São Paulo pode ter trem de média velocidade até 2016

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Enquanto o projeto de construção do Trem de Alta Velocidade (TAV), conhecido como trem-bala, ainda está em discussão no âmbito do governo federal, outro projeto sobre trilhos, de iniciativa do setor privado, em parceria com o governo do Estado de São Paulo, já está com o processo licitatório definido para o mês de outubro. Denominado Trem Intercidades, o projeto consiste em uma malha ferroviária de 430 quilômetros - com aproveitamento da faixa de domínio da CPTM -, e velocidade média de 120 quilômetros por hora, podendo chegar a 160 quilômetros por hora.

As obras estão previstas para serem iniciadas no ano que vem e o prazo estimado de conclusão é de três anos, segundo o vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos. O Trem Intercidades vai interligar, inicialmente, dois principais eixos do Estado. O primeiro ligará a capital a Campinas, Americana, Jundiaí, Santo André, São Bernardo, São Caetano e Santos e o outro ligará São Paulo a Sorocaba, São Roque, São José dos Campos, Taubaté e Pindamonhangaba. A estação na capital deverá servir de ligação com o trem bala do governo federal e com o metrô paulistano. O projeto foi idealizado pelo BTG Pactual e pela Estação da Luz Participações (EDLP). O montante a ser investido é de R$ 18 bilhões, no esquema de Parceria Público Privada (PPPs), sendo que cerca de R$ 4 bilhões do governo do Estado.

"A expectativa é fechar a concorrência pública em outubro, para começarmos as obras no ano que vem", disse Guilherme Afif, que também preside o Conselho Gestor de PPPs estadual. Ele ressaltou que os R$ 4 bilhões provenientes dos cofres do governo paulista "já estão previstos no Orçamento". E que este projeto "é a menina dos olhos do momento". O controlador e presidente da Estação da Luz Participações, Guilherme Quintella, afirmou que o objetivo é entregar os estudos técnicos do projeto até o mês de julho. "Estamos trabalhando com uma grande equipe para isso", contou o empresário, afirmando estar ''animado'' com este projeto.

''Provocação''

O vice-governador afirmou que a realização do Trem Intercidades só está sendo possível por conta do que classifica de ''provocação'' da iniciativa privada. "O BTG Pactual e a Estação da Luz Participações apresentaram a Manifestação de Interesse Privado (MIP) para o projeto e agora estamos colocando em prática", comemorou. E, sem citar nomes, disse que já há empresas interessadas no projeto. "São Paulo tem experiência de 20 anos de concessões, está à frente. E é no Estado que se concentra 70% do poder de decisão dos investimentos do País."

Segundo Afif, a ideia é voltar a estimular o transporte de passageiros sobre trilhos e criar uma alternativa para concorrer com os automóveis, que estão superlotando as rodovias estaduais. "É uma região (as cidades interligadas pelo projeto) muito importante, onde está 25% do PIB do País." O vice-governador afirmou ainda que a estimativa é que as tarifas cheguem a, no máximo, R$ 15 por trecho. "Muito vantajoso se considerarmos a questão do custo do pedágio, gasolina, etc."

Afif destacou também que o Trem Intercidades não compete com o Trem de Alta Velocidade do governo federal, até porque os dois projetos devem se interligar: "O TAV concorre com o avião, que é um meio para distâncias maiores." Quintella também reforça a tese, afirmando que o projeto foi concebido com o objetivo de se associar ao TAV. "A ideia é agregar e gerar valor para os dois lados", frisou.

A decisão da escolha da estação central em São Paulo, que integrará TAV, o Intercidades e o Metrô (futura linha 6), é uma das decisões mais aguardadas para o projeto. Empresários consultados pela reportagem afirmam que quanto melhor a conectividade dos sistemas, mas atrativo ele será.

Os locais mais cotados para receber essa estação central são a Estação da Luz (junto com o complexo Julio Prestes); a Água Branca e a região do Campo de Marte, que precisaria de uma extensão do metrô no local. A definição passa também pelo crivo da Prefeitura de São Paulo, que precisa acordar a questão dos terrenos a serem cedidos com os governos estadual e federal. 

Por Carla Araújo e Elizabeth Lopes
READ MORE - São Paulo pode ter trem de média velocidade até 2016

Urbs amplia acesso a dados para aplicativos sobre ônibus

A Urbs está ampliando o alcance dos aplicativos desenvolvidos pela empresa para plataforma Android. Os dados e informações estão liberados pela empresa desde o início do mês, permitindo aos interessados o desenvolvimento de novos aplicativos a partir das mesmas informações.

Estão no site da Urbs os aplicativos Itibus 1.0 e Itibus 2.0, que fornecem a localização dos ônibus, na plataforma Android. Interessados em desenvolver seus próprios aplicativos precisam formalizar uma solicitação à Urbs para ter acesso liberado aos dados. Com isso o interessado não precisará buscar dados no site da Urbs, recebendo as informações de forma direta, com formato mais técnico e de forma mais rápida e prática.

Dois grupos já fizeram a solicitação: o Busão Curitiba, que desde o dia 8 deste mês já utiliza os dados da Urbs em aplicativos próprios; e a Voxel Informática, já em processo de liberação.

No início do mês, quando o aplicativo Itibus, em desenvolvimento pela Urbs, foi tirado do ar para correções técnicas, os integrantes do Busão Curitiba informaram, via redes sociais, que estavam usando os dados da empresa. Convocados para uma reunião com técnicos e diretores da área, eles foram informados que poderiam utilizar os dados disponíveis, bastando apenas que os mesmos fossem solicitados, como de fato ocorreu.

