Ônibus de Curitiba terão sistema para garantir pontualidade até 2014

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Ônibus nas pistas exclusivas ou parando em uma estação tubo já fazem parte da paisagem de Curitiba. Para tornar o transporte público mais confiável até a Copa do Mundo de 2014, o governo vai investir em tecnologia mais de R$ 60 milhões.

Curitiba não tem metrô, como Rio de Janeiro e São Paulo. São os quase dois mil ônibus que vão levar torcedores de um lado a outro.

Os técnicos sabem, pelo GPS, onde está cada um deles. Se há atrasos, descobrem os motivos.
Câmeras espalhadas pela cidade mostram congestionamentos e acidentes. Com isso, é possível enviar um aviso para o motorista mudar a rota do ônibus e evitar a perda de tempo.

A comunicação imediata é feita por mensagens em um painel, que o motorista lê sempre que chega em uma estação. Ele também pode avisar de problemas no ônibus, para que o conserto chegue rápido.

Para quem depende de ônibus, quanto menos ele ficar parado melhor. O sistema na pista ajuda bastante. É um sensor, que identifica que tipo de ônibus está passando, e envia um comando para que o sinal de trânsito logo a frente fique verde. Para o usuário, é caminho livre para chegar antes.

Com os sensores e as câmeras, é possível calcular o tempo que o ônibus leva para percorrer o trajeto. Informação importante para quem espera na fila. Em um dos terminais de Curitiba, painéis com o horário de chegada do próximo ônibus já estão em teste.

Os técnicos ainda estão atrás da pontualidade dos trens alemães, que transportavam torcedores na copa de 2006. Em 2014, estações tubo de Curitiba também podem virar uma atração para turistas, principalmente se o ônibus chegar no horário. 

Informações: G1.globo.com

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Ônibus de Curitiba terão sistema para garantir pontualidade até 2014

Recife terá mais ônibus para as provas do ENEM

O Grande Recife Consórcio de Transporte montou um esquema especial de ônibus para aqueles que irão fazer as provas do Exame Nacional do Ensino Médio, nos próximos sábado (03/11) e domingo (04/11). Ao todo, 47 linhas farão parte da programação, contando com um acréscimo em 109 ônibus, que realizarão 860 viagens a mais, para levar os usuários aos principais locais de prova da Região Metropolitana do Recife

Quatro linhas que atendem à Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), mas que não entram no campus da instituição aos finais de semana, farão o atendimento ao campus em todas as viagens até às 18h, nos dias de prova. Sendo assim, aqueles que irão fazer os testes na UFPE, ou nas proximidades, poderão utilizar normalmente as linhas 060 – Shopping/ CDU, 920 – Rio Doce/ CDU, 431 – Cidade Universitária e 303 – Curado II/ Caxangá (BR 232). 

Já as linhas 116 – Circular (Príncipe) e 330 - Casa Amarela (CDU) irão operar em caráter especial no domingo (04/11) para auxiliar o deslocamento dos passageiros. Essas duas linhas normalmente não operam aos domingos devido à queda de demanda uma vez que os centros comerciais, escolas e universidades não funcionam. 

Por ultimo, para auxiliar a operação dentro dos terminais integrados, o Consórcio programou um esquema de estocagem em cinco equipamentos. Os veículos ficarão disponíveis para serem utilizados conforme necessário, das 8h às 18h, tanto no sábado quanto no domingo. No dia 03/11, serão três veículos no TI Macaxeira; dois no TI Pelópidas Silveira e um no TI PE – 15. No dia 04/11 a estocagem contará com quatro ônibus no TI Macaxeira; dois no TI Afogados; outros dois no TI Pelópidas; um no TI da PE – 15 e um no TI Aeroporto. 

Outras informações podem ser obtidas através da Central de Atendimento ao Cliente, pelo do número 0800.081.0158. 

Serviço: 

Total de linhas reforçadas - 47 
Veículos a mais – 109 
Viagens a mais – 860 

Estocagem nos terminais integrados 

Sábado (03/11) – 6 veículos 

TI Macaxeira – 3 
TI Pelópidas Silveira – 2 
TI PE – 15 – 1 

Domingo (04/11) – 10 veículos 

TI Macaxeira – 4 
TI Afogados - 2 
TI Pelópidas Silveira – 2 
TI PE – 15 –1 
TI Aeroporto – 1 

Linhas que atenderão ao campus da UFPE: 

060 – SHOPPING/ CDU 
920 – RIO DOCE/ CDU 
431 – CIDADE UNIVERSITÁRIA 
303 – CURADO II/ CAXANGÁ (BR 232). 

Linhas que operarão em caráter especial no domingo (04/11): 

116 – CIRCULAR (PRÍNCIPE) 
330 - CASA AMARELA (CDU) 

Linhas reforçadas: 

