Em Olinda, Viaduto em Ouro Preto já foi liberado para o tráfego

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Equipamento faz parte das obras do corredor exclusivo de ônibus do eixo norte/sul e facilitará o tráfego misto da área, que registra, em média, 4 mil veículos por dia, em horário de pico.

A secretaria das cidades liberou, segunda-feira, 05 de agosto, o Viaduto de Ouro Preto, em Olinda. O equipamento, batizado com o nome do senador Nivaldo Rodrigues Machado (projeto de lei do Deputado Ricardo Costa - PTC), faz parte do corredor exclusivo de ônibus norte/sul e é o segundo a ser entregue à população. O primeiro foi o Viaduto Bajado, nos Bultrins, liberado para população em fevereiro de 2013. A liberação do viaduto aconteceu às 11h, na presença do Governador Eduardo Campos e do secretário das cidades, Danilo Cabral.

Com a liberação do viaduto, os veículos particulares e os coletivos das linhas 050 (PE-15/Boa Viagem), 913 (PE-15/Joana Bezerra) e 915 (PE-15), que circulam no Terminal PE-15, em ambos os sentidos, deverão utilizar o novo equipamento. Essas linhas não atenderão mais as paradas que ficam localizadas na pista local.


Para essas linhas, foi recuada em 200 metros a parada de ônibus de N° 150076, localizada no sentido Recife/Paulista, antes do viaduto, perto da av. Chico Science. Ela foi relocada para a frente ao bar da Neidinha. Nesta parada passam também as linhas: 050 (PE-15/Boa Viagem); 896 (Cidade Tabajara/Ouro Preto (veículo de pequeno porte - VPP); 907 (Paulista/Rio Doce); 909 (Paulista/Joana Bezerra); 913 (PE-15/Joana Bezerra); 915 (PE-15); 921 (Ouro Preto (Jatobá I); 926 (Ouro Preto (Jatobá II); 940 (Abreu e Lima/Olinda); 946 (Igarassu (BR-101); 967 (Igarassu/Sítio Histórico); 976 (Paulista (prefeitura)); 977 (paulista (Conde da Boa Vista)) ; 979 (Paulista (Rua do Sol) - expresso).

E no sentido inverso (Paulista/Recife), em frente a faculdade Facho, uma nova parada foi implantada antes do viaduto, no corredor central exclusivo de ônibus.

As demais linhas continuam a circular normalmente pela pista local, além dos motoristas que queiram entrar nas ruas do bairro, como Rua Ema e Peixe Agulha, por exemplo. 

Benefícios - a partir de janeiro de 2014, quando toda a obra do Corredor estiver concluída, o viaduto de Ouro Preto terá uma nova função. Das quatro faixas, duas pistas serão destinadas exclusivamente para o TRO (uma no sentido Recife/Paulista e outra no sentido Paulista/Recife) e outras duas pistas permanecem para o tráfego misto (ambas no sentido Paulista/Recife). Com o viaduto, o semáforo de entrada para o bairro de Ouro Preto será eliminado, fazendo com que os ônibus de BRT não parem no cruzamento existente, dando mais agilidade às viagens. O viaduto teve investimento de R$ 10 milhões e tem 360 m de extensão e 15 m de altura.

Segundo o secretário das Cidades, Danilo Cabral, a liberação do viaduto reforça o compromisso do Estado em entregar a obra do corredor Norte/Sul antes do prazo estabelecido pelo Governo Federal, que é o mês de junho de 2014. “Estamos focando nossos esforços para garantir a conclusão de todo o corredor até janeiro de 2014. Assim, estaremos melhorando a qualidade de vida dos usuários de ônibus que vão ter um sistema mais confortável e eficiente de transporte”, disse o secretário referindo-se ao sistema de BRT (Bus Rapid Transit – Transporte Rápido por Ônibus) adotado pelo estado para os principais corredores da Região Metropolitana.

Ordenamento do tráfego local: para facilitar o ordenamento do trânsito e agilizar o tráfego local a Secid reuniu diversos órgãos. Estão envolvidos no esquema especial agentes do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE), do Departamento de Estradas de Rodagens (DER), do Batalhão da Polícia Rodoviária de Pernambuco (BPRV), do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar de Pernambuco (BPTran-PE) e da Prefeitura Municipal de Olinda.

