Com construção mais rápida e barata, monotrilho agiliza ampliação de transportes sobre trilhos

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Ampliar o transporte sobre trilhos de forma rápida e barata é um dos grandes desafios em todo o Mundo. A construção de uma linha de metrô, que envolve grandes escavações subterrâneas, movimentações de terra que exigem certificações ambientais, desapropriações, entre outros, costuma ser demorada e não acompanhar o crescimento da demanda. Para agilizar o processo e ampliar a oferta de transporte público, o Governo de São Paulo vem utilizando o sistema de monotrilho, que fica pronto mais rápido e é mais barato, além de não interferir em redes subterrâneas de esgoto.
Linha 15-Prata do Metrô de São Paulo está sendo construída com o sistema de monotrilho (foto: Edson Lopes Jr.)
A principal diferença do monotrilho é sua estrutura. O metrô subterrâneo utiliza túneis para não atrapalhar o trânsito da superfície. O monotrilho, com o mesmo objetivo, usa uma estrutura elevada. Seus vagões circulam por estruturas suspensas, como passarelas, instaladas sobre os canteiros centrais de avenidas.


Leia também sobre:
·         Metrô São Paulo
·         SPTrans
·         EMTU-SP

Um dos projetos, que foi internacionalmente premiado pela UITP (União Internacional dos Transportes Públicos), na categoria Inovação em Intermodalidade, é o da Linha 15-Prata, que vai conectar as estações Ipiranga e Cidade Tiradentes, na zona leste de São Paulo, em um percurso de 25,8 km, com 18 estações e capacidade para transportar 500 mil passageiros por dia.

Linha 15-Prata do Metrô de São Paulo está sendo construída com o sistema de monotrilho (foto: Edson Lopes Jr.)

A linha também será equipada com um sistema de controle automático de trens, que permite um intervalo de circulação entre trens de apenas 75 segundos. Um percurso que hoje é feito em mais de duas horas será reduzido para 50 minutos.

O Metrô utiliza ainda o sistema de monotrilho na Linha 17-Ouro, que vai ligar o Jabaquara, na zona sul, à futura estação São Paulo-Morumbi, passando pelo Aeroporto de Congonhas.

Do Portal do Governo do Estado
READ MORE - Com construção mais rápida e barata, monotrilho agiliza ampliação de transportes sobre trilhos

Grande Recife: Itamaracá Transportes realiza mais um forúm de clientes neste sábado

Neste fim de semana, será realizado mais um Fórum da Empresa Itamaracá Transportes junto a seus usuários e lideranças locais, onde as pessoas presentes poderão falar de suas angustias referentes aos problemas enfrentados no sistema, bem como ouvir esclarecimentos por parte da empresa sobre as competências da mesma e dos governos.

A Itamaracá Transportes atende diariamente a mais de 200 mil pessoas, isso em 46 linhas espalhadas pela região metropolitana. 

Fundada em 1958, a Itamaracá Transportes integra o Sistema de Transporte Público de Passageiros (STPP) da Região Metropolitana do Recife – Pernambuco. Atende oito municípios da zona norte: Recife, Olinda, Paulista, Abreu e Lima, Araçoiaba, Igarassu, Itapissuma e Ilha de Itamaracá. 

Informações: Blog Meu Transporte

READ MORE - Grande Recife: Itamaracá Transportes realiza mais um forúm de clientes neste sábado

Em Cuiabá, Prefeitura começa sinalizar corredor exclusivo para ônibus e táxis

A Prefeitura de Cuiabá começou esta semana a sinalizar as ruas em que será implantado o corredor exclusivo para ônibus e táxis. Placas de sinalização vertical estão sendo colocadas na Avenida Isaac Póvoas para que na próxima semana o transporte coletivo passe a operar no corredor. 

Com a medida, o estacionamento em todo o lado direito da via será proibido, assim como na Rua 13 de Junho e Travessa João Lobo. “Vamos dar início ao corredor exclusivo pela Isaac Póvoas, na semana que vem, a pedido do prefeito Mauro Mendes. Nas próximas semanas, também será implantado nas Avenidas Getúlio Vargas e Beira Rio”, contou o secretário de Trânsito e Transportes Urbanos, Antenor Figueiredo. 


Além das placas de sinalização, a delimitação do corredor será feita pelos chamados “tachões” no chão. Os veículos que forem flagrados trafegando pela faixa exclusiva poderão ser multados e até mesmo guinchados. 

