EMTU/SP terá linha especial para a Arena Corinthians durante a Copa

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Uma linha especial de ônibus metropolitano foi criada pelo Governo do Estado para os jogos da Copa do Mundo, em São Paulo.  Gerenciada pela EMTU/SP, a linha faz parte do sistema Airport Bus Service, tem característica executiva e circulará, em dias de jogos, entre o Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, e a Arena Corinthians, em Itaquera. O serviço será oferecido nos dias: 12/06, 19/06, 23/06, 26/06, 01/07 e 09/07. Serão 15 partidas no sentido Aeroporto/Arena e nove no sentido contrário. 

Os horários da linha podem visualizados no link: http://www.emtu.sp.gov.br/emtu/itinerarios-e-tarifas/copa-do-mundo.fss

Operada pela concessionária Internorte, a linha oferecerá cinco ônibus executivos com ar condicionado, poltronas estofadas e reclináveis, água e televisão. A tarifa de R$ 36,50, poderá ser paga em dinheiro, cartão de débito ou crédito. A operação será realizada de forma expressa, sem a realização de embarque e desembarque ao longo do itinerário, exceção feita aos Terminais do Aeroporto Internacional.

Reforço no Airport Bus Service

Além da nova linha exclusiva, as linhas já existentes do Airport Bus Service – 258 Guarulhos (Aeroporto Internacional de São Paulo) – São Paulo (Aeroporto de Congonhas) e 316 Guarulhos (Aeroporto Internacional de São Paulo) – São Paulo (Circuito dos Hotéis) serão reforçadas com mais quatro veículos, sendo dois em cada linha, para melhor atendimento dos torcedores.

Na linha 258, serão acrescentadas 10 partidas por sentido, o que representa um aumento de aproximadamente 25% na oferta, totalizando 97 viagens por dia (48 viagens sentido Aeroporto Internacional/Congonhas e 49 no sentido inverso). Na linha 316 serão acrescentadas seis partidas por sentido, representando um aumento de aproximadamente 37% na oferta e totalizando 44 viagens diárias (22 viagens sentido Aeroporto Internacional/Circuito dos Hotéis e 22 no sentido inverso).

A linha suburbana 257 Guarulhos (Aeroporto Internacional de São Paulo) – São Paulo (Metrô Tatuapé), com tarifa fixada em R$ 4,45, terá o reforço de dois ônibus e o acréscimo de 43 partidas. Isso representa uma ampliação de cerca de 32% na oferta, totalizando 177 viagens por dia (88 viagens sentido Aeroporto Internacional/Tatuapé e 89 no sentido inverso).

Informações: Jornal Dia a Dia
READ MORE - EMTU/SP terá linha especial para a Arena Corinthians durante a Copa

Paralisação dos ônibus prejudica 1,1 milhão de pessoas em Fortaleza

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Cerca de 1,1 milhão de pessoas têm dificuldade para voltar para casa na noite desta quinta-feira (29) na Grande Fortaleza com a paralisação dos motoristas e cobradores de ônibus, de acordo com a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor). Os funcionários realizam um protesto pela morte a facadas do motorista Francisco Erivaldo Marinho, de 55 anos, durante uma tentativa de assalto na noite de quarta-feira (28) no Bairro Siqueira.

Durante a tentativa de assalto, o cobrador Francisco Valderi Carneiro foi ferido a facadas. De acordo com o Instituto Doutor José Frota, hospital onde Valderi foi atendido, o paciente tem estado estável de saúde e diz não sentir as pernas.

Ainda de acordo com a Etufor, os trabalhadores levaram em média o dobro do tempo para voltar para casa desta quinta-feira, utilizando vans ou os ônibus que não passam por terminais de ônibus. A maior parte das vans e paradas de ônibus estiveram lotadas. “Essa é a terceira topic que passa e não tem condições de ir em um imprensado desses”, diz a costureira Roseli da Silva.

Os motoristas paralisaram cerca de 80% da frota de ônibus de Fortaleza. Segundo a Etufor os veículos que não trafegam pelos terminais continuam circulando normalmente em Fortaleza. As empresas responsáveis por ônibus que ligam Fortaleza às cidades de Caucaia e Maracanaú também deixaram de circular os veículos “por medida de segurança”, já que houve protesto na manhã desta quinta com destruição de vidros de ônibus.

Os trabalhadores também cobram mais segurança no transporte público para retornar ao trabalho. “Toda a categoria está paralisada e unida por falta de segurança. O nosso objetivo é este: é chamar atenção das autoridades para a segurança, porque nós não temos condições de trabalhar”, diz Reginaldo Nascimento, diretor do Sindicato dos Motoristas.

Assalto
De acordo com a Polícia Militar, o cobrador e motoristas feridos trabalham na linha Parque Santa Maria/Siqueira (381). Após o assalto, os dois foram socorridos e encaminhados para o Hospital Frotinha da Parangaba. O cobrador, em estado mais grave, foi transferido para o Hospital Instituto Doutor José Frota (IJF), no Bairro Centro.

Informações: G1 CE
READ MORE - Paralisação dos ônibus prejudica 1,1 milhão de pessoas em Fortaleza

Salvador terá esquema especial de transporte coletivo durante a Copa

Quem transitar de ônibus pela cidade durante os dias de jogos da Copa do Mundo da Fifa vai contar com um esquema especial montado pela Superintendência de Trânsito e Transporte (Transalvador).