Corredor Norte/Sul - o corredor Exclusivo de BRT do Eixo Norte/Sul faz parte do Programa Estadual de Mobilidade Urbana (Promob), responsável pela implantação de 100 km de corredores exclusivos do transporte rápido por ônibus (TRO), na Região Metropolitana do Recife.

O corredor Norte/Sul conta com recursos do PAC Copa e PAC da Mobilidade e do próprio Tesouro Estadual. A obra está sendo executada pelo Consórcio Emsa/Aterpa, com início em Igarassu até o Terminal de Joana Bezerra, com ramificação para o centro do Recife, via Cruz Cabugá. Ao todo, tem um investimento de R$ 247 milhões, sendo R$ 151 milhões para o trecho Igarassu/Centro do Recife e R$ 96 milhões para o ramal Agamenon (Tacaruna/Joana Bezerra). Somando os dois eixos, o corredor conta com 43 estações e 37,9 km de extensão.

Senador Nivaldo Rodrigues Machado – O Projeto de Lei Ordinária nº 14870, sancionado em 11/12/2012, de autoria do deputado estadual, Ricardo Costa, batizou de senador Nivaldo Rodrigues Machado o viaduto de Ouro Preto.

Nivaldo foi professor da Faculdade de Direito de Olinda, escriturário, agente administrativo e agente fiscal do imposto de renda. Exerceu os mandados de vereador, por duas vezes, entre 1947 a 1955. Em seguida, exerceu o cargo de prefeito de Olinda (entre 1955 a 1959). Nivaldo foi eleito deputado estadual entre os anos de 1959 a 1983 e de senador entre os anos de 1985 a 1991.

Informações: Sec. das Cidades
READ MORE - Em Olinda, Viaduto em Ouro Preto já foi liberado para o tráfego

Em SP, Motoristas desrespeitam nova faixa de ônibus no corredor norte-sul

Muitos motoristas não respeitaram nesta manhã a nova faixa exclusiva para ônibus que foi implantada hoje (5) pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) no corredor norte-sul

A faixa exclusiva tem 10,4 km e vai do túnel João Paulo 2º (Anhangabaú) até a avenida Jornalista Roberto Marinho. A faixa exclusiva funcionará nos dois sentidos das avenidas, de segunda a sexta-feira das 6h às 22h.
Fernando Borges
Segundo a CET, agentes de trânsito estão na via para orientar os motoristas sobre a mudança. A companhia explica que nos primeiros dias não haverá multas para quem invadir a faixa, mas que em breve o motorista que desrespeitar e invadir a pista voltada para os ônibus poderá levar multa de R$ 53,20 e ainda perder três pontos na carteira de habilitação.


A previsão é de que as multas passem a ser aplicadas após o dia 12 de agosto, quando a faixa exclusiva será ampliada até a avenida Atlântica. Na semana passada, passou a funcionar o primeiro trecho da faixa no corredor norte-sul, que vai da ponte das Bandeiras até o parque da Luz e entre a rua Prestes Maia e a rua Paineira do Campo.

LENTIDÃO

Por conta das mudanças no trânsito, o corredor norte-sul era a via mais congestionada nesta manhã. De acordo com a CET, por volta das 10 horas eram 8,6 km na via no sentido aeroporto. No sentido oposto, a lentidão era de 7,8 km.

A reportagem levou cerca de 1h30 para percorrer na manhã de hoje os 10,4 km que compreendem o trecho do novo corredor no sentido Santana. Já no sentido oposto, foram 35 minutos para trafegar no trecho.

Por volta das 10h, a CET registrava 116 km de vias congestionadas, o que representa 13,3% dos 868 km de vias monitoradas. A pior região era a zona sul, com 40 km de filas. Segundo a CET, a média do horário é de 12%.

OBRAS

Em Pinheiros, na zona oeste, a rua Teodoro Sampaio será interditada a partir de hoje para a continuação das obras de revitalização da região do largo da Batata. O bloqueio acontece entre a avenida Brigadeiro Faria Lima e a rua Cunha Gago e durará 90 dias.

