Novo esquema agiliza descida de ônibus para a Baixada Santista

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Os ônibus que descerem rumo à Baixada Santista poderão utilizar a pista da esquerda da Anchieta. A medida que será adotada em até 60 dias faz parte de um novo esquema de tráfego para o Sistema Anchieta-Imigrantes anunciado pela Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), a concessionária Ecovias, que administra estas rodovias, e a Polícia Militar Rodoviária.

O esquema deverá agilizar diariamente o deslocamento dos ônibus rumo ao litoral - das 18h às 20h - com a permissão para esses veículos utilizarem a faixa da esquerda da Rodovia Anchieta nos 15 quilômetros do trecho de serra, entre o km 40 e o km 55. No mesmo período, caminhões deverão utilizar a faixa da direita da via. A expectativa é de que ocorra um ganho de até 30% no deslocamento no trecho de serra.

A medida atende à reivindicação de usuários de ônibus, principalmente dos fretados da Baixada Santista. Os ônibus terão mais rapidez nos deslocamentos, o que vai favorecer diariamente cerca de 10 mil passageiros de 250 ônibus que utilizam este meio de transporte entre o Planalto e a Baixada Santista no final da tarde. Os caminhões devem trafegar somente pela pista da direita na pista descendente da Anchieta.

A médio prazo há uma série de obras que estão sendo realizadas na Baixada Santista para melhorar o tráfego na chegada ao litoral. O Governo do Estado vem promovendo, por meio do Programa de Concessões Rodoviárias, melhorias na malha no litoral no Sistema Anchieta-Imigrantes.

Do Portal do Governo do Estado

READ MORE - Novo esquema agiliza descida de ônibus para a Baixada Santista

Urbs Curitiba amplia acesso a informações do transporte com novo aplicativo

URBS conta com aplicativo para monitorar o sistema de transporte em tempo real mais áudios da notícia  Com cerca de 250 mil usuários no Brasil, foi lançado nesta sexta-feira (23) em Curitiba o aplicativo Moovit, o único no sistema crowdsourcing - alimentado com informações do passageiro em tempo real -, além de oferecer as informações de itinerários e horários.

Presente em 65 cidades, com 1,7 milhão de usuários em todo o mundo, o Moovit chega a Curitiba em parceria com a Urbs, que disponibilizou seu banco de dados. Com o Moovit, o passageiro que possua smartphone poderá compartilhar informações sobre a lotação do ônibus, se ele está limpo ou sujo, se o motorista está dirigindo bem ou não, além de acesso a dados já disponíveis no site da Urbs sobre as melhores opções de linhas, localização dos ônibus e tempo de espera.


O aplicativo foi apresentado nesta sexta-feira pelo presidente do Moovit, Omar Tellez, ao prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, e ao presidente da Urbs, Roberto Gregório da Silva Junior. Eles também tiveram uma apresentação de aplicativos desenvolvidos pelos grupos curitibanos Busão Curitiba e Map Hay, que já utilizam o banco de dados da Urbs.

O prefeito disse que a nova ferramenta vai auxiliar inclusive na fiscalização da operação do transporte e no próprio planejamento. "Para o desenvolvimento de aplicativos como este e outros que já foram e estão sendo desenvolvidos na cidade, a Urbs abriu seu banco de dados, disponibilizou todas as informações necessárias e essa é a proposta, de transparência, informações abertas à população, em todas as áreas", disse ele. Fruet baixou o aplicativo no seu smartphone.

No caso do transporte, o prefeito destacou que uma série de medidas estão sendo tomadas – desde o incentivo ao desenvolvimento e lançamento de aplicativos, a grandes projetos que foram apresentados ao governo federal – para melhoria da mobilidade, buscando oferecer um serviço com cada vez de maior qualidade.

Ao apresentar o aplicativo, Omar Tellez destacou a importância do mercado brasileiro para o Moovit e disse que Curitiba era uma das grandes metas da empresa, pela qualidade do transporte coletivo, reconhecida em todo o mundo. "Trabalhamos diretamente com muitas agências de transporte coletivo e devo destacar a qualidade de Curitiba nesta área", disse ele.

Com o novo aplicativo, explica o presidente da Urbs, Roberto Gregório da Silva Junior, o usuário do transporte coletivo terá oportunidade de participar ativamente, passando informações que serão disponibilizadas pelo aplicativo sobre as condições da viagem que ele está fazendo. A população terá mais uma ferramenta para ajudar na fiscalização do transporte coletivo. Tanto o Moovit, quanto os demais aplicativos não têm qualquer custo para o Município ou usuário.