“Ainda esta semana faremos a revitalização das faixas de pedestres e a retirada dos camelôs da 13 de Junho”, informou Antenor. 

A medida reduzirá o tempo dos usuários dentro do transporte coletivo, já que aumentará a velocidade do tráfego nas vias. Atualmente, um ônibus trafega em média a 13 km/h na Avenida Isaac Póvoas. Com a implantação da faixa exclusiva, a velocidade média passará a ser de 24 km/h. (Carol Sanford/Secom)

Informações: Diário de Cuiabá
READ MORE - Em Cuiabá, Prefeitura começa sinalizar corredor exclusivo para ônibus e táxis

Dilma anuncia R$ 2,5 bilhões para monotrilho no Rio

A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta quarta-feira, 11, a construção de um monotrilho que, na primeira fase, vai ligar Niterói a São Gonçalo, no Rio de Janeiro. Dilma destacou "três números" que, segundo ela, dão a dimensão da obra. O primeiro é o investimento de R$ 2,570 bilhões no monotrilho em parceria com o governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB). Também citou que a linha terá 22 quilômetros.
"A obra coloca a região metropolitana do Rio entre as maiores do mundo", afirmou. "Mas o número mais importante vem da quantidade de pessoas que vão ser beneficiadas: 1,8 milhão de pessoas. Um governo não pode ser medido por quanto a obra gasta de tijolo ou ferro, mas se ela beneficia ou não as pessoas."

A presidente afirmou que melhorar a qualidade de vida da população e o transporte fazem parte de um dos pacto da mobilidade. "Foi esse um dos pactos que nós fizemos com os governadores e prefeitos e representantes de movimentos sociais, do Congresso e do STF quando definimos os cinco pactos. Hoje nós estamos colocando mais um pedaço do pacto da mobilidade em pé aqui em São Gonçalo", afirmou, em cerimônia de anúncio de novos investimentos em Mobilidade Urbana em São Gonçalo, no Rio de Janeiro.


Ela anunciou também que o governo federal vai financiar para São Gonçalo um sistema viário e ciclovia paralelos ao monotrilho, além de financiar 20 quilômetros de corredores de ônibus. "Em Duque de Caxias, vamos financiar um BRT e um VLT. Em Nova Iguaçu, vamos financiar dois corredores de ônibus", completou.

Decisão errada

Dilma disse que o governo está "correndo atrás da decisão errada de não investir em metrô nos anos 80 e 90". Segundo ela, "essa visão errada (da falta de investimentos nos diversos tipos de transporte) levou cidades a uma situação muito difícil, é só olhar São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, que são as três maiores".

Dilma afirmou, porém, que São Gonçalo "não tem uma população de 11 milhões de habitantes (como São Paulo), mas de 1 milhão". "Vamos resolver o problema (de transporte) antes que fique dificílimo de fazer." Ela defendeu a integração dos diversos modais de transporte e o bilhete único. (Colaborou Renan Carreira )

Informações: Agência Estado

READ MORE - Dilma anuncia R$ 2,5 bilhões para monotrilho no Rio

Investimentos do Governo de SP em corredores metropolitanos chegam a R$ 1,2 bilhão

O Governo do Estado de São Paulo realiza o maior investimento em transporte público da América Latina. Desde 2011, cerca de R$ 1,2 bilhão foram investidos em corredores de ônibus por meio da EMTU-SP (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo). Até o final de 2013, serão 73,8 km de corredores de ônibus e mais 17 km de VLT (Veiculo leve sobre trilhos). Veja quais são os principais empreendimentos.

Além disso, estão em projeto mais 41,4 km de corredores, por meio do Programa de Corredores Metropolitanos. A ação corresponde a um planejamento do sistema de transporte metropolitano que vai redirecionar o fluxo de pedestres e passageiros para melhorar a qualidade de transporte e a segurança dos usuários.

A EMTU fiscaliza e regulamenta o transporte metropolitano de baixa e média capacidade nas regiões metropolitanas do Estado, somando 106 municípios que têm toda a sua rede de transportes intermunicipais controlados pela empresa. Conheça os principais empreendimentos da EMTU.

