Recife terá greve de ônibus na próxima segunda-feira

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Com o fracasso das negociações entre os rodoviários e os donos das empresas de ônibus, motoristas e cobradores da Região Metropolitana do Recife decidiram entrar em greve a partir da 0h da próxima segunda-feira (1º). Os rodoviários vão manter apenas 30% da frota rodando. 

A reunião entre os rodoviários e os empresários teve início por volta das 16h desta quinta-feira (27) e foi mediada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), sendo realizada na sede do órgão, no bairro do Espinheiro, no Recife. Após quatro horas, a reunião foi encerrada sem acordo. Os rodoviários reivindicam um aumento de 33%, mas a proposta da classe patronal foi de 3%.

"O percentual oferecido é muito baixo, impossibilitando qualquer diálogo", afirmou Noelia Brito, advogada da Oposição Rodoviária de Verdade, grupo dissidente do Sindicato dos Rodoviários. A reunião contou com a participação de representantes do sindicato e da oposição.

Ainda de acordo com Noelia Brito, o MPT considerou o movimento legal e proibiu a classe patronal de contratar terceirizados para susbtituírem os grevistas durante a paralisação.

Informações: NE10

READ MORE - Recife terá greve de ônibus na próxima segunda-feira

Em São Paulo, Passageiros aprovam faixas para ônibus, mas carros continuam invadindo as vias destinadas aos ônibus

A Prefeitura de São Paulo criou, desde o começo do ano, quase 60 km de faixas exclusivas para ônibus. No total, a cidade tem hoje 210 km de faixas. Os passageiros e especialistas aprovam a iniciativa e dizem que as faixas agilizam o caminho, mas, para eles, outros fatores têm que mudar para o transporte público ficar bom, como a qualidade do veículos e a superlotação.
“Precisamos de novos corredores e mais corredores. Nós temos muitos poucos corredores na cidade de São Paulo. E nós também temos que melhorar a qualidade de veículos”, fala o professor de transporte público da USP, Jaime Waisman.

Nas ruas João Rudge e Alfredo Pujol, na Zona Norte da capital, as faixas começaram a funcionar há um mês e estão agradando os usuários. “Acho muito importante, na verdade facilita bastante para nós trabalhadores que acordamos cedo, não corre risco de chegar atrasada, então facilita muito”, fala a operadora de turismo Camila Moreira.


A administração pública diz ainda que a meta é instalar, até 2016, 150 km de faixas exclusivas e mais 150 km de corredores de ônibus na cidade. “Hoje para você tirar um usuário do transporte individual para o transporte coletivo, os ônibus têm que andar no mínimo a 20 km/h e com ultrapassagem você pode criar serviços diferenciados, o parador, o semi-expresso e o expresso e aí você tem públicos diferentes”, orienta o consultor de engenharia de tráfego Horácio Figueira.
A faixa exclusiva da Avenida Engenheiro Caetano Álvares, também na Zona Norte, existe desde abril, mas os motoristas não respeitam as regras e trafegam pelo corredor. A infração rende multa de R$ 53 e três pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A responsabilidade de punir essas infrações é da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e da SPTrans.

Os motoristas de ônibus dizem que a invasão dos carros atrapalha e quem anda de carro reclama que o caminho ficou mais estreito por causa dos ônibus ao lado. “As linhas, não de corredores, devem não passar nas avenidas para que não tenha nenhum conflito de interesse”, diz o consultor de engenharia urbana Luiz Célio Bottura.

A CET disse que este ano intensificou a fiscalização contra os motoristas que invadem a faixa exclusiva de ônibus. Segundo a companhia, de janeiro a abril deste ano, o número de multas cresceu mais de dez vezes comparado com o mesmo período do ano passado. A CET informou ainda que a fiscalização é feita por equipamentos eletrônicos, agentes da companhia e também fiscais da SPTrans.

