SPTrans reorganiza sábado linhas na Zona Leste - Área 3

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

A SPTrans implanta, neste sábado, dia 19 de outubro, medidas que visam organizar o sistema municipal de transportes na Zona Leste, diminuir a sobreposição de itinerários e melhorar a eficiência dos serviços na região. Na operação, cinco linhas serão seccionadas e, 16, substituídas.

As alterações serão realizadas na área de operação 3, que compreende bairros como Vila Jacuí e Vila Nova Curuçá, entre outros. Os novos meios de se locomover pela Zona Neste utilizando ônibus estão relacionados abaixo.


A população local foi informada das mudanças por meio do Jornal do Ônibus, afixado nos coletivos que operam na região, conforme o modelo em anexo. Também estão sendo distribuídos folhetos e funcionários da operadora realizam trabalho de orientação e esclarecimento junto aos usuários das linhas em questão.
As reorganizações no sistema de transportes vêm sendo realizadas pela SPTrans de forma gradativa e incluem ações como seccionamento, criação de linhas ou correções de itinerário. 

As mudanças fazem parte de uma necessária reestruturação da rede que irá melhorar a oferta de ônibus e o desempenho de todo o sistema, ao mesmo tempo em que permitirá aos usuários alternativas de trajetos mais curtos e rápidos ao mesmo custo, ou seja, com maior racionalização do uso do Bilhete Único. 

Os passageiros podem obter informações sobre o sistema municipal de transportes e o melhor caminho a utilizar na central 156 ou no site da SPTrans.

Confira as novas opções de transporte: 

Os usuários da linha 2501/21 Vila Cisper – Term. Pq. D. Pedro II passam a utilizar a linha 2501/10 Ermelino Matarazzo – Metrô Carrão. Aqueles interessados na ligação com a região central podem utilizar as linhas 390E/10 Term. Aricanduva – Term. Pq. D. Pedro II e 3301/10 Term. São Miguel – Term. Pq. D. Pedro II na Av. Celso Garcia, onde há oferta de demais opções de transporte.

Os passageiros da linha 2501/31 Jd. Verônia – Term. Pq. D. Pedro II devem utilizar as linhas 2076/10 Jd. Das Oliveiras – Term. Penha, 2501/10 Ermelino Matarazzo – Metrô Carrão e 2719/10 Pq. Paineiras – Shop. Penha. Os interessados na ligação com o Pq. D. Pedro II terão disponível a linha 309E/10 no Terminal Aricanduva ou na Av. Celso Garcia.

Já a linha 2626/21 Jd. Nazaré – Term. Pq. D. Pedro II será substituída pela 2626/10 Jd. Nazaré – Term. Pq. D. Pedro II.

Usuários da linha 2666/32 Jd. Camargo Velho – Term. Pq. D. Pedro II passarão a utilizar a 2666/10 Jd. Camargo Velho – Term. Pq. D. Pedro II. 

E quem atualmente usa as linhas 2678/22 Largo da Concórdia – Oliveirinha e 2678/31 Oliveirinha – Term. Pq. D. Pedro II vai passar a utilizar a linha 2678/10 Oliveirinha – Term. Pq. D. Pedro II.

Aqueles que fazem seus deslocamentos por meio da linha 208A/10 Penha – Metrô Carrão serão atendidos pela 278A/10 Penha – Santana por todo o eixo da 208A/10 ou pelas linhas 1178/10 São Miguel – Correio, 2041/10 Vila Silvia – Term. Penha, 2363/10 Jd. Danfer – Term. Pq. D. Pedro II, 211V/10 Vila. Paranaguá – Penha, 2765/10 Vila Cisper – Metrô Tatuapé e 2728/10 Jd. Do Castelo – Metrô Penha na Av. Cangaíba.

Os passageiros da linha 242P/10 Jd. Helena – Metrô Penha serão atendidos pela 233A/10 Jd. Helena – CERET. 

Na região da Vila Jacuí, quem era atendido pela linha 237U/10 Vila Jacuí – Metrô Artur Alvim passa a utilizar a 2730/10 Vila Jacuí – Metrô Artur Alvim e a 273J/10 Jd. Romano – Metrô Penha.