Além da criação de dez linhas especiais, haverá também mudanças no itinerário de algumas linhas que passam pelo entorno da Arena Fonte Nova, ao lado do Dique do Tororó, assim como o credenciamento de ônibus fretados.
As linhas especiais seguirão para o estádio em viagens expressas a partir de locais chamados de Pontos de Encontro. São eles: Shopping Barra, Jardim dos Namorados, Shopping Bela Vista, Shopping Iguatemi (estacionamento atrás do estabelecimento), Salvador Shopping, Salvador Norte Shopping, Rio Vermelho, Aeroporto e Ondina. 

Nos shoppings, serão disponibilizadas vagas de estacionamento para aqueles que pretendem ir de carro às partidas. O intervalo de saída será de cinco a dez minutos para cada linha, com início de operação quatro horas antes e término duas horas depois de cada partida.

O serviço custa R$ 15 (ida e volta) para cada usuário e linha, e só poderá ser utilizado através do Salvador Card, com custo do cartão de R$ 5. A aquisição pode ser feita nos Postos de Informação da Copa no Shopping Salvador e Salvador Norte Shopping, ou nos próprios Pontos de Encontro.

Das dez linhas especiais, duas delas possuem funções específicas. A linha S9, por exemplo, que parte do Shopping Barra, é voltada para portadores de deficiência e mobilidade reduzida. Já a linha S10 - Aeroporto/Praça da Sé, a única com funcionamento no período de 5 de junho a 10 de julho em horário das 6h às 20h30 (dias normais) e das 6h às 23h (em dias de jogos), fará o roteiro dos hoteis e tem tarifa de R$28.

Itinerários – Devido às alterações de tráfego nos dias dos jogos, as linhas de ônibus convencional tanto urbanas quanto metropolitanas que circulam no entorno da Arena Fonte Nova terão mudanças no itinerário. Por exemplo, os coletivos que trafegam pela Avenida Mário Leal Ferreira (Bonocô) com destino à Estação da Lapa terão como roteiro as Avenidas General Graça Lessa (Vale do Ogunjá), Vasco da Gama e Rótula dos Barris.

Já quem passa pelo Túnel Américo Simas e pelo Largo da Sete Portas em direção à Estação da Lapa, via Dique, vai trafegar pela Ladeira da Montanha, Rua Carlos Gomes, Praça do Campo Grande, Viaduto do Canela e Avenida Centenário. As demais linhas terão como opções locais como a Estação do Aquidabã, Ladeira de Santana, Avenida Vale de Nazaré, Ladeira da Montanha, Largo do Campo Grande, Rótula dos Barris e avenidas Bonocô e Ogunjá.

Fretados – Quem vem de outros municípios utilizando ônibus fretado deve fazer o credenciamento do veículo junto à Transalvador. Serão disponibilizadas 150 vagas, distribuídas entre os estacionamentos do Jardim de Alah e Jardim dos Namorados, na Pituba, além do Parque Atlântico, na Boca do Rio. O deslocamento será feito por meio da linha S5 – Jardim dos Namorados/Arena Fonte Nova.

Os primeiros 50 ônibus credenciados serão encaminhados para estacionar na Estação Metroviária da Rótula do Abacaxi e os passageiros poderão seguir de metrô até a Arena Fonte Nova e voltar para a estação depois. Neste caso, o passageiro receberá uma pulseira e só será permitido o embarque com apresentação do ingresso para a partida.

Informações: Tribuna da Bahia
READ MORE - Salvador terá esquema especial de transporte coletivo durante a Copa

Plano de mobilidade prevê 56% da população usando transporte coletivo em jogos da Copa na cidade de Manaus

Prefeitura e Governo divulgaram nesta quarta-feira (28) o plano de mobilidade para os jogos da Copa do Mundo em Manaus. Entre as mudanças traçadas está a criação de nove linhas especiais com destino até a área de restrição da FIFA, estacionamentos para torcedores que vão para a Arena e para a Fan Fest, serviço para pessoas com deficiência e acesso dos moradores do entorno das áreas de interdição. A previsão é que 56% do público faça uso do transporte coletivo durante os jogos.

O anúncio foi feito em coletiva de imprensa realizada na Fundação Vila Olímpica (FV), bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste, que contou com a participação de representantes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), além da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Unidade Gestora do Projeto Copa (UGP COPA).

De acordo com o diretor de Transportes urbanos da SMTU, Waldir Frazão, as linhas funcionarão somente nos dias dos jogos. “Além das 61 linhas que já circulam pelo entorno da Arena, criamos mais nove linhas dedicadas para o transporte específico até o local dos jogos. No caso da Fan Fest vamos operar normalmente com as seis linhas destinadas para Ponta Negra e somente em dias de atrações nacionais vamos reforçar a frota”, disse. Frazão ainda informou que a estratégia pode ser implantada no Réveillon 2014.

Ao todo, segundo o diretor, 210 agentes de trânsito farão o monitoramento de tráfico no entorno da Arena e outros 70 agentes estarão em serviço na Fan Fest. Em relação àqueles que optarem pelo veículo particular, os estacionamentos estarão disponíveis no Amazonas Shopping (2.000 vagas), Ciesa (1.000 vagas), Manaus Plaza Shopping (1.000) e Millenium Shopping (7.200 vagas). Frotas de táxi estarão localizadas em cinco pontos: rodoviária, conjunto Eldorado, SPA Alvorada, colégio La Salle e nas proximidades do conjunto Kíssia.

Idosos, obesos e pessoas com deficiência (PCD) poderão se deslocar até o perímetro da Arena por meio de 10 microônibus adaptados, dotados de plataformas elevatórias com capacidade para transportar até cinco cadeirantes. Cada pessoa poderá levar um acompanhante. O embarque será feito na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) e na esquina das avenidas Djalma Batista e Pedro Teixeira.