Moovit permite que os usuários do transporte público, que possuam smartphones, compartilhem informações sobre ônibus de forma rápida, fácil e interativa, a partir de informações geradas pela sua comunidade de usuários. Ao andar com o aplicativo aberto o usuário já está contribuindo, anonimamente, com as informações, em tempo real.

Saiba mais

Dentre os recursos do aplicativo, o Moovit permite que o usuário:

•Visualize no mapa as estações mais próximas e as linhas que as atendem.
•Veja todos os horários de todas as linhas disponíveis.
•Saiba exatamente o horário da chegada de seu transporte, incluindo um mapa com a visualização da chegada de seu ônibus/trem à estação.
•Veja a melhor rota para chegar ao seu destino com base em sua preferência de transporte e com base no horário da partida/chegada de sua escolha.
•Tenha em suas mãos um guia de navegação passo a passo para chegar ao seu destino com facilidade, receba alertas sobre o caminho.
•Saiba seu tempo estimado de chegada, atualizado em tempo real e, caso necessário, novas opções de rotas alternativas.
•Visualize outros usuários Moovit no mapa, compartilhe e receba relatórios.
•Compartilhe sua viagem e tempo esperado de chegada com seus amigos e familiares.

O Moovit é gratuito e está disponível para smartphones com os sistemas Android e iOs . Com mais de 1,5 milhões de usuários pelo mundo, o Moovit está atualmente presente em mais de 30 cidades pelo mundo, incluindo Nova York, Los Angeles, Madri, Barcelona, Roma, São Paulo, Rio de Janeiro, Tel Aviv, Holanda, com lançamentos recentes no Reino Unido, Paris e Sidney.

Informações: Urbs
READ MORE - Urbs Curitiba amplia acesso a informações do transporte com novo aplicativo

Mais 30 ônibus novos chegam ao transporte de Aracaju

Vinte e quatro novos ônibus foram apresentados na manhã desta quinta-feira (22), à população aracajuana na praça de eventos da Orla de Atalaia, fazendo parte de um lote de 30 novos veículos que chegarão até o próximo sábado. A chegada dos ônibus 0km faz parte do plano de mobilidade urbana que está sendo implantado pelo prefeito João Alves Filho para a melhoria do transporte coletivo de Aracaju.

Os novos veículos que chegam para integrar o sistema de transporte coletivo de Aracaju foram adquiridos pela viação Modelo, uma das permissionárias existentes. Para o prefeito esse é mais um avanço que permitirá amenizar os problemas existentes com o transporte. A vinda desses ônibus faz parte de toda a renovação que estamos constantemente fazendo na mobilidade urbana de Aracaju. A empresa Modelo já está operando no sistema e chega positivamente com mais esses veículos novos. Queria poder entregar todos os ônibus imediatamente à população. Porém, isso não é possível, porque os fabricantes de ônibus não estão conseguindo entregar.


Quando assumimos a gestão, havia uma bomba de efeito retardado no setor de transportes. As empresas estão funcionando numa situação precária, sem licitação. Elas não são concessionárias, são permissionárias. São 20 anos nessa situação irregular, que é um absurdo. Quando há licitação, existem normas que devem ser seguidas e as penalidades que poderão ser aplicadas nas empresas que não se adequarem. Atualmente isso não existe aqui em Aracaju, explicou o prefeito, informando que no próximo mês os problemas com a quantidade de ônibus serão sanados. Durante o mês de setembro teremos ônibus suficientes para atender a população, garante.

De acordo com o superintendente da SMTT, Nelson Felipe, os novos veículos chegam para amenizar o déficit deixado pela empresa que saiu do sistema de transporte. Não vamos retirar os ônibus antigos da viação Modelo que já estão em circulação, por conta da demanda da população que é grande. Cobriremos mais duas linhas que começarão a operar a partir de amanhã na Piabeta e outras que farão Jardins e Parque dos Faróis.

Mobilidade Urbana

Os investimentos em mobilidade urbana vão além do transporte coletivo. De acordo com João Alves, a preocupação com as vias de circulação de veículos também faz parte do plano idealizado pelo prefeito.

O Rodando no Macio é uma solução definitiva. As operações tapa buraco não são eficazes por conta da situação precária que estão as ruas e avenidas de Aracaju. Tenho consciência que a demanda é muito grande. Buscando soluções para essa questão, estávamos com o vice-governador da Paraíba, que nos apresentará um novo equipamento para pavimentação com asfalto quente, que tem boa aderência e consequentemente melhor sustentação, garantindo maior resistência, disse o prefeito.

João Alves também informou a existência de outra possibilidade que a Prefeitura poderá adotar para seja executada em paralelo ao Rodando no Macio. Ontem falei com o secretário de Obras de Salvador, que está fazendo alguns testes com novas máquinas para o asfalto de Salvador. Vamos mandar nosso engenheiro, para ver o funcionamento e sabermos qual é a melhor solução para Aracaju. Estamos trabalhando incansavelmente para que o problema das vias de Aracaju finalmente termine.