Informações: G1 SP
READ MORE - Em São Paulo, Passageiros aprovam faixas para ônibus, mas carros continuam invadindo as vias destinadas aos ônibus

Câmara aprova proposta que ajuda a reduzir tarifa do transporte coletivo

O plenário da Câmara aprovou nesta quarta-feira (26) a redução para zero das alíquotas das contribuições sociais para o PIS/Pasep e a Cofins que incidem sobre o transporte coletivo. A medida abre caminho para novas reduções nos preços das tarifas. O texto, que agora será enviado para votação no Senado, não estipula prazo de validade para o benefício fiscal.

A proposta aprovada pelos deputado é uma emenda de plenário, em substituição ao projeto original do deputado Mendonça Filho (DEM-PE). O projeto zera a alíquota nas modalidades de transporte terrrestre (rodoviário, metroviário e ferroviário) e também de transporte aquaviário.

Pela proposta inicial, a desoneração estava prevista somente para o transporte terrestre, mas uma emenda estendeu o benefício também para o aquaviário.

Segundo parecer favorável ao projeto do deputado Milton Monti (PR-SP), a redução das alíquotas atende às reivindicações por tarifas de transporte mais baixas apresentadas durante os protestos de rua em todo o país.

READ MORE - Câmara aprova proposta que ajuda a reduzir tarifa do transporte coletivo

No Recife, Usuários de ônibus protestam contra forma de operação do Terminal Tancredo Neves

Moradores do Ibura e adjacências realizaram um protesto que durou cerca de 3 horas, tendo início às 6h desta quinta-feira (27). O ato se deu contra as operações do Terminal Integrado Tancredo Neves. Os manifestantes se aglomeraram entre a avenida Dois Rios e o fim da rua Rio Xingu, fechando as vias de acesso, com um carro de som, interditando o trânsito.
Foto: Blog Meu Transporte
Entre as reivindicações estão a insuficiência no número de ônibus; o aumento do tempo de espera dos coletivos; o sucateamento das linhas que atendem a população e, ainda, a falta de infra-estrutura para idosos, gestantes e deficientes como a inatividade da escada rolante do terminal. Os manifestantes também querem que seja construídas faixas exclusivas para ônibus da avenida Recife até a Mascarenhas de Moraes.

Até as 10h, o trânsito ficou complicado na Zona Sul da capital pernambucana. Mesmo estando atrasados por causa do congestionamento, motoristas, cobradores e passageiros que estavam dentro dos ônibus apoiaram a manifestação. Os manifestantes também reclamam de ônibus quebrados constantemente. Os moradores ainda pediram melhorias nas estradas que dão acesso ao Ibura e uma faixa preferencial para o transporte coletivo na Avenida Recife.


Por meio de nota enviada por e-mail, o Grande Recife Consórcio de Transporte comunicou que o órgão participará ainda nesta quinta-feira (27) de uma reunião com representantes da comunidade para ouvir as principais reivindicações dos moradores. "Em paralelo a isso, o Consórcio está com uma equipe de fiscais nas ruas para acompanhar quais as interferências estão ocorrendo na operação do Terminal Integrado Tancredo Neves".

Informações: Folha de Pernambuco e TV Jornal





READ MORE - No Recife, Usuários de ônibus protestam contra forma de operação do Terminal Tancredo Neves

São Bernardo do Campo terá R$ 500 mi para corredores

A Prefeitura de São Bernardo assinou nesta terça-feira (25), em Brasília, um contrato de US$ 250 milhões com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) para a construção de 11 corredores de ônibus na cidade - são US$ 125 milhões do BID e o mesmo valor será investido pela Prefeitura. A assinatura foi realizada na sede do BID entre o prefeito Luiz Marinho e a representante do banco no Brasil, Daniela Carrera-Marquis.

Com a assinatura do contrato, a Prefeitura já começa a preparar a licitação do primeiro lote de obras das intervenções, que compreende três corredores: Alvarenga, João Firmino e Rudge Ramos (Vergueiro). "A partir de setembro já vamos abrir a licitação para o primeiro lote, no valor de R$ 120 milhões", afirma o secretário de Transportes, Oscar Silveira Campos, que acompanhou o prefeito.

No total, a obra será dividida em outros três lotes. A expectativa é de que as obras já comecem no início do ano que vem, pelo corredor Alvarenga. 

