanças no trânsito. A intervenção causará o fechamento da via do lado esquerdo (sentido Santo Amaro/Av. Conde da Boa Vista), ficando a faixa do lado direito liberada para todos os veículos. Toda a área será sinalizada por placas e sinalização de segurança. 

Já em relação aos usuários de ônibus, o Grande Recife Consórcio e Transportes desativará, temporariamente, a parada de nº 180085, localizada no canteiro central da Praça Olavo Bilac, lado oposto à Câmara de Vereadores do Recife. As linhas que atendem a esse ponto de embarque e desembarque passarão a atender as paradas localizadas na pista oeste, sentido Santo Amaro/Av. Conde da Boa Vista. 

Confira abaixo as linhas e a opção de parada de ônibus para os usuários: 

Linhas: 

532- Casa Amarela (Cabugá) 
631- Nova Descoberta 
632- Alto do Refúgio 
645-Av. Norte (Macaxeira) 
742- Linha do Tiro 

Devem atender a parada nº180081 em frente à Escola Luiz Delgado, no mesmo ponto de embarque e desembarque das linhas: 612- Morro da Conceição, 622- Vasco da Gama Cabugá, 711- Alto do Pascoal, 714- Alto José Bonifácio(Av. Norte), 717- José Amarino dos Reis e 722- Campina do Barreto. 

Linhas: 

820- TI Xambá (Cabugá) 
824- Jardim Brasil II (Cruz Cabugá) 

Devem atender a parada de nº 180082, em frente ao imóvel que fica ao lado da Escola João Barbalho, no mesmo ponto de embarque e desembarque das linhas 117- Circular (Prefeitura/ Cabugá), 812- Sítio Novo (Av. Norte) e 822- Jardim Brasil I (Cruz Cabugá). 

Linhas: 

915- PE-15 (Prefeitura) 
946- Igarassu (BR-101) 
967- Igarassu (Sítio Histórico) 
976- Paulista (Prefeitura) 

Atenderão a parada de nº180083, que fica em frente ao hotel O Castelinho, nº 67, no mesmo ponto de embarque e desembarque das linhas 911- Ouro Preto (Cohab), 915- PE-15 (Rua do Sol), 921- Ouro Preto (Jatobá I) e 926 - Ouro Preto (Jatobá II). 

Linhas: 

981- Rio Doce (Conde da Boa Vista) 
992- Pau Amarelo 
993- Conjunto Praia do Janga 

Atenderão a parada de n º 180084, defronte ao imóvel nº 619 da Defensoria Pública, no mesmo ponto de embarque e desembarque das linhas 958- Costa Azul, 971- Amparo, 973- Casa Caiada, 974- Jardim Atlântico, 983- Rio Doce (Princesa Isabel) e 994- Conjunto Beira Mar. 

Para mais informações, os usuários devem entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente, no 0800 081 0158.

Informações: GRCT

READ MORE - Recife: Em atraso, Obras do BRT finalmente chegam na Rua do Hospício

Obras do Metrô no Rio causam alterações no trânsito de Ipanema

O trânsito de Ipanema, na Zona Sul do Rio, vai sofrer alterações para as obras do Metrô a partir deste sábado (22). Segundo Consórcio Linha 4 Sul, responsável pelas obras da Linha 4 do Metrô, a Rua Visconde de Pirajá vai operar em duas faixas, entre o Jardim de Alah e a Rua Maria Quitéria, e os ônibus seguirão pela orla, na Avenida Vieira Souto.

Ainda de acordo com o consórcio, serviços de readequação viária, como realocação de semáforos, instalação de novas sinalizações, ajustes em calçadas e ciclovias, construção de novos pontos de ônibus e início da colocação de tapumes, entre outros, já foram iniciados.

Durante a execução dos serviços na Rua Visconde de Pirajá, serão criados acessos especiais para as garagens da área impactada, evitando o bloqueio total. O fluxo de pedestres no passeio público será mantido e o estacionamento na Rua Visconde de Pirajá sofrerá alterações conforme o andamento das obras.

Intervenções Viárias
Os canteiros de obras serão instalados em fases, para que duas faixas da Rua Visconde de Pirajá estejam sempre liberadas à circulação de carros.

