Campinas: Venda de créditos do Bilhete Único Escolar recomeça no dia 29 de janeiro

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

A venda de créditos do Bilhete Único (BU) Escolar será retomada no dia 29 de janeiro. Já o cadastramento de usuários do benefício começa no próximo dia 16. O estudante que ainda possui créditos no cartão do BU pode utilizá-los normalmente nesse período, sem qualquer tipo de restrição.

Para ter benefício ao Passe Escolar no ano letivo de 2013, os estudantes já cadastrados devem atualizar as informações; e os novos candidatos, fazer o cadastro junto à Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campinas (Transurc).

A sede da Transurc fica na Rua 11 de Agosto, 757, no Centro. O atendimento é das 8h às 17h. O cadastramento também pode ser realizado nos postos da Transurc nos terminais Central, Ouro Verde, Campo Grande e Barão Geraldo.

O Bilhete Único Escolar garante desconto de 60% no valor da tarifa, atualmente em R$ 3,30. Ao invés desse valor, o estudante desembolsa R$ 1,32. Nas linhas Circular – Centro 5.01 e 5.01, o valor cai de R$ 2,20 para R$ 0.88. O Passe Escolar é fornecido aos estudantes dos ensinos fundamental, médio ou de cursos profissionalizantes das redes pública ou privada de Campinas, residentes na cidade e que morem a mais de mil metros do estabelecimento de ensino.
Como obter o benefício?
O estudante deve protocolar o formulário de cadastro, devidamente preenchido e assinado pelo responsável do estabelecimento de ensino, na sede da Transurc ou em um dos terminais citados acima, a partir de 16 de janeiro. Também deverá apresentar comprovante de residência de um dos últimos seis meses e cédula de identidade (ou certidão de nascimento, para menores de 14 anos).

Transurc fornecerá a cada estudante um protocolo comprovando a entrega do formulário e os documentos apresentados. Depois de 15 dias, o estudante deverá retornar ao local de entrega para, caso aprovada a solicitação, retirar a Caderneta de Frequência.

O estudante que ainda não tem o cartão de Bilhete Único Escolar deve comparecer pessoalmente à sede da Transurc, para a coleta eletrônica de sua fotografia e entrega do cartão.

Para realização do cadastro, será cobrado do estudante o valor equivalente a duas tarifas vigentes do Sistema InterCamp. Também haverá cobrança equivalente ao valor de uma tarifa para remuneração do serviço de recebimento do formulário e entrega do cartão ao estudante.

As dúvidas podem ser esclarecidas pelo telefone da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (EMDEC), no telefone 3772-1517; ou na Transurc, pelo 0800 014 02 04 ou www.transurc.com.br.

Bilhete Único
O Bilhete Único é um cartão individual, intransferível (não pode ser utilizado por outra pessoa) e inteligente, que armazena créditos em dinheiro para o pagamento de passagens no Sistema InterCamp (sistema de transporte público coletivo municipal). Com ele, o usuário pode fazer integrações, ou seja, utilizar os veículos do InterCamp pagando uma só tarifa no período de 1h30, de segunda a sábado; ou de 2h, aos domingos e feriados.

O conceito adotado pelo BU é o da integração temporal, sem qualquer tipo de restrição de uso no sistema. O uso do cartão evita o pagamento da tarifa por meio de dinheiro, aumentando a segurança dos usuários e operadores; e proporcionando maior agilidade operacional.

READ MORE - Campinas: Venda de créditos do Bilhete Único Escolar recomeça no dia 29 de janeiro

Novo titular da SMTU afirma que valor da passagem de ônibus será reavaliado

O novo presidente da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Pedro Carvalho, divulgou algumas ações do plano de gestão, na manhã desta quarta-feira, 2, na sede do órgão, localizado na Rua Maceió, bairro Adrianópolis, zona centro-sul de Manaus.