Informações: A Critíca
READ MORE - Plano de mobilidade prevê 56% da população usando transporte coletivo em jogos da Copa na cidade de Manaus

Em Curitiba, Nova estação-tubo Bento Viana entra em operação

Localizada na Avenida Sete de Setembro, a estação agora tem 20 módulos, cinco portas e área interna de 54,1 metros quadrados, quase três vezes mais do que a anterior que tinha três portas e área de 18,9 metros quadrados.
Nos próximos dias serão feitas colagem de adesivos de itinerário, logomarca e nome da estação e ajustes finais em equipamentos, o que não impede a operação. No local param os biarticulados da linha Santa Cândida/Capão Raso que transportam, por dia, em torno de 170 mil passageiros.

A nova estação faz parte do projeto de desalinhamento do eixo Norte/Sul, iniciado em 2012 e sua implantação sofreu uma série de atrasos, o que gerou notificação extrajudicial à empresa responsável e o estabelecimento de um novo cronograma que previa a entrada da Bento Viana em operação até o fim desse mês.

No total, foram desalinhadas 32 estações no trajeto entre o início da canaleta das avenidas Paraná e João Gualberto até o final da canaleta da Sete de Setembro.

No ano passado foram concluídas as obras que estavam pendentes, e recolocadas em funcionamento estações que haviam sido desativadas no início de 2012, como a Fernando de Noronha e Constantino Marochi, além da retirada e recolocação de outras em todo o eixo.

As estações foram retiradas de operação de forma gradativa e em pontos distantes para reduzir o impacto na operação do transporte. No final do mês passado, entrou em operação a estação tubo Antonio Cavalheiro, no bairro Cabral, que também foi ampliada, passando de uma área interna de 13,5 para 18,9 metros quadrados.

Informaoes: URBS
READ MORE - Em Curitiba, Nova estação-tubo Bento Viana entra em operação

Sem acordo, São Luís entra no 3º dia sem transporte coletivo

O Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários do Maranhão (Stremma) quer reajuste salarial de 16%, reajuste do vale-alimentação para R$ 500 por mês, inclusão de um dependente no plano de saúde e implantação de plano odontológico. Os reflexos da greve geral dos rodoviários são vistos pela cidade. Sem os coletivos, quem depende do transporte coletivo teve de recorrer mais uma vez ao transporte alternativo.
Na Rua Grande, principal centro de comércio popular, passam 100 mil pessoas diariamente, mas desde os primeiros dias de greve esse número caiu pela metade. Sem nenhum ônibus nas ruas, apenas 70% dos consumidores estão conseguindo ir até as lojas, foi o que disse o superintendente da Câmara de Dirigentes Lojistas de São Luís (CDL) Antonio Froés.

Para ele, além de prejudicar a população, que fica sem transporte, a greve também traz prejuízos à economia da cidade. "Além de vendermos menos, os custos dobram, pois muitos lojistas precisam oferecer transporte para seus funcionários poderem ir trabalhar, já que eles têm muita dificuldade para conseguirem chegar ao trabalho. Até mesmo os shoppings sentem essa diminuição, ainda que de forma bem menor que o comércio popular. Com a continuidade da greve, a economia do Município está sendo afetada", afirmou Antonio Froes.

Os usuários do município de São José de Ribamar dizem que não sentem tanto a greve porque o transporte coletivo já é precário e há muito tempo eles dependem do transporte alternativo das vans. Uma dos veículos não parou no ponto para a dona de casa Donatília da Silva, que precisa ir a uma consulta na Vila Palmeira, em São Luís.

"Eles tão com muita pressa. Já estão cobrando até três reais. Daqui a pouco é cinco. Querem fazer igual RJ, SP. Tem que ter mais transporte aqui. A comunidade de Ribamar é grande", reclamou. "Todo mundo com problema pra pegar ônibus. Devia fazer greve em penitenciária que bandido tá levando mulher pra fazer refém", diz o aposentado Marcelino Costa.

Paralisação
O movimento grevista foi deflagrado na última quinta-feira (22), após uma série de reuniões entre o Sindicato dos Rodoviários e o das Empresas (SET). Apesar da mediação do Ministério Público do Trabalho (MPT-MA), não houve consenso sobre o percentual de reajuste solicitado pelo rodoviários.

Durante as negociações, o SET não apresentou propostas. Em entrevista coletiva realizada no primeiro dia do movimento, o presidente do SET, José Luiz de Oliveira Medeiros, disse que os empresários não têm como bancar qualquer reajuste ou benefício. Segundo ele, desde o fim de 2009, a cada mês os empresários acumulam um prejuízo superior a R$ 9 milhões. “Lamentavelmente ir para uma negociação sem condições de oferecer nada é desgastante para as duas partes. Por isso é que não foi possível esse entendimento”, argumentou.

Multa do TRT-MA
Somando os R$ 96 mil de multa somente desta quarta-feira (28) pelo descumprimento da decisão do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-MA), o Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários do Maranhão (Sttrema) já soma R$ 480 mil em penalidades pelos dias em que não circulou o mínimo de 70% da frota na capital, nos dias de greve dos rodoviários. Além desta quarta, o percentual mínimo não foi atendido na quinta-feira (22), sexta (23), segunda (26) e terça-feira (27).

A desembargadora chegou a este cálculo após ser comunicada oficialmente pela Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT). Pelos números repassados pela secretaria, no primeiro dia de greve apenas 35% da frota de ônibus circulou por São Luís. No dia seguinte, 59%; no sábado e domingo a frota circulou normalmente; ontem, 63%; e, na terça e quarta-feira, a paralisação foi total.

