Ônibus que vão circular em BH serão climatizados e terão espaço para levar bikes e outras comodidades

quinta-feira, 4 de outubro de 2012


Rio de Janeiro – Suporte para bicicleta, encosto de cabeça e apoio para o braço, ar-condicionado, mais espaço entre as poltronas, bancos para obesos. Além de agilidade, os veículos do transporte rápido por ônibus (BRT, na sigla em inglês) prometem dar mais conforto ao usuário. Os critérios que deverão ser atendidos pelos operadores do sistema foram detalhados em decreto publicado no Diário Oficial do Município (DOM).

De acordo com o diretor de Planejamento da BHTrans, Célio Freitas, que ontem apresentou o Plano de Mobilidade Urbana de BH no Congresso de Transporte de Passageiros (Etransport), no Rio de Janeiro, os veículos deverão cumprir  uma série de pré-requisitos para que se adaptem ao tamanho das estações e atendam melhor os clientes. “Há diversos tamanhos de ônibus, tipos de porta, e tivemos que estabelecer um parâmetro que se adeque ao projeto de nossas estações”.

Dois tipos de ônibus vão circular nos corredores do BRT: O padrão, com tamanho de 13,2m a 15m, e o articulado, que tem pelo menos 18,6m de comprimento. “Conforme o horário e a linha, definiremos o tamanho. Linhas de maior demanda e horário de pico circularão com ônibus articulados”, explica Célio, que garante que o BRT diminuirá pela metade o tempo das viagens.

Todos os veículos contarão com ar-condicionado, com variação de temperatura entre 22°C e 26°C, e espaço para transportar bicicletas. Inicialmente, será possível transportá-las aos domingos, feriados e aos sábados, a partir das 15h. Dependendo da procura, diz Célio, a BHTrans poderá ampliar os dias de uso. Para portadores de necessidades especiais, haverá rampas de acesso veicular e plataforma elevatória, além de um espaço garantido, seja para cadeira de rodas ou para deficientes visuais acompanhados de cão guia. O município pode cobrar dois espaços reservados para esse público em cada coletivo.

Os ônibus terão ainda dispositivos que limitam a velocidade máxima, para não provocar “trancos” nem desconforto aos passageiros. Há também sistema de bloqueio do veículo, impedindo que os ônibus trafeguem com portas abertas. Um sistema de segurança antiesmagamento também não permitirá que o motorista dê partida se houver algum passageiro ou objeto, como bolsas e mochilas, entre as portas. Para completar o sistema, haverá sinal sonoro de dois segundos para informar sobre o fechamento das portas.

Segundo as especificações detalhadas no Diário Oficial do Município do dia 18, o limite aceitável de passageiros em pé é de cinco pessoas por metro quadrado em horário de pico. Todos os carros apresentados pelos operadores do sistema BRT deverão ser homologados pela BHTrans, que prepara também decretos para regulamentar o treinamento de motoristas do BRT e a operação do sistema.

Com investimento de R$ 1,7 bilhão, entre recursos federais, estaduais, da prefeitura e da iniciativa privada, os corredores do BRT das avenidas Antônio Carlos e Cristiano Machado estão previstos para começar a operar em agosto do ano que vem. “A Avenida Pedro I demorará mais um pouco”, admite Célio, seguro de que o sistema ficará pronto até a Copa de 2014. “O BRT da Santos Dumont fica pronto no fim do ano, e logo depois das chuvas, já começamos o da Avenida Paraná”, completa ele.

Informações: Estado de Minas

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Ônibus que vão circular em BH serão climatizados e terão espaço para levar bikes e outras comodidades

Trem de alta velocidade brasileiro deve ficar pronto em 2020

Quatro anos após o fim da Olimpíada de 2016, o Brasil deverá ter seu primeiro sistema de Trem de Alta Velocidade (TAV) em pleno funcionamento. É o que prevê a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), vinculada ao Ministério dos Transportes. Com um custo estimado de R$ 34,6 bilhões, o TAV deverá ter a abertura do leilão licitatório e a assinatura do contrato do projeto devendo ocorrer nos dias 29 de maio e 7 de novembro de 2013, segundo a assessoria da ANTT. Com ligação entre as cidades de Campinas (SP) e Rio de Janeiro, a primeira linha do supertrem brasileiro pode ter características inspiradas em projetos considerados referências no uso da tecnologia, como o TGV francês, podendo operar a até 350 km/h ao longo dos cerca de 510 quilômetros de distância entre as duas cidades.

A assessoria de comunicação da ANTT afirma que o início das obras da chamada superestrutura da linha do TAV Rio de Janeiro - Campinas deve ocorrer em 2016, com um prazo máximo de finalização de cinco anos e uma concessão de 40 anos. A linha deve oferecer três opções de serviços: expresso, sem escalas entre Rio de Janeiro e São Paulo; regional de longas distâncias, com seis paradas entre Campinas e Rio de Janeiro; e regional de curta distância, com duas paradas entre Campinas e São José dos Campos. As obras serão divididas em três etapas, abrangendo desde a manutenção do TAV até a infraestrutura ferroviária para a instalação completa do sistema.