032-SETUBAL CONDE DA BOA VISTA 
060 - SHOPPING/ CDU 
061- PIEDADE 
062 - JARDIM PIEDADE 
331- TOTÓ (JARDIM PLANALTO) 
361- CURADO IV R.14 
116 - CIRCULAR (PRÍNCIPE) 
920 - RIO DOCE / CDU 
431- CIDADE UNIVERSITÁRIA 
432 - CDU (VÁRZEA) 
424 - CDU/TORRÕES (VIA SAN MARTIN) 
469 - CAMARAGIBE /CDU 
115 - AFOGADOS / AEROPORTO 
138 - ZUMBÍ DO PACHECO 
202 - BARRO / MACAXEIRA (VÁRZEA) 
203 - ZUMBÍ DO PACHECO BARRO (LOT) 
207 - BARRO / MACAXEIRA (BR-101) 
232 - CAVALEIRO 
243 - VILA DOIS CARNEIROS 
630 - VASCO DA GAMA / DERBY 
645 - AV. NORTE (MACAXEIRA) 
640 - GUABIRABA / DERBY 
330 - CASA AMARELA / CDU 
520 - MACAXEIRA / PARNAMIRIM 
522 - DOIS IRMÃOS ( RUI BARBOSA ) 
524 - SITIO DOS PINTOS (DOIS IRMÃOS) 
710 - BEBERIBE / DERBY 
742 - LINHA DO TIRO 
905 - IGARASSU / PAULISTA 
914 - PE-15 / AFOGADOS 
915 - PE-15 
946 - IGARASSU (BR- 101) 
964 - IGARASSU/MACAXEIRA 
967 - IGARASSU VIA SÍTIO HISTÓRICO 
968 - ILHA DE ITAMARACÁ/ IGARASSU 
977 - PAULISTA (CONDE DA BOA VISTA) 
906 - PAULISTA / MACAXEIRA 
944 - LOT.CONCEIÇÃO/PAULISTA 
960 - MARIA FARINHA CASA CAIADA 
990 - PAU AMARELO/VARADOURO 
992 - PAU AMARELO 
152 - JORDÃO BAIXO/ AEROPORTO 
164 - CONJ. MARCOS FREIRE 
206 - BARRO / PRAZERES 
216 - BARRO / PRAZERES BR 101 
303 - CURADO II / CAXANGÁ (BR-232) 
302 - CURADO II / CAXANGÁ 

Informações: GRCT
READ MORE - Recife terá mais ônibus para as provas do ENEM

Tarifa de ônibus em Umuarama passa a custar R$ 2,60


Os mais de 10 mil usuários de transporte coletivo de Umuarama passarão a pagar a partir hoje R$ 2,60 pela passagem de ônibus. O reajuste de quase 13% foi aprovado na última semana pela Prefeitura do Município, após meses de negociações com a empresa responsável, a Viação Umuarama. 

O valor de R$ 2,60 será cobrando dos usuários que adquirirem a passagem diretamente na catraca, já para as pessoas que comprarem o passe por meio do cartão Transcard, o valor será de R$ 2,50. Alunos do ensino médio e fundamental, identificados com o uniforme da escola, continuam com o direto ao desconto de 50%; idosos e deficientes físicos têm o acesso ao transporte de maneira gratuita.

Segundo a empresa, desde 2008, este será o terceiro reajuste no valor do passe, o último aconteceu em abril do ano passado. O novo preço foi baseado no índice de inflação nacional, como também nos gastos com manutenção dos ônibus, obtidos pela Viação Umuarama. 

De acordo com a Secretaria de Administração e Fazenda do município, esse reajuste é uma maneira de equilibrar a economia da empresa contratada. “Ela [empresa] precisa de suporte para atuar, precisa de recursos para se manter e como dentro de quatro anos houve um acréscimo de apenas R$0,10, foi necessário reajustar essa tarifa”, comenta o secretário, Armando Cordts Filho. 

Em 2008, o preço da passagem era de R$ 2,10, no ano seguinte diminuiu para R$ 1,90, entretanto, conforme destaca o secretário de Fazenda, houve um perda real da Viação Umuarama, sendo que o preço cobrado pela tarifa não mantinha os gastos com o transporte. Para tanto, em 2010, houve o primeiro reajuste do período, retornando o preço da passagem para R$ 2,10, com a implantação do Transcard.

Um ano depois, em 2011, a Prefeitura autorizou, em abril passado, o reajuste para R$ 2,20 às passagens adquiridas no cartão e de R$ 2,30 para os passes comprados na catraca. “Em todo esse tempo houve reajuste salarial dos motoristas e demais funcionários, além da média de inflação dos produtos nacionais que atingiu a faixa dos 23%”, acrescenta Cordts Filho.

Com base nas informações, o secretário revela que, se levar em consideração os custos de manutenção da empresa com o transporte público na cidade, esse reajuste é uma maneira de ressarcir as despesas anteriores obtidas pela Viação Umuarama. “Foi um reajuste necessário, pois a empresa precisa se manter”. 

Em nota, a Viação Umuarama acrescenta que a frota de veículos utilizada para o transporte público na cidade é considerado uma das mais novas de todo o Estado; além desse ponto, a empresa destaca que o reajuste foi baseado, também, na quantia de impostos pagos pelo grupo. 
Abaixo da média 

Mesmo com um aumento de R$ 0,30, a tarifa cobrada no transporte público em Umuarama ficou 8,7% abaixo da média nacional, estabelecida pela Geipot (Empresa Brasileira de Planejamento de Transporte), por meio do Governo Federal, que aponta para um valor mínimo, sugestivo, de R$ 2,85.

READ MORE - Tarifa de ônibus em Umuarama passa a custar R$ 2,60

Metrô Curitibano pode não mais sair do papel


A eleição de novos prefeitos pode começar a alterar os projetos de mobilidade urbana, com vistas à Copa do Mundo de 2014. Até recentemente, o lobby das empreiteiras vinha conseguindo impor projetos de metrô em várias cidades-sede como soluções emergenciais, quando há alternativas que transportam muito mais passageiros, por uma fração do custo. Uma delas é o BRT, sistema conhecido como Bus Rapid Transit, que revolucionou o sistema de transporte de cidades como Bogotá, na Colômbia.


Em Curitiba, que já tem um sistema modelo de transportes, o prefeito eleito Gustavo Fruet (PDT) foi o primeiro a questionar a imposição do metrô. Em entrevista, ele afirmou que pretende estudar a melhor alternativa. É também muito provável, que, em Salvador, ACM Neto (DEM) pise no freio em relação ao projeto do Metrô na Avenida Paralela, substituindo o mesmo pelo sistema BRT.