Além da multa, o novo despacho da desembargadora determinou que o movimento grevista cessasse imediatamente. No entanto, até o momento, o Sindicato dos Rodoviários afirma ter sido oficialmente notificado da multa aplicada apenas no primeiro dia de paralisação. Na quinta-feira (22), a desembargadora determinou que 70% da frota circulassem nos dias de greve. Caso contrário, uma multa de R$ 4 mil seria aplicada por hora descumprida - o que de fato, ocorreu.

Informações: G1 MA

READ MORE - Sem acordo, São Luís entra no 3º dia sem transporte coletivo

Em protesto contra a violencia, motoristas e cobradores fecham os sete terminais de ônibus de Fortaleza

Motoristas e cobradores do transporte coletivo fecharam os sete terminais de ônibus de Fortaleza na manhã desta quinta-feira (29), em protesto contra a violência. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro-CE), nenhum veículo está entrando ou saindo dos terminais do Siqueira, Antônio Bezerra, Parangaba, Conjunto Ceará, Messejana, Lagoa e Papicu.
Entradas e saídas de terminais de ônibus foram fechadas por motoristas e cobradores em protesto. Esta é uma imagem do Terminal da Parangaba. Entradas e saídas de terminais de ônibus foram fechadas no terminal de Parangaba

A primeira unidade a ser fechada pela categoria foi a do Siqueira. A manifestação teve início às 22h30 de quarta-feira (28), após os trabalhadores serem informados de que um motorista e um cobrador haviam sido esfaqueados durante um assalto à noite, na Avenida Osório de Paiva, no bairro Siqueira. O motorista Francisco Erivaldo Marinho, de 55 anos, morreu por volta de 7h desta quinta-feira.

Houve tumulto no terminal Siqueira no início da manhã desta quinta. Dois homens foram presos pela Polícia Militar por suspeita de assaltar passageiros que esperavam para entrar no terminal. A dupla foi agredida por usuários do transporte público antes de ser presa e encaminhada para o 5° Distrito Policial  da Parangaba.

No terminal Parangaba, no cruzamento da Rua Germano Frank com a Avenida Silas Munguba, uma longa fila de ônibus se formou nesta manhã. Usuários revoltados ficavam do lado de fora. Os terminais do Antônio Bezerra e Messejana estavam na mesma situação.

Protestos
Motoristas e cobradores da linha Álvaro Weyne-Centro deixaram de circular na madrugada de quarta-feira no Bairro Álvaro Weyne. O protesto ocorreu na Rua Teodomiro de Castro. A via foi bloqueada, e nenhum veículo pôde passar pelo local. Cerca de 15 ônibus pararam durante o ato.

Essa manifestação foi organizada após o esfaqueamento de outro motorista, ocorrido na noite de terça-feira (27). A vítima sofreu um corte no braço direito e foi encaminhada ao hospital. O homem passa bem e já está em casa. Segundo o condutor Evandro Hermes, amigo do motorista ferido, os suspeitos subiram no coletivo por volta das 19h30 e agiram com violência.

"Foram os mesmos que tentaram assaltar o ônibus na semana passada. Como o motorista reconheceu os assaltantes, ele não parou. Nesta terça-feira, eles conseguiram subir no ônibus, pularam a catraca e esfaquearam o motorista. Depois disso, ele trouxe o coletivo para cá para fazer o protesto", contou Evandro.

De acordo com o presidente do Sintro-CE, Domingos Neto, a categoria espera uma providência dos órgãos de segurança para conter os casos de violência. Em Fortaleza existe quase 1,1 milhões de usuários de transporte público, a frota de ônibus é de 1.928 ônibus. A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) não soube informar quantos ônibus estão parados.

Informaões G1 CE
READ MORE - Em protesto contra a violencia, motoristas e cobradores fecham os sete terminais de ônibus de Fortaleza

Termina greve de ônibus em Salvador

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Os rodoviários aceitaram a proposta formulada em reunião do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Salvador (Setps) com representantes da Secretaria Municipal de Urbanismo e Transportes, na manhã desta quarta-feira (28), e decidiram encerrar a greve iniciada na tarde de segunda-feira (26). 

"Agora estamos ligando para todas as empresas para que a vida da cidade volte ao normal. Faço convocação para os motoristas que voltem para as garagens. Vamos tentar colocar 100% dos ônibus nas ruas ainda hoje", disse o secretário municipal de Transportes e Urbanismo, Fábio Mota. O secretário também garantiu que o acordo não resultará no aumento no preço da passagem, que é de R$ 2,80 atualmente. 

A categoria aceitou o reajuste salarial de 9%, o pagamento de R$ 14 para tíquete alimentação, e a redução na jornada de trabalho para 6h40 e 20min de descanso, totalizando 7h. A Prefeitura também assumiu o pagamento da gratificação do Carnaval. De acordo com o Sindicato dos Rodoviários, a partir de janeiro, haverá o fim da contrapartida de 5% no tíquete para o trabalhador e a implementação da Participação nos Lucros ou Resultados (PLR).

O diretor do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Salvador (Setps), Jorge Castro, confirmou os pontos do acordo. 

Inicialmente, a categoria pleiteava um aumento salarial de 15%. Em nova reunião, os trabalhadores fixaram o pedido de aumento em 12%. Eles também exigiam tíquete alimentação de R$ 17, sendo que o pedido inicial era de R$ 20, contra os R$ 12 pagos atualmente. 

