Conheça a Transcarioca, BRT que ligará o Aeroporto Internacional Tom Jobim à Barra da Tijuca, o coração dos Jogos Rio 2016

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Em 2016, milhares de turistas de todo o Brasil e do mundo desembarcarão no Rio de Janeiro para acompanhar de perto os Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Com provas disputadas em quatro regiões distintas – Barra, Copacabana, Deodoro e Maracanã -, um sistema de transportes rápido e eficiente é fundamental para garantir que visitantes, atletas e moradores não percam um minuto sequer das competições. Os BRTs (Bus Rapid Transit, na sigla em inglês)surgiram para encurtar essas distâncias e diminuir o tempo de deslocamento em toda a cidade.

TransOeste, TransCarioca, TransOlímpica e TransBrasil, cada um dos corredores expressos exerce um papel crucial nesta logística (confira  o trajeto de cada um no nosso mapa de transportes).  Com a Transcarioca, será possível descer do avião e ir direto para o coração dos Jogos. Ao longo dos seus 39 quilômetros de extensão, a via ligará o Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim à Barra da Tijuca em 45 estações, que passam ainda pelos bairros de Curicica, Ilha do Governador, Taquara, Tanque, Praça Seca, Campinho, Madureira, Vaz Lobo, Vicente de Carvalho, Vila da Penha, Penha, Olaria e Ramos. Estima-se que 320 mil pessoas usem este BRT diariamente.

“O sistema vai reduzir em mais de 60% o tempo gasto no trajeto entre a Ilha do Governador e a Barra, zona central dos Jogos. Além disso, ao permitir diversas integrações com os outros modais como trem e metrô, a via atua como um importante eixo de circulação de espectadores, moradores e atletas, garantindo o deslocamento pela cidade de forma segura, eficiente e em tempo”, explica Paulo Cavalcanti, gerente de Transporte do Rio 2016.


Mais de 85% das obras já estão concluídas e a inauguração da via está prevista para o primeiro semestre deste ano. Além da ponte estaiada da Barra, inaugurada em dezembro de 2013, a Prefeitura do Rio já finalizou outras importantes estruturas do traçado da Transcarioca: o mergulhão Clara Nunes, no Campinho; a ampliação do viaduto de Madureira (Negrão de Lima); a ampliação do viaduto João XXIII, na Penha; o mergulhão Billy Blanco, na Barra (próximo à Cidade das Artes); o mergulhão na altura do Hospital Municipal Lourenço Jorge (também na Barra); e a ponte sobre o canal do Fundão.

Informações: Blog Meu Transporte e Rio 2016

READ MORE - Conheça a Transcarioca, BRT que ligará o Aeroporto Internacional Tom Jobim à Barra da Tijuca, o coração dos Jogos Rio 2016

Grande Recife: Linha- 155* Jordão Baixo/Boa Viagem passará a atender a Rua Rio Xingu

Para atender a solicitação da comunidade do Ibura, a linha 155 - Jordão Baixo/Boa Viagem passará a atender a Rua Rio Xingú em alguns horários. Ao todo, o Grande Recife acrescentou seis viagens ao local, duas apenas no sentido cidade/subúrbio, outras duas no sentido subúrbio/cidade e mais duas que atenderão a rua nos dois sentidos da viagem. 

A mudança entrará em vigor a partir da próxima segunda-feira (24). 

Confira abaixo os horários de cada atendimento a Rua Rio Xingú
Sentido subúrbio/cidade: 6h e 6h14 
Nos dois sentidos: 15h41 e 16h29 
Sentido cidade/subúrbio: 17h57 e 18h45 

Para mais informações, os usuários devem entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente, no 0800 081 0158. 

Informações: GRCT

READ MORE - Grande Recife: Linha- 155* Jordão Baixo/Boa Viagem passará a atender a Rua Rio Xingu

Prefeitura de SP estuda proibir os táxis nos corredores nos horários de pico

A Prefeitura de SP estuda proibir os táxis nos corredores nos horários de pico (7h às 10h e 17h às 20h). Esta seria uma medida intermediária do que o Ministério Público quer, que é a retirada total dos táxis dos corredores de ônibus.

