Recife: Bairro de Boa Viagem terá reforço de agentes de trânsito

quinta-feira, 13 de março de 2014

As ruas de Boa Viagem, na zona sul do Recife vão ganhar mais 114 orientadores de trânsito a partir da próxima segunda-feira. Eles vão atuar nas avenidas Boa Viagem, Engenheiro Antônio de Góes, Conselheiro Aguiar, Engenheiro Domingos Ferreira, Herculano Bandeira  e Visconde de Jequitinhonha em 22 cruzamentos. Ao todo, nas seis avenidas que receberão o reforço, circulam cerca de 230 mil veículos por dia.

Atualmente, 206 orientadores já trabalham nas avenidas Governador Agamenon Magalhães, Norte, Rui Barbosa, Rosa e Silva, Parnamirim, Recife e Mal. Mascarenhas de Morais. A ação é uma iniciativa da Prefeitura do Recife, através da Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano (Semoc) e Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU). 

Os profissionais terão o papel de orientar motoristas e pedestres, no intuito de evitar a retenção do trânsito, o cometimento de infrações e a ocorrência de acidentes. Eles não vão ter o poder de notificação de infrações, responsabilidade que continuará a cargo dos agentes de trânsito. Todos os orientadores que vão atuar na operação passaram por capacitação teórica, prática e vivência de campo. Lições como legislação de trânsito, rede semafórica, técnicas de operação de trânsito e abordagem foram passadas nos treinamentos.

Até maio de 2014, todos os 372 profissionais envolvidos na ação estarão nas ruas e terão o papel de orientar motoristas e pedestres, com o objetivo  de evitar a retenção do trânsito, o cometimento de infrações e a ocorrência de acidentes. Eles  estarão dispostos em outras cinco grandes vias da cidade: Rua Real da Torre, Estrada dos Remédios, Rua Cosme Viana, Av. Caxangá e Av. Abdias de Carvalho.

Um total de 468 profissionais vai estar envolvido na operação, apoiando o monitoramento de trânsito em toda a cidade, sob coordenação da CTTU. Quatro engenheiros de tráfego, que atuarão em contato com a Central de Operações de Tráfego da Companhia, realizarão o planejamento de ações que permitam dar mais agilidade na mobilidade.

Confira os cruzamentos que receberão os orientadores:

- Av. Boa Viagem x Av. Antônio de Góes

- Av. Boa Viagem x Rua Antônio Falcão

- Av. Boa Viagem x Rua Armindo Moura

- Av. Boa Viagem x Rua Artur Muniz

- Av. Boa Viagem x Rua Henrique Capitulino

- Av. Boa Viagem x Rua Padre Carapuceiro

- Av. Boa Viagem x Rua Ribeiro de Brito

- Av. Boa Viagem x Rua Parque Dona Lindu

- Av. Eng. Antônio de Góes x Rua Manoel de Brito

- Av. Conselheiro Aguiar x Av. Antônio de Góes

- Av. Conselheiro Aguiar x Rua Antônio Falcão

- Av. Conselheiro Aguiar x Rua Artur Muniz

- Av. Conselheiro Aguiar x Rua ribeiro de Brito

- Av. Domingos Ferreira x Rua Antônio Falcão

- Av. Domingos Ferreira x Rua Dona Benvinda de Farias

- Av. Domingos Ferreira x Rua Padre Carapuceiro

- Av. Domingos Ferreira x Rua Pereira da Costa

- Av. Domingos Ferreira x Rua Prof. José Brandão

- Av. Domingos Ferreira x Rua Ribeiro de Brito

- Av. Domingos Ferreira x Rua Tomé Gibson

- Av. Herculano Bandeira x Rua Encanta Moça

- Av. Visconde de Jequitinhonha x Rua Capitão Zuzinha


Vias que receberão os orientadores até maio, além das avenidas Gov. Agamenon Magalhães, Norte, Parnamirim, Rui Barbosa, Rosa e Silva, Recife, Marechal Mascarenhas de Morais, Boa Viagem, Eng. Antônio de Góes, Conselheiro Aguiar, Eng. Domingos Ferreira, Herculano Bandeira e Visconde de Jequitinhonha:

- Rua Real da Torre

- Estrada dos Remédios

- Rua Cosme Viana

- Av. Caxangá

- Av. Abdias de Carvalho

READ MORE - Recife: Bairro de Boa Viagem terá reforço de agentes de trânsito

No Rio, Obra de mobilidade urbana para a Copa preocupa

Uma obra de mobilidade urbana importante para o Rio para a Copa do Mundo preocupa. Trinta e nove quilômetros que vão cortar a cidade, da Zona Oeste à Zona Norte, a  Transcarioca é uma das principais obras de mobilidade urbana anunciada pela prefeitura para  o evento. A previsão inicial de conclusão era maio do ano passado, segundo o Portal da Transparência do Governo Federal, mas, a três meses da Copa,  a impressão de quem passa pelas ruas que fazem parte da obra é de que ainda tem muito trabalho pela frente, como mostrou o RJTV nesta quarta-feira (12).

É o caso da Rua Cândido Benício, na Praça Seca, na Zona Oeste do Rio. Os moradores convivem há meses com manilhas, terra e buracos espalhados por vários pontos ao longo da via. Pedestres têm dificuldade de andar e motoristas de trafegar por vários pontos. Alguns cruzamentos estão sem sinal, o que dificulta ainda mais a locomoção.
"Muito difícil. O trânsito está perigoso. A gente tem de ter muito cuidado quando as crianças têm de atravessar para ir para o colégio", destacou uma moradora.

O corredor exclusivo para ônibus vai ligar o Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador, a Barra da Tijuca, na Zona Oeste, com integração com trens nos ramais de Deodoro, de Belford Roxo e de Saracuruna, e com a Linha 2 do Metrô. A obra foi orçada em R$ 1, 7 bilhão. Serão 36 estações e duas linhas, sendo uma expressa e outra paradora.

A Secretaria Municipal de Obras (SMO) afirma que 88% do projeto estão prontos. No site do Portal da Transparência, a obra aparece com 79% de execução física concluídos. O levantamento foi feito no fim do ano passado. E de acordo com o balanço da Copa divulgado pelo Ministério dos Esportes em novembro passado, a conclusão da obra foi reprogramada para março deste ano.

A SMO diz que nunca informou oficialmente uma data. E que trabalha com o prazo de entrega para junho, sem definir o dia. A Copa começa no dia 12 de junho.
"A gente teve mais de duas mil desapropriações, mais de 1.500 postes para ser remanejados com todas as redes de concessionárias. A gente já resolveu dez problemas de enchentes na área, fez três mergulhões, duas pontes estaiadas, um arco estaiado, mais de dez viadutos. A obra vai ser entregue em sua totalidade até a Copa", disse Eduardo Fagundes, coordenador de obras viárias da SMO.

Mas, para os moradores, as obras estão demorando demais e parecem desorganizadas. A primeira parte da obra já deveria ter sido inaugurada, mas o trabalho é complexo, uma vez que a via passa por bairros muito adensados.

Informações: G1 Rio

READ MORE - No Rio, Obra de mobilidade urbana para a Copa preocupa

Campinas recebe 35 novos ônibus acessíveis para o transporte público

Prosseguindo com o processo de renovação, melhoria e acessibilidade da frota do transporte público coletivo municipal, adotado pelo prefeito Jonas Donizette desde o início da gestão, Campinas está recebendo 35 novos ônibus, todos acessíveis. Os veículos irão atender as regiões dos bairros Jardim Santa Mônica, Amarais, Esmeraldina, Alphaville, Taquaral, Castelo, Proença, Cambuí, Centro, São Bernardo e eixo da Abolição.

A iniciativa beneficia 19,5 mil passageiros por dia. Com os novos veículos, a frota atinge 54% de acessibilidade. Em 2010, a acessibilidade representava 30% do total de veículos. “Campinas tem muitos desafios e nós precisamos lidar com todos eles, no nosso dia a dia. O transporte é um deles. Por isso, continuamos na nossa missão de oferecer, cada vez mais, a entrega de ônibus com qualidade para a população e a busca da meta de 100% da frota toda acessível”, declarou o prefeito Jonas Donizette.


A apresentação dos veículos à população foi realizada na manhã desta terça-feira, 11 de março, na Praça Arautos da Paz. Além do prefeito Jonas, o evento também contou com a presença do secretário de Transportes e presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Carlos José Barreiro, secretários, vereadores, empresários do setor de transporte, representantes de conselhos municipais, motoristas e familiares.

