Em SP, Obras do trem da Linha 13-Jade começam nesta semana

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

As obras do trem da Linha 13-Jade, que vai ligar a Estação Engenheiro Goulart, na zona leste de São Paulo, ao Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, começam nesta semana, segundo o secretário de Transportes Metropolitanos de São Paulo, Jurandir Fernandes. Em entrevista ao Estado, o secretário afirmou ainda, nesta segunda-feira, dia 16, que o contrato com o consórcio Move São Paulo, formado pelas empresas Odebrecht, Queiroz Galvão, UTC Participações e o fundo de Investimento Eco Realty, que venceu a licitação para a Linha 6-Laranja do Metrô (Estação São Joaquim, na região central, à Brasilândia, na região norte) também será assinado nesta semana.

As obras da Linha 13-Jade devem começar com pelo menos nove meses de atraso. O cronograma original divulgado pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), era de que o início fosse em março, com conclusão em 2014. Agora, o secretário de Transportes Metropolitanos admite que a obra, prevista para durar 18 meses, só deve ser concluída em "meados de 2015". "Essa é uma obra com poucas interferências urbanas, que já tem financiamento garantido e licenças ambientais feitas. O mais difícil é passar pelos complexos Ayrton Senna e Dutra", diz. O contrato com as empresas que vão realizar as intervenções foi assinado em setembro.

No caso da Linha 6-Laranja, o vencedor do contrato de 25 anos da Parceria Público-Privada (PPP) foi anunciado no dia 6 de novembro. O projeto tem custo total de R$ 9,6 bilhões. A licitação só vingou na segunda vez em que o governo do Estado tentou licitar a linha. Na primeira tentativa, em julho, nenhum interessado apresentou proposta e o governo estadual fez alterações no projeto, assumindo, por exemplo, as desapropriações. As obras devem ser iniciadas no primeiro semestre de 2014, com conclusão em 2020. Fernandes diz acreditar que a empresa pode adiantar para 2018 a operação entre a Brasilândia e a Estação Água Branca, na zona oeste. "O consórcio deve acelerar a construção para começar a ter retorno o quanto anos", aposta.

Linha 18-bronze. Outras das linhas prometidas para ter licitação neste ano, a Linha 18-Bronze, que vai ligar a Estação Tamanduateí, na Linha 2-Verde, até a Estação Djalma Dutra, em São Bernardo do Campo, deve ter o edital publicado somente em 2014. O projeto será feito por meio de PPP e tem custo de R$ 4 bilhões e previsão de construção de três a cinco anos. "Gostaria de lançar neste ano, mas prefeituras demoram muito tempo para discutir condicionantes do projeto. Além disso, a presidente Dilma (Rousseff) quer participar do lançamento", diz Fernandes. 

Guilherme Soares Dias, especial para o Estado


Leia também sobre:
·         Metrô São Paulo
·         SPTrans
·         EMTU-SP
READ MORE - Em SP, Obras do trem da Linha 13-Jade começam nesta semana

Faixa exclusiva de ônibus de Cubatão faz um ano

A Faixa Exclusiva para Ônibus na Avenida 9 de Abril completa nesta terça-feira, dia 17, um ano de funcionamento. A avaliação feita pela Companhia Municipal de Trânsito de Cubatão (CMT) é que a ação superou os objetivos traçados inicialmente.

Desde a implantação do corredor, o fluxo de trânsito na Avenida 9 de Abril, no horário de pico da tarde, se normaliza em poucos minutos de funcionamento da faixa exclusiva. “Antes, até as 18h30 tínhamos trânsito lento no local. Acreditávamos que, com a implantação da faixa exclusiva, o trânsito lento ficaria em uma hora, caindo pela metade, mas os resultados foram maiores que o esperado. Atualmente, quando há problemas no fluxo, não ultrapassa 20 minutos”, explica o superintendente da CMT, Marco Fernando da Cruz. Pela manhã, não se encontram mais pontos de lentidão na avenida, segundo Cruz.

Na avaliação feita na CMT, foi constatado que em 261 ocasiões houve a necessidade da remoção de veículo através do guincho. “Os agentes de trânsito orientaram os motoristas e conseguimos atingir os objetivos neste período, com a ajuda dos próprios motoristas, que colaboraram com o funcionamento do corredor. Mas, ainda assim, é necessária a remoção, que tem uma média de menos de um veículo por dia”, afirma o superintendente.

Antes do início do corredor, houve um trabalho de divulgação intenso, com faixas ao longo da Avenida 9 de Abril, distribuição de panfletos e matérias na imprensa.


Leia também sobre:
·         Metrô São Paulo
·         SPTrans
·         EMTU-SP

Cruz salienta que a colaboração dos motoristas é fundamental para que o corredor continue funcionando. “Quem estaciona o veículo no horário de funcionamento da faixa exclusiva acaba atrapalhando todo o fluxo de trânsito. A consciência do motorista é importante para que todos possam chegar mais cedo em casa depois do dia de trabalho”.

Melhorias

Para o superintendente da CMT, Marco Cruz, esta ação vem complementar outros trabalhos que foram implantados na região. “Além da instalação de semáforos inteligentes, a nova entrada para a região, do Jardim Costa e Silva, pela Rua Teodoro Soares Fernandes, está diminuindo o tempo de trânsito lento na Av. 9 de Abril nos horários de pico. A implantação de uma faixa exclusiva para ônibus é mais um complemento”.

Funcionamento

A faixa exclusiva na Av. 9 de Abril funciona de segunda à sexta-feira, em dois horários: de manhã, no sentido indústria, no trecho entre o Parque Anilinas e a ponte do Rio Cubatão, entre 6 e 9h; e entre 16 e 19h, no sentido bairro, entre a ponte do Rio Cubatão e a Rua Ceará.

Informações: Diario do Litoral
READ MORE - Faixa exclusiva de ônibus de Cubatão faz um ano

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960