Pela manhã, apenas 101 ônibus, que representam 4% da frota regular, circularam pela cidade. As empresas com maior número de veículos nas ruas foram Expresso Vitória e Rio Vermelho. Os motoristas deixaram as garagens em comboio e escoltados por policiais militares da Tropa de Choque e da Rondesp. Outros 300 micro-ônibus do transporte complementar reforçaram o transporte. 

Oficiais da Justiça do Trabalho realizaram diligências durante a manhã para verificar se foi cumprida a determinação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 5ª Região de que fosse mantida em 70% a parcela da frota dos ônibus em circulação nos horários de pico (das 8h30 às 4h30 e das 17h às 20h) e em 50% nos outros horários. A multa pelo descumprimento foi estabelecida em R$ 100 mil/dia.

Na terça-feira (27), a desembargadora do TRT-BA Débora Machado determinou o bloqueio de R$ 500 mil da conta bancária do Sindicato dos Rodoviários, como forma de garantir o pagamento de multa pelo não cumprimento de liminar que determinou a circulação mínima de ônibus durante a greve da categoria. 

READ MORE - Termina greve de ônibus em Salvador

Rio, Salvador, São Luís e Florianópolis enfrentam falta de ônibus nas ruas

A paralisação de rodoviários atinge quatro capitais do país na manhã desta quarta-feira (28): Rio, Salvador, São Luís e Florianópolis. A categoria reivindica reajuste salarial, benefícios e melhores condições de trabalho, como o fim da dupla jornada de motoristas que acumulam a função de cobradores.
Rio
Esta é a terceira paralisação dos rodoviários dissidentes no Rio, e começou nesta quarta com menor impacto que o esperado: segundo o Rio Ônibus, sindicato que representa as 43 empresas que operam no sistema de transporte coletivo da cidade, 90% da frota estava nas ruas no início da manhã. Passageiros ouvidos pelo G1 na Central do Brasil enfrentavam filas e coletivos lotados, mas o número de veículos disponíveis era, de fato, muito superior ao dos outros dias de greve. O Metrô na Superfície – serviço complementar de ônibus do Metrô Rio – não estava funcionando no começo da manhã, o que prejudicava passageiros principalmente na Zona Sul. Acompanhe a situação no Rio em tempo real.

O Rio Ônibus informou que vai entrar com um pedido no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) para que o movimento grevista, convocado por um grupo dissidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus do Rio de Janeiro (Sintraturb), seja considerado abusivo, pois não foram respeitados os princípios e requisitos da lei de greve, como o aviso de paralisação com 72 horas de antecedência.

Nas últimas paralisações – a primeira, no dia 8, e a segunda, nos dias 13 e 14 – manifestantes depredaram mais de 700 ônibus. Desta vez, até as 7h20, não havia sido registrado nenhum episódio de violência. Segundo a liderança do movimento grevista, não houve avanço nas negociações com as empresas. Os dissidentes rejeitam o acordo firmado em março entre o Sintraturb e o Rio Ônibus, que estabeleceu aumento de 10% no salário retroativo a abril, elevando o salário-base do motorista para cerca de R$ 1.950. Os rodoviários dissidentes pedem aumento de 40% – passariam a receber quase R$ 2,5 mil – e cesta básica de R$ 400 – era de R$ 100 e subiu para R$ 140. Outra reivindicação é o fim da dupla função, na qual motoristas também trabalham como cobradores. Segundo eles, o Sintraturb não consultou a categoria ao aceitar o acordo com as empresas, mas o sindicato nega.

Salvador
A capital baiana amanheceu sem ônibus pelo terceiro dia seguido. A Polícia Militar reforçou a segurança dos coletivos em garagens da cidade. Até as 6h40, não havia sido registrada nenhuma ocorrência em Salvador. Escoltados pela PM, alguns veículos começaram a deixar as garagens das empresas por volta das 7h.

Há três dias, a população da capital tem recorrido ao transporte alternativo, como vans e mototáxis, e a 300 micro-ônibus que rodam nas principais avenidas. Na terça-feira (27), a Justiça bloqueou bens do Sindicato dos Rodoviários, e Salvador ficou sem um único ônibus da frota tradicional nas ruas. O julgamento do dissídio da categoria está marcado para as 10h desta quinta-feira (29). A última proposta feita aos rodoviários foi do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), que ofereceu 9% de reajuste salarial e R$ 17 no ticket-alimentação, mas os rodoviários pedem 12% de aumento e jornada de 6h40, com descanso de 20 minutos. Siga a situação em tempo real.

São Luís
A capital maranhense amanheceu sem ônibus nas ruas pelo segundo dia seguido nesta quarta-feira. Não houve acordo entre patrões e empregados em reunião na noite de terça-feira. Uma nova negociação na Justiça do Trabalho deve ocorrer nesta quarta. A Prefeitura de São Luís descartou qualquer possibilidade de reajuste nas tarifas do transporte coletivo.

Os rodoviários apresentaram uma segunda proposta às empresas, diminuindo o percentual de reajuste de 16% para 11% e mantendo os pedidos de aumento do ticket-alimentação para R$ 500 por mês, inclusão de um dependente no plano de saúde e implantação de plano odontológico. Mesmo assim, os empresários não cederam.
Florianópolis
Desde a 0h até as 8h desta quarta-feira, apenas cinco ônibus saíram das garagens das empresas de transporte coletivo na Grande Florianópolis. Segundo o diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Urbano da Região Metropolitana de Florianópolis (Sintraturb), Antônio Carlos Martins, as nove empresas da região e os 5 mil funcionários aderiram à paralisação.

A principal reivindicação da categoria é evitar uma possível demissão de 350 cobradores, em decorrência da automatização das catracas. A prefeitura nega que haverá demissão de trabalhadores do sistema. Nesta manhã, foram colocadas 200 vans nas ruas para fazer o transporte da população na capital catarinense. Até as 8h, o movimento era tranquilo na cidade. Acompanhe a situação em tempo real.

