Em Salvador, Batida entre dois ônibus na região do Dique deixa 21 feridos

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Uma batida entre dois ônibus na região do Dique do Tororó deixou 21 pessoas feridas nesta segunda-feira (10), segundo informações da Prefeitura de Salvador.

O acidente aconteceu por volta das 16h30 e envolveu um Ônibus da empresa VSA e outro da Verdemar, próximo ao restaurante A Porteira, no sentido Bonocô. O ônibus da VSA, da linha Lapa-Camaçari, bateu no fundo do coletivo da Verdemar, que seguia o roteiro Sete de Abril-Lapa. A pista estava molhada no momento do acidente.

Segundo informações de testemunhas, a batida aconteceu porque dois carros que estavam na pista frearam bruscamente. O cobrador da Verdemar disse que para evitar se chocar com eles, o motorista foi obrigado a frear também. O motorista da VSA, Manoel Santana, informou que não conseguiu desviar do outro coletivo após a parada repentina.

Quatro ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram socorrer as vítimas. A Superintendência de Trânsito e Transporte do Salvador (Transalvador) também esteve no local organizando o tráfego.

Segundo nota da assessoria da prefeitura, uma pessoa está internada em estado grave e os demais tiveram apenas escoriações leves.

Domingos Pereira de Souza, 60 anos, foi a vítima que sofreu ferimentos graves. Ele foi socorrido para o Hospital Geral do Estado (HGE). Ele, que estava no ônibus de trás, foi resgatado pelo Corpo do Bombeiros.

Informações: Correio 24 Horas

READ MORE - Em Salvador, Batida entre dois ônibus na região do Dique deixa 21 feridos

Greve de ônibus em Florianópolis, Justiça determina frota mínima nos horários de pico

Em audiência de conciliação com os grevistas, o desembargador Gilmar Cavalieri determinou que os ônibus voltem a circular com frota mínima e, nos horários de pico (das 5h30 às 8h e das 17h30 às 20h), com todos os veículos. 

O Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Coletivo (Sintraturb) irá decidir em assembleia se irá ou não acatar à decisão da justiça. Caso os ônibus não saiam das garagens nesta terça-feira, o Ministério Público vai encaminhar um pedido de penhora dos bens das empresas e dos dois sindicatos (Sintraturb e Setuf), além da multa diária de R$100 mil.

A reunião iniciou às 17h na sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e terminou sem acordo. Em resposta à determinação da justiça, o Sintraturb argumentou que não é possível organizar uma logística para o cumprimento da frota mínima e que os grevistas só cumprirão a decisão com a catraca livre. 

Além do desembargador Gilmar Cavalieri, o procurador Alexandre Medeiros da Fontoura Freiras, do Ministério Público do Trabalho, e Gustavo Mello Guimarães, da OAB/SC, também estavam na audiência. 

Informações: DIÁRIO CATARINENSE

READ MORE - Greve de ônibus em Florianópolis, Justiça determina frota mínima nos horários de pico

Justiça suspende reajuste da tarifa de ônibus em Goiânia

Uma liminar solicitada pela Superintendência Estadual de Proteção aos Direitos do Consumidor (Procon/Goiás) foi deferida pelo juiz Fernando de Mello Xavier, da 1ª Vara da Fazenda Pública Estadual de Goiânia, suspendendo de imediato a cobrança do valor de R$ 3,00 da tarifa. 

O reajuste foi autorizado pela Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), um órgão da Prefeitura, e vigora na rede que cobre a Região Metropolitana de Goiânia (RMG), com 20 municípios. Desde maio que o Procon sustenta, com base em um estudo, que a nova tarifa não poderia superar R$ 2,90. 

Com a liminar concedida nesta segunda, na prática, as empresas de ônibus devem voltar aos R$ 2,70 da tarifa cobrada antes, pelo menos até uma decisão final. O magistrado fixou multa diária de R$ 100 mil para as empresas que descumprirem a determinação judicial. 