Do Portal do Governo do Estado


Leia também sobre:
·         Metrô São Paulo
·         SPTrans
·         EMTU-SP

READ MORE - Investimentos do Governo de SP em corredores metropolitanos chegam a R$ 1,2 bilhão

Prefeitura de Salvador prepara anúncio de licitação para o transporte coletivo

Ainda foi nas entrelinhas e sem grandes detalhes, porém o prefeito ACM Neto anunciou nessa terça-feira (10/9) que a licitação para o sistema de transporte  público de Salvador será disponibilizada para consulta pública a partir da próxima semana. “Estava reunido e já batemos o martelo no edital”, antecipou o chefe do Executivo soteropolitano. Apesar de não confirmar a data específica, informações de fontes ligadas ao prefeito garantem que o documento estará disponível na segunda-feira, no site da Transalvador, e recolherá sugestões por um período de 15 dias.

“É o edital do sistema de ônibus que vai ser completamente modificado a partir da concessão que nós faremos. Tem muita coisa sendo projetada, um conjunto de medidas de transporte e de trânsito que evidentemente dialogam com a mobilidade urbana”, ressaltou ACM Neto. A previsão é que a nova licitação seja concluída até o final do ano e contemple três consórcios, que ficarão responsáveis pela gestão das linhas de ônibus da capital baiana. Entre as exigências, está a renovação da frota, com limite de idade de 3,5 anos. “A consulta pública vai ficar disponível por 15 dias e, após esse período, vamos incorporar as sugestões boas ao edital para o lançamento em definitivo”, sugeriu o secretário de Urbanismo e Transportes, José Carlos Aleluia.


Em entrevista à rádio Tudo FM, o prefeito detalhou ainda um projeto apresentado anteriormente pelo secretário da Casa Civil, Albérico Mascarenhas, em entrevista à Tribuna. “A gente tem um grande projeto, de mais de R$ 1 bilhão, que vai fazer toda uma mudança na lógica do sistema de transporte e trânsito de Salvador. Ele vai gerar uma integração da Estação da Lapa, pela Avenida Vasco da Gama, conjugada com a Garibaldi e o Lucaia, Juracy Magalhães, ACM – passando pelo Iguatemi –, caindo na Paralela e tendo também toda conexão com a orla. Esse projeto vai trazer para a região o chamado BRT, que é um sistema de ônibus muito mais rápido”, antecipou o chefe do Palácio Thomé de Souza.

“A lógica é privilegiar o sistema de transporte coletivo. Na Paralela e na orla nós vamos ter vias exclusivas para os ônibus. E todas as linhas serão completamente reordenadas, do conjunto da cidade”, avaliou o prefeito. ACM Neto ainda antecipou outras ações na área de mobilidade. “Estou me cercando de consultores externos, inclusive na semana passada definimos o escopo dessa consultoria e já vamos, aí não é uma coisa de médio prazo, é uma coisa imediata, iniciar intervenções na área de inteligência e engenharia de tráfego”, apontou.

Previsão é de  R$ 7 bi na cidade
O arrojo que marcou a primeira fase da administração de ACM Neto à frente do Palácio Thomé de Souza não promete se repetir nos três últimos anos da gestão. A afirmação foi feita quando o prefeito foi instado a falar da previsão de investimentos para a capital baiana nos próximos anos, que deve ser de R$ 7 bilhões, a partir de recursos próprios, de Parcerias Público-Privadas (PPPs), convênios com o governo federal e ainda a contração de empréstimos com organismos financeiros.

De acordo com ACM Neto, a prefeitura recuperou a capacidade de contratar operações de crédito e dispõe de um teto de R$ 4,5 bilhões. Ainda que possua limite, a aposta do prefeito é pela prudência.  “Apesar de termos R$ 4 bilhões de limite, eu acho que a gente consegue contratar  R$ 2,5 bilhões”. Segundo ele, a perspectiva é que, com a reformulação da cobrança do IPTU, a prefeitura amplie a arrecadação dos tributos municipais entre 2014 e 2016 em R$ 3 bilhões. “Então R$ 3 bilhões, com R$ 2,5 bilhões, são R$ 5,5 bilhões para investimentos”, sugeriu o prefeito.

Para fechar a conta dos R$ 7 bilhões, o prefeito inclui ainda as PPPs e outras parcerias. “Temos as PPPs que estão sendo pensadas. Assim como também alguns projetos que vamos buscar recursos federais, inclusive, um grande projeto de mobilidade que está em fase avançada de entendimento com o governo federal e eu espero, nesse outro conjunto, levantar mais R$ 1,5 bilhão”, sugeriu.

Por Fernando Duarte
Informações: Tribuna da Bahia
READ MORE - Prefeitura de Salvador prepara anúncio de licitação para o transporte coletivo

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960