Os dados da Urbs são resultado de um longo processo de investimento no Sistema de Bilhetagem Eletrônica que começou há mais de dez anos, com a implantação do cartão transporte. A partir dali o sistema foi gradativamente aperfeiçoado até chegar ao monitoramento em tempo real de todos os ônibus da frota, o que possibilita saber em que ponto está cada ônibus e em quanto tempo chegará a seu próximo ponto de parada.

Com base nesses dados a Urbs desenvolveu o aplicativo Itibus, para plataforma Android. Ao liberar as informações diretamente, sem necessidade de que os mesmos sejam acessados via site, a Urbs incentiva que mais pessoas utilizem as mesmas informações em diferentes plataformas.

Os aplicativos estão disponíveis no site http://www.urbs.curitiba.pr.gov.br/utilidades/aplicativos

Informações: URBS

READ MORE - Urbs amplia acesso a dados para aplicativos sobre ônibus

Passageiros aprovam faixas para ônibus em São Paulo

Passageiros de ônibus que circulam pelo Belém e pela Vila Maria, nas regiões Leste e Norte da capital, aprovaram a faixa exclusiva para os coletivos implantada pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) em ruas dos bairros. Para os usuários do transporte público, a medida, que começou a valer na segunda-feira, durante os horários de pico da manhã e do final da tarde, pode reduzir o tempo das viagens e melhorar todo o trânsito do entorno.

“O trânsito é muito ruim aqui, principalmente às quintas e sextas-feiras. Fica tudo parado, perco tempo e, para piorar, o ônibus chega lotado”, disse a metalúrgica Sheila Cristina Rodrigues, de 40 anos, que trabalha no Belém. “Acho que a faixa  vai facilitar bastante”, acrescentou ela, moradora do Parque Vila Maria, na Zona Norte.

As faixas exclusivas totalizam 5,5 quilômetros de vias como a Avenida Guilherme Cotching e as ruas Catumbi e Jequitinhonha. Funcionam entre 6h e 9h e das 17h às 20h. “Se houver fiscalização, vai ser bom. Tem ônibus aqui (na Rua Catumbi) que gasta meia hora para chegar na Ponte da Vila Maria. Dá para fazer o percurso em dez minutos”, disse o zelador José Maurício de Oliveira, de 41 anos.

Por João Carlos Moreira
Informações: Rede Bom Dia

READ MORE - Passageiros aprovam faixas para ônibus em São Paulo

Em Goiânia, Quatro linhas de ônibus tem trajetos alterados

Quatro linhas de ônibus da região metropolitana de Goiânia sofreram alterações. As mudanças visam aumentar a rede de transporte público da capital, passando a atender bairros que antes não contavam com o serviço. Além disso, uma nova linha foi criada saindo do Terminal Novo mundo e beneficiando moradores do residencial Irisville.

Confira as alterações:

Linha 340  (T. Araguaia / Pq. Ind. Aparecida)
Serão dez novos pontos de parada na linha. A mudança irá beneficiar a população do Setor Araguaia, Loteamento Real Grandeza e Pq. Industrial Aparecida.

Linha 349 (T. Novo Mundo / Res. Flor do Ipê)
Serão criados nove novos pontos de parada. A mudança irá beneficiar os moradores do Jd. Novo Mundo, St. Morada do Sol e Residencial Flor do Ipê.

Linha 502 (T. Veiga Jardim / Polo Empresarial)
Serão sete novos pontos de parada. As mudanças irão beneficiar moradores do Parque Veiga Jardim, Parque Industrial Santo Antônio e Polo Empresarial.

Linha 507 (T. Araguaia / Village Garavelo / Polo Empresarial)
Um novo ponto de parada será criado. Os moradores do Setor Araguaia e do Res. Village Garavelo serão beneficiados com esta mudança.

Criação da Linha 348 (T. Novo Mundo / Irisville)
A nova linha parte do Terminal Novo Mundo pela Avenida Buenos Aires. Faz conversão à direita na Av. Manchester até a Av. Anápolis. Em seguida, segue em direção à GO-010, fazendo conversão à esquerda rumo à Via de Acesso Irisville.

Os usuários que tiverem dúvidas em relação aos novos trajetos, podem entrar em contato via twitter @Rmtcgoiania ou através do telefone 0800-648-2222.

Informações: DM

READ MORE - Em Goiânia, Quatro linhas de ônibus tem trajetos alterados

Até 2014 toda a frota de ônibus de Fortaleza será acessível

O bem estar e a mobilidade das pessoas com deficiência é uma preocupação frequente da Prefeitura de Fortaleza. Diariamente novos ônibus acessíveis entram em circulação em Fortaleza e, somente em 2013, 86 novos veículos com elevadores foram colocados à disposição da população.

Atualmente, 60,2% da frota de ônibus da Capital está apta para receber cadeirantes e possuem assentos especiais. Dos 1.923 existentes, 1.158 veículos estão dentro dos padrões exigidos pelo decreto presidencial que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida. Até dezembro de 2014, a  Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) pretende atingir a meta de tornar todos os coletivos de Fortaleza acessíveis.

A população pode contribuir com o atendimento às pessoas com deficiência repassando informação para a Etufor. O órgão disponibiliza uma central de atendimento ao público através do número (85) 3452-8722, onde, por meio das demandas, é possível intensificar a fiscalização nos casos de mau atendimento ao usuário, além de agilizar a análise de reforço de novos veículos acessíveis em determinadas linhas.

READ MORE - Até 2014 toda a frota de ônibus de Fortaleza será acessível

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960