Carvalho também será responsável pelo Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans). E disse que em seu primeiro dia irá começar a analisar os casos de funcionários demitidos. “Cada caso é um caso, tenho que analisar com cuidado, para não prejudicar o andamento dos trabalhos de nenhum dos órgãos“, disse o superintendente.

Sobre a junção da gestão da SMTU e do Manaustrans, o novo superintendente disse que ambos os órgãos tem uma grande dificuldade de planejamento viário. “Estamos avaliando para saber quais modificações devemos fazer, e se vai existir apenas um órgão cuidando do transporte coletivo, ou se continuarão os dois“, afirmou, dizendo ainda que considerou o Manaustrans bem organizada a primeira vista, mas que a SMTU, ao contrário, necessitava de uma maior atenção, além de concentrar o maior número de problemas.

“Nem o transporte coletivo, nem os mototaxistas, nem os microônibus, ainda foram licitados, então vamos trabalhar para que isso ocorra logo para podermos atuar dentro da lei e assim poder fiscalizar com eficiência o serviço oferecido a população manauense”, prometeu o superintendente.

Paradas e Terminais

As paradas e terminais da cidade também fazem parte das prioridades do novo gestor da SMTU e da Manaustrans, Pedro Carvalho.

O superintendente citou que a Manaustrans deve atuar, ainda no primeiro trimestre, para melhorar a fluidez do trânsito em alguns pontos movimentos da cidade, como, por exemplo, o Centro da cidade.

Número de fiscais é insuficiente

Pedro Carvalho disse durante enrevista, nesta quarta pela manhã, que o número de fiscais atuando nas dez garagens de ônibus e nos cinco terminais da cidade é insuficiente. “Hoje contamos com 30 fiscais divididos em três turnos, então, as empresas de transporte coletivo não estão sendo fiscalizadas como deveriam, e isso nunca foi, nem nunca será bom, pois não sabemos que tipo de serviço está sendo realizado pelas empresas", falou Pedro.

O valor cobrado na passagem de ônibus, R$2,75, será reavaliado. Segundo o superintendente um novo estudo será feito. “Existe a conversa de que existe uma caixa preta, mas isso será extinto, eu também acho a tarifa cobrada alta para um sistema de transporte urbano onde os ônibus não circulam e é lento, o que provoca um custo ainda maior“, declarou Carvalho, dizendo ainda que devido a frota de ônibus ter sido renovada de uma só vez, contribuiu para o aumento do valor cobrado.

O superintendente prometeu que já no primeiro trimestre haverá investimentos para a fluidez do trânsito, como a criação de corredores exclusivos.

Recadastramento estudantil

O recadastramento dos estudantes começou nesta quarta-feira, 2, e vai até o final do mês de janeiro. São 42 pontos de recadastramento, além da sede do Sinetram, localizado na Avenida Constantino Nery, atrás do Terminal 1.

Princípio de greve

Em seu primeiro dia de gestão, Pedro Carvalho já enfrentou o principio de greve de 12 motoristas e cobradores da empresa Vega Transportes, que foram demitidos por justa causa em dezembro de 2012. “Hoje acordei 5h da manhã com a informação de que havia um ônibus atravessado na estação da Vega  e que cerca de 50 ônibus estavam parados“, informou Pedro, falando que convocou uma reunião entre o sindicato e a empresa Vega Transportes para analisar as demissões realizadas.

“Quero saber em quais circunstâncias ocorreram essas demissões, pois receio que tenha sido uma medida extrema, e peço desculpa aos usuários do transporte coletivo que foram prejudicados hoje (nesta quarta) cedo com essa paralisação, mas agora vamos trabalhar para que isso não aconteça mais“, explicou Carvalho.

“Demissão por justa causa só pode ocorrer quando o diálogo foi esgotado, a advertência, a suspensão, e em último caso, a demissão, são etapas que não devem ser puladas, pois no final de tudo isso quem sai prejudicado é o povo”, encerrou, dizendo esperar que a questão seja discutida com diplomacia e solucionada. 