"Com esse conjunto de intervenções vamos transformar a cidade e fazer com que São Bernardo alcance um novo patamar em mobilidade urbana. Essas obras são voltadas para o transporte público mas vão interferir, com certeza, no transporte individual na nossa cidade", afirmou Marinho.

"Estamos muito contentes em contribuir para a melhoria do transporte em São Bernardo", disse Daniela.

O prefeito também falou sobre a possibilidade de novos investimentos na cidade. "Podemos começar diálogos para novos projetos a partir de 2014", afirmou.

BID 2 / Na gestão passada, do ex-prefeito William Dib, houve uma empreitada semelhante. Na oportunidade, foram US$ 254 milhões, quase R$ 440 milhões, destinados aos projetos do São Bernardo Moderna.

Na ocasião, porém, mesmo sendo assinado em 2007, foi concluído apenas no ano passado, já na administração petista de Luiz Marinho.

MAIS

Reestruturação
A assinatura do contrato faz parte do projeto de modernização do transporte coletivo da cidade. Os 11 corredores cortarão o traçado do Monotrilho (Metrô ABC), previsto para ser concluído em 2016. Com os novos corredores, os ônibus deixarão de passar pelas vias da região central como Faria Lima e Jurubatuba. 

R$ 250 
milhões é a contrapartida da prefeitura

Ônibus
O investimento é concretizado no período em que uma multidão sai às ruas para protestar contra o reajuste da tarifa (cai para R$ 3 na segunda)

READ MORE - São Bernardo do Campo terá R$ 500 mi para corredores

Prefeitura de Teresópolis reduz passagem de ônibus

Nesta quarta-feira (26), Arlei Rosa, prefeito de Teresópolis, Região Serrana do Rio de Janeiro, assinou um decreto municipal que reduz o preço da passagem de ônibus. O novo valor, para a zona urbana, caiu de R$ 2,90 para R$ 2,75. Já na zona rural, a queda foi de R$ 0,20 e o novo preço passou para R$ 4,80.

Os valores reduzidos entram em vigor cinco dias após a publicação do decreto em Diário Oficial. A decisão foi tomada depois da última reunião no gabinete do prefeito entre Arlei Rosa e um grupo de oito manifestantes que integram a Comissão do Movimento Popular.

A queda no valor das passagens de ônibus aconteceu após uma manifestação na cidade, que aconteceu na última quinta-feira (20). Segundo a Polícia Militar, cerca de mil pessoas, a maioria jovens e estudantes, fecharam a Rua Feliciano Sodré, principal via da cidade.

Entre as reivindicações, estavam a redução imediata do valor da passagem de ônibus de R$ 2,90 para R$ 2,00. O transporte público da cidade é considerado um dos mais caros da Região Serrana. Um grupo de manifestantes também cobrou melhorias na área de saúde do município.

READ MORE - Prefeitura de Teresópolis reduz passagem de ônibus

Em Ponta Grossa, Greve do transporte é mantida com circulação parcial da frota

Reunidos em assembleia no final da tarde desta quinta-feira (27), funcionários da Viação Campos Gerais (VCG) decidiram manter a greve no transporte intramunicipal em Ponta Grossa, nos Campos Gerais. No entanto, os motoristas e cobradores aceitaram cumprir a liminar do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) que determina a circulação parcial dos ônibus para não pagar multa diária de R$ 100 mil. Uma nova audiência no TRT, na próxima segunda-feira (1º), vai definir o rumo da greve.

O sindicato da categoria orientou que os motoristas circulem com velocidade normal e não promovam danos nos ônibus. Após a decisão da assembleia, o ônibus articulado que estava em frente à garagem da VCG foi retirado para que os demais ônibus voltassem a circular, conforme previa a liminar. Os funcionários que não estão na escala de plantão estão sendo orientados a ficar em frente à garagem da empresa. Duas tendas, com três banheiros químicos e até uma churrasqueira foram montados no canteiro central da avenida que fica em frente à garagem da VCG para acolher os funcionários grevistas.

