Em Belo Horizonte, Aparelho ajuda deficientes visuais a pegar ônibus

sábado, 20 de outubro de 2012


Uma novidade tecnológica começou a ser testada no transporte urbano de Belo Horizonte. O objetivo é beneficiar pessoas com deficiência visual.
Andar sem ver o caminho é uma tarefa difícil. No ponto de ônibus, muitos deficientes visuais ainda precisam contar com a boa vontade de outros passageiros para pegar a linha correta.

Em Belo Horizonte está em teste um transmissor com uma frequência de rádio e um alto falante instalados dentro dos veículos. Com o deficiente visual fica um aparelho, que é programado de acordo com a linha desejada.

Flávia aciona o controle, e quando o ônibus chega a menos de cem metros, um apito é emitido para que o motorista saiba que, no ponto, haverá um deficiente visual. Ao chegar lá, o alto-falante entra em ação.

Pelo som, fica mais fácil saber onde o coletivo está parado, e quando ele entra é o próprio passageiro quem desliga o aviso.
“Eu parava a porta dianteira em frente a eles e chamava. Agora acabou o sofrimento”, diz o motorista Edson Duarte dos Santos.

Em Araucária, no Paraná, o sistema já passou pelo teste e agora foi implantado em todas as linhas. Na capital mineira, por enquanto, só uma que passa por uma instituição para deficientes visuais tem os aparelhos. Se for aprovado, o sistema deve ser instalado em toda a frota da cidade.

“Está nos trazendo tanta independência que até a noite a gente pode dar uma voltinha, não vai ter perigo de perder o ônibus de madrugada, ir para as festas sem problema de perder o ônibus”, comemora a professora Flávia Manicardi.

Informações: G1 Minas

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Em Belo Horizonte, Aparelho ajuda deficientes visuais a pegar ônibus

São Paulo terá cinco linhas de metrô e monotrilho em construção simultânea em 2013

A partir de 2013, com o início das obras de expansão da Linha 2-Verde em direção a Guarulhos chega-se a um fato inédito na cidade de São Paulo: cinco linhas de metrô e monotrilho em construção simultânea. As obras em realização são o prolongamento da Linha 5-Lilás (Largo Treze-Chácara Klabin), a segunda fase da Linha 4-Amarela (Vila Sônia-Luz) e a construção dos monotrilhos da Linha 15-Prata (Vila Prudente-Hospital Cidade Tiradentes) e da Linha 17-Ouro (que terá ligação com o aeroporto de Congonhas).

Hoje, São Paulo conta com uma malha metroviária de 74,3 quilômetros e  até 2014 deverá ultrapassar 100 km de extensão. No início de 2013 está prevista a licitação de mais duas obras: a Linha 6 - Laranja (Brasilândia-São Joaquim), de metrô convencional, e a Linha-18 Bronze (Tamanduateí-ABC), com monotrilho.

Publicado o Edital para expansão da Linha 2
Conforme anúncio realizado na segunda-feira (15/10) pelo governador Geraldo Alckmin e pelo secretário de Estado dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, foi publicado nesta quarta-feira o edital de licitação para as obras de expansão da Linha 2-Verde (que funciona atualmente entre Vila Madalena e Vila Prudente) de Vila Prudente a Dutra.

Após a publicação do edital, as empresas interessadas  deverão apresentar propostas no dia 23/11 em Sessão Pública de Recebimento e Abertura. E depois da análise das propostas, a Companhia do Metrô divulgará o vencedor.

Leia:



O novo trecho da Linha 2 terá 13,5 km de extensão e 12 estações: Orfanato, Água Rasa, Anália Franco, Vila Formosa, Guilherme Giorgi, Nova Manchester, Aricanduva, Penha, Penha de França, Tiquatira, Paulo Freire e Dutra. Com o prolongamento, a Linha 2-Verde terá interligação com a Linha 3-Vermelha do Metrô, na estação Penha, e com a futura Linha 6-Laranja de metrô (na estação Anália Franco) e também com três linhas da CPTM: 11-Coral, na estação Penha, 12-Safira e a futura 13-Jade, na estação Tiquatira.

Autorizado empréstimo para obras da Linha 5
A Assembleia Legislativa aprovou nesta terça-feira (16/10) o Projeto de Lei 554/2012, de autoria do governador Geraldo Alckmin, que autoriza a Companhia do Metrô a contratar empréstimo junto a instituições financeiras federais no valor de R$ 1,95 bilhão.

O recurso será utilizado no prolongamento já em obras da Linha 5-Lilás, da Estação Largo Treze, em Santo Amaro, até a Estação Chácara Klabin (local de integração com a Linha 2), passando pela estação Santa Cruz (integração com a Linha 1). Com a conclusão dessas obras, em 2015, a Linha 5 terá 19,9 km de extensão e 17 estações, com estimativa de atender 770 mil passageiros diários.  

A Linha 5 contará, futuramente, com mais uma ampliação já prevista: da estação Capão Redondo até o bairro de Jardim Ângela. O novo trecho prevê  3,7 quilômetros de extensão e três estações: Parque Santo Dias, São José e Jardim Ângela.