No julgamento da ação civil pública ajuizada pelo Procon/Goiás contra a CMTC, o juiz viu elementos abusivos no aumento da passagem de ônibus, e a necessidade de revisão do cálculo. Ele ponderou sobre a medida de desoneração pelo Governo Federal com impacto sobre os cálculos do reajuste da tarifa de ônibus e ainda citou que a Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos considera que o combustível representa entre 22 a 25% do custo do transporte urbano, enquanto que, pela planilha apresentada pela CMTC, o peso do óleo diesel foi de 35%. 

Para o juiz, a manutenção do valor da nova tarifa de ônibus acarretará prejuízo irreparável aos usuários do serviço de transporte coletivo da RMG. 

— O porcentual do reajuste aplicado pode parecer pequeno, mas supera a capacidade de pagamento daqueles que sobrevivem com apenas um salário mínimo mensal e dependem do transporte coletivo urbano, que é um dos itens de maior peso nas despesas das famílias de baixa renda — frisou. 

Informações: ZERO HORA


READ MORE - Justiça suspende reajuste da tarifa de ônibus em Goiânia

Operação dá licença para o ônibus - CET E SPTrans implantam nova faixa exclusiva de ônibus no Butantã

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e a São Paulo Transporte (SPTrans) vão implantar faixa exclusiva para ônibus na Rua MMDC e na Rua Reação, sentido Rodovia Raposo Tavares, das 6h00 às 22h00. A intervenção valerá de segunda a sábado, em uma extensão de 450 metros. A ativação da faixa exclusiva terá início a partir desta segunda-feira (10/06) e está inserida na Operação Dá Licença Para o Ônibus. 
Foto: Portal R7.com
Durante todo o período, das 6h00 às 22h00, a faixa funcionará à direita, no sentido da Rodovia Raposo Tavares, na Rua MMDC, entre a Avenida Professor Francisco Morato e a Rua Reação; e, na Rua Reação, entre as Rua MMDC e Rodovia Raposo Tavares.


Pela Rua MMDC circulam 20linhas de ônibus transportando aproximadamente 140 mil passageiros em um dia úti, com frequência média de 47 ônibus na hora mais carregada do dia. Já pela Rua Reação circulam 18linhas de ônibus transportando aproximadamente 146 mil passageiros em um dia útil, tendo a frequência média é de 77 ônibus na hora mais carregada do dia.

A faixa exclusiva de ônibus será implantada à direita da via, mantendo-se a faixa restante destinada ao tráfego geral de veículos. Vale lembrar que de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), transitar na faixa exclusiva à direita de ônibus é uma infração leve, com perda de três pontos na carteira e multa de R$ 53,20.

Recomendações ao público
·         Respeite a sinalização;
·         Dê preferência ao uso de transporte público (Metrô, Ônibus e Táxi);
·         Se necessitar pedir informações, proceda de forma a não atrapalhar a fluidez do trânsito;
·         Não estacione em locais proibidos, frente a guias rebaixadas, em canteiros centrais, em fila dupla ou onde haja canalizações com cones e cavaletes;
·         Não embarque ou desembarque em fila dupla ou afastado da calçada;
·         Ao avistar a canalização de orientação na pista, reduza a velocidade dos veículos para maior segurança;
·         Procure conhecer previamente as vias de acesso.

A Engenharia de Campo da CET e da SPTrans vão monitorar e orientar o tráfego na região, visando melhorar as condições de trânsito e preservar a segurança de pedestres e motoristas.
Para informações de trânsito, ligue 1188 - Fale com a CET. Atende 24 horas por dia para informações de trânsito, ocorrências, reclamações, remoções e sugestões. Ou ligue 156 para informações de transporte coletivo, informações que também estão no site www.sptrans.com.br.

