Programação da Semana da Mobilidade Urbana e Dia Mundial Sem Carro nas cidades brasileiras, confira:

terça-feira, 18 de setembro de 2012


A mobilidade é uma questão central em todas as cidades do mundo – está diretamente ligada ao acesso à cidade e aos serviços públicos, ao meio ambiente e à saúde da população. Neste sentido, organizações de várias cidades do mundo decidiram dedicar uma semana - de 16 a 22 de setembro (quando é comemorado o Dia Mundial Sem Carro) - para refletir, debater e promover ações para melhorar a mobilidade.

Esta é a semana perfeita para você que tem vontade de deixar o carro em casa e experimentar novas maneiras de se deslocar pela cidade! O evento ocorre em todas as partes do mundo há cerca de 10 anos para incentivar maneiras racionais e sustentáveis de mobilidade nos centros urbanos.

A iniciativa reúne eventos, bicicletadas, palestras, exposições e outras interações com o público para refletir sobre um dos problemas que mais impactam a vida das pessoas hoje. Aproveite a semana para tirar a bicicleta da garagem, andar mais e descobrir uma cidade que você ainda não conhece!


Belo Horizonte (MG)

22 sábado – Dia Mundial Sem Carro

9 – 12h - Oficina Bike Anjo BH (Aprender a pedalar) – Praça da Liberdade.

10 – 12h - Apresentação do Festival Internacional de Corais, no Museu Mineiro (Av. João Pinheiro, 342)

13 – 15h - Programação intensa no Museu Mineiro:

Oficina de Mecânica Básica - Bike Anjo BH
Adesivação de Refletivos em Bicicletas - Mountain Bike BH
Oficina de Placas Educativas - Pedal de Salto Alto e Museu Mineiro
Oficina de Stencil – Museu Mineiro
(Traga uma camiseta “lisa” para aplicação de arte!)
Oficina de Segurança no Trânsito
Vídeos (curtas) e exibição do filme Sociedade do Automóvel (30min) - Pedal da Madruga

15h - Concentração de Ciclistas em frente ao Museu Mineiro

16h - Início da pedalada

Brasília (DF)

17, 18, 19, 21 e 22

Cine Pedal

às 19h. No Museu Nacional da República

Vá de bicicleta para o cinema. Exibição de curtas e sobre o tema da mobilidade. Na área externa do Museu Nacional da República. De graça. Pode levar almofada, canga, cadeira. Não perca.

17, 18, 19, 20 e 21

Pedalada Brasília. Passeios pelas ciclovias do Plano Piloto
A partir das 7h
19 quarta
Bonde das Autoridades
Saída às 8h, na Administração do Sudoeste

Trajeto: Em direção ao predio do CIOPS, logo atrás do DETRAN, passando pela ciclovia do Sudoeste. Diversas autoridades foram convidadas. Entre elas, representantes do GDF e instituições diretamente ligadas ao debate sobre mobilidade no DF. O Bonde das Autoridades já é uma tradição nas atividades da Semana de Mobilidade e do Dia Mundial Sem Carro no DF. A idéia é manter na pauta das lideranças, gestores e representantes esse importante debate. Para a nossa cidade, para o mundo todo.

Curitiba (PR)

22 sábado – Dia Mundial Sem Carro

18h30: Marcha das 2012 Bicicletas - a ideia é promover a maior bicicletada já vista no Brasil. O recorde, até agora, é de 2 mil ciclistas reunidos na Massa Crítica de Porto Alegre. Se você estiver na cidade, endosse a ideia! A concentração será na Praça Santos Andrade.

Florianópolis (SC)

Clique aqui e confira programação completa: 

http://www.ritmosdascidades.com.br/programacao_dia_mundial_sem_carro.pdf

Goiânia (GO)

Clique aqui e confira a programação completa:

http://institutocidadegoiania.com.br/pagina.php?id=16&titulo=teste

Pelotas (RS)

18 terça

Abertura Oficial 

Local: Pça Cel Pedro Osório em frente ao Theatro Sete de Abril.

Hora: 19:30 horas

Atividades: Cerimonial, passeio ciclístico, distribuição de panfleto com a programação e apresentação do Coral SEST SENAT.

