No Recife, obra provoca mudança de paradas de ônibus na Cruz Cabugá

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Usuários do transporte coletivo devem ficar atentos a mudanças de paradas na Avenida Cruz Cabugá, área central do Recife, a partir desta terça-feira (14). Dois pontos de ônibus situados na Praça 11 de junho, em frente ao Palácio Frei Caneca, sede da vice-governadoria do estado, serão transferidos para o Hospital da Marinha.  Já outras duas paradas, situadas na Praça General Carlos Pinto, ao lado do Shopping Tacaruna, serão desativadas. Passageiros poderão embarcar e desembarcar no ponto provisório que passa a funcionar na calçada em frente ao estacionamento do centro comercial (antes do semáforo de pedestre).

As alterações vão ocorrer devido às obras do corredor exclusivo de ônibus Norte-Sul. O projeto prevê a instalação de seis estações do Transporte Rápido por Ônibus, que serão construídas nesses trechos. A via também será alargada.


De acordo com a Secretaria Estadual das Cidades, na primeira fase da obra, estão previstas intervenções na drenagem urbana e nas tubulações de água da avenida. Só após a conclusão do serviço, a empresa iniciará a construção da pista. Pelo projeto, parte da Praça General Carlos Pinto será transformada em uma via para carros. Parte da Praça 11 de Junho também será reduzida para receber o tráfego local.

A previsão da Secretaria das Cidades é iniciar a construção das estações, no canteiro central da Cruz Cabugá, em julho. Os espaços serão equipados com bilheteria para pagamento antecipado da tarifa e ar-condicionado.

Veja quais linhas de ônibus terão paradas modificadas

Ponto atual: Praça General Carlos Pinto (em frente ao Shopping Tacaruna)
Ponto provisório: calçada em frente ao estacionamento do shopping

117- Circular (Prefeitura)
822- Jardim Brasil I (Cruz Cabugá)
824- Jardim Brasil II (Cruz Cabugá)
831- Aguazinha
838- Alto da Conquista
841- Nova Olinda
843- Alto da Bondade (Vila Nossa Senhora da Conceição)
844- Santa Casa
847- Alto Nova Olinda
851- Córrego do Abacaxi
852- Caixa d'Água
958- Costa Azul
971- Amparo
973- Casa Caiada
974- Jardim Atlântico
981- Rio Doce (Conde da Boa Vista)
983- Rio Doce (Princesa Isabel)
992- Pau Amarelo
993- Conjunto Praia do Janga
994- Conjunto Beira-Mar

Ponto atual: Praça 11 de Junho (lado oposto da vice-governadoria)
Ponto provisório: em frente ao Hospital da Marinha

911- Ouro Preto (Cohab)
915- PE-15
921- Ouro Preto (Jatobá I)
926- Ouro Preto (Jatobá II)
946- Igarassu (BR-101)
967- Igarassu (Sítio Histórico)
976- Paulista (Prefeitura)
977- Paulista (Conde da Boa Vista).

Informações: G1 PE
READ MORE - No Recife, obra provoca mudança de paradas de ônibus na Cruz Cabugá

Avenida do Leblon é interditada para obras do metrô no Rio de Janeiro

A avenida Borges de Medeiros, na zona sul do Rio de Janeiro, foi interditada na altura da avenida Ataulfo de Paiva, no Leblon, para a construção da estação de metrô Jardim de Alah. As alterações ocorrem desde o último sábado, mas hoje foi o primeiro dia útil com as mudanças. No entanto, não houve registro de congestionamento na região durante a manhã, segundo a Companha de Engenharia de Tráfego do Rio de Janeiro (CET-Rio).

A estação de metrô atenderá à linha 4 do metrô (Ipanema – Barra da Tijuca). Durante o período de obras, motoristas poderão utilizar uma ponte provisória que foi construída sobre o canal do Jardim de Alah, que ligará Leblon e Ipanema, em substituição à ponte existente na avenida Ataulfo de Paiva. A pista interna do Jardim de Alah, na avenida Borges de Medeiros entre a rua Professor Antônio Maria Teixeira e a avenida Ataulfo de Paiva, também será bloqueada.


A avenida Borges de Medeiros passará a operar em mão invertida, da praia para a Lagoa, entre a rua Professor Antônio Maria Teixeira e a Lagoa. . No trecho mais próximo à avenida Delfim Mo reira, não haverá mudanças

Já na avenida Epitácio Pessoa (lateral do Jardim de Alah), entre a Lagoa Rodrigo de Freitas e a praia, a mão será invertida. Desta forma, os veículos procedentes da Barra da Tijuca ou do Túnel Rebouças, que antes entravam na avenida Borges de Medeiros, próximo ao Clube Monte Líbano, passarão a acessar o Jardim de Alah pela avenida Epitácio Pessoa.

Os motoristas que vierem do Leblon e quiserem seguir para Ipanema poderão cruzar a ponte provisória sobre o Jardim de Alah e seguir pela rua Redentor, que terá a calçada reduzida entre a avenida Epitácio Pessoa e a avenida Henrique Dumont, para ampliar a pista de duas para três faixas de rolamento.

Outra opção será dobrar à esquerda na avenida Epitácio Pessoa para acessar a praia. A rua Visconde de Pirajá. Também será possível dobrar à direita na avenida General San Martín para acessar a avenida Borges de Medeiros ou seguir para o Leblon.

Informações: Portal Terra
READ MORE - Avenida do Leblon é interditada para obras do metrô no Rio de Janeiro

Na Grande Belém, paradas de ônibus estão em condições precárias

Entre os cerca de 1.500 pontos de parada de ônibus da região metropolitana de Belém, segundo a Autarquia de Mobilidade Urbana de Belém (Amub), apenas 483 possuem abrigos para o usuário. A maioria deles, em condições precárias para a utilização dos passageiros.