Apenas ônibus poderão circular pelo trecho e as linhas que tiverem seus pontos finais na rua Dr. Manoel Carlos Ferraz de Almeida pararão agora na avenida Brigadeiro Faria Lima entre as ruas Cristóvão Gonçalves e Bartolomeu Zunega.

Quanto aos ônibus com ponto final na rua Cardeal Arcoverde, próximo à rua Baltazar Carrasco, terão o itinerário alterado pelas ruas Pedro Cristi, Cunha Gago, Edson Dias e avenida Pedroso de Morais.

Informações: Folha de São Paulo
READ MORE - Em SP, Motoristas desrespeitam nova faixa de ônibus no corredor norte-sul

Leilão do trem bala está mantido para 16 de agosto, diz ministro

O ministro dos Transportes, César Borges, disse nesta segunda-feira que a data definida para o leilão do trem bala, que ligará Rio de Janeiro, São Paulo e Campinas, foi mantida. A previsão é que a entrega de propostas ocorra em 16 de agosto.

Questionado sobre a possibilidade de o leilão ser novamente adiado, Borges afirmou que "não faz ideia" de onde podem ter partido os comentários. "Mas o que está havendo em relação ao [adiamento do] projeto é mera especulação".

O ministro afirmou ainda que a construção do Trem de Alta Velocidade (TAV) tem sofrido por “desinformação” de parte da população que é contra o projeto. Ele destacou que boa parte dos recursos partirá do setor privado.

Ao comentar sobre as licitações de ferrovias, o ministro disse que o governo tem avançado na definição do modelo de concessão e há apenas divergências relacionadas ao custo dos projetos (capex). O ministro disse ainda que mesmo a licitação das rodovias que "tem ido bem" está sendo alvo de "mau agouro".

Por Rafael Bitencourt | Valor

READ MORE - Leilão do trem bala está mantido para 16 de agosto, diz ministro

Governo e prefeitura apresentam projetos de mobilidade para Natal

O Governo do Estado e a Prefeitura de Natal apresentaram projetos de mobilidade urbana para a capital potiguar nesta segunda-feira (5) no Ministério das Cidades. As propostas do Município preveem investimentos de R$ 577 milhões que prometem desafogar o trânsito na cidade. Já o Estado apresentou sete pleitos, que representam investimentos de R$ 330 milhões.

Além das obras de infraestrutura, o projeto da prefeitura prevê a implantação de corredores como Vias de Trânsito Rápido (VRT), estações de transferência e interligação entre os transportes rodoviário e ferroviário. De acordo com o projeto, a avenida Salgado Filho passará por intervenções nos cruzamentos com as avenidas Bernardo Vieira e Antônio Basílio, onde devem ser construídos túneis e nos cruzamentos com as avenidas Nascimento de Castro e a Amintas Barros. A ideia é construir viadutos entre as vias.

A secretária de Mobilidade Urbana de Natal, Elequicina dos Santos, afirmou que Natal foi a quarta cidade do país a apresentar projeto para pleitear recursos do pacote de mobilidade urbana anunciado pelo Governo Federal para municípios acima de 700 mil habitantes. Segundo a secretária, o Ministério das Cidades aguarda a apresentação dos projetos de mais 11 cidades para definir a distribuição dos recursos. Todo esse processo deve durar mais duas semanas.

Entre os pleitos do governo estão a implantação do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) em Natal e a construção de um viaduto no Gancho de Igapó.

Além dessas duas, foram pleiteadas as seguintes obras: adequação da travessia urbana na avenida Francisco Mota, em Mossoró; adequação de capacidade do acesso Natal-Cajupiranga através da interligação da BR-101 à avenida Maria Lacerda Montenegro; urbanização da Rota do Sol, em Natal, com a implantação de ciclovia e faixa para passeio para pedestres; contorno de Extremoz - interligando a BR-406 a Genipabu; e a implantação de um sistema viário de interligação entre a RN-160 e a BR-226, em Macaíba.