19 quarta

Ação educativa respeite o Pedestre

Local: Floriano com Andrade Neves

Horário: 10 horas

Atividades: Distribuição de folders com dicas de trânsito, apresentação de teatro do Grupo de Teatro SEST SENAT.

Ação educativa respeite o Ciclista 

Local: Av. Idelfonso Simões Lopes (em frente SEST SENAT)

Horário: 14 horas

Atividades: Distribuição de folders com dicas de trânsito

21 sexta

Ação educativa respeite o Pedestre

Local: Voluntários com Andrade Neves

Horário: 10 horas

Atividades: Distribuição de folders com dicas de trânsito, apresentação de teatro do Grupo de Teatro SEST SENAT.

Parceiros: SEST SENAT jovens aprendizes; Rotary Club de Pelotas.

Ação educativa respeite o Ciclista

Local: Duque de Caxias

Horário: 14 horas

Atividades: Distribuição de folders com dicas de trânsito

Parceiros: SEST SENAT jovens aprendizes; Rotary Club de Pelotas.

22 sábado – Dia Mundial Sem Carro

Atividade de mobilização 

Local: Praça Coronel Pedro Osório

Horário: a partir 10 horas

Atrações Variadas, mateada, oficinas, brinquedos, apresentações artísticas, exposições, feira de animais, rústica e pedalada.

Atividade de mobilização com SMSTT e Estação Diário Popular.

Local: Dom Joaquim (em frente a Clube Gonzaga)

Horário: a partir 14 horas

Atividades: Escolinha de Trânsito

Brinquedos infláveis

Distribuição de folders com dicas de trânsito

Atividades Diversas

23 domingo

Atividade de mobilização (responsável pelo evento SEST SENAT)

Rua de passeio no Laranjal

Rústica GAEC haverá ônibus para levar/trazer os participantes do Fragata/centro até o Laranjal.

Atrações Variadas, oficinas, brinquedos, apresentações artísticas, exposições, feira de animais, rústica e pedalada.

24 segunda

Ação educativa Conscientização /velocidade

Local: Domingos de Almeida e JK de Oliveira

Horário: manha

Atividades: Distribuição de folders com dicas de trânsito.RADAR SMSTT

Ação educativa Conscientização /velocidade

Local: República do Líbano e Dom Joaquim

Horário: à tarde

Atividades: Distribuição de folders com dicas de trânsito.RADAR SMSTT

25 terça

Encerramento

Local: SEST SENAT

Horário: 10 horas

Atividades: Escolinha de trânsito, Brinquedos infláveis, Palestra, Apresentação Coral SEST SENAT, Apresentação de teatro do Grupo de Teatro SEST SENAT/Jovem aprendiz.

Ponte Nova (MG)

22 sábado – Dia Mundial Sem Carro

Vaga Viva e Bicicletada - 9h às 17h

Local: Vaga Viva em frente a Escola Nossa Senhora Auxiliadora. Artes, Música, Capoeira, Cidadania, Informação, Bicicleta

15h – Bicicletada pela Orla da Beira Rio até a Ponte da Barrinha

Porto Alegre (RS)

22 sábado – Dia Mundial Sem Carro

Pedalada

9h – Concentração no Arco da Redenção (Parque Farroupilha)

10h – Início da pedalada

Rio de Janeiro (RJ)

18 terça

22ª Edição do Passeio Cilcístico “Um Dia Sem Carro”. Um dos maiores encontros ciclísticos da América Latina, contando com 25 mil participantes.

Local: Aterro do Flamengo

23 a 25/09

-biciRio: Fórum Internacional da Mobilidade por Bicicleta
Clique aqui para mais informações:

Salvador (BA)

16 domingo

Abertura da Semana Nacional de Mobilidade

- Passeio de bicicleta até o Solar Boa Vista – Saída: 8:30 – Lgo. da Mariquita
- Manejo e plantio dos Canteiros Coletivos – Solar Boa Vista
- Oficina de Poesias para o dia da Árvore
- Oficina de pequenos reparos de bicicleta
- Oficina de Placas com VinilAlmoço (comercializado no local)
14h Bate-papo sobre “Espaço Público e Mobilidade”: Como a cidade pode ser pensada com foco nos cidadãos
- Marcos Rodrigues – NMOB
- Debora Didonê – Canteiros Coletivos
- Juan Delgado – UNEB
- Cristina Aragon – IAB-BA
- Marta Argolo – Participante do Mov. Desocupa
- Eduardo Luedy – Participante da Bicicletada Salvador