Informações: Metrô SP

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - São Paulo terá cinco linhas de metrô e monotrilho em construção simultânea em 2013

Corredores exclusivos aumentam a velocidade média dos ônibus em Blumenau

Com a implantação do corredor de ônibus que entrou em operação dia 30 de setembro, na Rua das Palmeiras, o sistema operacional do transporte coletivo já obteve ganhos, conforme análise divulgada pelo Serviço Autônomo Municipal de Trânsito e Transportes de Blumenau (Seterb).

O trecho entre o terminal Fonte e a primeira estação de pré-embarque, na avenida Beira Rio, era um dos principais desafios do sistema.

Na avaliação preliminar realizada pelos fiscais do Seterb e do Consórcio Siga, durante 15 dias, em horário de pico, os resultados foram expressivos.

A velocidade do ônibus no percurso entre Terminal Fonte e Avenida Beira-Rio era de 3 km/h. Com o corredor liberado, a velocidade passou a ser de 15 km/h, sendo 23 km/h a velocidade média desejada.

Os usuários do transporte coletivo tiveram uma ganho de tempo por viagem significativo. Um exemplo é o Troncal 10 (Terminal Fonte - Aterro - Garcia), que tanto o trecho de ida, quanto o de volta, passa pelos corredores de ônibus.

Informações: Jornal de Santa Catarina

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Corredores exclusivos aumentam a velocidade média dos ônibus em Blumenau

Transporte coletivo de Mogi das Cruzes ganha 32 novos ônibus


O sistema municipal de transporte coletivo de Mogi das Cruzes começou a receber, no início deste mês, 32 novos ônibus para atuar nas linhas da cidade. Os veículos fazem parte de um programa permanente para melhoria dos serviços prestados aos passageiros, desenvolvido pela Prefeitura de Mogi das Cruzes e buscam ampliar a oferta de coletivos em linhas de alta demanda, ao mesmo tempo em que mantêm a idade média da frota em 2 anos e 1 mês.

Dez linhas estão recebendo reforço na quantidade de ônibus, totalizando 11 ônibus a mais nas ruas. Além disso, outros 21 ônibus entrarão no sistema substituindo veículos mais antigos, que estavam em operação.

“Fizemos uma revolução no transporte coletivo da cidade, construindo dois terminais, implantando a integração, renovando a frota de ônibus, agora toda adaptada para pessoas com deficiência. Mas ainda temos muito para melhorar. A cidade é dinâmica, não para de crescer e o transporte tem de seguir esse crescimento”, destaca o prefeito Marco Bertaiolli. 

Os novos ônibus, explica o prefeito, além de ampliar a oferta de transporte público, diminuindo o tempo de espera dos passageiros, permite uma melhor distribuição das viagens o que, na prática, previne a ocorrência de atrasos motivados por interferências no trânsito. 

Linhas beneficiadas

No dia 1º de outubro, a linha E111 (Jardim Layr via Jardim Santa Tereza) ganhou dois novos veículos. Com isso, o número de viagens da linha passou de 196 para 233 partidas diárias. Na prática, a medida diminui o intervalo entre os ônibus para 7 minutos nos horários de pico e 10 minutos no restante do período. Anteriormente, o este tempo variava de 10 (pico) a 15 minutos.

Outra linha que recebeu dois ônibus é a E896 (Jardim Piatã via Jardim Novo Horizonte). Neste caso, o principal benefício aos usuários está nos horário durante o dia, em que o intervalo passou de 30 para 18 minutos. Situação parecida aconteceu com a linha C507 (Vila Aparecida via Shopping), que teve o reforço de mais um ônibus e teve o intervalo diminuído pela metade. 

Outra linha já beneficiada é a C204 (Jardim Aeroporto III via Conjunto do Bosque). Neste caso, o trajeto já era operado por quatro veículos, mas um deles trafegava apenas nos horário de pico. Com a inclusão, ele passou a trabalhar o dia todo na linha, melhorando o tempo de percurso, sem diminuir as viagens.

No próximo dia 5, as linhas E103 (Jundiapeba), E104 (Jundiapeba via CDHU), E203 (Conjunto Santo Angelo), C601 (Alto do Botujuru), C691 (Sabaúna via Tronco), C692 (Sabaúna via Cezar) e C405 (Residencial Cocuera via Jardim Nova União) receberão aumento no número de ônibus circulando diariamente. 

“Neste segundo lote, teremos uma melhoria importante no atendimento aos distritos de Jundiapeba e Sabaúna. Além disso, o Conjunto Santo Angelo, que possui a maior demanda de passageiros da cidade, com dois novos ônibus, permitirá a redução do intervalo entre os veículos de 8 para 6 minutos em média”, explicou o secretário municipal de Transportes, Carlos Nakaharada.

Com os novos veículos, a frota do sistema municipal de transporte coletivo passa a contar com 225 ônibus. (LM)

Informações: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Transporte coletivo de Mogi das Cruzes ganha 32 novos ônibus

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960