Informações: Brasil 247

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook


READ MORE - Metrô Curitibano pode não mais sair do papel

Metrô São Paulo realiza sessão de testes do novo sistema de controle de trens da Linha 2-Verde

O Metrô dará continuidade na próxima sexta-feira, dia 2, aos testes do sistema CBTC (Controle de Trens Baseado em Comunicação) na Linha 2-Verde (Vila Prudente-Vila Madalena). Para a execução do trabalho, das 4h40 às 09h, as estações Alto do Ipiranga, Santos-Imigrantes, Chácara Klabin e Ana Rosa ficarão fechadas ao público.

Nesse período, os usuários serão atendidos gratuitamente por ônibus do sistema PAESE (Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência) que circularão, ininterruptamente, até às 09h30, entre as estações Alto do Ipiranga e Vila Mariana, dando cobertura ao trecho interrompido na Linha 2-Verde.

Aos que necessitarem deslocar-se por toda a extensão da Linha 2-Verde, serão entregues senhas nas estações Sacomã e Vila Mariana. Por exemplo, o passageiro que embarcar em Vila Prudente com destino à Vila Madalena, ao chegar à estação Sacomã, deverá retirar uma senha com um empregado do Metrô e, posteriormente, utilizar gratuitamente ônibus do sistema PAESE até a estação Vila Mariana. De posse da senha, embarcará novamente no Metrô e seguirá pela Linha 1-Azul (Jabaquara-Tucuruvi) até a estação Paraíso, na qual será possível realizar transferência para a Linha 2-Verde e seguir até o destino final.

As transferências para a Linha 4-Amarela serão realizadas normalmente nas estações Consolação, na Linha 2-Verde (Vila Prudente-Vila Madalena), República, Linha 3-Vermelha (Corinthians/Itaquera-Palmeiras/Barra Funda) e Luz, na Linha 1-Azul (Jabaquara-Tucuruvi).

O CBTC é considerado o sistema de controle de trens mais moderno do mundo e está em operação em linhas de metrôs nas cidades de Nova York, Londres e Paris, entre outras. Quando estiver funcionando plenamente, o intervalo entre um trem e outro será reduzido e a capacidade de transporte ampliada em cerca de 20%.

Os testes são realizados aos domingos e feriados, devido ao menor número de usuários que utilizam trens e estações metroviárias. Para informar sobre a ação, o Metrô está emitindo mensagens pelos sistemas de som das estações e dos trens e por meio de cartazes.

READ MORE - Metrô São Paulo realiza sessão de testes do novo sistema de controle de trens da Linha 2-Verde

BHTrans anuncia que vai exigir ônibus confortáveis para o Sistema BRT

Caso coloquem em xeque o conforto dos passageiros e a agilidade do serviço, dois dos preceitos básicos do transporte rápido por ônibus (o BRT, na sigla em inglês), os novos ônibus padron de motor dianteiro – um dos três tipos de coletivos do futuro sistema – podem ser barrados pela BHTrans antes de chegar às ruas. Embora sustente que a posição do motor não interfere na operação daquela que é a principal aposta de mobilidade da capital mineira para os próximos anos, a empresa que gerencia o trânsito em BH informa que a aprovação do modelo de ônibus, ainda em desenvolvimento, depende da fase de homologação.

Reportagem publicada pelo Estado de Minas na semana passada revelou que fabricantes estão projetando, a pedido dos consórcios que operam o sistema de transporte da capital, variações dos atuais coletivos que circulam em BH equipadas com itens como câmbio automático e suspensão a ar, para se adequar às exigências do BRT. A compra dos ônibus, que custam menos e têm consumo menor em relação aos veículos de motor traseiro, além de ter maior facilidade de revenda, será discutida pela Ordem dos Advogados do Brasil, seção Minas Gerais (OAB-MG).

Afirmando que o ruído e o desconforto gerados pela motorização frontal foram superados ao longo dos anos graças a novas tecnologias, como o gerenciamento eletrônico de motor (adotado em meados de 2004), a BHTrans argumenta agora que para se mostrarem eficientes, os veículos terão de passar por testes de capacidade de transporte, funcionamento do ar-condicionado e potência. A homologação é o último item previsto no Decreto Municipal 15.019, documento de 53 páginas que esmiuça como devem ser os veículos do sistema, mas não especifica quais tipos de chassis devem ser adotados. 

“Vamos fazer uma ficha para avaliar em diferentes situações se esses veículos serão mesmo capazes de operar dentro do conceito BRT. A homologação é um recurso para avaliar o carro antes de ele entrar no sistema, para que tenhamos certeza de que todas as exigências foram cumpridas”, afirmou o diretor de Planejamento da BHTrans,  Célio Freitas, exemplificando uma situação em que o modelo em análise terá de transpor as ladeiras da avenida Antônio Carlos, um dos três corredores do sistema, sem apresentar falhas de potência do motor. Juntamente com o diretor de Desenvolvimento e Implantação de Projetos da BHTrans, Daniel Marx, ele demonstra certa preocupação com a viabilidade econômica do projeto. O tipo de veículo usado, ressaltou, tem impacto direto no custo da tarifa. 

Cerca de 200 ônibus padron deverão operar linhas troncais de percurso misto, trafegando entre as pistas exclusivas para coletivos e vias que não receberão o BRT. Outros 200 articulados farão parte do sistema, que manterá os atuais coletivos como ônibus básicos em linhas alimentadoras – existe a possibilidade de que até micro-ônibus sejam adotados nesse serviço, conforme a demanda. “O consumo do coletivo de motor traseiro é 10% maior”, alega Marx.