O prefeito também anunciou que os abrigos serão reformados para amenizar os transtornos causados pela chuva aos usuários do transporte coletivo. Os abrigos estão incluídos na licitação que estamos fazendo de transporte. Mas emergencialmente estamos revitalizando alguns abrigos, disse João Alves.

Confira algumas linhas de circulação dos novos ônibus

Linha Augusto Franco - Bugio (5 ônibus)

Fernando Collor - DIA (6 ônibus e mais 1 a partir de segunda-feira)

Circular Industria e Comércio (5 ônibus)

Marcos Freire III e I- DIA (5 ônibus)

Fernando Collor- Atalaia (3 ônibus)

Circular shopping 2 ( 5 ônibus)

Ascom PMA
READ MORE - Mais 30 ônibus novos chegam ao transporte de Aracaju

Secretário anuncia fim de entraves para licitação do sistema de transportes de Salvador

A suposta dívida de R$ 600 milhões da prefeitura com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Salvador (Setps) não será mais obstáculo para a realização  da licitação do sistema de transportes do município, prevista para setembro.

No Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado juntamente com o Ministério Público da Bahia e Prefeitura de Salvador, na quinta-feira, 22, o Setps se compromete a não judicializar o processo.
Uma decisão favorável da Justiça ao sindicato impedia a realização de licitação para renovar o sistema de transporte  antes que a questão fosse analisada.


Prejuízos - A alegação do Setps é que os R$ 600 milhões devidos pela prefeitura resultam de prejuízos acumulados com os baixos valores das tarifas.

Com a assinatura do TAC, a  consulta pública ao edital de licitação estará disponível em setembro, segundo o secretário municipal de Transportes, José Carlos Aleluia.

"O problema da dívida será resolvido na Justiça. Não impedirá a realização da licitação" disse o secretário, que levou a decisão à reunião com  Comissão de Transportes da Câmara de Salvador, presidida pelo vereador Euvaldo Jorge (PP).
O encontro com a comissão foi vista por setores da oposição como a tentativa da prefeitura de legitimar o processo sem ampliar o debate com o Legislativo. "Só que a comissão de transportes é apenas uma instância do Legislativo e não representa o conjunto dos vereadores", observou o lider da oposição, Gilmar Santiago (PT).

"O Setps agora tem todo interesse em participar do processo, mas não vai  abrir mão de uma dívida que a população não reconhece, já que é historicamente insatisfeita pelo serviço prestado", diz.,

A vereadora Aladilce Souza (PCdoB) cobra mais transparência no processo. 'A prefeitura precisa fazer uma auditoria para atestar essa dívida, ou não. Não sei se o TAC resolve esse problema, inclusive porque o Setps pode adiar a questão judicial para depois da licitação", disse.

Sem caça às bruxas - A promotora Rita Tourinho diz que a licitação será interessante também para as empresas. "Elas não têm contrato, atuam em situação precária, que impede a contratação de financiamentos", disse, sugerindo que se evite uma 'caça às bruxas'.  "Só a licitação vai resolver a grave situação do transporte coletivo em Salvador", diz.

Por Rita Conrado
Informações: A Tarde Online
READ MORE - Secretário anuncia fim de entraves para licitação do sistema de transportes de Salvador

Com 103 km de ciclovias, Sorocaba tem apenas 1 acidente em 4 anos

Depois da instalação de 103 km de ciclovias em Sorocaba, a cidade teve apenas um acidente envolvendo bicicletas e carros em 4 anos. O único ciclista atropelado estava fora da via exclusiva para bicicletas. Hoje, o município tem a maior rede cicloviária do estado de São Paulo.

Além do baixo número de acidentes, o número de bicicletas nas ruas passou de 190 mil para 300 mil, segundo a prefeitura. Sorocaba tem uma bicicleta para cada 1,9 habitantes, já que a população total é de 586 mil pessoas. As bicicletas estão praticamente igualando o número de veículos automotores, que são 383 mil no município.

Em Sorocaba, é possível percorrer toda a cidade sem sair da ciclovia, que são seguras e separadas por grades. Também existem 50 paraciclos, 8 quiosques com bicicletários e 19 estações de empréstimo.

A prefeitura de Sorocaba já anunciou que vai construir mais 20 km de ciclovias. O município vizinho, Itu, também será interligado por ciclovia, em obra do Estado.

Informações: Catraca Livre

READ MORE - Com 103 km de ciclovias, Sorocaba tem apenas 1 acidente em 4 anos

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960