Salvador ganhará neste sábado (2) mais 15 pontos de bicicletas compartilhadas

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Após sucesso de inscrição no projeto Salvador Vai de Bike, até o próximo dia 03, a cidade ganhará mais 15 pontos de bicicletas compartilhadas. No sábado (02) uma ciclovia será inaugurada no bairro do Comércio e as estações em diversos pontos da cidade.  Ação tem como objetivo incentivar a cultura de andar de bicicleta pela cidade. Atualmente, as estações estão fixadas no Campo Grande, Barra, Praça da Piedade, Castro Alves, e Jardim Apipema.
De acordo com informações da Prefeitura de Salvador, as novas estações ficam nas regiões da Avenida Centenário, Corredor da Vitória, Praça Bahia Sol, Parque Cruz Aguiar, Largo da Mariquita, Amaralina, Rua Ceará, Praça Marconi, Praça Nossa Senhora da Luz, Parque Costa Azul, Jardim de Alah, Boca do Rio, Patamares, Avenida Pinto de Aguiar e Imbuí.
A faixa, que começa na Bahia Marina, passa pelo Mercado Modelo e chega aos Fuzileiros Navais, funcionará das 7h às 16h, além de operar regularmente aos domingos e demais feriados. A ciclofaixa que vai do Campo Grande ao Centro Histórico funcionará no sábado, das 7h às 16h, contando com sinalização e monitoramento, garantindo segurança aos condutores.

O vereador Euvaldo Jorge (PP) foi um dos defensores para instalação de uma das ciclovias no Imbuí. “O Imbuí detém características ideais para implantação do Salvador Vai de Bike, pela extensa área de lazer. Além de incentivar as pessoas a se deslocarem de bicicletas para distâncias de pequeno percurso, reduzindo os congestionamentos cotidianos, o Projeto ajudará na promoção de hábitos saudáveis de vida, combatendo o sedentarismo, uma das minhas plataformas de atuação”, afirmou o líder do PP na Câmara. Os usuários poderão utilizar as bicicletas todos os dias, das 6 às 22 horas.

A meta da prefeitura é alcançar, até o final do ano, 40 estações de bicicletas compartilhadas, que devem ir desde o Comércio até a Orla Atlântica. Após o lançamento do projeto (22/09), a boa aceitação foi percebida. Em menos de duas horas o site para credenciamento no sistema público de bicicletas compartilhadas teve  300 cadastros realizados e 86 passes vendidos. Além das estações e ciclovias, também serão instalados paraciclos, para os ciclistas guardarem as bicicletas.

Antes de utilizar as bicicletas é preciso realizar cadastro no site e pagar uma taxa anual de R$ 10, através de cartão de crédito. Cada usuário terá um prazo de 40 minutos para usufruir da bicicleta, caso o tempo seja extrapolado R$ 5 será cobrado a cada meia hora de atraso. A devolução da Bicicleta pode ser realizada em qualquer estação disponível.

Informações: Tribuna da Bahia
READ MORE - Salvador ganhará neste sábado (2) mais 15 pontos de bicicletas compartilhadas

Prefeito do Recife quer implantar duas linhas de VLT (Veículos Leves sobre Trilhos)

O sistema de transporte público do Recife poderá ganhar dois corredores de Veículos Leves sobre Trilhos (VLTs) nas Zonas Norte e Sul da cidade. Em reunião em Brasília, o prefeito do Recife, Geraldo Julio, apresentou ao governo federal projetos para a implantação do modal em duas linhas. Na parte Norte, a ideia é que o VLT saia do Terminal Integrado (TI) Macaxeira até o TI Joana Bezerra. Já do lado Sul, o ponto de partida é o TI Joana Bezerra, seguindo pela Avenida Domingos Ferreira até o limite com a cidade vizinha de Jaboatão dos Guararapes. No pacote de projetos, que totalizam investimentos de R$ 4,1 bilhões, estão previstos também cinco corredores de Bus Rapid System (BRS).

As propostas da PCR foram apresentadas ao secretário do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), Maurício Muniz. Os projetos agora serão avaliados, em relação ao impacto financeiro no Orçamento Geral da União (OGU) e à disponibilidade de recursos para viabilizar a execução dos serviços. “Esperamos que essa análise aconteça no mês de novembro para que possamos anunciar as obras que serão feitas em parceria com a União”, destacou o prefeito, ao final da reunião.
De acordo com a Prefeitura do Recife, cada VLT terá capacidade para cerca de 650 passageiros. Só a linha Norte prevê uma extensão total de 14,1 km, com 17 estações com terminais de integração. Já a linha Sul terá 11,3 km de extensão e inclui 15 estações, também com terminais de integração.