Cara nova

Célio Freitas sustenta que a agilidade é a maior preocupação do usuário, seguida da confiabilidade, segurança e o conforto. O desperdício de tempo gerado pelo embarque e as paradas dos atuais coletivos em semáforos, acrescentou, será eliminado na operação do BRT em pistas exclusivas. “Estamos preparando uma série de novidades para a operação do novo sistema. Além de ter um nome específico, o BRT de BH prevê nova pintura para os ônibus e um sistema de dados integrado que informará o tempo exato que o passageiro terá de aguardar para pegar o próximo coletivo.”

Assim que as obras forem concluídas serão iniciados os testes operacionais. A primeira fase compreende o conhecimento do veículo pelos motoristas, que terão de avaliar o coletivo operando-o sem passageiros. A partir daí, o sistema será apresentado a diferentes segmentos da população e entrará na fase de pré-operação, rodando em linhas e dias específicos. “A implantação do BRT no Rio de Janeiro revelou um grande receio dos idosos ao embarcar. Apresentando o conceito à população antes, ela irá se habituar”, diz o o representante da BHTrans. 

A previsão do diretor de Planejamento é de que o desenvolvimento do projeto do BRT comece a ser aplicado na Avenida Amazonas, outra importante via da capital, ainda no primeiro semestre de 2013. A meta final da empresa é alcançar 200 quilômetros de linhas até 2023, tendo como aliados o metrô e o BRT metropolitano, que compartilhará as estações de transferência. Objetivo ousado que depende também da aprovação do principal envolvido: o passageiro. 


PROJETOS PARA AMPLIAR O METRÔ
A Empresa Pública de Trem Metropolitano de Belo Horizonte (Metrominas), vinculada à Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas, abriu ontem licitações para elaborar os estudos e projetos de engenharia das linhas 1, 2 e 3 do metrô da capital. Segundo o presidente da Metrominas, Fabrício Sampaio, os projetos são necessários para estabelecer com maior precisão –  com ajuda dos serviços de sondagem que estão em andamento – o valor das obras de expansão do serviço. O custo do projeto básico para as linhas 1 e 2 está estimado em R$ 18,5 milhões e, para a Linha 3, em cerca de R$ 14,6 milhões, sendo o prazo estimado para ambos de 12 meses. Para a Linha 1, atualmente em operação, estão previstas reforma de estações, aquisição de trens e extensão de aproximadamente 1,7 quilômetro até a futura Estação Novo Eldorado. A Linha 2 ligará o Barreiro ao Bairro Calafate, com sete estações previstas. Totalmente subterrânea, a Linha 3 ligará a região da Savassi à Lagoinha, com cinco estações previstas.

Informações: Estado de Minas

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - BHTrans anuncia que vai exigir ônibus confortáveis para o Sistema BRT

Governo de São Paulo entrega três novos trens e anuncia modernização de mais uma estação da CPTM

Nesta quarta-feira, 31, o governador Geraldo Alckmin entregou três novos trens para a Linha 8-Diamante (Júlio Prestes - Itapevi) da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). 

"É trem novo, com ar condicionado, sistema de câmera anterior e posterior, motorização maior, sistema de frenagem. Cada trem oito carros, então mais 24 carros zero quilômetros. Com isso completamos 82 trens entregues", disse Alckmin.

Os trens fazem parte dos 105 adquiridos pela CPTM, em 2006, e que estão sendo entregues gradativamente até o próximo ano. Com 170 metros, os carros possuem salão contínuo de passageiros, ou seja, têm passagem livre entre eles.

O governador também anunciou obras de modernização na estação Domingos de Moraes. "São 10 milhões de reais que vão ser investidos. Vai beneficiar 22 mil passageiros que utilizam por dia a estação e vamos entregar a obra em julho do ano que vem".

Ainda no evento, Alckmin destacou que na estação serão instalados elevadores, plataformas suspensas e novos sanitários, todos com acessibilidade para pessoas com deficiência. 

Ao todo, nove estações estão em obras para se adequarem ao novo padrão da CPTM.  Até dezembro serão mais duas, ou seja, totalizando 12 estações em obras, incluindo a Domingos de Moraes.



Do Portal do Governo do Estado

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Governo de São Paulo entrega três novos trens e anuncia modernização de mais uma estação da CPTM

Especialista que mudou Barcelona sugere soluções para Salvador


Ele tenta andar na cidade, mas não consegue, pois não há calçadas. Nas avenidas, espaço demais para carros e pouco para o transporte público. Esses e outros problemas – que têm solução - são observados pelo engenheiro espanhol Manuel Herce, 65, um dos responsáveis pela reconstrução de Barcelona para as Olimpíadas de 1992, legado que se sente até hoje no bom funcionamento da cidade espanhola. 

Herce, que é casado com uma brasileira, está desde o início da semana em Salvador para participar da 3ª edição do Agenda Bahia, que começa hoje, às 8h, na Fieb, e alerta que a construção de viadutos e de estacionamentos não vai resolver os problemas da capital baiana: é preciso dar atenção ao pedestre e melhorar o transporte público. 

Ontem, em um passeio por pontos movimentados da capital com o CORREIO, Herce apontou problemas e sugeriu soluções para a cidade se tornar mais sustentável.

Em primeiro lugar, diz ele, a cidade precisa ser pensada para o morador, não para os carros. Ao conhecer os números da pesquisa do Instituto Futura que mostra que 73% dos moradores de Salvador levam quatro horas por dia no trânsito, ele afirmou que o problema poderia ser resolvido com um sistema integrado de transporte. 

Atualmente, “o carro atrapalha o ônibus e o ônibus atrapalha o carro”, diz. “Isso mostra que se deve controlar o espaço para os carros, pra melhorar o engarrafamento. Em outras grandes cidades do mundo você gasta 1 hora, 1 hora e meia”, conta. 

Dificuldades
Na região do Iguatemi, na passagem do viaduto que dá acesso à Rodoviária, ele apontou a falta de espaço para pedestres, excesso de faixas para carros e áreas verdes desaproveitadas.