Os usuários da linha 2755/42 Guaianases – Metrô Penha serão atendidos pela linha 2755/10 Guaianases – Metrô Penha.

Passageiros da linha 2764/10 Vila Nova Curuçá – Metrô Penha passam a utilizar as linhas 2582/10 Vila Nova Curuça – Term. Pq. D. Pedro II, 2708/10 Jd. Lajeado – Metrô Itaquera e 2523/10 Vila Progresso – Term. Princesa Isabel.

A linha 3204/10 Jd. Lisboa – Term. Aricanduva será substituída pelas linhas 2203/10 Burgo Paulista – Shop. Penha, 2710/10 Metrô Patriarca – Burgo Paulista e 2711/10 Ponte Rasa – Metrô Patriarca.

Aqueles que utilizam a linha 3205/10 Jd. Camargo Velho – Term. São Miguel serão contemplados pelas linhas 2008/10 Jd. Nossa Sra Caminho – Est. Itaim, 2008/41 Jd. Miriam - Itaim Paulista e 2766/41 Jd. Indaia – Metrô Itaquera.

E os passageiros da linha 3574/25 Metrô Bresser – Jd. Etelvina serão atendidos pela linha 4310/10 E.T. Itaquera – Term. Pq. D. Pedro II.

Seccionamentos

A linha 2501/10 Ermelino Matarazzo – Term. Pq. D. Pedro II passa a ser Ermelino Matarazzo – Metrô Carrão. Os usuários interessados na ligação com a região central terão disponíveis as linhas 390E/10 Term. Aricanduva – Term. Pq. D. Pedro II e 3301/10 Term. São Miguel – Term. Pq. D. Pedro II na Av. Celso Garcia, onde há oferta de demais opções de transporte.

A linha 3462/10 Vila Santana – Term. Pq. D. Pedro II passa a ser Vila Santana – Metrô Tatuapé (Lado Sul). Já a 3462/10 Jd. Vila Nova – Term. Pq. D. Pedro II passa a ser Jd. Vila Nova – Metrô Tatuapé (Lado Sul). A 3574/10 Jd. Etelvina – Term. Pq. D. Pedro II passa a ser Jd. Etelvina – Metrô Guilhermina (Lado Sul). Os usuários destas têm como opções as linhas 3686/10 Jd. São Paulo – Term. Pq. D. Pedro II e 4310/10 E.T. Itaquera – Term. Pq. D. Pedro II.

A linha 211V/10 Vila Paranaguá – Estação da Luz passa a ser Vila Paranaguá – Penha (circular). Quem precisar fazer a ligação com a Estação da Luz pode recorrer às linhas 1177/10 Term. A.E. Carvalho – Estação da Luz e 1178/10 São Miguel – Praça do Correio.

Assessoria de Imprensa - SPTrans


Leia também sobre:
·         Metrô São Paulo
·         SPTrans

·         EMTU-SP
READ MORE - SPTrans reorganiza sábado linhas na Zona Leste - Área 3

No Recife, Paradas da Av. Mascarenhas de Morais recebem sinalização

As paradas de ônibus da Av. Mascarenhas de Morais, no bairro da Imbiribeira, começam a ser sinalizadas. As linhas terão seus nomes estampados nos respectivos pontos de embarque e desembarque. 

A ação irá identificar as paradas nos dois sentidos da avenida. Para saber qual o número referente à sua parada, basta acessar o site do Grande Recife (www.granderecife.pe.gov.br) e acessar o item “Parada x Linha” na aba Itinerários.
Veja abaixo, o número das paradas com os respectivos nomes das linhas: 

Paradas 02004, 020064 e 020063 – Linhas: 
111 – Pinheiros 
115 – TI Aeroporto/TI Afogados 
121 – Vila da Sudene 
122 – Vila do Ipsep 
166 – TI Cajueiro Seco (Rua do Sol) 
167 – TI Tancredo Neves/IMIP 
168 – TI Tancredo Neves (Cde. Boa Vista) 
185 – TI Cabo 
191 – Recife/Porto de Galinhas (N. Sra. Ó) 
193 – TI Tancredo Neves (Príncipe) 

Paradas 020005, 020006, 020007, 020008, 020009, 020057, 020058, 020059, 020060, 020061 e 020062 – Linhas: 