Hoje, táxis com passageiros podem usar os corredores de ônibus em qualquer horário.

Outra medida estudada pela Prefeitura é proibir os táxis nos corredores e permiti-los nas faixas exclusivas à direita. Atualmente, os táxis não podem circulas pelas faixas.

Representantes dos taxistas não aprovam a ideia com o argumento que os passageiros pegam mais táxis nas horas de pico.

Imagem de Robson Ventura | Folhapress
Informações: viatrolebus.com.br

Leia também sobre:
READ MORE - Prefeitura de SP estuda proibir os táxis nos corredores nos horários de pico

Fortaleza: Começa a aplicação de multas em faixas exclusivas na avenida Bezerra de Menezes

Os condutores que desrespeitam a faixa exclusiva para coletivos da avenida Bezerra de Menezes começaram a ser multados nesta quinta, 20. A Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania (AMC) faz fiscalização usando quatro câmeras em cada sentido da avenida. As faixas são destinadas ao tráfego de ônibus, vans, táxis e transporte escolar. A punição é de R$53,20 e três pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Ontem, alguns condutores estavam desinformados sobre a aplicação das multas. O motorista Edmilson Furtado, 47, era um deles. Segundo ele, a medida vai obrigar os motoristas a respeitas o espaço dos coletivos. “Agora o pessoal vai respeitar. Eles mudam quando começa a pesar no bolso”, disse.

O empresário Rogério Silva, 37, disse que as infrações acontecem principalmente no início da manhã e no final da tarde. Segundo ele, nos horários de maior movimento, alguns condutores utilizam as faixas exclusivas como para fugir dos congestionamentos. “Os motoristasfazem ultrapassagens pela faixa e acabam atrapalhando a passagem dos ônibus”, declara.

Para o taxista Victor Ricardo Braga, 48, a fiscalização eletrônica é importante, mas falta a presença de agentes da AMC. “Eles deveriam ficar aqui pelo menos nos horários de maior movimento. Com os guardas, as pessoas respeitam mais”, opina.

De acordo com o taxista Francisco Magalhães, 52, o desrespeito vem dos motoristas de ônibus. Ele diz acessar a faixa exclusiva para fazer conversões à direita é difícil, porque os coletivos não dão passagem. “Depois que criaram a faixa, eles se acham os donos. Percebo que existe muita arrogância”.

Fiscalização
De acordo com a AMC, as câmeras de fiscalização estão dispostas ao longo da avenida a uma distância de 300 metros. Serão multados os condutores que forem flagrados trafegando pela faixa por duas câmeras consecutivas.

Segundo Venício Sales, chefe da fiscalização eletrônica, a recomendação é que os motoristas só usem a faixa uma quadra antes de realizar conversão à direita ou estacionar. Os condutores devem passar pela área pontilhada.

Ele reforça que a implantação da faixa exclusiva foi tomada para facilitar a locomoção dos coletivos. “Estamos priorizando o transporte público. Os passageiros precisam de pontualidade e essa medida está garantindo isso”, afirmou.

O órgão enviou 10 mil notificações educativas durante o primeiro mês de implantação das faixas exclusivas. A expectativa do órgão é que, com o início das multas, as infrações diminuam. “A maioria dos motoristas já seguem as nossas orientações, mas existem aqueles que só vão respeitar quando sentir o impacto das multas”, afirma.

SAIBA MAIS
A faixa exclusiva para ônibus funciona de segunda a sexta-feira, das 5h às 21 horas, e aos sábados, das 5h às 16 horas. Em domingos e feriados, o trânsito é livre.

Segundo a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), antes da implantação das faixas exclusivas, os ônibus trafegavam pela avenida Bezerra de Menezes com velocidade média de 13 km/h.

Com o espaço exclusivo, os coletivos agora passam pela via com 26,72 km/h, em média.