Massa Crítica

20 quinta

Pedal da árvore – Pedal em homenagem ao Dia da Árvore. Saída às 19h, do Largo da Mariquita - Pedal com paradas para pendurar homenagens às árvores, focando principalmente nos três canteiros recuperados: Canela, Gantois e Solar Boa Vista

22 sábado

Balé do TCA no Solar Boa Vista – Gratuito – 20h – Vá de Bike 

23 domingo

Pedal para comemorar o Dia Mundial Sem Carro (DMSC - Amigos de Bike) – 8:30h

São Paulo (SP)

18 terça

Oficina prática Bike Anjo do Idec
Venha aprender a andar de bicicleta com segurança em São Paulo
Local: Sede do Idec (Rua Desembargador Guimarães, 21 – Água Branca)
Horário: 20h
Faça a sua inscrição aqui
Organizador: Idec – Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor

São Paulo para pessoas

19 quarta

Balada da Mobilidade
Venha comemorar a Semana da Mobilidade começando com um Happy Hour, às 20h, seguido de uma festa! A entrada é gratuita e haverá bicicletário na porta
Local: Rua Augusta, 822
Horário: a partir das 20h

20 quinta

Roda de Conversa: O Desafio da Mobilidade Urbana no Brasil
Local: Livraria Cultura Shopping Bourbon – Rua Turiassu, 2100 – Pompeia - São Paulo/SP
Horário: 19h
Organizador: IDS - Instituto Democracia e Sustentabilidade

21 sexta

Vaga Viva
Participe da Vaga Viva por uma cidade para pessoas!
Local: Esquina da Rua Padre João Manuel com a Avenida Paulista
Horário: 8h às 18h
Organizador: Coletivo do Dia Mundial Sem Carro

Park[ing] Day (Vaga Viva)
O “Parking Day” é um evento mundial, que ocorre todo ano próximo ao dia mundial sem carros (22 de setembro). A ideia consiste em ocupar vagas de carros com espaços públicos de interação social temporários
Local: Rua General Jardim, 65 – Centro
Horário: das 9h à 1h da manhã
Mais informações: Evento no FB

22 sábado

Praia na Paulista
Ocupe seu lugar ao sol no espaço público!
Local: Praça do Ciclista (Avenida Paulista, esquina com a Rua da Consolação)
Horário: 8h às 18h
Evento: bit.ly/praianapaulista

Slow Movie
Evento de Cinema ao Ar Livre, Pic Nic, Arte, Música e Sustentabilidade
Local: Parque do Povo
Horário: das 15h às 22h
Organizador: Slow Movie

Informações: Redação 360 Graus


Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Programação da Semana da Mobilidade Urbana e Dia Mundial Sem Carro nas cidades brasileiras, confira:

Em Fortaleza, Mudança das paradas confunde os usuários

Não faltaram dúvidas para os usuários do transporte público, que passaram pelas ruas e avenidas do Centro da Capital que tiveram o Serviço Rápido de Ônibus de Fortaleza (BRS-FOR) implementado na manhã de ontem. Os problemas se concentraram, principalmente, na Avenida Imperador.

As principais dificuldades foram registradas na Avenida Imperador. Quem estava ajudando a população eram os camelôs que trabalhavam no canteiro central da via, pois já tinham conhecimento da mudança FOTO: José Leomar

Nesse lugar, as paradas de ônibus foram realocadas do canteiro central para junto ao passeio. As linhas que passam nesta via foram divididas e organizadas em paradas seletivas urbanas e metropolitanas. Devido a essa mudança, os passageiros acabaram ficando confusos em relação ao local onde iriam parar as conduções que eles costumam pegar.

Os piores casos eram das pessoas que pegavam o ônibus nas paradas que ficavam no canteiro central. As placas de sinalização continuavam no local e, por isso, alguns usuários não tinham ideia de que a mudança já havia começado.

Nesses casos, quem estava ajudando a população eram os camelôs que trabalhavam no canteiro central da via. Eles já tinham conhecimento da mudança e também estavam com o informativo que era distribuído pelos agentes da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor). "Não passo por aqui todos os dias e, por isso, não sabia nada sobre a mudança. No começo, eu achei esquisito não ter quase ninguém na parada. Somente um tempo depois, fomos avisados das modificações", disse a costureira Vera Gusmão.