READ MORE - Novo titular da SMTU afirma que valor da passagem de ônibus será reavaliado

Sistema de Transporte coletivo de Rio Branco será monitorado por GPS

A Prefeitura de Rio Branco vai instalar no Terminal Urbano o Centro Operacional (CCO), e com isso, os ônibus serão monitorados por GPS. A data para o Sistema de Monitoramento de Frota entrar em operação ainda não foi anunciada, mas segundo a RBTrans, isso deve acontecer em breve.

Os ônibus serão monitorados em tempo real nas vias públicas, além do fluxo no Terminal Urbano.  As informações registradas no aparelho (velocidade,  horários, parada nos pontos) são repassadas em tempo real para a central, permitindo o monitoramento on line do coletivo em telas de computadores e também a aplicação de ajustes das linhas.



Com o sistema, será possível, por exemplo, saber se os ônibus iniciaram seus itinerários nos horários previstos  pararam  nos pontos nos horários estabelecidos, se enfrentaram  alguma ocorrência durante o percurso (acidentes de trânsito, interdições e outros fatores),  que resultaram em atrasos.

Segundo a prefeitura, serão instalados painéis eletrônicos nos terminais. Este painéis são parecidos com os dos aeroportos. Eles serão atualizados minuto a minuto para fornecer os horários das chegadas dos ônibus.

Com informações da PMRB   
READ MORE - Sistema de Transporte coletivo de Rio Branco será monitorado por GPS

Reajuste nas passagens de ônibus do Recife será decidida nesta sexta-feira

O Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM) reúne-se esta sexta (4) para definir o reajuste da passagem de ônibus na Região Metropolitana do Recife (RMR). A reunião foi convocada pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Pernambuco (Urbana/PE), que pediu 13% de aumento nas tarifas.

No entanto, o Grande Recife Consórcio de Transporte adiantou que vai apresentar uma contraposta de reajuste de 5,75%, índice correspondente ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado até a segunda quinzena de dezembro de 2012. O reajuste com base no IPCA vem sendo aplicado pelo governo desde 2007. A reunião será às 8h, na sede do Grande Recife, no Cais de Santa Rita. A imprensa não poderá acompanhar.

Caso o reajuste proposto pelo Urbana seja aprovado, a tarifa do Anel A, aplicado na maioria das linhas que circulam pela RMR, sairá dos atuais R$ 2,15 para R$ 2,43. Com o reajuste proposto pelo governo, a passagem ficaria em R$ 2,27. Os valores devem ser arredondados para facilitar o troco.

De acordo com a assessoria de imprensa do sindicato, o reajuste com percentual de 13% é necessário por causa de gastos referentes a combustível, manutenção dos veículos, compras de pneus e pagamento da folha dos funcionários das empresas.

O último reajuste das passagens de ônibus ocorreu em janeiro do ano passado, quando foi aplicado um aumento de 6,5% nas tarifas. Na época, os empresários haviam defendido um acréscimo de 17,2%.

O CSTM é composto por membros do governo do Estado, prefeituras e câmaras de vereadores da Região Metropolitana, empresários do sistema de transporte, representantes de usuários e de classes estudantis.


Se for feita pelo IPCA que está em 6%, teremos as seguintes tarifas:

Linhas Convencionais
Anel A: R$ 2,30
Anel B: R$ 3,50
Anel D: R$ 2,75
Anel G: R$ 1,50

Linhas Opcionais
042 – Aeroporto  R$ 2,80
072 – Candeias  R$ 4,25
160 – Gaibu/Barra de Jangada R$ 4,25
195 – Recife/Porto de Galinhas R$ 11,13

Tarifas especiais  
191 – Recife/Porto de Galinhas (Nossa Senhora do Ó)  R$ 7,60
194 – Cabo/Porto de Galinhas R$ 4,25
196 – Recife/Porto de Galinhas (IMIP) R$ 6,00 

Informações: Blog Meu Transporte e NE 10

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Reajuste nas passagens de ônibus do Recife será decidida nesta sexta-feira

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960