Informações: G1
READ MORE - Rio, Salvador, São Luís e Florianópolis enfrentam falta de ônibus nas ruas

Primeiro trem do VLT é transportado para estação em São Vicente

O primeiro trem do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), que chegou ao Porto de Santos na última quinta-feira, a bordo do navio Grande Buenos Aires, já está em São Vicente.

Na noite de hoje, a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Santos) e a Secretaria de Transportes de São Vicente (Setrans) montaram um esquema especial para fazer o transporte do primeiro trem do sistema do terminal da Deicmar, no cais do Saboó, à Estação Nossa Senhora das Graças, a mais avançada do VLT, na Vila Valença.

Mais de 40 pessoas estiveram envolvidas diretamente na operação, que teve início às 22 horas A Locar Guindastes e Transportes Intermodais foi a encarregada de efetuar o transporte.

O descarregamento do primeiro veículo do sistema está previsto para acontecer na manhã desta terça-feira
Para transportar os módulos, que pesam 14 toneladas cada um, a empresa utilizou carretas-pranchas, com capacidade de expansão de até 51 metros e carga de até 60 toneladas. Participaram dessa ação, pela Locar, 16 trabalhadores, incluindo engenheiro de transporte, motoristas, operadores e a equipe de remoção.

Após sair da instalação, os veículos seguiram pelo elevado da Alemoa e passaram pela Avenida Nossa Senhora de Fátima até a divisa entre Santos e São Vicente, pelo antigo Matadouro. De lá, seguiram pela Avenida Antonio Emmerich, chegando à referida estação. O descarregamento está previsto para a manhã desta terça.

No trecho santista, a CET cuidou da logística. O mesmo aconteceu em São Vicente, com a Setrans. Em todo o trajeto, a Polícia Militar fez a escolta. Não foram necessárias interdições de vias, apenas orientações momentâneas com os chamados batedores.

READ MORE - Primeiro trem do VLT é transportado para estação em São Vicente

No Recife, Empresas de ônibus vencedoras do segundo lote da licitação assinam contrato em junho

Até o final de junho, as empresas vencedoras da segunda etapa da licitação das linhas do Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife (STPP/RMR) vão assinar contrato para operacionalizar o serviço, a partir de setembro. O resultado da licitação foi publicado no dia 14 de maio e já está homologado, confirmando como operadores dos lotes 3, 4, 5, 6 e 7, respectivamente, o Consórcio Tejipió, Expresso Vera Cruz Ltda., Consórcio Capibaribe, Rodoviária Caxangá e Consórcio Litoral Sul. 

Esta segunda etapa da licitação representa um investimento de R$10,5 bilhões e compreende os corredores da José Rufino e Abdias de Carvalho (lote 3); Mascarenhas de Moraes (4); Rosa e Silva, Rui Barbosa e Avenida Norte (5); Beberibe e Presidente Kennedy (6); Domingos Ferreira e BR-101 Cabo/Ipojuca (7). 

Juntos, esses cinco corredores recebem 70% da frota do sistema. São 1.892 veículos, dos quais 1.338 convencionais e 554 articulados e “padron” (modelo de ônibus com motor traseiro, automático e com ar-condicionado com capacidade para 90 passageiros). Ao todo, esses veículos operam 269 linhas de ônibus, transportando cerca de 1 milhão de passageiros por dia.

Durante o processo de licitação, a Empresa São Paulo foi desclassificada por não atender às exigências e, no último dia 22, ela encerrou suas atividades. O Sindicato das empresas, Urbana-PE, informou estar trabalhando para relocação dos ex-funcionários da São Paulo pelas outras operadoras, criando um banco com os dados de todos eles. As linhas continuam funcionando, sob gerenciamento de outras empresas até que as novas concessionárias iniciem suas atividades.

A licitação foi dividida em duas etapas para otimizar a concorrência, que deu deserta no lançamento. Na primeira fase, de R$ 4,5 bilhões, foram à concorrência os corredores exclusivos de BRT (ônibus de trânsito rápido). O consórcio Conorte, formado pelas empresas Itamaracá, Cidade Alta e Rodotur, ganhou o lote 1 (Corredor Norte-Sul) e o lote 2 (Corredor Leste-Oeste) ficou com o consórcio Rodoviária Metropolitana. As empresas já assinaram contrato e devem começar a operação em junho.

READ MORE - No Recife, Empresas de ônibus vencedoras do segundo lote da licitação assinam contrato em junho

Estudo sobre VLT está atrasado em quase meio ano em Uberlândia

Prevista, inicialmente, em portaria 1.132, publicada em julho, para ser entregue em dezembro do ano passado, a conclusão dos estudos da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) para a possibilidade de implantação do metrô ou Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em Uberlândia está atrasada em quase meio ano e deve ser apresentada daqui a dois meses, no mínimo. A coordenação do comitê que realiza a pesquisa afirma que o diagnóstico já se encontra em fase final. O levantamento obteve verba de R$ 500 mil para ser custeado.

Sobre o atraso, a coordenadora do estudo, a doutora em Geografia Marlene de Muno Colesanti, afirmou à reportagem do CORREIO de Uberlândia que ocorreu por causa de problemas burocráticos, mas não especificou detalhes. “Já fizemos toda a pesquisa de campo e tudo está prestes a ficar pronto. Haverá uma apresentação oficial na ocasião e também uma audiência pública”, disse.