Informações: G1 RN

READ MORE - Governo e prefeitura apresentam projetos de mobilidade para Natal

Motorista de carro de SP deve migrar para ônibus, diz secretário

O secretário de Transportes de São Paulo, Jilmar Tatto, disse nesta segunda-feira (5) que o motorista de carro deve migrar para o transporte público para fugir dos congestionamentos. A afirmação foi feita durante entrevista ao Bom Dia São Paulo, ao responder à pergunta de um telespectador que se queixou de gastar mais tempo em seus deslocamentos diários após a adoção de faixas exclusivas para ônibus.

Apenas nesta segunda-feira, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) inaugurou mais 10,4 km de faixas exclusivas para ônibus no Corredor Norte-Sul. As faixas foram implantadas em trechos da Avenida 23 de Maio, Rubem Berta, Professor Ascendino Reis, Moreira Guimarães, Washington Luís e Jornalista Roberto Marinho. Segundo Tatto,  a Prefeitura pretende ampliar as faixas exclusivas e corredores para aumentar a velocidade média dos coletivos e diminuir o tempo de espera do passageiro.


“Não tem solução [para aumento da lentidão para carros após faixas exclusivas para ônibus] . O espaço não é democrático. O motorista de carro deveria agradecer o usuário de ônibus pelo fato de ele estar usando o ônibus. Você tem uma parte que é cultural. Às vezes a pessoa mora num lugar que tem o Metrô, tem o ônibus, tem uma rede adequada, é de boa qualidade, e ela vai de carro trabalhar. Então, isso é uma mudança cultural. Às vezes as pessoas saem daqui, viajam para fora, para outro país, lá anda de metrô e ônibus e aqui não quer andar”.

O secretário afirma que a velocidade média dos ônibus em São Paulo, de 13 km/h, é inaceitável. “Para resolver este problema, a Prefeitura está inaugurando nesta segunda-feira mais 10 km de faixa exclusiva na Avenida 23 de Maio e vamos interar mais 100 km de faixas exclusivas [até o final do ano]. O projeto este ano é ter 220 faixas exclusivas além dos 150 corredores de ônibus até 2016”.

Apesar de incentivar o uso do transporte coletivo, o secretário admite que o serviço não é de boa qualidade. “Reconhecemos que a qualidade do sistema do transporte não é bom, principalmente na periferia. Mas na região central, no Centro expandido, você tem uma rede de ônibus e Metrô que é adequada. No horário de pico em todos os lugares do mundo, nas grandes cidades, o ônibus é lotado, não é só São Paulo”.

Um dos grandes desafios da administração pública, segundo Tatto, é reorganizar o sistema do transporte. “Tem lugares que faltam ônibus e tem lugares que tem ônibus sobrando. É um problema de organização do sistema, mas também não podemos tapar o sol com a peneira: a cidade de São Paulo precisa de uma rede ferroviária que não existe, tanto da CPTM quanto do Metrô, porque o ônibus é um transporte auxiliar, ele não é um transporte de massa, ele tem que ajudar o transporte de massa. Na medida em que você não tem esse transporte de massa, que é o Metrô, o ônibus precisa dar conta”.

M'Boi Mirim
Jilmar Tatto explicou que um dos motivos para o gargalo na Estrada de M'Boi Mirim, na Zona Sul da capital, acontece porque a reorganização dos transportes não foi concluída e dificulta o tráfego de ônibus.
“Na M’Boi Mirim você tem o corredor de ônibus do lado esquerdo e ao mesmo tempo você tem lá os micro-ônibus que ficam do lado direito. Isso está errado, mas não dá para mudar de uma hora para outra porque precisamos seccionar estes ônibus no terminal. O Ângela [terminal] e o [terminal] Guarapiranga estão abarrotados, por isso está dentro do projeto da Prefeitura construir um novo terminal para seccionar estas linhas no sentido de amenizar o problema”.

Segundo o secretário, a cidade ficou muito tempo parada sem investimento no transporte público. “O que estamos fazendo agora é acelerar e construir terminais, corredores, fazendo faixas exclusivas, e agora reorganizando as linhas", disse Tatto.

Informações: G1 São Paulo
READ MORE - Motorista de carro de SP deve migrar para ônibus, diz secretário

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960