“Você pode ter avenidas grandes na cidade, mas uma avenida não precisa ser uma autoestrada, tem que ter espaços para os pedestres também”, opina. Herce ressaltou a dificuldade que os soteropolitanos têm de sair de seus bairros para chegar aos pontos de ônibus nas avenidas. “Aqui ninguém pode atravessar a rua, o viaduto não tem calçada. O cara que quer atravessar aqui morre. Se quer pegar ônibus aqui, o que faz? Ele tem que caminhar meio quilômetro”, comenta.

Herce também critica o excesso de viadutos, dizendo que eles não são uma alternativa sustentável para o trânsito, uma vez que aumentam o espaço só para os carros.

“O problema não é carro, carro é um direito. O problema é que o carro adentrou a cidade. Em Paris, tem quase uma média de 2,2 carros por família, mas na rua você não vê praticamente, só sábado e domingo, porque o sistema de transporte coletivo é ótimo”, compara. Uma das sugestões de Herce para o Iguatemi é aumentar os espaços para pedestres, restringir a passagem de carros em parte das pistas e criar faixas exclusivas para ônibus. 

Desagradável
O engenheiro criticou também a falta de espaços agradáveis para caminhar. Na orla, mesmo havendo calçadões, Herce chama a atenção para a falta de planejamento paisagístico. “Nas praias da Pituba ao Rio Vermelho, não tem uma árvore sequer. Só tem poste, concreto. É uma região feita para o pedestre, mas o pedestre é sacrificado”, opina.

Uma das mais movimentadas da cidade, a avenida Mário Leal Ferreira, a Bonocô, foi criticada pela falta de espaços de convivência. Na avenida, quase não há calçadas. 

Metrô
Herce afirma ainda que o metrô é uma das saídas mais importantes, mas não a única, para os problemas de mobilidade. “Num deslocamento longo, você não pega só o metrô, pega também ônibus, bicicleta, carro, anda a pé. Esse é um problema de planejamento público. Você não pode ficar esperando horas pra um ônibus passar, nem andar demais de uma estação para a outra. É preciso integrar os diferentes transportes”, indica.

Apesar de o metrô ter apenas seis quilômetros de extensão até agora, o problema maior, diz Herce, é a quantidade de estações e a distância entre elas. Em toda a Bonocô há apenas uma parada do metrô, a Estação Brotas, enquanto Herce diz que o metrô deve unir a população à cidade e trazer conforto às pessoas.

“As pessoas não podem depender de uma passarela pra entrar no metrô. Ele tem que estar ligado com o lugar, e todo o entorno tem que ter uma estrutura para caminhar. É a partir daí que nascem lojas, comércio. Tem que ter estações suficientes pra que as pessoas caminhem, no máximo, 200 metros. Aqui tem muito mais distância que isso”, critica. 

Por Lorena Caliman
READ MORE - Especialista que mudou Barcelona sugere soluções para Salvador

Ministro dos Transportes confirma presença na cerimônia de abertura da Feira Negócios nos Trilhos

O ministro de Estado dos Transportes, Paulo Sérgio Passos participa da cerimônia de abertura da 15ª Feira Negócios nos Trilhos, que começa na próxima terça-feira (06/11) e se estende até o dia 08 de novembro de 2012, no Pavilhão Vermelho do Expo Center Norte, em São Paulo.

A cerimônia de abertura, programada para às 11h00 horas, acontece na Sala Cantareira 6 e 7, no 2º Piso e contará também com a presença do Secretario de Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo – STM, Jurandir Fernando Fernandes Ribeiro; do presidente da Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários – ANTF, Rodrigo Vilaça; do presidente da Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos – ANPTrilhos, Joubert Fortes Flores Filho; do presidente da Associação Nacional de Transporte Público – ANTP, Ailton Brasiliense Pires; do presidente da Associação Brasileira da Indústria Ferroviária – Abifer, Vicente Abate; do presidente da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô – Aeamesp, José Geraldo Baião; presidente da AmstedMaxion, Ricardo Chuahy ; diretor da Revista Ferroviária, Gerson Toller; presidente da SuperVia, Carlos José Cunha; presidente interino da Valec, Josias Cavalcante; presidente da Associação Latinoamericana de Metrôs e Subterrâneos – Alamys, Mário Fioratti Filho; presidente da Companhia Brasileira de Trens Urbanos – CBTU, Francisco Carlos Caballero Colombo; presidente da Empresa Metropolitana de Transporte Urbano de São Paulo – EMTU, Joaquim Lopes da Silva Júnior; presidente da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM, Mário Manoel Seabra Rodrigues Bandeira e CEO da UBM Brazil, Joris Anthonius Van Wijk.

Logo após, às 13h00, às autoridades participarão da cerimônia de inauguração da Feira Negócios nos Trilhos 2012, que este ano conta com 180 expositores de 17 países. O ministro e comitiva percorrerão os estandes e conhecerão em primeira mão as inovações reservadas pelos expositores aos visitantes da mostra.

Sobre o 1º Congresso Metroferroviário Brasileiro: O Congresso é promovido pelas principais entidades do setor: Associação Brasileira da Indústria Ferroviária (Abifer), Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô (AEAMESP), Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos), Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF) e Sindicato Interestadual da Indústria de Materiais e Equipamentos Ferroviários e Rodoviários (Simefre) e organizado pela CK 

Eventos.