Espera

Ela acredita que é importante que sejam retiradas as placas de sinalização das antigas paradas de transporte coletivo para que, dessa maneira, as pessoas não se confundam, tendo que aguardar, durante bastante tempo, o ônibus que não vai chegar naquele que é o local errado.

Enquanto isso, a estudante Suianny Lima, que desembarcou do ônibus na Avenida Duque de Caxias, comentou que também não foi avisada sobre as mudanças, mas ainda não percebeu nenhuma diferença.

De acordo com o presidente da Etufor e da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania de Fortaleza (AMC), Ademar Gondim, todas as paradas onde o BRS-FOR está foram modificadas. Além disso, agentes do órgão estão nas paradas de ônibus para orientar a população. 

Fonte: Diário do Nordeste

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Em Fortaleza, Mudança das paradas confunde os usuários

Metroviários de São Paulo: Assembleia decreta ESTADO DE GREVE!

Se o Metrô não apresentar, até o dia 27 de setembro, propostas significativas para a PR 2012, jornada de trabalho e equiparação salarial a categoria não descarta a possibilidade de uma paralisação. Os metroviários decretaram Estado de Greve na assembleia do dia 13.

Além do ESTADO DE GREVE, a assembleia também deliberou a realização de um ato no dia 20, a partir das 16 horas, em frente ao Edifício Cidade II e distribuição de Carta Aberta à População, dia 25.

É a reação da categoria por conta da falta de empenho do Metrô em atender as reivindicações. Com relação à PR, numa atitude mesquinha, truculenta e elitista, a empresa insiste em privilegiar os que ganham mais.

Quer, por exemplo, pagar mais de R$ 16 mil para o assessor da presidência em detrimento a quem efetivamente “rala” para transportar os 4,5 milhões de pessoas. Ainda provoca a categoria pretendendo adiar o pagamento para abril.

Metrô também se nega a discutir as propostas para melhorar a jornada e equiparação. Metrô: o prazo é dia 27!

Todos no ATO 20/9! Quinta-feira, a partir das 16 horas, em frente ao Edifício Cidade II (rua Boa Vista, 175 – Centro).

Próxima ASSEMBLEIA dia 27/9, quinta-feira, 18h30, no Sindicato. Compareça!

    Calendário  de setoriais

    Dia 17, segunda-feira
    PCR – 8h e 23h30

    Pat JAB – 10h e 23h30
    Dia 18, terça-feira

    PSE (Bases: L 1, 2, 3 e TTI) – 10h
    Dia 19, quarta-feira

    PSE (Bases: L 1, 2 e 3) – 0h30
    PIT – 10h e 23h30

    Dia 20, quinta-feira
    Administração (Cidade II, Líbero Badaró – Ed. Conde Prates e Grande São Paulo) – 10h 

Fonte: Sindicato dos Metroviários de São Paulo - 18/09/2012

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Metroviários de São Paulo: Assembleia decreta ESTADO DE GREVE!

Conheça as obras e projetos que prometem melhorar a mobilidade urbana em Salvador

Em Salvador, um dos maiores problemas enfrentados pela população é, sem dúvidas, a mobilidade urbana. Seja de carro, de moto, de bicicleta ou de ônibus, os soteropolitanos passaram a conviver quase que diariamente com grandes engarrafamentos a qualquer hora, ruas emburacadas, sinaleiras quebradas, imprudências no trânsito e acidentes.
A avenida Paralela é uma das vias mais complicadas

Com o objetivo de dar maior fluidez ao trânsito na capital baiana e, ao menos, minimizar os grandes congestionamentos, alguns projetos para a mobilidade urbana em Salvador estão em andamento, a exemplo da histórica Linha 1 do metrô. Outros ainda estão no papel, como a Linha Viva. O iBahia listou os planos e obras para a Salvador do futuro, um dos principais desafios do novo prefeito.

Ainda nesta semana, os internautas poderão conferir como está a mobilidade urbana em Salvador na prática. Será divulgado o resultado final do Desafio Mobilidade iBahia. Em pleno engarrafamento de 18h, réporteres e editores do iBahia foram às ruas na última sexta-feira (14) e fizeram o percurso da Federação ao Iguatemi. Moto, ônibus, carro, bicicleta e pernas-pra-que-te-quero, quem chegou primeiro? 