Conheça modelos de outros países

Em relação aos modelos de trem de alta velocidade existentes em outros países, o professor de engenharia de transportes da UFRJ Hostilio Ratton afirma que existem três tipos principais: o trem elétrico, o de suspensão pendular e o de levitação magnética. Enquanto o primeiro, conhecido como trem-bala e usado em países como França, Espanha, China e Japão - o primeiro a funcionar, na década de 1960 - conta com grande precisão geométrica e pode chegar a quase 600 km/h, o segundo, também chamado de trem-flecha, opera por um sistema diferente, de suspensão dinâmica. "Ele pode trafegar em vias de características geométricas mais modestas, eventualmente até já existentes, por onde também podem trafegar trens de menor velocidade. Os exemplos dessa tecnologia são o Pendolino italiano e o Acela, dos Estados Unidos, também já em operação comercial, que podem chegar a perto de 300 km/h", ressalta Ratton.

Diferente dos outros dois sistemas, o trem de levitação magnética não anda sobre trilhos, mas sim flutua em baixas altitudes, e ainda está em fase de experimentação, especialmente na Alemanha, China e Japão, onde chegaram a velocidades próximas dos 500 km/h. "O motor é dividido entre o veículo e a via, fazendo o trem se movimentar em função da alternância de pólos magnéticos. O pólo da via embaixo do veículo é igual ao do veículo, o que faz com que ele flutue, enquanto o pólo à frente é diferente, atraindo e deslocando o trem", explica o professor de engenharia de transportes.

Segundo Ratton, os trens de alta velocidade são mais adequados para viagens de distâncias médias, entre 200 e no máximo mil quilômetros e o TAV brasileiro deve ser planejado dentro desta expectativa, com a grande possibilidade da adoção da mesma tecnologia utilizada no TGV francês. "O modelo institucional pensado para a implantação do trem de alta velocidade no Brasil é abrangente quanto à questão tecnológica. O edital para a licitação, na sua versão corrente, deixa a opção tecnológica em aberto. Até onde possa ser percebido, os sistemas implantados ou em implantação estão pendendo mais para os trens como o TGV. A China está construindo 15 mil quilômetros de linhas para esse tipo", observa.

READ MORE - Trem de alta velocidade brasileiro deve ficar pronto em 2020

Pernambuco: Lançado edital para construção da via Metropolitana Norte ligando Olinda a Paulista

Mais uma obra para viabilizar o trânsito na Região Metropolitana do Recife (RMR) teve o edital lançado nesta quinta (4), pelo Governo do Estado. O governador Eduardo Campos assinou o edital de licitação para a construção da Via Metropolitana Norte, que promete melhorias para o transporte público e o fluxo do trânsito entre Olinda e Paulista, na sede provisória do Governo de Pernambuco, no Centro de Convenções, em Olinda.
A construção das vias está orçada em R$ 126 milhões. São 6,1 km ligando a PE-15 e a PE-01, entre os bairros de Rio Doce, em Olinda, e do Janga, em Paulista. A Via Metropolitana Norte terá duas pistas com 10,5 m de largura, cada uma com três faixas, com uma exclusiva para ônibus. Os ciclistas irão contar com uma faixa de 2,5 m e os pedestres com calçamento de 1,6 metros às margens do Rio Fragoso, e mais 2m do outro lado, onde serão instaladas 18 paradas de ônibus. 

As obras começam no fim de janeiro de 2013 e devem ficar prontas em janeiro de 2015. O projeto ainda prevê a construção de um viaduto sobre o Terminal Integrado da PE-15, um sistema de alças, quatro pontes e a construção de 1842 habitações para as famílias que moram no entorno do Rio Fragoso.

Do NE 10

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Pernambuco: Lançado edital para construção da via Metropolitana Norte ligando Olinda a Paulista

Belo Horizonte terá mais cinco linhas de ônibus de luxo

Belo Horizonte terá mais cinco ônibus de luxo circulando a partir de 2013. A BHTrans irá colocar outros 19 coletivos nas ruas. Eles irão atender as regiões Centro-Sul e Pampulha. O serviço foi inaugurado no dia 17 de setembro com dois itinerários: Savassi/Buritis, na região Oeste, e a Savassi/Cidade Administrativa. As passagens custam R$ 4 e R$ 5, quase o dobro do valor cobrado nos ônibus comuns.

Os veículos têm ar-condicionado, poltronas aveludadas, internet sem fio e televisão. Com as novas linhas serão sete no total, com 32 coletivos. O diretor de desenvolvimento e implantação de projetos da BHTrans, Daniel Marx Couto, informou à reportagem do jornal O tempo que os trajetos foram definidos em conjunto com a Empresa Municipal de Turismo (Belotur), uma forma também de atrair os turistas.