A Secretaria Municipal da Infraestrutura deve entregar o BRT (Bus Rapid Transit) do Antônio Bezerra ao Centro em agosto. Com o sistema, será criado um corredor exclusivo para transporte público com embarque e desembarque feito pelo lado esquerdo dos veículos.

Atualmente, a via está no Sistema Rápido de Ônibus (BRS, da sigla em inglês).

Informações: O Povo Online

READ MORE - Fortaleza: Começa a aplicação de multas em faixas exclusivas na avenida Bezerra de Menezes

Motoristas desrespeitam faixa azul do BRS de Manaus sem previsão de punição

Os condutores de veículos particulares de Manaus continuam desrespeitando a última determinação do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans), em relação à faixa azul, criada para uso exclusivo dos veículos de transporte coletivo, especificamente os do sistema BRS (Bus Rapid Syistem) ou Sistema Rápido de Transporte.
Motoristas insistem na irregularidade (Euzivaldo Queiroz)
Entretanto, constantemente vem sendo ocupada por carros de passeio, na extensão da avenida Constantino Nery, primeira etapa do sistema implantado pela Prefeitura de Manaus.

A sinalização está posicionada ao longo da avenida na sequência das plataformas de embarque e desembarque de passageiros, com o objetivo de garantir a segurança dos usuários do sistema e demarcar a circulação dos coletivos.

A assessoria do Manaustrans informou que ainda não há data determinada pela Prefeitura para o início da aplicação de punição aos condutores que trafegam na faixa dedicada aos ônibus. Também não há nenhuma determinação prévia quanto à punição ou não às empresas cujos ônibus circulam na faixa dos carros comuns.

Segundo o Manaustrans após esse período de implantação e adaptação dos motoristas ao novo sistema, serão instalados radares nas pistas e os infratores serão autuados com infração média, perda de quatro pontos na carteira de habilitação e multa de R$ 85,30.

Ao contrário do Rio de Janeiro e Fortaleza – cidades que adotaram o mesmo sistema – o trecho de seis quilômetros da primeira etapa, não é coberto por câmeras de identificação. Por enquanto, fiscais da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) são posicionados em pontos estratégicos para orientar os condutores.

A prefeitura informou ainda que deve promover uma campanha de orientação, antes de começar a emitir multas.

Informações: A Critica

READ MORE - Motoristas desrespeitam faixa azul do BRS de Manaus sem previsão de punição

Em Santo André, Motoristas estacionam carros na faixa de ônibus

A rua Carijós, em Santo André, foi uma das vias que ganharam faixa exclusiva de ônibus em janeiro. A medida proibiu o estacionamento de carros na rua no sentido centro, entre 6h e 10h,e durante todo o dia na faixa contrária, direção bairro. A proibição, no entanto, não intimidou os motoristas que, mesmo com a multa e perda de pontos na carteira, continuam a estacionar indevidamente e a prejudicar o trânsito na região. Com isso, muitas vezes os motoristas são obrigados a invadirem a pista contrária para seguirem adiante.
Motoristas não respeitam faixa exclusiva. Foto: Rodrigo Lima
Segundo a Prefeitura, a implantação da faixa exclusiva gerou uma economia de 25% no tempo de viagem, porém a diminuição da faixa sentido bairro, e o período de estacionamento indevido geraram revolta de moradores e comerciantes da região.

A gerente da Marcenaria Concept Prime, Katia Rocha, afirma que o número de carros estacionados na via de mão única da faixa sentido bairro continua elevado, o que dificulta o trânsito na rua. "Mesmo com a proibição, eu continuo vendo carro ali do outro lado. A Carijós já era problemática, e continua, mesmo com a faixa nova de ônibus", informa.

O proprietário da Bomboniere Luan, Edson Inácio, também reclama do estacionamento na via, que dificulta a passagem de quem está indo no sentido bairro. "As pessoas estacionam aqui (na rua) e os carros que vêm pra essa direção (sentido bairro) precisam desviar e passar na faixa que está indo pra lá (sentido centro). É um perigo", reclama o proprietário.