115 – TI Aeroporto/TI Afogados 
121 – Vila da Sudene 
166 – TI Cajueiro Seco (Rua do Sol) 
167 – TI Tancredo Neves/IMIP 
168 – TI Tancredo Neves (Cde. Boa Vista) 
185 – TI Cabo 
191 – Recife/Porto de Galinhas (N. Sra. Ó) 
193 – TI Tancredo Neves (Príncipe) 

Paradas 020010 e 020011 – Linhas: 

115 – TI Aeroporto/TI Afogados 
166 – TI Cajueiro Seco (Rua do Sol) 
167 – TI Tancredo Neves/IMIP 
168 – TI Tancredo Neves (Cde. Boa Vista) 
185 – TI Cabo 
191 – Recife/Porto de Galinhas (N. Sra. Ó) 
193 – TI Tancredo Neves (Príncipe) 


Paradas: 020012, 020013, 020014 e 020015 – Linhas: 

040 – CDU/Boa Viagem/Caxangá 
115 – TI Aeroporto/TI Afogados 
166 – TI Cajueiro Seco (Rua do Sol) 
167 – TI Tancredo Neves/IMIP 
168 – TI Tancredo Neves (Cde. Boa Vista) 
185 – TI Cabo 
191 – Recife/Porto de Galinhas (N. Sra. Ó) 
193 – TI Tancredo Neves (Príncipe) 

Paradas: 020016 e 020017 

020 – Candeias/TI Tancredo Neves 
040 – CDU/Boa Viagem/Caxangá 
115 – TI Aeroporto/TI Afogados 
140 – TI Cajueiro Seco/Shopping Recife 
166 – TI Cajueiro Seco (Rua do Sol) 
185 – TI Cabo 
191 – Recife/Porto de Galinhas (N. Sra. Ó) 
370 – TI TIP/TI Aeroporto 

Paradas: 020051 e 020052 – Linhas: 

020 – Candeias/TI Tancredo Neves 
115 – TI Aeroporto/TI Afogados 
120 – Ipsep/Shopping Recife 
166 – TI Cajueiro Seco (Rua do Sol) 
185 – TI Cabo 
191 – Recife/Porto de Galinhas (N. Sra. Ó) 
360 – Totó (Boa Viagem) 
370 – TI TIP/TI Aeroporto 
440 – CDU/Caxangá/Boa Viagem 

Parada 020053 – Linhas: 

020 – Candeias/TI Tancredo Neves 
023 – TI Tancredo Neves/TI Aeroporto 
024 – TI Tancredo Neves (Circular Boa Viagem) 
060 – TI Tancredo Neves/TI Macaxeira 
115 – TI Aeroporto/TI Afogados 
120 – Ipsep/Shopping Recife 
123 – Três Carneiros Baixo/TI Tancredo Neves 
124 – Vila do Sesi/ TI Tancredo Neves 
125 – Córrego da Gameleira/ TI Tancredo Neves 
126 – UR-03/ TI Tancredo Neves 
132 – UR-02 Ibura/TI Tancredo Neves 
133 – Três Carneiros/TI Tancredo Neves 
134 – Lagoa Encantada/TI Tancredo Neves 
135 – UR-10/TI Tancredo Neves 
136 – UR-05/TI Tancredo Neves 
137 – UR-11/TI Tancredo Neves 
138 – Zumbi do Pacheco/TI Tancredo Neves 
141 – Jardim Monte Verde/TI Tancredo Neves 
142 – Alto Dois Carneiros/TI Tancredo Neves 
143 – UR-06/TI Tancredo Neves 
144 – UR-04/TI Tancredo Neves 
166 – TI Cajueiro Seco (Rua do Sol) 
167 – TI Tancredo Neves (IMIP) 
168 – TI Tancredo Neves (Cde. Boa Vista) 
185 – TI Cabo 
191 – Recife/Porto de Galinhas (N. Sra. Ó) 
193 – TI Tancredo Neves (Príncipe) 
360 – Totó (Boa Viagem) 
370 – TI TIP/TI Aeroporto 
440 – CDU/Caxangá/Boa Viagem 

Paradas: 020054, 020055 e 020056 – Linhas: 