Blog Meu Transporte
READ MORE - Operação dá licença para o ônibus - CET E SPTrans implantam nova faixa exclusiva de ônibus no Butantã

Terminal Integrado do Xambá, em Olinda, será um dos maiores da Região Metropolitana

Mais uma previsão de entrega foi anunciada para o Terminal Integrado de Xambá, em Olinda, concluído desde o ano passado, o funcionamento ainda depende de ajustes na avenida Presidente Kennedy, principal via por onde circularão os ônibus da benfeitoria. O terminal, por onde já deveria estar sendo usado por 70 mil pessoas por dia, atualmente, conta apenas com um funcionário vigiando o lugar para evitar depredações.

Quem passa pela Presidente Kennedy facilmente observa ações de carga e descarga irregular, bem como estacionamento em local indevido, além de outras irregularidades. “Uma via paralela, a Agamenon Magalhães, deverá ser usada como alternativa para melhorar a circulação de veículos na Presidente Kennedy. A Secretaria das Cidades se comprometeu a fazer a pavimentação da via.

Na entrega da 1ª etapa do terminal do Barro, o Secretário Danilo Cabral informou que em julho será entregue o Terminal Integrado de Xambá, em Olinda, que será um dos maiores do Sistema Estrutural Integrado (SEI). De acordo com Danilo Cabral, as obras já foram concluídas. “Estamos só aguardando a Prefeitura de Olinda fazer a requalificação da Avenida Presidente Kennedy e adequar o controle urbano”, concluiu o secretário.

A previsão é que o TI atenda 85 mil pessoas diariamente. Serão cerca de 21 linhas de ônibus.

Algumas Linhas deste terminal

803 T.I.Xambá/T.I. Macaxeira
810 T.I.Xambá /Encruzilhada
820 T.I.Xambá (Cabugá)
831 Aguazinha /T.I.Xambá  
841 Nova Olinda /T.I.Xambá
842 Águas Compridas /T.I.Xambá
843 Alto da Bondade /T.I.Xambá
844 Santa Casa /T.I.Xambá
847 Alto Nova Olinda /T.I.Xambá
851 Córrego do Abacaxi /T.I.Xambá
852 Caixa D'água /T.I.Xambá
860 T.I.Xambá (Principe )
861 T.I.Xambá/TI Joana Bezerra
870 T.I.Xambá /Afogados
881 T.I.Xambá/T.I. Rio Doce (Getúlio Vargas)
882 T.I.Xambá/T.I. Rio Doce (C. Lima Cavalcanti)
883 T.I.Xambá /T.I. Rio Doce (PE-15)

Blog Meu Transporte
Com Informações da Folha PE

READ MORE - Terminal Integrado do Xambá, em Olinda, será um dos maiores da Região Metropolitana

Metrô SP define empresa para operar bicicletários

O Diário Oficial do Estado de São Paulo publicou nesta sexta-feira, dia 6, o credenciamento da empresa FGTV Produções para  operar os dez bicicletários nas seguintes estações do Metrô: Liberdade, Paraíso, Sé, Vila Madalena, Tamanduateí, Brás, Carrão, Corinthians-Itaquera, Guilhermina-Esperança e Santa Cecília. O serviço deverá  ter início em 5 de julho próximo.

Com isso, os três bicicletários existentes nas estações Anhangabaú, Guilhermina - Esperança e Palmeiras - Barra Funda serão fechados a partir deste domingo.

A FGTV Produções deverá disponibilizar em todos os bicicletários, no mínimo, dez vagas de estacionamento para o equipamento. Nesta modalidade, as 12 primeiras horas são gratuitas. Após esse período, haverá cobrança de R$ 2 por hora de uso. Na modalidade empréstimo, os primeiros 30 minutos serão gratuitos e após este período haverá cobrança de R$ 2 por hora.

A empresa também ficará responsável por ocorrências como dano, roubo ou furto dos equipamentos e deverá providenciar seguro para cobertura de responsabilidade civil.

O serviço funcionará diariamente, das 7h às 22h.