Já a maquiadora Fátima Aparecida Ramos, moradora na rua Carijós há mais de 40 anos, aprova a implantação da faixa exclusiva de ônibus, mas repudia o horário de estacionamento de quatro horas, já que a liberação da parada de carros após as 10h prejudica o usuário de ônibus. "Esse horário de proibição deveria ser das 6h às 18h. Já ouvi muitos motoristas reclamando que precisam mudar de faixa, ir pra central, pra descer o passageiro. A faixa foi feita pra facilitar a vida de quem pega transporte (público), e depois do horário de proibição acaba dificultando", diz a moradora.

Baixo custo
Paulinho Serra, secretário de Mobilidade, Obras e Serviços Públicos, afirmou nesta quinta (20) que o município implantará 257 vagas em vias localizadas ao redor da rua Carijós, em um Programa de Ação Imediata no Trânsito (PAIT), de "imediato e de baixo custo". A medida visa deve desafogar o estacionamento das faixas exclusivas e aumentar as opções dos consumidores da área. "Hoje nós temos em torno de 195 vagas na região. Vamos aumentar para dar opção para aqueles que usam o comércio da área", afirmou.

Para o programa, a Prefeitura disponibilizou aproximadamente R$ 5 milhões, montante que pretende abranger 304 intervenções na cidade. Entre as mudanças estão o desafogamento de algumas vias, como a da avenida Dom Pedro, que também inaugurou a faixa exclusiva em janeiro deste ano, e a implantação da sincronização semafórica, projeto que visa sincronizar os semáforos de acordo com as características de cada bairro, em toda a cidade, até o final do ano.

Informações: Reporter Diário

Leia também sobre:
READ MORE - Em Santo André, Motoristas estacionam carros na faixa de ônibus

Em Maceió, Faixas Exclusivas de Ônibus ganham reforço na fiscalização

Desde a última segunda-feira (17), Maceió conta com a implantação da Faixa Exclusiva de Ônibus nas Avenidas Fernandes Lima e Avenida Durval de Góes Monteiro e um trecho da Tomás Espíndola. Rodoviários e usuários de ônibus têm aprovado a novidade, que levou mais rapidez e agilidade ao trânsito desse tipo de veículo coletivo, que transporta o maior número de maceioenses. A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) já classifica a implantação como positiva.

A iniciativa acaba de receber um importante equipamento que auxiliará na fiscalização: cinco cabines foram instaladas em pontos estratégicos ao longo da Avenida Fernandes Lima e Avenida Durval de Góes Monteiro. A estrutura foi fixadas nos canteiros centrais das vias. Agentes ficam de prontidão a partir nas cabines a partir das 6h da manhã até as 22h, se revezando em turnos.

A primeira está localizada nas proximidades da Bomba do Gonzaga, outra em frente ao supermercado Makro, outra nas imediações do Instituto do Meio Ambiente (Gruta), da Casa Vieira Farol e mais uma próxima a Casa das Carnes do Farol. A SMTT também está trabalhando com viatura atuando na fiscalização fazendo as rondas dentro das faixas. As câmeras de monitoramento do órgão também reforçam a fiscalização.

Inicialmente, esse conjunto de ações “é uma forma de intensificar a fiscalização que ainda conta com agentes de trânsito circulando pelas avenidas a fim de não somente flagrar infrações relativas à circulação indevida na faixa exclusiva para ônibus, mas também qualquer outra infração, orientação aos condutores e desvio de fluxo, no caso de acidentes”, explica o superintendente da SMTT, Tácio Melo.

“A maioria da população utiliza o transporte público, nada mais justo do que reservar uma, das três faixas para atender essa demanda. A faixa é só uma entre muitas ações que a Prefeitura está desenvolvendo para melhorar a mobilidade urbana e para a melhoria da qualidade do transporte público dentro do município”, salienta Tácio.

Informações: Alagoas 24 Horas

READ MORE - Em Maceió, Faixas Exclusivas de Ônibus ganham reforço na fiscalização

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960