Dois pontos na avenida Augusto Montenegro são um exemplo do transtorno causado para os usuários, além do perigo a que são submetidos. Em uma delas, os próprios passageiros, que utilizam frequentemente o espaço, fizeram uma coleta para tentar melhorar a rotina.
"Há mais de três anos nós fizemos uma coleta para se livrar da chuva, e do sol, é escaldante. Porque nós necessitamos e não temos", disse um dos moradores das proximidades da parada, Ivo.


Também existem outros problemas enfrentados pela população. Uma das estruturas montadas na avenida tem cobertura, mas se tornou inutilizável. Isto por conta da falta de calçada para os pedestres em volta da parada, de uma vala que alaga o espaço, e do mato que já toma conta do local. Os passageiros precisam se arriscar e ir até a beira da pista para conseguir pegar o ônibus.

A prefeitura de Belém informou que vai fazer um estudo técnico para avaliar a situação desses abrigos e, após licitação, restaurá-los. A previsão é que as obras sejam iniciadas até o fim de 2013. A Amub diz que novos 200 abrigos para passageiros serão entregues até 2016, junto com a nova estrutura de paradas do sistema de transportes viário do BRT (Bus Rapid Transit). Somente na avenida Augusto Montenegro serão construídos 18 pontos de transbordo de usuários.

Informações: G1 PA
READ MORE - Na Grande Belém, paradas de ônibus estão em condições precárias

Obras para o quarto BRT do Rio vão custar R$ 1,5 bilhão

O quarto sistema de ônibus articulados (BRT) do Rio começa a ser construído em setembro na principal avenida da cidade, a Avenida Brasil, e vai custar R$ 1,5 bilhão, sendo R$ 1,097 bilhão do governo federal, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Mobilidade Urbana, e o restante da prefeitura.

A Transbrasil terá 28 estações, quatro terminais e 16 passarelas e deve transportar 900 mil pessoas por dia. A extensão do BRT será de 32 quilômetros, começando na estação de trem Deodoro e seguindo pela Avenida Brasil até o centro da cidade, onde percorrerá as avenidas Francisco Bicalho e Presidente Vargas, até o Terminal da Candelária. Do último terminal, ele parte para o Aeroporto Santos Dumont por um mergulhão que começa na Avenida Presidente Antonio Carlos e passa sob o Aterro do Flamengo.

Os quatro terminais serão Deodoro, Trevo das Margaridas, Trevo das Missões e Candelária. Na parte de maior movimentação, entre o Trevo das Margaridas e a Candelária, o BRT vai ocupar duas faixas das avenidas por onde passará.

Para atender a demanda, o trecho será percorrido por 881 ônibus articulados (com duas partes) e biarticulados (com três partes). Ao todo, segundo a prefeitura, 30 mil metros quadrados de viadutos e pontes precisarão ser construídos, incluindo o alargamento das pistas laterais da Avenida Brasil, entre Irajá e Guadalupe, na zona norte.

A licitação será dividida em dois trechos. O primeiro vai do Aeroporto Santos Dumont à ligação com o BRT Transcarioca (Galeão-Barra da Tijuca) e vai custar R$ 785,5 milhões. O segundo trecho está orçado em R$ 685,6 milhões e vai completar o percurso até Deodoro.

Por Vinícius Lisboa
Informações: Exame Abril

READ MORE - Obras para o quarto BRT do Rio vão custar R$ 1,5 bilhão

Estações de trem de Santo André aceitarão o cartão BOM

Os passageiros de Santo André que utilizam o trem como meio de transporte já podem começar a comemorar mais uma conquista. A partir do próximo dia 17, o cartão BOM (Bilhete de Ônibus Metropolitano) será aceito na estação Prefeito Celso Daniel - Santo André. Até agosto, o benefício estará disponível nas demais estações da cidade - Utinga e Prefeito Saladino. A novidade foi anunciada na manhã desta segunda-feira (6) pelo secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, durante reunião mensal dos prefeitos dos sete municípios, no Consórcio Intermunicipal Grande ABC.

Ainda de acordo com o titular da pasta no Estado, o benefício também passará a valer, na mesma data, para quem utilizar o meio de transporte na estação de Rio Grande da Serra. Na região do ABC, apenas a estação ferroviária de São Caetano do Sul já contava com o BOM.


“Este serviço é apenas uma das melhorias anunciadas ao prefeito Carlos Grana. Além disso, todas as estações de Santo André, que estão dentro da Linha 10-Turquesa, serão reformadas e reestruturadas até 2014”, disse Fernandes, ao ratificar que a Estação Pirelli também será reestruturada e reativada. O objetivo é que a estação sirva, futuramente, como ligação até Guarulhos por meio do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos). As obras fazem parte de projeto supervisionado pela SA-Trans (Santo André Transportes) e Secretaria de Obras e Serviços Públicos.

Satisfeito com a novidade, o chefe do Executivo andreense falou sobre o avanço na discussão da Linha 18 – Bronze do Metrô (monotrilho) – que atenderá moradores da região. “Foi definido o cronograma em relação às audiências públicas e a licitação da linha que interligará São Bernardo, divisa com Santo André, até o Tamanduateí. Trata-se de uma questão muito importante para a nossa cidade”, afirmou Carlos Grana, após o encontro.

Outros estudos para a implementação da linha ferroviária Expresso ABC, da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), além das perspectivas de integração tarifária também foram discutidas durante a reunião. “Estamos satisfeitos, ao menos agora temos um cronograma e boas perspectivas. O próximo passo é o trâmite licitatório para darmos andamento ao processo”, finalizou o prefeito.

Informações: Prefeitura de Santo André
READ MORE - Estações de trem de Santo André aceitarão o cartão BOM

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960