Com a implantação do novo sistema no Recife, a população ganhará mais uma alternativa de deslocamento e integração de modais, bem como a conexão das Zonas Norte, Centro e Sul, a partir da ligação de dois corredores metropolitanos principais: Avenida Norte e Avenida Domingos Ferreira.

Já os BRSs permitirão a destinação de uma faixa exclusiva para o transporte público. De acordo com a proposta da Prefeitura do Recife, o modal seria instalado nas seguintes avenidas: Mascarenhas de Moraes, Recife, Domingos Ferreira, Beberibe e Engenheiro Abdias de Carvalho. A ideia é que todos os corredores operem com um moderno sistema de comando e controle, a partir da implantação dos VLTs.

Em julho, o prefeito do Recife e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, se reuniram, em Brasília com os ministros Miriam Belchior (Planejamento, Orçamento e Gestão) e Aguinaldo Ribeiro (Cidades), quando apresentaram o pacote de intervenções para melhorar a mobilidade na capital. A reunião de ontem serviu para detalhar os estudos de viabilização técnica para implantação dos modais na cidade, já incluindo as intervenções sugeridas na reunião anterior.

Informações: Jornal do Comércio
READ MORE - Prefeito do Recife quer implantar duas linhas de VLT (Veículos Leves sobre Trilhos)

Governo e prefeitura discutem implantação do VLT em Maceió

O Governo de Alagoas e a prefeitura municipal trabalham juntos para garantir um sistema de transporte público eficiente para a população da região metropolitana. Na manhã desta quinta-feira (31), uma reunião na sede da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra) começou a definir as diretrizes que nortearão o sistema que será implantado com o novo VLT. 
Foto: Sandro Lima
Entre os principais assuntos discutidos em torno do projeto, está a integração entre as modalidades de transporte na capital alagoana, com destaque para os ônibus e os VLTs que serão implantados. “Esta discussão será fundamental, inclusive, para a formatação da tarifa de transporte, que deve ser a mais justa possível para os usuários do transporte público”, explica o secretário Marco Fireman. 
A mobilidade urbana se tornou um dos principais temas discutidos pelo poder público e pela sociedade nas grandes cidades brasileiras. Para a superintendente de Transporte e Logística da Seinfra, Roberta Rosas, a interação entre o governo estadual, a prefeitura e o governo federal são fundamentais para melhorar o sistema de transporte na região metropolitana de Maceió. 

“Hoje convivemos com grandes congestionamentos que dificultam a vida de toda a população. O novo VLT aparece como uma obra necessária para mudar essa realidade, mas ele precisa fazer parte de um projeto participativo para funcionar de forma eficiente. Acho essencial essa integração entre as três esferas do Executivo”, avalia a superintende.

Além dos integrantes da Seinfra, participaram da reunião o secretário municipal de Planejamento de Maceió, Manoel Messias Costa, e representantes do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes). 

O VLT 

O projeto do novo VLT irá ligar o Centro da capital ao Aeroporto Zumbi dos Palmares, em Rio Largo, por meio de uma linha de mão-dupla sobre as avenidas Fernandes Lima e Durval de Góes Monteiro. Com vagões do VLT passando em poucos minutos por estações que devem ser construídas a cada quilômetro das avenidas, a perspectiva é de que cerca de 140 mil passageiros utilizem o VLT todos os dias.

Por Acássia Deliê e Amanda Duarte
Informações: Tribuna Hoje
READ MORE - Governo e prefeitura discutem implantação do VLT em Maceió

Implantação do BRT em Fortaleza aumentará velocidade média dos ônibus

A velocidade média das duas linhas de ônibus expressas que ligam o Centro ao terminal de Messejana não passa, hoje, de 21 km/h. Após a implantação do BRT (Bus Rapid Transit) entre os dois bairros, que deverá ser finalizada em 2016, a perspectiva é de que os coletivos passem a circular a 28 km/h.

De acordo com o diretor-técnico da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), Antônio Ferreira, o tempo de viagem das linhas, que transportam quase 12 mil passageiros por dia, varia, atualmente, entre 73 a 90 minutos.

Anunciado pelo prefeito Roberto Cláudio (Pros) durante apresentação no Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), o corredor Centro-Messejana também prevê outras duas intervenções: a construção de um viaduto por cima da rotatória da avenida Aguanambi e o fechamento do canal que divide via.
Segundo Ferreira, a rotatória da avenida está saturada. Por dia, passam por ela 41 mil veículos. "A priorização precisava ter uma faixa exclusiva e um viaduto, porque o maior entrave desse corredor inteiro é a rotatória”, avaliou.