024 – TI Tancredo Neves (Circular Boa Viagem) 
115 – TI Aeroporto/TI Afogados 
166 – TI Cajueiro Seco (Rua do Sol) 
167 – TI Tancredo Neves/IMIP 
168 – TI Tancredo Neves (Cde. Boa Vista) 
185 – TI Cabo 
191 – Recife/Porto de Galinhas (N. Sra. Ó) 
193 – TI Tancredo Neves (Príncipe) 
440 – CDU/Caxangá/Boa Viagem 

Informações: GRCT
READ MORE - No Recife, Paradas da Av. Mascarenhas de Morais recebem sinalização

Obras do Metrô de Salvador podem recomeçar

Para ser concluído até 15 de setembro do próximo ano, com início da fase de testes em 13 de junho, o primeiro trecho do metrô entre a Lapa e o Retiro vai demandar pelo menos 1.500 trabalhadores nas obras civis.

O número de operários a serem absorvidos na construção do sistema metroviário  deverá chegar a 3.400 em 2015 - considerado o pico do projeto. Presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Pesada e Montagem Industrial do Estado da Bahia (Sintepav), Bebeto Galvão diz que o prazo estipulado no contrato é curto, mas não é impossível de ser cumprido.
"Para sair dentro do prazo, é preciso que seja contratado o número de operários que for necessário, com condições de trabalho adequadas", diz. A expectativa é que as obras comecem já na próxima semana, com a instalação dos canteiros de obras.


Parte dos canteiros utilizados para erguer o primeiro tramo, como o da Rótula do Abacaxi, será reativada. Mas o projeto prevê estudo da logística para implantação de outros espaços de apoio para a obra.

Cronograma - Dividida em seis etapas, a obra prevê entrega do trecho Lapa e Retiro da Linha 1 até junho do próximo ano, para início da fase de testes, com operação comercial em setembro. A extensão até a estação Pirajá é prometida para dezembro do mesmo ano.

A primeira etapa da Linha 2, até o Iguatemi, tem prazo de entrega em outubro de 2015. Em abril de 2016, o governo pretende concluir as estações do Imbuí e Pituaçu.

Em outubro do mesmo ano, o metrô chegará até a estação de Mussurunga, atingindo o aeroporto em abril de 2017.
Obra público-privada - Principais empresas que integraram o consórcio Metrosal, responsável pela obra do metrô de Salvador em curso desde 1999 e que já consumiu R$ 1 bilhão, a Andrade Gutierrez e a Camargo Corrêa serão as principais empreiteiras que tocarão a obra do metrô sob novo contrato, assinado anteontem pelos governos federal e estadual com o grupo de concessões CCR.

O contrato de parceria público-privada prevê a ampliação dos atuais 6,6 km para 41,2 km de metrô, com investimentos de R$ 4 bilhões e previsão de conclusão total em abril de 2017.

Tanto Andrade Gutierrez quanto Camargo Corrêa são sócias minoritárias do grupo CCR, mas não necessariamente teriam que ser escolhidas para a retomada do metrô. Contudo, afirma o secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, Cícero Monteiro, "a experiência e o conhecimento das empresas" na primeira etapa da obra foram determinantes na escolha feita pela CCR.

Auditoria - A construção da primeira etapa está sendo investigada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) . Em auditoria, o órgão de controle acusa o consórcio Metrosal de superfaturamento de R$ 160 milhões (R$ 400 milhões em valores corrigidos), além de supostamente entregar a obra sem conclusão e com falhas na estrutura.

O Metrosal também foi alvo de ação de improbidade, movida pelo Ministério Público Federal em janeiro de 2010, por supostas irregularidades no processo licitatório e na execução das obras do metrô. O consórcio nega as irregularidades.

Por João Pedro Pitombo
Informações: A Tarde Online
READ MORE - Obras do Metrô de Salvador podem recomeçar

BRT trará modernidade para a cidade de Aracaju

Alta capacidade, velocidade, segurança e eficiência, tudo isso concentrado em um sistema de transporte público rápido e cômodo para a população. Assim é o BRT (Bus Rapid Transit ou Transporte Rápido por Ônibus), que em breve será utilizado pelos aracajuanos, ajudando a solucionar os históricos problemas de mobilidade urbana na capital sergipana.