Ainda nesse primeiro semestre, a expectativa da Administração municipal é de que mais 105 novos ônibus acessíveis entrem em operação, totalizando 140 veículos. “Nós realizamos estudos permanentes, para avaliar a quantidade de passageiros e a oferta de veículos. O processo de renovação da frota será constante e, também, a ampliação ao acesso das pessoas com deficiência”, afirmou o secretário Carlos Barreiro.

Em 2014, essa é mais uma ação positiva da Prefeitura no transporte público. Em fevereiro, o prefeito Jonas Donizette ampliou o Passe Lazer de uma para duas datas no mês.

Acessibilidade
Todos os 35 veículos são acessíveis. Eles são dotados de elevador, para acesso de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida; balaústres emborrachados para direcionamento ao botão de parada; botão de parada com indicação em braile; espaço para cadeirantes; bancos para idosos, obesos e gestantes; além de encostos dos bancos mais altos, oferecendo maior conforto e comodidade aos usuários.

Os veículos têm capacidade para 82 passageiros. Os investimentos foram da ordem de R$ 9,8 milhões.

Linhas favorecidas
Confira as linhas que ganharão novos veículos:

3.11 – Jardim Santa Mônica;
3.42 – Jardim Aliança;
3.53 – Alphaville;
3.60 – Proença / Castelo;
3.82 – Cambuí / Campinas Shopping.

Essas linhas integram a Área 3 (Verde) do Sistema InterCamp, formada pelas regiões de Barão Geraldo, Sousas, Amarais, Rodovia Campinas - Mogi Mirim e Corredor Abolição. A Área Verde é operada pelo Consórcio Urbcamp, formado pelas empresas VB Transportes e Turismo Ltda. e Coletivos Pádova Ltda.

InterCamp
O Intercamp é o sistema de transporte público coletivo de Campinas. Com os novos veículos, o Sistema Intercamp tem 1.247 ônibus em operação, sendo 999 do sistema convencional e 248 do sistema alternativo. Desse total, 671 são acessíveis (54%).

A idade média da frota é de cinco anos. Campinas possui 208 linhas de ônibus municipais. Em 2013, o Intercamp registrou uma média de 15,6 milhões de passageiros por mês. Estima-se que essas viagens sejam realizadas, diariamente, por 240 mil usuários.

Áreas
O Sistema Intercamp é distribuído em quatro áreas:

- Área 1 (Azul Claro). Regiões: Ouro Verde, Vila União e corredor Amoreiras.
- Área 2 (Vermelha). Regiões: Campo Grande, Padre Anchieta e corredor John Boyd Dunlop.
- Área 3 (Verde). Regiões: Barão Geraldo, Sousas, Amarais, rodovia Campinas – Mogi Mirim e corredor Abolição.
- Área 4 (Azul Escuro). Regiões: Nova Europa, Santos Dumont e Aeroporto de Viracopos.

Informações: EMDEC

Leia também sobre:
READ MORE - Campinas recebe 35 novos ônibus acessíveis para o transporte público

Capital Potiguar garante R$ 577 milhões para obras de mobilidade urbana

A capital potiguar vai receber nos próximos anos investimentos na ordem de mais de R$ 577 milhões na área de mobilidade urbana. Os recursos serão disponibilizados pelo Governo Federal pelo Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC 2). Estão previstas várias melhorias nos principais corredores de trânsito, onde trafegar transformou-se em um exercício de paciência. Os congestionamentos, há algum tempo restritos aos horários de pico, atualmente, ocorrem em qualquer horário do dia. Além do que o aumento da frota em circulação - por dia mais de 74 veículos novos são emplacados, terminam por tornar o trânsito ainda mais lento.

Segundo a Prefeitura de Natal, um dos projetos prevê a construção de túneis nos cruzamentos das Avenidas Salgado Filho/Bernardo Vieira; Salgado Filho/Antônio Basílio; Salgado Filho/Amintas Barros e Salgado Filho/Nascimento de Castro; duas passarelas na Avenida João Medeiros Filho, 1.052 abrigos de passageiros, quatro estações de transferência e quatro terminais de ônibus. 