A retomada parcial do serviço iniciou às 17 horas desta quinta-feira (27). Segundo a liminar, 70% dos ônibus devem rodar nos horários de pico, ou seja, das 5 às 8h30, das 11 às 14 horas e das 17 às 20 horas. Nos demais períodos, 50% da frota deve estar em circulação.

A categoria pede reajuste salarial de 12% e vale-alimentação de R$ 240 (hoje o vale é de R$ 120). Durante audiência realizada na manhã desta quinta-feira (27), na sede do TRT em Curitiba, a empresa propôs reajuste de 10% e vale-alimentação de R$ 170. Em assembleia, os funcionários decidiram manter a proposta e, caso não sejam atendidos durante a audiência da próxima semana, voltarão a paralisar 100% da frota, desrespeitando a liminar.

A paralisação começou à 0 hora de quarta-feira (26) deixando cerca de 100 mil pessoas sem transporte coletivo em Ponta Grossa. A prefeitura estabeleceu multa de R$ 50 mil à VCG devido à paralisação total.

A VCG emprega 1.250 funcionários, entre motoristas, cobradores e o pessoal do administrativo. O salário inicial de um motorista é de R$ 1.318, enquanto que um cobrador em início de carreira ganha R$ 789.

Com o receio de que o reajuste dos funcionários eleve o valor da tarifa (que hoje é de R$ 2,60 para usuários em geral e R$ 2,50 para quem usa bilhete eletrônico), os vereadores de Ponta Grossa aprovaram na quarta-feira (26) a isenção do Imposto sobre Serviços (ISS), sugerida em projeto de lei do Executivo. O projeto segue agora para sanção. 

Por Maria Gisele da Silva
Informações: Gazeta do Povo

READ MORE - Em Ponta Grossa, Greve do transporte é mantida com circulação parcial da frota

Acordo põe fim à greve do transporte coletivo em Bauru

Um acordo estabelecido na tarde desta quinta-feira (27) colocou fim à greve de quase sete dias do transporte coletivo de Bauru (SP). Um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) foi firmado entre os envolvidos em uma reunião mediada pelo procurador do Ministério Público do Trabalho, Luís Henrique Rafael. Participaram representantes do movimento grevista, do Sinditran, da Transurb, da Emdurb e da prefeitura.

Pelo acordo, o vale-alimentação dos motoristas passou de R$ 360 para R$ 400 e a participação nos lucros da empresa passou de R$ 1000 para R$ 1100.

Eles também conseguiram a estabilidade de seis meses e será descontado um dia de greve por mês, ou seja, será descontado um dia de trabalho durante sete meses.

Já o reajuste salarial de 12%, que era uma das exigências do movimento grevista, não foi obtido.Com o fim da greve, 70% da frota já volta a circular nesta quinta-feira. Nesta sexta-feira (28), 100% dos ônibus estarão nas ruas.

Informações: G1 Bauru e Marília

READ MORE - Acordo põe fim à greve do transporte coletivo em Bauru

Em Manaus, Tarifa do transporte coletivo cai para R$ 2,75 a partir de julho

A tarifa do transporte coletivo de Manaus vai cair para R$ 2,75 a partir de 1º de julho. A decisão foi anunciada na tarde desta quarta-feira (26) pelo prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, e pelo governador do Amazonas, Omar Aziz. A decisão ocorreu após análise das reivindicações  de manifestantes na capital amazonense e encontro com representantes do Movimento Passe Livre (MPL).

Para conseguir a redução, o Governo do Estado desonerou o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) dos ônibus utilizados no transporte coletivo. A diferença também será subsidiada pelo Poder Público; são R$ 12 milhões pelo Estado e R$ 8,4 milhões pela Prefeitura. ”Resolvemos reduzir R$ 0,05 relativos a desoneração do IPVA e subsidiar outros R$ 0,10. Ao todo, é um investimento de R$ 20,4 milhões, que não vamos tirar de nenhum setor”, explicou o prefeito.