Sobre a Feira Negócios nos Trilhos (NT 2012): Realizada pela UBM Brazil, a 15ª edição da Feira Negócios nos Trilhos obteve um crescimento de 8% neste ano, com 100% da área disponível para exposição comercializada. A edição 2012 deve receber mais de 7.500 visitantes e cerca de 180 expositores. Considerado o maior encontro do setor de transporte metroferroviário da América Latina, a Feira Negócios nos Trilhos, que faz parte do portfólio de eventos de transportes da UBM Brazil - é conhecida por reunir as principais empresas da cadeia produtiva, operadoras de carga e passageiros, fornecedores do Brasil e exterior e principalmente, por ser palco de lançamentos das grandes novidades desenvolvidas pelo setor metroferroviário.

Sobre a UBM Brazil: No Brasil desde 1994, sendo a primeira multinacional a entrar no mercado brasileiro de Feiras, a UBM Brazil é uma das 50 subsidiárias da UBM Internacional, empresa líder global em mídia de negócios com sede em Londres. Nos mais de 30 países onde atua, a UBM constrói relacionamentos duradouros e oferece eventos que alavancam e fomentam o desenvolvimento da indústria local em âmbito global.

Serviço:

15ª Feira Negócios nos Trilhos (NT 2012)
Data: 06 a 08 de novembro de 2012 
Horário Exposição: 13 horas às 20 horas 
Data: 6 de novembro das 13h45às 17h30
Data: 7 e 8 de novembro das 9h00 às 17h00
Local: Pavilhão Vermelho - Expo Center Norte 
Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333 - São Paulo – SP

Informações: Segs.com.br


READ MORE - Ministro dos Transportes confirma presença na cerimônia de abertura da Feira Negócios nos Trilhos

No Recife, Linhas de ônibus voltam a atender ao bairro do Cabangá


Atendendo a um pedido da comunidade, cinco linhas de ônibus voltaram a circular pelo bairro do Cabanga. A mudança só foi possível devido à liberação pela Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) da alça ao lado do Viaduto Capitão Temudo

Os ônibus das linhas 123 – Três Carneiros Baixo (Monte Verde), 131 – UR 02 (Bacurau), 132 – UR 02/ Ibura (Conde da Boa Vista), 138 – Zumbi do Pacheco e 243 – Vila Dois Carneiros (Via Cais de Santa Rita), no sentido cidade/ subúrbio, irão pegar a alça de acesso a Rua Saturnino de Brito voltando a trafegar pelas ruas Comandante Antônio Manhães de Matos, General Estilac Leal, Escritor Souza Barros e Avenida Sul. 

''Felizmente tudo voltou ao normal, pois a interdição dessas linhas ao bairro do Cabangá prejudicou não somente aos moradores do Bairro, como a todos usuários destas linhas que foram injustamente colocados nos engarrafamentos da Rua imperial''.

Com a mudança de itinerário as cinco linhas passaram, também, a atender todos os pontos de parada que se encontram ao longo do percurso. O Consórcio reforça o retorno ao bairro do Cabanga com cartazes nos ônibus que circulam pelo bairro e nas paradas ativadas. Para quaisquer informações, a Central de Atendimento ao Cliente está à disposição pelo número 0800.081.0158. 

Linhas que voltaram a atender ao bairro do Cabanga: 

123 – Três Carneiros Baixo (Monte Verde) 
131 – UR 02 (Bacurau) 
132 – UR 02/ Ibura (Conde da Boa Vista) 
138 – Zumbi do Pacheco 
243 – Vila Dois Carneiros (Via Cais de Santa Rita) 

Itinerário Alterado: 

Sentido: Cidade / Subúrbio 

...Viaduto Capitão Temudo, Alça de acesso a Rua Saturnino de Brito, Rua Saturnino de Brito, Rua Comandante Antonio Manhães de Matos, Rua General Estilac Leal, Rua Escritor Souza Barros, Rua Carlos C. Leal Valente, Avenida Sul... 

READ MORE - No Recife, Linhas de ônibus voltam a atender ao bairro do Cabangá

Belo Horizonte terá operação especial de transporte coletivo para o Enem


A BHTRANS disponibiliza, no Portal da empresa (no ícone Enem 2012) e na Central de Relacionamento Telefônico da Prefeitura, 156, informações sobre o serviço de transporte coletivo para os inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio 2012 (ENEM/ 2012) em Belo Horizonte. As provas serão realizadas no sábado, 3/11, das 13h às 17h30, e no domingo, 4/11, das 13h às 18h30, em 81 instituições de ensino da cidade.


Agentes da Unidade Integrada de Trânsito, BHTRANS e PMMG, e Guarda Municipal, irão operar o tráfego na região dos locais de prova e nos corredores de acesso, para garantir a acessibilidade dos candidatos.

Em função do elevado número de participantes, a BHTRANS orienta aos candidatos que saiam de casa mais cedo, utilizem o transporte público e verifiquem com antecedência as linhas de ônibus que atenderão os locais onde farão a prova.

Informações: BHTrans

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Belo Horizonte terá operação especial de transporte coletivo para o Enem

São Paulo: Bilhete Único hoje deixou de ser comodismo e virou necessidade

O Bilhete Único, centro das atenções dos candidatos à Prefeitura durante a campanha eleitoral, é visto pelos paulistanos como uma das medidas que mais tem beneficiado usuários de transporte público nos últimos anos. Porém, na opinião do arquiteto e especialista em transportes Flamínio Fichmann, para ampliar essas vantagens é preciso rever alguns pontos, em especial em relação ao histórico do trajeto origem-destino da catraca e revertê-los a favor da população.

“Desde que o Bilhete Único foi criado a malha de transportes oferecida é mesma. Porém, nem sempre ela atende o real objetivo”, diz Fichmann. Segundo ele, não adianta ter excesso de ônibus se o desempenho deles não cobre as necessidades dos usuários.

Na opinião do arquiteto, o prefeito eleito Fernando Haddad poderia aproveitar a implantação do novo Bilhete Único em 2014 para contratar também um novo sistema de ônibus, formado por veículos menores ou micro-ônibus, para circular pelos bairros com intervalos menores e em vias coletoras de passageiros.