O CORREIO apurou com pessoas envolvidas no projeto que, além de burocracias, o atraso para o término pode ter sido motivado por divergências técnicas entre os dez docentes integrantes da instituição, representantes de, ao menos, cinco faculdades da UFU envolvidas no estudo, durante a elaboração do mesmo.

Conforme o deputado federal Weliton Prado (PT), que garantiu a verba de R$ 500 mil por emenda parlamentar para custear a pesquisa, ele chegou a tomar conhecimento sobre algumas dessas divergências de ideias no início, mas, recentemente, foi informado que a conclusão da análise estava próxima. O reitor da UFU, Elmiro Santo de Resende, também disse ter sido informado de que finalização do projeto estava próxima, porém não estava ciente do atraso. “A portaria datou um prazo e não foi cumprido. Nada será prejudicado, mas o correto seria ter pedido prorrogação oficialmente”, afirmou.

Sistema pode ligar centro a Umuarama

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Settran) ajudou e está contribuindo com os pesquisadores da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), que verificam a possibilidade de implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) na cidade, com passes gratuitos no sistema de transporte. O intuito é que os estudiosos analisem como funciona o atual esquema.

Segundo o secretário da pasta, Alexandre Andrade, afirmou recentemente, a expectativa é que o VLT deve ser uma extensão e ampliação do projeto de cinco novos corredores de ônibus a serem implantados no Município até 2016.

Pelo que soube da UFU, conforme ele, umas das possíveis linhas do VLT pode ligar a praça Tubal Vilela, no Centro, ao Terminal Umuarama, no bairro Umuarama, zona leste. “Se observar o mapa com os novos corredores do BRT (corredores de ônibus), vai ver que existe um vazio naquele lado”, disse o secretário à reportagem do CORREIO de Uberlândia na semana passada.

Trabalho teve viagem aos EUA

Para compor o projeto que prevê a viabilidade de implementação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em Uberlândia, o comitê da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) que faz o estudo visitou uma série de capitais brasileiras que detêm este tipo de sistema de transporte. Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF), Cuiabá (MT) e Fortaleza (CE) foram algumas destas.

O grupo também foi ao exterior, no ano passado, com o intuito de ver e entender melhor o funcionamento do VLT em locais como Nortfolk e Charlotte, nos Estados Unidos; Paris, na França; Barcelona, na Espanha; e Lisboa, em Portugal.

Por Fernando Boente
READ MORE - Estudo sobre VLT está atrasado em quase meio ano em Uberlândia

No Rio, Estações do BRT passam por obras uma semana antes da inauguração

terça-feira, 27 de maio de 2014

Algumas estações do BRT Transoeste ainda passavam por obras e ajustes na cidade, faltando apenas uma semana para o corredor de ônibus estar em pleno funcionamento. Como mostrou o Bom Dia Rio nesta terça-feira (27), a estação com mais pendências era a Arroio Pavuna, no bairro da Pavuna, Subúrbio do Rio. A bilheteria não estava pronta, catracas não tinham sido instaladas e não havia luz e nem água nas instalações. Operários instalavam grades para que os pedestres atravessem a via somente na faixa, para evitar acidentes.

Durante a reportagem, a equipe flagrou a irresponsabilidade dos motoristas. A pista exclusiva do BRT estava sendo usada por carros de passeio, motociclistas e até caminhões.Na estação da Taquara, na Zona Oeste, muita coisa já foi feita, como a bilheteria e as catracas, mas ainda falta luz elétrica, água e limpeza no ambiente.

Ao lado da estação há um terminal de ônibus de integração com o BRT que ainda estava em obras. Ainda faltava instalar o sistema de informática e as máquinas de validação do sistema. A cobertura do terminal também não estava pronta. O prazo para terminar tudo é dia 10 de junho, depois da data prevista de inauguração do sistema de transporte. Segundo o engenheiro responsável, Maurício Carneiro, a execução da obra após o funcionamento do BRT não vai prejudicar o serviço. “Não tem motivo para atrasar, porque toda a parte de infraestrutura já estará pronta”, explicou.

No dia 2 de junho, 19 das 45 estações que vão ligar a Zona Oeste ao Aeroporto Internacional começam a funcionar, do terminal Alvorada até o Tanque, na Zona Oeste. No dia 4, outras três estações devem ser inauguradas. Depois de pronto, o BRT deve beneficiar diariamente cerca de 450 mil pessoas.
saiba mais

Rachaduras nas pistas
Ainda na fase dos preparativos, a Prefeitura do Rio encontrou rachaduras na pista entre a Penha e a Barra da Tijuca. O asfalto trincado era visível na Avenida Pedro Correia, em frente à estação Vila Queiroz, e na altura da Estrada dos Bandeirantes. Havia rachaduras também nas avenidas Vicente de Carvalho e Brás de Pina, ambas no subúrbio, próximo à estação de Guaporé.

A Construtora Andrade Gutierrez informou que já foi entregue à Secretaria municipal de Obras o plano de recuperação do pavimento na Transcarioca e que estão sendo tomadas as providências necessárias para a realização dos reparos na via, em alinhamento com o que foi definido pelo cliente.

Informações: G1 RIO
READ MORE - No Rio, Estações do BRT passam por obras uma semana antes da inauguração

Greve de ônibus em São Luís continua por tempo indeterminado

Após quatro horas de reunião em busca de uma solução para o fim da greve dos rodoviários, o impasse continua sem nenhum acordo entre as partes envolvidas. A previsão é que haja mais um encontro para amanhã (28), às 16h, entre o Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário do Maranhão (Sttrema), lideranças do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (SET) e representantes da Prefeitura.