READ MORE - Metrô SP define empresa para operar bicicletários

Greve de ônibus complica ainda mais o trânsito em Florianópolis

Com a greve do transporte coletivo de Florianópolis, o trânsito na manhã desta segunda-feira (10) está mais lento e complicado do que o normal na capital. De acordo com o chefe de operações da Guarda Municipal de Florianópolis, Alex Silveira, às 9h, os maiores pontos de lentidão no trânsito eram do Continente em direção à Ilha, principalmente em Coqueiros, Estreito, na Via Expressa e Avenida Ivo Silveira. A Ponte Pedro Ivo também apresenta lentidão, enquanto a Colombo Salles flui bem.

Outros pontos em que havia filas nesta manhã eram próximo à Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e na Avenida Beira-Mar Norte, em direção ao Centro. Na SC-401, conforme a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), o fluxo era tranquilo em ambos os sentidos. Até as 9h05, ainda não havia sido fechada uma faixa da rodovia para as reformas na chamada "curva da morte", no quilômetro 19, sentido Bairro-Centro.

Alternativa
A Prefeitura elaborou um plano de ação para facilitar o transporte dos usuários. Serão cerca de 200 vans e micro-ônibus do serviço de turismo e escolar, distribuídos em cinco pontos da cidade, todas com saída do centro em direção aos bairros. Para levar os passageiros às regiões da capital, entre às 6h e 23h, a condução terá dois valores: R$ 5 e R$ 7.

Os veículos que vão para o Continente saem da frente do Terminal Rodoviário Rita Maria, com o custo de R$ 5. Já os que têm destino ao Centro-Leste, partem da parada de ônibus localizada embaixo da passarela da Avenida Paulo Fontes. Será cobrado R$ 5 de quem desembarcar até o ponto do Morro da Lagoa e R$ 7 para quem descer nas paradas posteriores. As pessoas que vão ao Norte da Ilha devem embarcar em frente ao camelódromo do Terminal de Integração do Centro. O camelô defronte ao Terminal Cidade de Florianópolis será o ponto do moradores do Sul. Ambas as viagens terão o custo de R$ 7.

Informações: G1 SC

READ MORE - Greve de ônibus complica ainda mais o trânsito em Florianópolis

BRT Transoeste inaugurado para Copa faz 1 ano marcado por colisões e mortes

O BRT Transoeste, primeiro de quatro corredores de ônibus projetados pela Prefeitura do Rio de Janeiro para a Copa do Mundo 2014 e os Jogos Olímpicos 2016 a ser inaugurado, completa um ano nesta quinta-feira (6) em meio a reclamações quanto à superlotação, a acidentes na via exclusiva e a atropelamentos de pedestres.
Vinicius Konchinski/UOL
Desde a estreia do sistema, que tem como objetivo estabelecer uma conexão direta entre os bairros da Barra da Tijuca e de Campo Grande, na zona oeste, já houve sete vítimas fatais. A última morte foi a de José Reis, 52, atropelado por um ônibus articulado na segunda-feira (3), na altura da estação Interlagos, na Barra.


Na versão da SMTR (Secretaria Municipal de Transportes), Reis foi atingido ao atravessar o corredor expresso fora da faixa de sinalização.

No BRT de Curitiba, o mais antigo do país e que possui corredores de cerca de 81 quilômetros --praticamente o dobro em relação ao trajeto atual do BRT Transoeste--, foram nove atropelamentos em um período de quatro anos (entre 2007 e 2011), segundo informações do BPTran-PR.

As colisões entre ônibus e carros de passeio são frequentes na via exclusiva que se estende da avenida das Américas, a principal da Barra da Tijuca, e Santa Cruz --as obras que levarão o sistema a Campo Grande ainda estão em andamento.

Uma dessas colisões provocou a morte de Rogério do Nascimento, 50, cujo veículo foi atingido por um ônibus do sistema no dia 22 de março deste ano. Outras duas pessoas ficaram feridas. Para a Secretaria Municipal de Transportes, o acidente foi provocado porque Nascimento, que dirigia um Citroen, fazia uma manobra irregular no momento da colisão.

Seis meses antes, o choque entre um carro e um ônibus articulado provocou o atropelamento de Sandra Trigoly de Souza Soren, 56. Ela ficou presa às ferragens e acabou morrendo no local.

