São Paulo ganhou 1,5 milhão de carros em uma década

domingo, 7 de julho de 2013

Em dez anos, o número de carros em São Paulo aumentou quase 1,5 milhão. Passou de 3,4 milhões em abril de 2004 a 4,9 milhões em abril último --um salto de 43%.

Isso ocorreu por causa da elevação da renda e da redução de impostos sobre os carros populares desde 2009.

O aumento do congestionamento tem um custo astronômico, segundo estimativa do engenheiro Eduardo Vasconcellos: consome R$ 8 bilhões por ano, quando se contam os gastos de combustível, depreciação da frota e perda de produtividade das pessoas paradas no trânsito.


A maior perda, diz ele, que é assessor da ANTP (Associação Nacional de Transportes Públicos), é dos usuários de ônibus, que passam mais tempo no congestionamento.

O aumento do trânsito também tem impacto nas finanças públicas. Um projeto de corredores da Prefeitura de São Paulo para dobrar a velocidade dos ônibus em horários de pico, hoje de 12 km por hora, está orçado em R$ 8 bilhões, segundo a Secretaria Municipal dos Transportes.

Como a prefeitura não tem recursos, Fernando Haddad (PT) vai a Brasília tentar obter o dinheiro para cumprir a promessa de campanha.

"Baratear o transporte privado aumenta o custo do público a médio prazo", diz o engenheiro Carlos Henrique Ribeiro de Carvalho, pesquisador do Ipea (Instituto de Pesquisas Econômicas e Aplicadas). "Menos pessoas usando ônibus significa um custo maior por passageiro".

A Associação Nacional de Transportes Públicos estima que o trânsito onera em 25% o preço da passagem de ônibus.

O congestionamento maior eleva o preço porque os ônibus gastam mais diesel e mais tempo num trajeto.

Como a passagem em São Paulo custa R$ 3, pelo menos R$ 0,75 são decorrentes de congestionamentos.

O aumento do trânsito obriga as empresas a colocar mais ônibus na mesma linha --isso chama-se perda de produtividade em economês. Há 18 anos um ônibus fazia oito viagens por dia. Hoje, faz cinco.

SUBSÍDIOS

Vasconcellos comparou as desonerações que o governo dá a carros, táxis e motos e aos ônibus (não paga IPI e desde o começo do ano, não recolhe PIS e Cofins).

O resultado é que o transporte individual recebe isenções e subsídios de R$ 16 bilhões ao ano, enquanto os ônibus recebem R$ 2 bilhões.

A proporção das desonerações de carro e ônibus é de oito para um. Enquanto o ônibus ganha R$ 1 de incentivo, o carro, a moto e o táxi têm isenções de R$ 8.

Informações: Folha SP

READ MORE - São Paulo ganhou 1,5 milhão de carros em uma década

No DF, Governo investe R$ 5 milhões para construir 38 quilômetros de ciclovias

O GDF (Governo do Distrito Federal) irá construir, até o final deste ano, 38 quilômetros de ciclovias para atender aos moradores de 13 quadras do Park Way, região administrativa do DF. Os gastos somam R$ 5 milhões.     

De acordo com o administrador da cidade, José Benevenuto Estrela, cidades como Copenhague, na Dinamarca, Bogotá, na Colômbia, e Amsterdam, na Holanda, colecionam importantes avanços com a priorização de ciclovias, ao invés de veículos.     

— O objetivo da construção das pistas exclusivas para bicicletas é deixar o DF "mais humano", ou seja, com a convivência harmônica entre carros e ciclistas.    

Outro ponto positivo das obras, segundo Benevenuto, é a redução da poluição e os ganhos para o meio ambiente.    

Segundo a moradora da quadra 23 do Park Way, Juliana Albuquerque, a chegada das ciclovias é bem-vinda.     

— Com a ciclovia, vou deixar meu carro em casa e realizar com mais frequência as minhas atividades físicas.     

As obras estão previstas no Caderno das Cidades, da Casa Civil do DF, que reúne outros projetos e ações que o GDF planeja realizar nas demais regiões administrativas.  

READ MORE - No DF, Governo investe R$ 5 milhões para construir 38 quilômetros de ciclovias

Em Fortaleza, 19 linhas de ônibus têm sentido alterado com obras na Washington Soares

Os usuários do transporte coletivo que trafegam pela avenida Washington Soares, em Fortaleza, serão afetados com as mudanças causadas pelas obras de alargamento da via e construção de dois túneis, iniciadas neste sábado, 6, pelo Departamento Estadual de Rodovias (DER). A interdição na Washington Soares, no sentido leste-oeste, entre as avenidas Cel. Miguel Dias e Sebastião de Abreu, afeta 19 linhas de ônibus, que seguirão os mesmos desvios dos demais veículos. Assim, motoristas que estiverem no sentido CE-040-avenida Engenheiro Santana Júnior terão que seguir no contra fluxo e continuar normalmente no sentido sertão-praia.

A Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC) informou que 12 agentes de trânsito vão monitorar o trecho diariamente, orientando os motoristas e controlando o tráfego nas rotas que serão utilizadas como desvios.
De acordo com a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), usuários das linhas atingidas estão sendo informados por meio de cartazes no interior dos coletivos e de colaboradores nos pontos de paradas, que também terão de ser alterados por conta dos desvios.

Confira abaixo as linhas alteradas e seus novos itinerários:
019 – Messejana/Papicu/Manibura
021 – Luciano Cavalcante/Papicu
023 – Edson Queiroz/Papicu (Corujão)
035 – Av. Paranjana (Corujão)
041 – Parangaba/Oliveira Paiva/Papicu
050 – Siqueira/Papicu/W.Soares
052 – Grande Circular 2
053 – Messejana/Papicu/W.Soares
056 – Grande Circular 2 (Corujão)
066 – Parangaba/Papicu/Aeroporto
068 – Messejana/Papicu/Cambeba
074 – Antônio Bezerra/Unifor
075 – Campus do Pici/Unifor
093 – Expresso/Messejana/Papicu
705 – Canindezinho/Iguatemi
755 – Cj. Alvorada/North Shopping
806 – Edson Queiroz/Papicu
816 – Edson Queiroz/Centro
820 – Papicu/Cj. Alvorada

Confira os percursos alternativos devido bloqueio da pista norte da avenida Washington Soares:

Opção 1 - Av. Rogaciano Leite (sentido sertão/praia): direita na Av. Atilano de Moura, esquerda na Av. Miguel Dias e esquerda novamente para retornar à Av. Washington Soares.

Opção 2 - Av. Washington Soares (sentido praia/sertão): direita na Av. Miguel Dias, esquerda na Des. Manoel de Sales Andrade e direita novamente para retornar à Av. Washington Soares.

Opção 3 - Av. Washington Soares (sentido sertão/praia): não será necessário realizar desvio, apenas trafegar pelo contrafluxo pela própria avenida.

Opção 4 - Av. Sebastião de Abreu (sentido praia/sertão): Av. Washington Soares direto, direita na R. Firmino Rocha Aguiar, direita na Av. Miguel Dias para retornar à Av. Washington Soares.

Veja o mapa de desvio de tráfego aqui.

Veja o mapa com os desvios do transporte coletivo aqui.

OBRAS
Segundo o DER, atualmente as obras encontram-se 70% concluída e tem previsão de entrega em agosto de 2013. O investimento é de R$ 30 milhões, sendo R$ 25 milhões do tesouro estadual e R$ 5 milhões recurso privado.

Redação O POVO Online
READ MORE - Em Fortaleza, 19 linhas de ônibus têm sentido alterado com obras na Washington Soares

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960