“A nossa ideia é atrair as pessoas para o uso desse transporte. Após janeiro do ano que vem, pretendemos implantar uma nova linha dessas cinco programadas a cada três meses”, disse.

Segundo ele, as passagens dos ônibus que têm trajetos superiores a 20 km custarão R$ 5. As demais terão preço de R$ 4. O menor trajeto será a ligação Sion/Hospitais, com 11 km de extensão, e o maior será o da linha turística Centro-Sul, com 21,3 km.

Informações: bhaz.com.br

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Belo Horizonte terá mais cinco linhas de ônibus de luxo

No Rio, Simulador treinará motoristas de ônibus do sistema BRT

Um simulador de direção será utilizado para treinar motoristas dos ônibus do sistema BRT. A tecnologia foi apresentada ontem, no 15º Etransport e na 9ª FetransRio, congresso e feira de transporte coletivo urbano realizados pela Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor), que encerram hoje, no Riocentro.

Os visitantes dos eventos, que acontecem no Pavilhão 5 e têm entrada gratuita, poderão testar a tecnologia. O simulador, que segundo a Fetranspor deve começar a ser utilizado em aproximadamente um mês, vai preparar os motoristas dos ônibus que circularão pela Transoeste, Transcarioca, Transolímpica e Transbrasil.

Sensações realistas

A tecnologia consiste em reproduzir determinadas condições de ambiente para gerar no motorista em treinamento as sensações mais realistas possíveis: fluxos de veículos, pedestres, condições climáticas, sinais de trânsito e condições de vias públicas diversificadas.

Inaugurado em junho, o corredor expresso Transoeste já registrou pelo menos cinco acidentes fatais com vítimas de atropelamento, além de colisões entre ônibus articulados e veículos que cruzam a pista exclusiva.  

Do Metrô Rio

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - No Rio, Simulador treinará motoristas de ônibus do sistema BRT

SPTrans implanta operação especial de transporte no domingo de eleição


A SPTrans aumentará o número de linhas e a quantidade de ônibus em circulação  neste domingo, quando ocorrerão as eleições municipais. As linhas de ônibus da cidade estarão operando com a frota habitual do sábado, quantidade 40% maior do que o habitual aos domingos. Algumas linhas estarão operando com 100% da frota e outras vão manter 70% da frota durante todo o dia.  

O aumento da circulação dos ônibus tem o objetivo de agilizar a viagem dos eleitores que precisam do transporte coletivo para ir até sua seção eleitoral, e também de incentivar aqueles que costumam usar o carro, a adotar o ônibus.  

Bilhete Amigão 

Os usuários do bilhete Único Comum poderão usufruir do benefício do Bilhete Amigão, que garante quatro integrações em ônibus, no período de oito horas, aos domingos e feriados, pagando somente uma tarifa. 

Para mais informações sobre itinerários de linhas de ônibus, ligue para 156 ou acesse www.sptrans.com.br.

Assessoria de Imprensa - SPTrans

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - SPTrans implanta operação especial de transporte no domingo de eleição

Motoristas seguem com terceiro dia de paralisação em Bauru, SP


Na manhã desta quinta-feira (4), uma reunião foi realizada entre a Transurb (Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Bauru) e o Sindicato dos Transportes (Sindtran) para tentar um acordo sobre a paralisação dos motoristas de ônibus em Bauru (SP). O encontro começou por volta das 8h na garagem de uma das empresas. A proposta do sindicato continua a mesma: eles exigem três turnos de 6 horas.

Ainda de acordo com o Sindtran, a direção das empresas de ônibus se reúne com acionistas majoritários e advogados para analisar o pedido dos motoristas, ainda na tarde desta quinta. A partir da resposta da Transurb, o sindicato deve realizar uma assembleia com os grevistas. Os ônibus continuam parados na garagem. Os motoristas são contra o intervalo de até duas horas que são obrigados, por lei, a cumprir por conta da jornada atual de 7h20.   

Em relação à multa diária aplicada contra a Transurb, a assessoria da Empresa de Desenvolvimento Urbano e Rural (Emdurb) informou que na quarta-feira (3) a associação já recebeu uma notificação no valor de R$76 mil, correspondentes ao primeiro dia de paralisação. Se os ônibus não voltarem às ruas, uma segunda notificação deve ser expedida.

Conforme decisão judicial do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª região, o sindicato também está sujeito à multa diária de R$ 20 mil por dia, enquanto pelo menos 70% dos ônibus não circularem em horários de pico e 50% nos outros horários. A Justiça do Trabalho de Bauru recebeu uma solicitação do Tribunal Regional do Trabalho para que seja fiscalizado o cumprimento da liminar de manter parte da frota durante o período de paralisação.

A reunião de conciliação entre Transurb, Emdurb e Sindtran, que estava marcada para segunda-feira (08)  no Tribunal Regional do Trabalho da 15ª região, em Campinas, foi antecipada para sexta-feira (5), às 13h30.

Informações: G1 Bauru/Marília

READ MORE - Motoristas seguem com terceiro dia de paralisação em Bauru, SP

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960