No dia 16 agosto de 2012, o estudante Felipe Carneiro Freitas, 17, não resistiu aos ferimentos sofridos dois meses após ser atropelado por um Ligeirão. De acordo com testemunhas, o jovem teria atravessado fora da faixa.

No dia 11 de agosto, uma mulher não identificada morreu na pista do BRT depois de ter atravessado fora da faixa, na versão da SMTR. O acidente ocorreu no sentido Recreio.

Em julho do ano passado, um jardineiro morreu ao ser atropelado por um ônibus articulado, sendo esta a segunda vítima fatal desde que o sistema fora inaugurado. O homem foi identificado como Paulo Sérgio de Macedo e, segundo relatos dos operadores, caminhava no corredor expresso no momento em que foi atingido.

No dia 27 do mesmo mês, o jovem José Leandro dos Santos também morreu após ser atropelado por um Ligeirão.

Vistoria do Crea
A Prefeitura do Rio recebeu do Crea-RJ (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia), em setembro do ano passado, um relatório com várias sugestões para melhorar as condições de segurança do sistema BRT Transoeste.

O documento foi elaborado após vistoria técnica da Copa (Comissão de Análise e Prevenção de Acidente). Na ocasião, o prefeito Eduardo Paes (PMDB) afirmou que as propostas seriam analisadas por uma comissão de trabalho.

Entre outras medidas, o órgão recomendava a instalação de cancelas nos cruzamentos e a fixação de grades nos canteiros a fim de evitar atropelamentos. Além disso, o Crea sugeria o deslocamento das paradas de ônibus urbanos para perto das travessias de pedestres --uma reclamação antiga dos usuários do BRT-- e a definição de um limite de velocidade para os ônibus articulados nos cruzamentos.

À época, o engenheiro da Copa Jacques Sherique afirmou que o hábito de atravessar as pistas por parte dos pedestres não poderia ser a única justificativa para os acidentes. "Falta consciência dos pedestres, mas o pedestre sempre fez esse tipo de coisa. O ônibus expresso é que é o novo elemento na cidade. Precisamos fazer ajustes com o uso desse novo meio de transporte", disse.

Multa de R$ 50 mil
Em março deste ano, a Prefeitura do Rio multou o operador do sistema BRT Transoeste no valor de R$ 50 mil devido a problemas na operações, tais como intervalos irregulares e o péssimo estado de conservação de algumas estações, em especial no bairro de Santa Cruz --que é muito mais pobre do que o bairro situado na outra extremidade do corredor, a Barra da Tijuca.

Além disso, a fim de sanar problemas relacionados à superlotação, a SMTR determinou que a oferta diária de ônibus passasse de 81 para 86 veículos, operando assim com quase 100% da frota (são 91 carros). Na versão da prefeitura, fazia-se necessária, desde o fim do ano passado, a aquisição de mais 12 ônibus para reforçar o sistema.

Atualmente, o BRT Transoeste é responsável pelo transporte de aproximadamente 105 mil pessoas por dia, de acordo com estimativas do governo municipal.

Informações: UOL Rio
READ MORE - BRT Transoeste inaugurado para Copa faz 1 ano marcado por colisões e mortes

Cidade de Florianópolis amanhece com greve de ônibus

Os terminais de transporte coletivo de Florianópolis amanheceram vazios nesta segunda-feira (10). Mesmo com determinação do Tribunal Regional do Trabalho de Santa Catarina (TRT/SC) de que fosse mantida frota de 100% em horários de pico, nenhum ônibus circulou na cidade, informou o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros da Grande Florianópolis (Setuf), Waldir Gomes. 

Em assembleia no final da noite de domingo (9), os participantes do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Urbano, Rodoviário, Turismo, Fretamento e Escolar de Passageiros da Região Metropolitana de Florianópolis (Sintraturb) votaram por greve por ter tempo indeterminado a partir desta segunda (10).