Além de Aracaju, mais de 150 cidades no mundo já perceberam os benefícios dessa modalidade de transporte que, além da agilidade por conta dos corredores exclusivos, é uma opção mais barata que os modelos utilizados sobre trilhos. A implantação do BRT em vias de concreto custa entre R$ 3 e R$ 5 milhões por cada quilômetro, valor que se torna ainda menor quando o sistema é utilizado em vias de asfalto.
É o caso de Aracaju, onde o valor por quilômetro deverá sair 40% mais barato, algo em torno de R$ 1,8 milhão, preço bastante diferente do que seria gasto se a opção fosse a criação de linhas de metrô - que custam entre R$ 120 e R$ 200 milhões por quilômetro. O mesmo gasto vultoso seria a criação do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), que custaria aos cofres públicos um montante entre R$ 30 e R$ 50 milhões por cada quilômetro.

BRT em Aracaju

A capital sergipana será beneficiada com o sistema moderno e ágil em corredores espalhados de norte a sul da cidade. O BRT passará pelas avenidas Augusto Franco (Rio de Janeiro), Hermes Fontes, Coelho e Campos, São Paulo, Maranhão e Visconde de Maracaju, onde serão construídas estações.

O BRT irá garantir o deslocamento de 20 mil passageiros por hora, dando ao trânsito da cidade uma fluidez inédita.

BRT pelo Brasil

Curitiba, pioneira neste sistema, possui um serviço de transporte coletivo considerado modelo no país após a implantação do BRT. Toda a obra foi elaborada pela equipe do escritório de arquitetura Jaime Lerner e Associados, o mesmo contratado pela Prefeitura de Aracaju.

No Rio de Janeiro, o sistema foi implantado, também por Jaime Lerner, com sucesso para melhor servir o público que a cidade recebeu na ocasião da Copa das Confederações (em junho deste ano). A satisfação dos cariocas já é tanta que o veículo foi apelidado de ligeirão.

Na última terça-feira, 15, a presidente Dilma Rousseff anunciou que a melhoria no transporte também vai chegar a Salvador. Na capital baiana o BRT vai interligar, através de um corredor exclusivo de 13 km, a Lapa ao Iguatemi.

Além dessas capitais, o sistema já é utilizado em São Paulo (implantado na gestão de Celso Pita), Brasília (também feito para a Copa das Confederações), Goiânia e Uberlândia (MG), e está em fase de implantação em Belém, Uberaba (MG) e Belo Horizonte - sendo instalado para a Copa do Mundo.

Ascom AAN
READ MORE - BRT trará modernidade para a cidade de Aracaju

EMTU SP amplia frota e horários de linhas intermunicipais na área continental de São Vicente

A EMTU/SP, empresa da Secretaria Estadual dos Transportes Metropolitanos, colocará em operação mais cinco ônibus e acrescentará 71 viagens às já existentes para atender a Área Continental de São Vicente, uma das mais populosas da Baixada Santista, com cerca de 200 mil habitantes.

O acréscimo proporcionará opções adicionais aos usuários que têm como destino diário o município de Santos.


A reprogramação horária beneficiará as seguintes linhas metropolitanas:
- 932 SAO VICENTE (PARQUE DAS BANDEIRAS GLEBA II)/ SANTOS (PAQUETA)
- 940 SAO VICENTE (HUMAITA)/ SANTOS (PONTA DA PRAIA)
- 942 SAO VICENTE (HUMAITA)/ SANTOS (PONTA DA PRAIA)
- 942VP1 SAO VICENTE (RIO BRANCO)/ SANTOS (PONTA DA PRAIA)
- 943BI1 SAO VICENTE (VILA EMA)/ SANTOS (PONTA DA PRAIA)
- 947 SAO VICENTE (HUMAITA)/ SANTOS (PONTA DA PRAIA)
- 948 SAO VICENTE (PARQUE DAS BANDEIRAS GLEBA II)/ SANTOS (PONTA DA PRAIA)

Assessoria de Imprensa - EMTU SP

Leia também sobre:
·         Metrô São Paulo
·         SPTrans
·         EMTU-SP
READ MORE - EMTU SP amplia frota e horários de linhas intermunicipais na área continental de São Vicente

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960