O valor de R$ 2,75 é o mesmo praticado pelo sistema de transporte coletivo em Manaus até o último dia 29 de março. Na ocasião, Arthur Neto justificou o aumento para R$ 3 para atender reivindicação das empresas do setor. O aumento, que ocorreu após 17 meses de tarifa estabilizada em R$ 2,75, também serviria para investir em veículos novos e treinamento de motoristas e cobradores.

Valor da passagem de ônibus em Manaus passou de R$ 2,75 em março, para R$ 3,00 em abril deste ano. No último dia 10 de junho, a Prefeitura da capital anunciou a redução para R$ 2,90. Dezesseis dias depois, o novo reajuste faz a passagem retrair novamente para R$ 2,75.

No mês de março, Arthur disse que valor da passagem seria “rediscutido” e poderia chegar a R$ 3,20, em 2014. Em reunião com a Prefeitura, também no primeiro trimestre do ano, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas (Sinetram) apresentou pedido para que o valor fosse elevado para R$ 3,50.

Informações: Portal Amazônia
READ MORE - Em Manaus, Tarifa do transporte coletivo cai para R$ 2,75 a partir de julho

Prefeitura de Macapá reduz tarifa de ônibus em R$ 0,20

A Prefeitura de Macapá reduziu o preço da passagem no transporte coletivo da capital, de R$ 2,30 para R$ 2,10. O anúncio foi dado pelo prefeito Clécio Luis (Psol), nesta quarta-feira (26) após reduzir impostos municipais às empresas de transporte de passageiros, em Macapá. A nova tarifa passa ser cobrada partir de segunda-feira (1º).

A redução tarifária de 9.5% foi possível por causa da desoneração no Imposto Sobre Serviços (ISS), de 5% para 3%; e na Taxa de Gerenciamento, 6% para 3%, pagos pelas empresas de transporte coletivo em Macapá. O cálculo ainda foi feito com base na redução de 17% no ICMS na compra de combustível pelas empresas, concedido pelo Governo do Amapá, na terça-feira (25); e na desoneração do PIS/Cofins pelo Governo Federal.

"Somamos todas essas desonerações de impostos e o valor ficou em R$ 2,11, mas arredondamos para R$ 2,10. Nós não isentamos totalmente os tributos municipais porque com esse recurso é que a Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMac) sobrevive, e não podemos prejudicá-la em trabalhos de melhoramento do sistema de trânsito", justificou o prefeito de Macapá, Clécio Luís.


De acordo com o prefeito, a perda na arrecadação em impostos municipais vai ser arcada pelo próprio poder executivo. "Não temos o cálculo de quanto será o prejuízo para a prefeitura, mas estamos nos responsabilizando com isso", garantiu Clécio Luis.

A redução foi realizada por decreto que dará fundamentos para elaboração de um projeto de lei que estabelecerá a diminuição no valor na tarifa. "Antes desse trâmite legislativo, os empresários se adiantaram e garantiram o novo valor na segunda-feira", falou o prefeito.

Por Abinoan Santiago
Do G1 AP
READ MORE - Prefeitura de Macapá reduz tarifa de ônibus em R$ 0,20

Haddad cancela licitação para concessão das linhas de ônibus em SP

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), afirmou nesta quarta-feira que a licitação do transporte público municipal está cancelada para que os contratos sejam discutidos com a sociedade. O cancelamento da concorrência ocorre no momento em que a Câmara Municipal é pressionada para abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Transportes.

“O momento em que nós estamos exige a participação da sociedade. Vou instalar o Conselho de Transporte Público, com a participação dos usuários, dos movimentos sociais, do Ministério Público, junto com os empresários e o governo, para abrir as planilhas para que as pessoas tenham consciência dos custos”, afirmou o prefeito em entrevista ao “SP TV”, da Rede Globo.

O edital de licitação passava por um chamamento público para receber as últimas sugestões e crítica s da população antes que a concorrência fosse aberta. Os atuais contratos, assinados pela ex-prefeita Marta Suplicy (PT), vencem em julho. Segundo o prefeito, eles serão prorrogados. Os futuros contratos previam o pagamento de até R$ 46 bilhões por até 15 anos para a concessão das linhas de ônibus municipais para as empresas e cooperativas.