Conforme o Sindicato, os trabalhadores exigem a redução da jornada de trabalho de 6h20 para 6 horas e a extinção da jornada de 3 horas, além de aumento salarial. Por conta da elevada inflação no preço dos alimentos, os trabalhadores exigem ainda um vale alimentação de R$ 460.

O Setuf apresentou proposta de jornadas de 3 horas, 6 horas e 6h10 a partir de maio de 2014, reajuste de 7,16% para maio de 2013 e mais 2,63% a partir de agosto deste ano, vale alimentação de R$ 450 para maio e R$ 460 a partir de agosto de 2013.

Alternativa
A Prefeitura elaborou um plano de ação para facilitar o transporte dos usuários. Serão cerca de 200 vans e micro-ônibus do serviço de turismo e escolar, distribuídos em cinco pontos da cidade, todas com saída do centro em direção aos bairros. Para levar os passageiros às regiões da capital, entre às 6h e 23h, a condução terá dois valores: R$ 5 e R$ 7.

Os veículos que vão para o Continente saem da frente do Terminal Rodoviário Rita Maria, com o custo de R$ 5. Já os que têm destino ao Centro-Leste, partem da parada de ônibus localizada embaixo da passarela da Avenida Paulo Fontes. Será cobrado R$ 5 de quem desembarcar até o ponto do Morro da Lagoa e R$ 7 para quem descer nas paradas posteriores. As pessoas que vão ao Norte da Ilha devem embarcar em frente ao camelódromo do Terminal de Integração do Centro. O camelô defronte ao Terminal Cidade de Florianópolis será o ponto do moradores do Sul. Ambas as viagens terão o custo de R$ 7.

Determinação do TRT
O desembargador Gilmar Cavalieri, do TRT/SC, determinou, na sexta-feira (7), que seja mantida uma frota mínima do transporte coletivo de Florianópolis. Desta forma, deve ser mantida a frota de 100% nos horários de pico, considerado como das 5h30 às 8h e das 17h30 às 20h; e de 50% no horário das 11h30 às 14h, por linha. A decisão também determina que sejam garantidas as condições de segurança do pessoal e do patrimônio das empresas, sendo que estas devem convocar nominalmente ao trabalho os empregados em número suficiente para garantir a operação das linhas. A multa diária, em caso de descumprimento, foi fixada em R$ 100 mil.

Informações: G1 SC
READ MORE - Cidade de Florianópolis amanhece com greve de ônibus

Salvador tem a sétima passagem de ônibus mais cara entre as capitais brasileiras

Salvador tem a sétima passagem de ônibus mais cara entre as capitais brasileiras e a segunda de maior valor entre capitais nordestinas. É o que revelou um mapa divulgado na última sexta-feira (7) pelo Portal EBC, que mostra o valor das tarifas em cada uma das 27 capitais do Brasil.

A tarifa mais cara é a de Recife, a capital de Pernambuco, que chega R$ 3,45, variando de R$ 1,50 a este valor. Em seguida está São Paulo, que passou de R$ 3 para R$ 3,20 no início deste mês, gerando protestos na capital paulista.
Também houve protestos contra o reajuste das passagens de ônibus no Rio de Janeiro, em Goiânia, em Natal e em Porto Alegre. Na capital gaúcha, os protestos surtiram efeito: uma ação cautelar solicitando a suspensão do aumento da passagem de ônibus de R$ 2,85 para R$ 3,05 foi aceita pela Justiça, mas pode ser cassada na próxima semana, de acordo com o Zero Hora.

Entre as 27 capitais brasileiras, Brasília tem a passagem de ônibus mais barata. A tarifa varia de R$ 1,50 e R$ 2 (circulares), mas é de R$ 3 entre regiões administrativas, e entre as RAs e o Plano Piloto. Depois da capital do país, Teresina (PI) e São Luís (MA) têm o menor valor das passagens: R$ 2,10.