Segundo o arquiteto, boa parte dos bairros não são atendidos hoje porque a maioria das linhas circula em direção ao Centro. Para percorrer trajetos pequenos o usuário precisa muitas vezes tomar duas ou mais conduções.

CONCESSÕES / Para a arquiteta e urbanista Regina Monteiro, o Bilhete Único hoje deixou de ser comodismo e virou necessidade. “As pessoas ficam tanto tempo no ônibus por causa do trânsito que se não tiver  bilhete inviabiliza qualquer trabalhador”,  diz. Para ela, o que complicou o transporte na cidade foram as concessões com empresas de ônibus dos últimos 20 anos. “A cobrança que antes era por quilômetro rodado hoje é feita por passageiro. Com isso, temos menos ônibus rodando e mais pessoas transportadas.”

Para o arquiteto e professor emérito da USP Cândido Malta, a discussão em torno do Bilhete Único deveria se estender para a metrópole, pois há pessoas morando cada vezes mais distante. “Os congestionamentos aumentaram porque a cidade está se espalhando por causa do preço do mercado imobiliário.”

Para tentar reduzir o tempo no trânsito, o arquiteto Flamínio Fichmann propõe instalação de catraca nos corredores para a cobrança da passagem. Isso, diz ele, evitaria a aglomeração nas portas dos ônibus, dando mais agilidade na circulação de passageiros e veículos. 

Por Cristina Christiano
Informações: Diário de SP

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - São Paulo: Bilhete Único hoje deixou de ser comodismo e virou necessidade

Em Fortaleza, Frota de ônibus será reforçada para garantir aos estudantes acesso ao Enem

A Empresa de Transportes Urbanos de Fortaleza (Etufor) informou nesta quarta-feira (31) que a frota de ônibus será reforçada na capital cearense nos próximos dias 3 e 4 para atender a demanda dos inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio que precisarem usar o transporte coletivo.

De acordo com a Etufor, no sábado (3), estão previstos 37 coletivos extras no período de 9 às 13 horas e de 15 às 19 horas. Serão distribuídos 9 no Terminal da Parangaba, 8 no Siqueira, 7 no Antônio Bezerra, 7 no Lagoa, 2 no Conjunto Ceará, 2 no Papicu e 2 em Messejana. Ao todo, devem estar circulando 1.400 ônibus nas vias da cidade.

Para o domingo (4), dia em que a passagem de ônibus custa apenas R$ 1,40 (inteira) e R$ 0,70 (meia), 45 coletivos adicionais ficarão à disposição da população a partir de 8 horas da manhã. Serão 9 no Terminal do Antônio Bezerra, 9 na Parangaba, 7 no Siqueira, 7 no Papicu, 7 no Lagoa, 4 na Messejana e 2 no Conjunto Ceará.

Durante os dois dias de prova, as linhas (070) Cuca Barra/Parangaba/Centro, (311) Castelão/Parangaba, (351) Jóquei/Bonsucesso e (390) Parangaba/João Pessoa irão operar com quantidade maior de veículos devido ao aumento da demanda de passageiros.

ENEM - O Exame Nacional do Ensino Médio já é adotado como forma de acesso em várias universidades federais no país. No Ceará, o Enem é a porta de entrada para a Universidade Federal do estado. Ao toda foram 345.002 inscritos para as provas deste fim de semana.

Vale lembrar que devido ao horário de verão, as provas nas cidades que não aderiram a alteração do horário, a prova começará ao meio dia (13h no horário de Brasília).

Leonardo Heffer
READ MORE - Em Fortaleza, Frota de ônibus será reforçada para garantir aos estudantes acesso ao Enem

Taubaté vai integrar as linhas do transporte coletivo em dezembro

Uma das principais reivindicações dos usuários do transporte coletivo em Taubaté, a integração entre as linhas de ônibus, deve começar a valer no próximo dia 5 de dezembro, no aniversário da cidade. Com a medida, os passageiros poderão utilizar mais de um ônibus, em período pré-estebelecido, com o pagamento de apenas uma tarifa.

A informação foi divulgada nesta quarta-feira (31) pela direção da ABC Transportes, operadora do transporte público na cidade. A empresa é responsável pelo atendimento de 900 mil usuários por mês e opera 22 linhas.

De acordo com Tiago Felício, diretor da ABC Transportes, o novo sistema não vai implicar na criação de um terminal central e será válido para embarques feitos em um prazo de até 60 minutos, desde que a viagem seja feita no mesmo sentido.

"Essa é a grande vantagem do sistema. Temos uma tecnologia que dispensa a necessidade deste terminal central. O sistema é inteligente e permite embarques em qualquer ponto, desde que dentro dos critérios estabelecidos, de tempo e sentido", afirmou Felício.

A integração deve beneficiar pelo menos 10% do total de usuários do transporte público na cidade - grupo que utiliza 4 conduções ou mais diariamente. Cada passagem custa R$ 2,80.

Utilização
Para utilizar o modelo será necessário o uso do bilhete eletrônico, empregado pela empresa desde 2004. A ABC não vai cobrar dos passageiros a emissão da 1ª via dos cartões. A cobrança será feita em caso de emissão de 2ª via e vai custar o valor de cinco passagens vigentes no período.

A permissionária investiu R$ 1 milhão na modernização desta tecnologia, que é um dos passos para viabilizar o acesso da população a integração das linhas - a maior parte do valor foi aplicada na renovação dos cartões e o restante em modernização dos softwares das catracas.

Cartões
Já o novo modelo de bilhetagem eletrônica da ABC Transportes começa a funcionar nesta quinta-feira (1). Os cartões antigos continuam valendo e a intenção da empresa é substituí-los gradativamente.