Via Expressa

Quando for completamente construída, a Via Expressa Baía de Todos os Santos vai ligar o Porto de Salvador à BR-324, passando pelas regiões de Água de Meninos, Ladeira do Canto da Cruz, Estrada da Rainha, Largo Dois Leões, Avenida Heitor Dias, Rótula do Abacaxi, Ladeira do Cabula e Acesso Norte. As obras, iniciadas em março de 2009, têm deixado o trânsito intenso nas regiões onde a via está sendo construída, mas prometem facilitar a vida dos motoristas e dar mais fluidez ao fluxo de veículos.
Obras da Via Expressa
A via, que terá extensão de 4.297 metros, é fruto de um convênio firmado entre o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT)/Ministério dos Transportes com o Governo do Estado da Bahia, por meio das Secretarias de Desenvolvimento Urbano e Infraestrutura, com interveniência da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder). O investimento é da ordem de R$ 400 milhões.

O projeto ainda inclui a construção de viadutos e túneis em todo o percurso. Segundo a Conder, 76% da obra já foi executada e a expectativa é de que, até o final deste ano, os soteropolitanos possam fazer o trajeto entre a BR-324 e a Baixa de Quintas. Apesar dos atrasos e de problemas técnicos, a previsão para conclusão total da via é o primeiro semestre de 2013.

Projeto da Via Expressa
Atualmente, de acordo com a companhia, estão em andamento as obras de cinco das sete frentes, o trecho compreendido entre a Av. Heitor Dias e a Estrada da Rainha, onde acontece a demolição de edificações, travessias e limpeza da área, além dos trabalhos no canal do rio das Tripas. As frentes em execução são a do Porto de Salvador, da Av. Heitor Barros Dias/Barros Reis, do Dois Leões e da Baixa de Quintas. As frentes da Ladeira do Cabula e da Rótula do Abacaxi já estão em operação.
Já a frente da Estrada da Rainha está na fase inicial, sendo executada a demolição de imóveis. No final de julho, esta via, que liga a Baixa de Quintas à Lapinha, foi interditada pela Superintendência de Trânsito e Transporte do Salvador (Transalvador). Segundo a Conder, as 116 famílias tiveram seus imóveis desapropriados na Estrada da Rainha foram contempladas pelo Programa Minha Casa, Minha Vida.

Linha Viva

O projeto da Linha Viva é composto por uma via expressa paralela à Avenida Luís Viana Filho, com 20 quilômetros de extensão. A nova via, que vai utilizar a faixa de segurança da linha de transmissão da Chesf, ligará o Acesso Norte ao Aeroporto Internacional de Salvador.
A via promete melhorar a mobilidade na capital baiana, uma vez que serão necessário 15 sminutos para que seja percorrida. No Diário Oficial do Município de 31 de julho deste ano, a Prefeitura publicou um decreto que declara imóveis localizados em uma área de 4.643.801,00m² como de utilidade pública, a qual é destinada à implantação da Linha Viva. No dia 1º de agosto, o Executivo Municipal informou em nota que o projeto básico está em fase de finalização.

Metrô*

A promessa de um metrô na capital baiana começou em 1999, o ano do projeto. As obras começaram no ano seguinte, sob responsabilidade do Consórcio Metrosal (Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez e Siemens), mas até hoje os soteropolitanos aguardam a chegada do grande dia da inauguração, com uma sensação de que, na prática, o primeiro trecho tem um percurso muito curto, o que levou ao apelido de "metrô calça curta".

Esta longa história já foi alvo do quadro 'Proteste Já', do programa CQC, e motivo de piada na série 'A Grande Família'. Durante todos esses anos, a construção do metrô em Salvador já foi suspensa várias vezes, inclusive por denúncias feitas pelo Tribunal de Contas da União e Ministério Público Federal. Os trens foram adquiridos em 2008 e, até agora, só foram vistos funcionando em testes feitos pela Prefeitura, inclusive em um vídeo.