Na reunião de hoje (27) estiveram presentes representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Maranhão, lideranças do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (SET), Tribunal Regional do Trabalho (TRT), OAB-MA, Procon-MA, Câmara Municipal, Governo do Estado, Ministério Público, Associação Comercial, Sindicato dos Comerciários, Fiema e Fecomercio. 

O encontro foi realizado na sede da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT), no bairro do Ipase, para discutir os rumos da paralisação e, juntamente com outros órgãos públicos, buscarem uma solução para o impasse que levou a greve. 

Membros do Movimento Estudantil Independente (MEI), DCE’s da UFMA, da Uema e do Ifma, além do Movimento Nossa São Luís, também, compareceram na reunião que foi marcada após decisão do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Maranhão (Sttrema), de retirar 100% da frota das avenidas de São Luís, nesta terça-feira ( 27). 

Informações: O Imparcial

READ MORE - Greve de ônibus em São Luís continua por tempo indeterminado

VLT's começam a chegar na cidade de Natal

O processo de modernização do transporte ferroviário de Natal começa a receber os primeiros veículos que serão incorporados ao sistema de transporte público através dos trens na região metropolitana de Natal. Nesta segunda-feira (26) uma das locomotivas estacionadas na BR-101 chamou a atenção de quem passava na avenida. 
Tácio Cavalcanti/Via Certa Natal
De acordo com assessoria da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), o motivo da locomotiva estar estacionada é por causa da regra do tráfego urbano que só permite deslocamento de veículos pesados na madrugada. 

A modernização do transporte ferroviário inclui 12 composições inseridas no Veículo Leve Sob Trilho (VLT), composto de dois carros de motores e um carro de passageiro para transporte de pessoas. 

O novo equipamento está estacionado ao lado do shopping Midway Mall e após chegada na CBTU, que fica no bairro da Ribeira passará por uma inspeção e adaptação ao sistema, treinamento com maquinista para depois ser inserida no sistema de transporte.

O processo de modernização deve ser concluído nos próximos três anos. Ainda de acordo com a assessoria, o sistema usado hoje em Natal é da década de 50.

Por Marília Rocha
READ MORE - VLT's começam a chegar na cidade de Natal

Em Salvador, Setps garante parte do efetivo de ônibus rodando nesta quarta-feira

A determinação prevista em liminar da Justiça para que o efetivo de 70% de ônibus rode nos horários de pico e 50% nos demais horários pode trazer punições severas para o rodoviário que se recusar a cumpri-la. Em contato com o iBahia, a assessoria de imprensa do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Salvador (SETPS) revelou que uma reunião está acontecendo entre o secretário de Urbanismo e Transporte, Fábio Mota, e a entidade, na tentativa de colocar alguns veículos nas ruas ainda hoje.

No entanto, as chances de isso acontecer não são grandes, o que não deve se repetir nesta quarta-feira (28), quando haverá um esquema de segurança para dar suporte aos rodoviários que forem relacionados para cumprir suas funções. "Hoje está mais difícil, estamos tentando colocar pelo menos uns 40 ou 50 ônibus na rua, mas não dá para garantir", disse a assessoria.

Contudo, o sindicato garantiu que haverá coletivos rodando a partir de amanhã, sob pena de multa ao sindicato dos rodoviários e punições severas aos trabalhadores que se recusarem a cumprir o determinado. "Amanhã estaremos fazendo todo um esquema de segurança para dar condições totais à todos aqueles que quiserem trabalhar, mas caso a determinação da Justiça não seja cumprida, o sindicato irá pagar 100 mil reais por dia de atraso, até que cumpra", contou.

"Os trabalhadores que tentaram impedir o cumprimento serão visualizados e, caso sejam presos, irão responder por crime federal. Vamos fazer todo o possível e imaginável para que a população tenha ônibus amanhã. Quem quiser trabalhar, trabalha, não há impedimento para isso, mas os que forem escalados pela empresa e se recusarem, estes serão devidamente punidos, podendo até serem demitidos por justa causa e ainda pagarão multa", avisou.

Informações: Correio 24 Horas


READ MORE - Em Salvador, Setps garante parte do efetivo de ônibus rodando nesta quarta-feira

PAC Mobilidade Urbana tem limite ampliado em R$ 2 bilhões

O governo ampliou em R$ 2 bilhões o limite global de contratação das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade Urbana, informou o Ministério da Fazenda nesta segunda-feira (26). Com isso, o limite passou de R$ 19,4 bilhões para R$ 21,4 bilhões.

"Considerando os valores previstos para novas contratações no âmbito do PAC já com seleções publicadas, incluindo aquelas com expectativa de migrarem dos eixos Grandes Cidades e Médias Cidades para o Pacto da Mobilidade, o Ministério das Cidades apontou a necessidade de ampliação do limite para contratação de novas operações de crédito", informou o Ministério da Fazenda.

O governo lembra que, em 2013, iniciou-se o processo de formação de pactos para buscar soluções conjuntas visando melhorias na mobilidade urbana e que foram lançados os "macrodesafios" do pacto pela mobilidade contemplando três principais eixos: redução de tarifa para os usuários, maior controle pela sociedade e mais qualidade nos serviços de transporte público coletivo.

Desde então, informou o Ministério da Fazenda, os recursos estão sendo investidos na promoção da qualificação de sistemas e vias de transporte coletivo, implantação e requalificação de corredores de ônibus; Bus Rapid Transit (BRT) – que significa Trânsito Rápido de Ônibus; Veículo Leve sobre Pneus (VLP); Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), entre outros.

READ MORE - PAC Mobilidade Urbana tem limite ampliado em R$ 2 bilhões

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960