Informações: Valor

READ MORE - Haddad cancela licitação para concessão das linhas de ônibus em SP

ANTT adia reajuste das tarifas dos ônibus interestaduais

Em meio aos protestos contra os altos preços e a má qualidade dos transportes no país, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) adiou nesta quarta-feira o reajuste das tarifas de ônibus interestaduais e internacionais.

De acordo com a ANTT, o porcentual de ajuste nas passagens só será concedido após o término das negociações com as empresas permissionárias que operam as 2.652 linhas de longa distância no país.

"Encontram-se em andamento os estudos para atualizar os custos do setor, manter o equilíbrio econômico-financeiro dos contratos e garantir tarifa mais justa ao usuário desse serviço", informa a nota do órgão regulador.

Informações: Exame Abril

READ MORE - ANTT adia reajuste das tarifas dos ônibus interestaduais

Prefeitura de SP prevê instalação de novos pontos de ônibus com cobertura

A Prefeitura de São Paulo promete instalar, nos próximos três anos, mais mil novos pontos com cobertura, além de substituir outros 6,5 mil. A capital paulista tem mais de 18 mil pontos de ônibus, mas, segundo especialistas, é fundamental que tenham informações sobre itinerários e horários dos coletivos.

O assessor técnico da Associação Nacional dos Transportes Públicos (ANTP) Marcos Pimentel Bicalho, diz que os pontos ainda não trazem informações suficientes aos passageiros, como acontece, por exemplo, nos corredores exclusivos. “O ideal seria você informar o horário que vai chegar o próximo ônibus, informar o intervalo quer tem entre as linhas. O último horário que aquela linha passa no ponto, se tem alternativa de transporte ou não. O mapa da cidade, pelo menos dos arredores do ponto, são coisas que ajudariam muito o passageiro”.


O desafio é manter os pontos e contar também com a colaboração do usuário. Num ponto na Avenida Edgar Facó, a pichação encobriu quase todas informações das linhas, os bancos estão enferrujados e quem espera um ônibus no local tem que torcer para não chover.

Segundo a Prefeitura de São Paulo, os pontos da avenida estão entre os que devem ser alterados, só que as substituições seguem um cronograma, que deve ser concluído na cidade toda em até três anos. Já sobre o ponto da Avenida Domingos de Moraes, a administração pública disse que vai verificar o problema para deixar o local em ordem.

Do G1 São Paulo
READ MORE - Prefeitura de SP prevê instalação de novos pontos de ônibus com cobertura

Em Rio Claro, Valor da tarifa de ônibus reduz para R$ 2,90

O prefeito Du Altimari (PMDB) reduziu nesta terça-feira (25) a tarifa do transporte coletivo de Rio Claro de R$ 3 para R$ 2,90. O novo valor da passagem passa a valer a partir de 1º de julho.

Em janeiro deste ano, o prefeito elevou o preço da tarifa de ônibus de R$ 2,50 para R$ 3, o que representou um aumento de 20% de uma só vez. O reajuste causou descontentamento entre a população que, motivada pelos protestos em todo o país, saiu às ruas da cidade em uma manifestação.

Na última quinta-feira (20), cerca de 7 mil pessoas realizaram passeata pela região central. O movimento pacífico terminou sem incidentes, segundo a Polícia Militar. Com gritos de protestos, a população exigiu que a Prefeitura, a exemplo de outras cidades, cancelasse o aumento de 20% aplicado em 20 de janeiro na tarifa do transporte coletivo.

Na segunda-feira (24), a cidade completou 186 anos e a data foi lembrada com mais protestos pelas ruas. Cerca de 200 pessoas reivindicaram melhorias em vários serviços públicos.

Região
Em São Carlos (SP), a Câmara Municipal aprovou também nesta terça-feira a redução da tarifa do transporte coletivo de R$ 2,75 para R$ 2,65. A alteração no preço entra em vigor a partir de 1º de julho.

Do G1 São Carlos e Araraquara

READ MORE - Em Rio Claro, Valor da tarifa de ônibus reduz para R$ 2,90

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960