Em Porto Alegre, Aeromovel interligará a Estação Aeroporto ao Terminal 1 do Aeroporto Internacional Salgado Filho

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

A primeira linha da tecnologia Aeromovel em operação comercial no mundo interligará a Estação Aeroporto ao Terminal 1 do Aeroporto Internacional Salgado Filho. O projeto é totalmente desenvolvido no Brasil e usa tecnologia 100% nacional. Os veículos suspensos, movidos a ar, permitirão integração e acesso rápido e direto dos usuários ao terminal aeroportuário. O trajeto de 998m, com duas estações de embarque, será percorrido em 90 segundos. A linha contará com dois veículos - um com capacidade para 150 passageiros, outro para 300 -, que estarão em funcionamento conforme a demanda do período. O projeto, orçado em aproximadamente R$ 33,8 milhões, tem previsão de operação para o primeiro semestre de 2013.

Desenvolvido pelo Grupo Coester, de São Leopoldo (RS), o Aeromovel é um meio de transporte automatizado, em via elevada, que utiliza veículos leves, não motorizados, com estruturas de sustentação esbeltas. Sua propulsão é pneumática – o ar é soprado por ventiladores industriais de alta eficiência energética, por meio de um duto localizado dentro da via elevada. O vento empurra uma aleta (semelhante a uma vela de barco) fixada por uma haste ao veículo, que se movimenta sobre rodas de aço em trilhos.


READ MORE - Em Porto Alegre, Aeromovel interligará a Estação Aeroporto ao Terminal 1 do Aeroporto Internacional Salgado Filho

Licitação das linhas de ônibus no Recife ficou no papel

Prevista em lei desde 1993 e prometida pelo governo de Pernambuco há mais de dez anos, mais uma vez a licitação das linhas de ônibus em operação na Região Metropolitana do Recife fica na promessa. O processo foi anunciado pelo próprio governador Eduardo Campos, em coletiva no mês de março, com a garantia de que, dessa vez, seria diferente das outras, mas até agora a licitação permanece no papel. E o governo, mais uma vez, silencia. Desconversa. Limita-se a enviar respostas por notas que pouco explicam. O Grande Recife Consórcio de Transporte, gestor do sistema de transporte e do processo licitatório, não dá mais entrevistas. Nem mesmo o Palácio das Princesas se pronuncia sobre o tema.

A licitação das linhas de ônibus está prevista na Lei 8.666, de 1993, na qual é determinado que qualquer serviço público só pode ser prestado mediante concorrência pública. Desde a primeira gestão do governador Jarbas Vasconcelos (1999/2002) o processo é estudado e prometido. A nota que a assessoria de imprensa do Grande Recife Consórcio enviou ao jornal diz apenas que o documento norteador da licitação das linhas de ônibus foi encaminhado aos órgãos fiscalizadores – Procuradoria-Geral do Estado (PGE) e Agência de Regulação de Pernambuco (Arpe) – e, agora, o órgão vai esclarecer as dúvidas para que o governo possa lançar a licitação.

Nos bastidores, sabe-se que o processo está travado por questões técnicas. O governador Eduardo Campos exige um serviço de qualidade, que representará um avanço diante do que é oferecido hoje, com uma frota totalmente equipada com ar-condicionado, por exemplo, mas não quer subsidiar o sistema nem aceita que o valor das passagens suba demais. Ou seja, a conta não estaria fechando e os técnicos quebrando a cabeça para equilibrá-la. 
“Oferecer a qualidade que está sendo exigida na licitação é possível, mas exige um custo que precisa ser coberto. Com a licitação, os contratos com os operadores passam a ser firmes e exigem equilíbrio financeiro. Quando o documento chegou à Arpe e à PGE, começaram os questionamentos para saber como esse equilíbrio seria mantido após a licitação”, explica uma fonte do governo.

Não estaria havendo pressão do setor empresarial, como muitas pessoas pensam, segundo a mesma fonte. A primeira desculpa do governo do Estado, em junho, para justificar a demora na realização da concorrência pública era que o atraso se devia ao fato de os cálculos de alguns itinerários estarem sendo refeitos. Agora, credita a demora aos questionamentos da Arpe e da PGE.

Pelos prazos oficiais anunciados em março, o sistema de transporte do Grande Recife sofreria um salto de qualidade nos próximos anos. Até junho de 2014 toda a frota do SEI – atualmente com 900 veículos – estaria equipada com ar-condicionado e o restante dos coletivos (2.100) ficaria nas mesmas condições em sete anos. A concorrência seria nacional e internacional. A rede de transporte seria dividida em sete lotes, agrupados por corredores de ônibus. Os contratos de concessão seriam de 15 anos, renováveis por mais cinco. Os vencedores iriam operar um sistema que movimenta R$ 60 milhões por mês.

Na prática, a licitação deveria ter começado em 7 de maio último, data prevista para o lançamento do edital. Depois de 90 dias, os vencedores de cada um dos sete lotes que iriam compor a RMR seriam conhecidos. Sendo assim, em 2013 a RMR teria um sistema licitado. Mas até agora a única etapa cumprida foi a realização, em abril, da audiência pública para apresentar o modelo. De lá para cá, nada mais aconteceu.


Por Roberta Soares
Informações: JC Online


Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Licitação das linhas de ônibus no Recife ficou no papel

EMTU/SP cria linha especial para o Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1 no Autódromo de Interlagos

A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos - EMTU/SP, em conjunto com o Consórcio Internorte, colocará em operação uma linha especial para atender os torcedores que desembarcarão no Aeroporto de Guarulhos para assistir ao Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1.

Uma frota de seis ônibus da Linha 437TRO do serviço Airport Bus Service está programada com partidas diretas, sem paradas ao longo do percurso, em direção ao Autódromo de Interlagos no dia 24/11, sábado, para aqueles que desejarem assistir ao treino, e no dia 25/11, domingo, data da corrida.

Os ônibus deste serviço são do tipo rodoviário e oferecem um padrão de conforto diferenciado aos passageiros, como bancos estofados, ar-condicionado, toalete a bordo, entre outros itens. A tarifa custará R$ 35,00 e poderá ser paga com cartão de débito ou de crédito.
A partir do  Aeroporto de Guarulhos os ônibus estarão identificados com placa no para-brisa dianteiro indicando o destino "Autódromo de Interlagos". 

As partidas estão programadas para os seguintes horários:
6h00; 7h00; 8h00; 9h00; 10h00; 11h00; 12h00 e 13h00.

Na volta, os ônibus sairão dos portões A e G, das 15h30 às 17h30, com intervalos a serem definidos pelos organizadores do evento que levarão em conta o volume de usuários.

Mais informações podem ser obtidas na Central de Atendimento ao Cliente da EMTU/SP (0800 724 0555) que funciona de segunda a sexta-feira, das 7 às 19 horas; pelo telefone do Airport Bus Service (11 2445-2058); na página da EMTU/SP na internet (www.emtu.sp.gov.br); e também na página do Airport Bus Service (www. airportbusservice.com.br).

Informações: EMTU SP

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - EMTU/SP cria linha especial para o Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1 no Autódromo de Interlagos

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960