Trem do metrô sendo testado
A Linha 1 do metrô é composta por dois trechos. O primeiro, que vai da Estação da Lapa até a Estação Acesso Norte/Rótula do Abacaxi, já está com os trilhos prontos e as estações equipadas para começar a funcionar. A Companhia de Transportes de Salvador (CTS), órgão vinculado Secretaria Municipal de Transportes e Infraestrutura (Setin), é responsável por este trecho.

Segundo o Correio*, o prefeito João Henrique prometeu que metrô estaria funcionando até o dia 1º de setembro, o que não foi cumprido. Um novo prazo para a inauguração deste trecho já concluído está comprometido, pois as seis empresas que analisaram um edital de licitação aberto em julho pela Prefeitura, que procurava alguma companhia para colocar os trens para funcionar recusaram o contrato. A recusa foi encarada pelo prefeito como um boicote para o metrô não sair e disse "estão com medo de João Henrique em 2014".

Já o segundo trecho da Linha 1, correspondente ao percurso entre a Estação Acesso Norte à Estação Pirajá e considerada uma ampliação desta linha, foi integrado ao projeto de implantação da Linha 2, que vai da Bonocô, em Salvador, a Lauro de Freitas, atravessando a Paralela. As obras serão feitas através de Parceria Público-Privada (PPP).

Idealizada para dar suporte à mobilidade urbana nos futuros eventos esportivos em Salvador, especialmente a Copa do Mundo 2014, a linha 2 do metrô terá 24,2 quilômetros e 13 estações, incluindo o Aeroporto. Entretanto, as obras só devem começar no início do ano que vem e este trecho não deverá funcionar completamente até o Mundial.

Exemplo do projeto de estação para a Linha 2
As duas linhas do metrô (Lapa-Pirajá e Bonocô-Lauro de Freitas) compõem o Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas que, através de um decreto publicado no Diário Oficial da União da última sexta-feira (14), tornou-se oficialmente parte das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), as quais serão executadas por meio de transferência obrigatória. Para as obras de ampliação da linha 1 e de implantação da linha 2, está previsto o investimento de R$ 3,5 bilhões, por meio de uma Parceira Público-Privada. Deste total, R$ 1 bilhão será proveniente do Orçamento Geral da União (OGU).

Até a próxima quinta-feira (20), o anteprojeto do sistema metroviário estará disponível para consulta pública através do site www.sedur.ba.gov.br/metro. Após este período, as contribuições serão analisadas, visando o lançamento do Edital de Licitação, que está previsto para o final de outubro deste ano.

Projeto com as duas linhas do metrô
O contrato terá duração total de 30 anos, divididos em três para as obras e 27 para a operação do sistema. O início das obras deverá ser imediato e a construção será dividida em duas etapas. A primeira, que corresponde a Linha 1 até Pirajá e três estações da Linha 2, até a região do Iguatemi, tem entrega prevista para 18 meses. Já a segunda, que conclui o trajeto até Lauro de Freitas, deverá ser executada em mais 18 meses e também inclui a duplicação das avenidas Orlando Gomes e Pinto de Aguiar e a construção de quatro viadutos.

Chegada dos primeiros trens do metrô no Porto de Salvador em 2008
Quando finalizado, o Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas terá 36,4 quilômetros de extensão, 20 estações, 30 composições de quatro vagões e também contará com terminais de integração Ônibus-Metrô. Com  velocidade comercial de 36 km/h, a expectativa é de que o trajeto de ida e volta, incluindo paradas e manobras, seja de 40 minutos na Linha 1 e de uma hora, 33 minutos e 20 segundos na Linha 2.


Quem desejar ir da Estação da Lapa até as proximidades da Insinuante, em Lauro de Freitas, deverá fazer o percurso em apenas 46 minutos, incluindo o tempo de manobra para retornar, segundo estima a Secretaria de Desenvolvimento Urbano da Bahia (Sedur). Hoje, quem costuma fazer este percurso de ônibus e no horário de pico, geralmente gasta em torno de duas horas.