Além disso, está prevista a implantação do sistema de corredores exclusivos para ônibus, conhecido como Bus Rapid Transit (BRT), que será integrado a ciclovias. O anuncio dos investimentos será feito pela presidenta Dilma Rousseff, em solenidade marcada para a manhã desta quinta-feira (13), no Palácio do Planalto, na qual prefeito de Natal, Carlos Eduardo, estará presente.


As obras de construção 1.052 abrigos de passageiros, das quatro estações de transferência e dos terminais de ônibus terão início ainda este ano, pois já estão com os projetos executivos prontos e compreendem recursos na ordem de R$ 14 milhões. As demais intervenções, só possuem o anteprojeto e na solenidade o Governo Federal deve emitir a autorização para a Prefeitura do Natal começar a elaborar seus respectivos projetos executivos, o que deve durar entre 6 a 10 meses.

O sistema de transporte coletivo da capital será totalmente informatizado com a instalação de GPS nos veículos, disposição de painéis eletrônicos nos abrigos de passageiros, além da disponibilização para os usuários das rotas percorridas pelos ônibus. Na Avenida Prudente de Morais, será instalada uma faixa semi-exclusiva de ônibus, já na Avenida Presidente Bandeira, no Alecrim, a faixa será exclusiva nos moldes da que existe na Bernardo Vieira. 

Esses corredores exclusivos passarão a contar também com ciclovias. Na zona norte, a Prefeitura vai realizar melhorias na Avenida João Medeiros Filho e construir duas passarelas: uma na Avenida Paulistana e outra na Avenida Itapetinga. O terminal de integração de Soledade será ampliado para ser integrado ao sistema de trens que passa nas proximidades.

Outro túnel será construído no cruzamento da Hermes da Fonseca/Alexandrino de Alencar. Essa obra já tem recursos garantidos na Caixa Econômica Federal e terá início no segundo semestre de 2014. Esse projeto foi aprovado dentro do PAC Mobilidade das Grandes Cidades. A construção dos túneis é um complemento da melhoria da infraestrutura de transporte com a construção do Complexo Viário de Natal.

Informações: Tribuna do Norte


READ MORE - Capital Potiguar garante R$ 577 milhões para obras de mobilidade urbana

Governo federal libera R$ 1,5 bi para obras de mobilidade no DF

O Distrito Federal vai receber do governo federal R$ 1,5 bilhão para obras de mobilidade urbana. O acordo para o repasse dos recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) será assinado hoje pela presidente Dilma Rousseff e pelo governador Agnelo Queiroz, ambos do PT. O dinheiro está previsto para grandes obras de trânsito e transporte público, como a construção do Eixo Norte do Expresso DF, a elaboração do trecho sudoeste da obra, a compra de 10 trens do Metrô e a construção de mais três estações na Asa Sul. Com esse repasse, o total de recursos do PAC para obras de mobilidade no Distrito Federal já alcançou R$ 4 bilhões.

O principal empreendimento executado, até agora, com a ajuda do governo federal é o trecho sul do Expresso-DF, que deve ser inaugurado ainda neste semestre. A ideia do projeto é criar corredores exclusivos para veículos de transporte público articulados, o que vai reduzir de maneira significativa a demora dos trajetos. A primeira etapa vai beneficiar moradores de regiões como Gama, Santa Maria e Park Way, pois liga essas áreas ao centro da capital federal.

Prioridade
Depois da entrega do trecho sul, a prioridade passará a ser a obra da porção norte do Expresso DF. O objetivo é organizar o trânsito entre o Plano Piloto e cidades como Sobradinho e Planaltina. Ao todo, serão 60km de obra, com mais de 50 estações ao longo do percurso. O governador Agnelo Queiroz comemorou a liberação dos recursos do PAC. “Além do Expresso DF Norte, vamos começar a fazer os projetos para o trecho sudoeste, que vai atender cidades como o Núcleo Bandeirante, o Riacho Fundo e o Recanto das Emas. Também vamos investir recursos para a construção das estações de metrô nas quadras 104, 106 e 110 da Asa Sul, que nunca foram feitas”, explica Agnelo Queiroz.

Informações: Correio Braziliense

READ MORE - Governo federal libera R$ 1,5 bi para obras de mobilidade no DF

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960