Para isso, de acordo com a direção da empresam foram comprados 200 mil novos cartões com tecnologia contact less. Cada um ao custo de US$ 2 cada.

São oito tipos de novos cartões, entre os quais específicos para empregadores que custeiam o transporte dos empregados; cartão escolar; cartão isenção (para grupos que não pagam tarifa); cartão especial, para deficientes físicos e acompanhantes e até cartão-criança, para evitar que as crianças até cinco anos tenham que passar por debaixo das catracas. Antes a bilhetagem eletrônica era dividida em apenas três modalidades. 

A partir de dezembro, junto com a integração, o usuário que carregar R$ 10 em tarifas ganhará uma passagem para fazer as viagens aos domingos. 

Avaliação
Para a diarista Andrelane Ramos Laureano da Costa, moradora do Parque Continental 2, em Taubaté, o projeto é um benefício, mas a ampliação do período para pagamento de tarifa única deveria ser estendido. Ela trabalha em casas nos bairros Estiva e Jaraguá e precisa de quatro conduções por dia para ir e voltar do trabalho.

"Com certeza vou economizar agora. Mas se for em horário que todo mundo está pegando o ônibus, não sei se em uma hora consigo pegar dois ônibus. Às vezes perco mais do que isso em um ônibus só", disse a diarista.

A representante do Transporte Complementar de Taubaté (Tctau), Silvana Fontes, não foi localizada na tarde desta terça-feira para comentar o assunto. A Tctau opera as vans que são responsáveis pelo transporte de 300 mil usuários ao mês. O grupo deve sofrer impacto direto do novo serviço oferecido pela ABC Transportes.

O diretor de trânsito de Taubaté, Luiz Donizete Gonçalves, também não foi encontrado para comentar o assunto.

Serviço
Para aquisição ou troca dos cartões antigos da ABC Transportes, basta procurar a loja da ABC no Parque Doutor Barbosa de Oliveira ou na empresa, que fica à Rua Margarida, 612. Para dúvidas, o telefone é o (12) 3621-5300.

Suellen Fernandes
Do G1 Vale do Paraíba e Região


Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook

READ MORE - Taubaté vai integrar as linhas do transporte coletivo em dezembro

Renovação do transporte público no Distrito Federal sem reajustes nas tarifas

Uma importante etapa do processo licitatório para o novo modelo do Sistema de Transporte Público Coletivo (STPC) foi divulgada na última quinta-feira (25) pelo Governo do Distrito Federal. Três das nove empresas concorrentes foram habilitadas a operar no futuro sistema. A expectativa é de que, até maio de 2013, o novo transporte público seja utilizado pela população. Não haverá reajuste nas tarifas.

“Esperamos, com o novo modelo, uma maior fluidez dos ônibus, pontualidade e total integração das linhas, com menor custo para população. Desde 2009 há uma ordem judicial para fazer essa licitação e renovar  o sistema, e nenhum outro governo teve a coragem de fazer isso, até agora”, declarou o secretário de Transportes, José Walter Vazquez.

O governador Agnelo Queiroz destacou o rigor do processo. “Até o meio do próximo ano, estaremos com ônibus novos e um sistema completamente modernizado”, disse.

A previsão do GDF é que, até dezembro deste ano, pelo menos três contratos estejam finalizados, para que três bacias sejam licitadas no novo sistema. A primeira será a Bacia 2, que abrange as cidades do Gama, Paranoá, Santa Maria, São Sebastião, Candangolândia, Lago Sul, parte do Park Way, Jardim Botânico e Itapoã. A frota prevista é de 640 ônibus. O edital divide o DF em cinco bacias e estabelece que cada concorrente deve controlar apenas uma delas.
A partir deste 26 de outubro, as empresas concorrentes terão até cinco dias úteis para apresentarem recursos ou questionamentos à Comissão de Licitação, com mais cinco dias úteis para levarem suas contra-argumentações. Depois da publicação do resultado dos recursos, outros cinco dias são previstos para as empresas apelarem diretamente ao secretário de Transportes.

Caso não haja novos concorrentes vencedores para alguma das duas bacias restantes, será aberto um novo prazo de 30 dias para apresentação de propostas, não sendo necessário reiniciar todo o processo. “É a maior licitação da história. Vai gerar, considerando a renovação por mais 10 anos dos contratos, R$ 16 bilhões”, afirmou o secretário.

Habilitadas
As empresas Cidade Brasília, Pioneira e São José foram as concorrentes habilitadas para continuar no processo, por serem as únicas a apresentarem todas as documentações exigidas e não terem qualquer restrição judicial ou administrativa. As três concorrem por todas as cinco bacias.
Até a Viplan, uma das maiores empresas do Distrito Federal, ficou de fora da licitação

O Consórcio Brasília, Viplan, Consórcio DF, Santos&Pradela, Rio Preto e Vera Cruz foram inabilitadas do processo respectivamente por: ter a certidão de débitos cancelada pela Receita Federal; não apresentar todas as certidões exigidas; estar com o balanço em desacordo com edital; não ter o atestado técnico homologado (Santos&Pradela e Rio Preto); e estar fora das exigências do processo licitatório.

DFTrans

Durante a divulgação da recente etapa do processo licitatório, o diretor-geral do Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans), Marco Antônio Campanella, afirmou que foi aberta uma sindicância para identificar a responsabilidade pelos vários ônibus que, há dois meses, não circulam de maneira adequada no DF. 

“Não descartamos tomar medidas administrativas e judiciais para apurar os fatos”, informou Campanella. A sindicância tem previsão de durar até 30 dias.

Informações: Clica Brasília

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Renovação do transporte público no Distrito Federal sem reajustes nas tarifas

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960