Além dos projetos prioritários para a Copa do Mundo de 2014 e outros três BRTs ainda sem data prevista, outros corredores exclusivos para o transporte público deverão ser implantados na Capital em até três anos.

Entre os corredores, o da Aguanambi contará com mais trechos com faixas exclusivas de BRT. O restante terá intervalos de BRS (Bus Rapid Service), com faixas prioritárias. "O BRT irá do terminal de Messejana até a avenida Domingos Olímpio, cruzando com o corredor Antônio Bezerra-Papicu. Talvez mais para dentro do Centro seja um pouco BRS, mas será muito pouco”, disse o diretor-técnico da Etufor.

Saída da BR-116

Para que o corredor Centro-Messejana possa reduzir o tempo de viagem e aumentar a velocidade média dos coletivos, além da faixa exclusiva na avenida Aguanambi e do viaduto, os fluxos de tráfego na BR-116 também precisarão ser modificados. Embora ainda não haja definições sobre obras na via, alternativas estão sendo discutidas entre a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Prefeitura de Fortaleza.

De acordo com a assessoria de imprensa da PRF, a saída da BR-116 pela avenida Visconde do Rio Branco poderá ser ampliada, com a retirada do canteiro central da via e a implantação de mão única.

A rua Paulo Firmeza, que também recebe fluxo de veículos da BR-116 com destino ao bairro Aldeota, poderá ter nova curvatura de entrada (para que não haja diminuição de velocidade) e inversão de sentido. A via que serviria de entrada para a BR-116, localizada nas proximidades da Visconde do Rio Branco, ainda seria definida.

Na altura do bairro Messejana, dois viadutos (nos quilômetros 3 e 6 da BR-116) são gargalos do trânsito. Conforme a assessoria da PRF, o semáforo instalado na descida do viaduto que dá acesso ao Cambeba já facilitou a entrada de coletivos e veículos particulares na avenida Frei Cirilo, uma das principais vias de Messejana.

Informações: O Povo Online
READ MORE - Implantação do BRT em Fortaleza aumentará velocidade média dos ônibus

Governo de São Paulo apresenta o primeiro trem do monotrilho da Linha 15-Prata do Metrô

O governo de São Paulo apresentou nesta quarta-feira o primeiro trem do monotrilho da Linha 15-Prata do Metrô, que interligará as estações Ipiranga e Hospital Cidade Tiradentes, com a expectativa de reduzir o tempo de viagem de 2 horas para 50 minutos. Presente na vistoria ao trem, o governador Geraldo Alckmin destacou que se trata do "maior monotrilho do mundo".

"Esse é o primeiro monotrilho brasileiro, o primeiro fabricado no Brasil e o maior monotrilho do mundo", disse Alckmin. O monotrilho poderá transportar até 48 mil passageiros por hora e por sentido (capacidade projetada). De acordo com o governo, essa capacidade será alcançada graças ao sistema automático de controle de tráfego, que permite um intervalo de circulação entre trens de até 75 segundos.


"Ele tem capacidade para mil passageiros e equivale a 15 ônibus, ou seja, vamos tirar 15 ônibus das ruas", detalhou o governador. Cada composição é formada por sete carros, com 86 metros de comprimento por 3,15 metros de largura, e capacidade para transportar mais de 1 mil passageiros por viagem.

Os trens contam com sistema de ar-condicionado, interligação entre carros, operação automática (sem a necessidade de operador no veículo) e sistema de câmeras com monitoramento em tempo real. São quatro portas por carro, duas em cada lateral. "É um grande ganho para a população: transporte de qualidade, de alta capacidade, rápido, direto, com conforto, com segurança e alta tecnologia", disse Alckmin.

O projeto
O primeiro trecho da Linha 15-Prata é composto pelas estações Vila Prudente e Oratório, além do Pátio Oratório, que abriga o estacionamento e a oficina para manutenção dos trens. Ao todo, são 2,9 km de extensão previstos para entrega em janeiro de 2014.

"Nós teremos, daqui a 90 dias, inaugurada as duas primeiras estações, e também a maior oficina do Brasil, com 12 mil metros quadrados. Agora, em novembro, ele já opera aqui na oficina experimentalmente", afirmou o governador.

No total, a Linha 15-Prata vai operar com 54 trens, de Ipiranga à Cidade Tiradentes. No primeiro trecho, que ligará Vila Prudente a Oratório, serão utilizadas quatro composições. Os trens estão em fabricação na cidade de Hortolândia, no interior de São Paulo.

Informações: Portal Terra

Leia também sobre:
·         Metrô São Paulo
·         SPTrans
·         EMTU-SP

READ MORE - Governo de São Paulo apresenta o primeiro trem do monotrilho da Linha 15-Prata do Metrô

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960