Apesar de a capital baiana ter a segunda passagem mais cara entre as capitais nordestinas e a sétima entre as capitais do país, a estrutura do transporte público deixa a desejar. Ao contrário de outras capitais brasileiras, Salvador não oferece muitas alternativas para a população: a promessa de um metrô funcionando ainda não se tornou realidade, os planos inclinados sofrem com problemas, o Elevador Lacerda funciona com as quatro cabines há um bom tempo e os trens do Subúrbio necessitam de atenção.

Em uma carta aberta divulgada na última terça-feira (4), os rodoviários criticaram a "falência do transporte em nosso Estado". A categoria decidiu em assembleia aprovar uma greve a partir do dia 18. Vale lembrar que, em março, o prefeito ACM Neto afirmou que a passagem de ônibus não vai aumentar este ano na capital baiana.

Veja as tarifas de ônibus atuais e anteriores das 27 capitais do país, em ordem decrescente

Recife (PE)
Tarifa atual: De R$ 1,50 a R$ 3,45
Tarifa anterior: De R$ 1,40 a R$ 3,25

São Paulo (SP)
Tarifa atual: R$ 3,20
Tarifa anterior: R$ 3

Manaus (AM)
Tarifa atual: R$ 3
Tarifa anterior: R$ 2,75

Goiânia (GO)
Tarifa atual: R$ 3
Tarifa anterior: R$ 2,70

Cuiabá (MT)
Tarifa atual: R$ 2,95
Tarifa anterior: R$ 2,70

Rio de Janeiro (RJ)
Tarifa atual: R$ 2,95
Tarifa anterior: R$ 2,75

Florianópolis (SC)
Tarifa atual: R$ 2,90
Tarifa anterior: R$ 2,95

Campo Grande (MS)
Tarifa atual: R$ 2,85
Tarifa anterior: R$ 2,70

Curitiba (PR)
Tarifa atual: R$ 2,85
Tarifa anterior: R$ 2,60

Porto Alegre (RS)
Tarifa atual: R$ 2,85
Tarifa anterior: R$ 2,85

Salvador (BA)
Tarifa atual: R$ 2,80
Tarifa anterior: R$ 2,50

Belo Horizonte (MG)
Tarifa atual: De R$ 2 a R$ 2,80
Tarifa anterior: De R$ 1,80 a R$ 2,60

Porto Velho (RO)
Tarifa atual: R$ 2,60
Tarifa anterior: R$ 2,30

Palmas (TO)
Tarifa atual: R$ 2,50
Tarifa anterior: R$ 2,20

Aracaju (SE)
Tarifa atual: R$ 2,45
Tarifa anterior: R$ 2,25

Vitória (ES)
Tarifa atual: R$ 2,45
Tarifa anterior: R$ 2,35

Rio Branco (AC)
Tarifa atual: R$ 2,40
Tarifa anterior: R$ 1,90

Natal (RN)
Tarifa atual: R$ 2,40
Tarifa anterior: R$ 2,20

Macapá (AP)
Tarifa atual: R$ 2,30
Tarifa anterior: R$ 2,30

João Pessoa (PB)
Tarifa atual: R$ 2,30
Tarifa anterior: R$ 2,20

Maceió (AL)
Tarifa atual: R$ 2,30
Tarifa anterior: R$ 2,10

Boa Vista (RR)
Tarifa atual: R$ 2,25
Tarifa anterior: R$ 2

Belém (PA)
Tarifa atual: R$ 2,20
Tarifa anterior: R$ 2

Fortaleza (CE)
Tarifa atual: R$ 2,20
Tarifa anterior: R$ 2

Teresina (PI)
Tarifa atual: R$ 2,10
Tarifa anterior: R$ 1,90

São Luís (MA)
Tarifa atual: R$ 2,10
Tarifa anterior: R$ 1,70

Brasília (DF)
Tarifa atual: De R$ 1,50 e R$ 2 (circulares) e R$ 3 (entre
regiões administrativas, e entre as RAs e o Plano Piloto)
Tarifa anterior: R$ 2,50 (o maior valor) 

Informações: iBahia
READ MORE - Salvador tem a sétima passagem de ônibus mais cara entre as capitais brasileiras

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960