Fase 1
• Esquina da R. Maria Quitéria com a R. Visconde de Pirajá, lado par;
• R. Visconde de Pirajá, do n° 415 até a esquina com a R. Garcia D'Ávila;
• R. Visconde de Pirajá, da esquina da R. Garcia D'Ávila até o n° 493;
• R. Visconde de Pirajá do n° 608 até a esquina com a Av. Henrique
Dumont;
• R. Visconde de Pirajá, lado par, entre a R. Henrique Dumont e a Av.
Epitácio Pessoa.
Praia de Ipanema
Lagoa Rodrigo de Freitas
Av. Epitácio Pessoa
R. Aníbal de Mendonça R. Garcia D’Ávila
R. Maria Quitéria
R. Visconde de Pirajá

Fase 2
• R. Visconde de Pirajá entre os números 452 e 466;
• R. Visconde de Pirajá, em frente ao n° 525;
• R. Visconde de Pirajá, entre os números 520 e 540;
• Lado ímpar da R. Visconde de Pirajá na esquina com a R. Garcia
D'Ávila;
• R. Visconde de Pirajá, em frente ao n° 577.

Fase 3
• R. Visconde de Pirajá entre os números 495 e 503;
• Lado par da R. Visconde de Pirajá na esquina com a R. Aníbal de
Mendonça;
• Lado par da R. Visconde de Pirajá na esquina com a R. Henrique
Dumont.
* Os canteiros que ficarem na mesma altura, mas um de cada lado da via, serão montados em momentos diferentes para que se preserve sempre o fluxo de veículos na Rua Visconde de Pirajá.
Ônibus

Os ônibus que trafegavam pela Rua Visconde de Pirajá passarão a circular pela Avenida Vieira Souto. Os pontos de ônibus serão instalados na orla na mesma direção dos existentes na Rua Visconde de Pirajá para que os usuários saibam onde passará a linha que costumam utilizar.

Com exceção das linhas 461 (São Cristovão x Ipanema), 503 (Alto Leblon x Ipanema - circular), 525 (General Osório x Alvorada) e Metrô na Superfície, que vão entrar na Rua Vinícius de Moraes, os demais coletivos seguirão pela praia até a Rua Francisco Otaviano, em Copacabana.

Operadores de tráfego trabalharão na região para orientar condutores e pedestres. As alterações viárias foram definidas pela CET-Rio (Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio de Janeiro).

Central de Atendimento
Para tirar dúvidas e obter outras informações sobre a Linha 4 do Metrô, moradores e frequentadores de Ipanema podem procurar as Centrais de Atendimento à Comunidade, na Praça Nossa Senhora da Paz, em frente à Rua Visconde de Pirajá, e na Avenida Epitácio Pessoa, s/n (esquina com a Rua Visconde de Pirajá). Ambos os postos funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados, das 9h às 16h.

Há ainda uma Central de Atendimento Móvel (trailer), que vai percorrer o mesmo trajeto do 'Tatuzão', ao longo da Rua Barão da Torre e da Rua Visconde de Pirajá, para facilitar e agilizar o atendimento ao público. O trailer está aberto de segunda a sábado, das 6h40 às 22h.

Também é possível entrar em contato pelo 0800-0210620 — a ligação é gratuita.
Na internet, as informações estão disponíveis nos canais digitais, como o Twitter e o blog.

Informações: G1 Rio

READ MORE - Obras do Metrô no Rio causam alterações no trânsito de Ipanema

Alterado edital do transporte público de Florianópolis

A prefeitura de Florianópolis acatou a orientação do Tribunal de Contas de Santa Catarina e alterou edital para concessão do transporte coletivo. Mais de 20 pontos do edital de concorrência foram mudados. 

Uma das indicações da diretoria de controle de licitações e contratações do TCE vai resultar na redução R$0,05 do preço básico da passagem a ser cobrada dos usuários. A assinatura do contrato da prefeitura com o consórcio Fênix, vencedor da licitação, já foi autorizada pelo tribunal de contas, que irá acompanhar a efetivação das alterações e a execução contratual.

Informações: RICMAIS


READ MORE - Alterado edital do transporte público de Florianópolis

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960