*Com informações do jornal Correio* e do Correio 24h


Reforma da Estação da Lapa

A Estação Clériston Andrade, mais conhecida como Estação da Lapa, está sendo reformada, com o objetivo de melhorar a qualidade do serviço prestado à população soteropolitana. As obras de melhoria do local estão sendo realizadas pela Superintendência de Conservação e Obras de Públicas (Sucop), órgão vinculado à Secretaria de Transportes e Infraestrutura (Setin). Já a reforma das escadas rolantes e da estrutura da estação são de responsabilidade da Superintendência de Trânsito e Transporte do Salvador (Transalvador).
A Estação da Lapa é a maior estação de ônibus de Salvador
A reforma inclui a construção de novos banheiros no subsolo da Estação, a reforma dos banheiros existentes na parte superior, a impermeabilização da cobertura da estação, a troca do piso do terminal de passageiros e a manutenção dos cabos de aço que dão sustentação à cobertura e ao viaduto de acesso da estação. Também está no projeto o remanejamento dos permissionários da estação para novos boxes que serão construídos, a revisão do sistema de drenagem e a pintura total.


Segundo a Sucop, o novo banheiro do subsolo foi construído e parte da drenagem e da impermeabilização da cobertura foi executada. Atualmente, a impermeabilização da laje e alguns detalhes do banheiro estão sendo finalizados.
Planos para o futuro
O projeto está sendo reavaliado pela Prefeitura, com o intuito de realinhar as necessidades da estação com o orçamento do município. Depois do novo estudo, será elaborado o novo cronograma de trabalhos para dar continuidade às obras. O investimento total é de R$5 milhões, provenientes da Prefeitura.


Cerca de 460 mil passageiros passam por dia pela Estação da Lapa, que ocupa 150 mil metros quadrados, sendo 30 mil metros quadrados de área construída. O terminal oferece 88 linhas e a frota é composta por 482 ônibus.


Passarelas

O planejamento da mobilidade urbana não deve se restringir aos veículos, deve incluir também os pedestres. Construir passarelas, faixas de pedestres, calçadas e sinalização, por exemplo, é um desafio para Salvador.

As passarelas, além de investirem na segurança dos pedestres, também podem contribuir para o fluxo de veículos. Quem costumava passar pelo Estádio de Pituaçu em dias de jogo, por exemplo, enfrentava um longo engarrafamento, devido ao grande fluxo de torcedores atravessando a av. Paralela. No clássico BaVi do dia 13 de maio, a passarela de Pituaçu, que interliga o estádio ao Centro Administrativo da Bahia, pôde ser inaugurada pelos soteropolitanos, melhorando o trânsito da região.


Apesar de já estar sendo utilizada pela população, a passarela ainda não foi finalizada e sua construção está atrasada. Depois que a cobertura foi instalada, o projeto está em fase de conclusão, segundo a Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), órgão responsável pela execução das obras. O investimento é da ordem de R$ 12 milhões do Governo Federal, por meio do Orçamento Geral da União e contrapartida do Governo do Estado.

Passarela de Pituaçu, com a cobertura instalada
O equipamento tem seis rampas de acesso, 272 metros de extensão no seu eixo central (sobre as pistas da av. Paralela) e seis metros de largura, quase três vezes maior do que o padrão (2,20 metros). Ele foi projetado para atender o fluxo estimado em 16 mil pessoas nos dias de jogos de maior apelo de público, durante o intervalo de uma hora e meia após o término dos eventos.

Passarela de São Cristovão


Em março deste ano, os soteropolitanos passaram a contar com outra passarela: a de São Cristóvão. Com 168 metros de comprimento e 2.60 metros de largura, este equipamento foi construído pela Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra), por meio do Departamento de Infraestrutura de Transporte da Bahia (Derba). O investimento foi de R$ 2,5 milhões.

Fonte: iBahia.com

READ MORE - Conheça as obras e projetos que prometem melhorar a mobilidade urbana em Salvador

Conheça 10 estações de metrô mais deslumbrantes do mundo

Mais do que pontos de transporte público subterrâneo, algumas estações de metrô são verdadeiras atrações turísticas. Seja por sua arquitetura, sua decoração ou suas obras de arte, estas estações de metro deslumbrantes selecionadas pelo jornal espanhol El Pais merecem uma visita na próxima viagem.

Komsomolskaya, Moscou, Rússia
Muitas das 182 estações de metrô de Moscou, por onde passam mais de nove milhões de passageiros diariamente, são verdadeiras obras de arte. Mas nenhuma delas é tão especial quanto a estação de Komsomolskaya, na linha Koltesvaiya, numa mistura de palácio barroco, galeria de arte e registro histórico da União Soviética. Impressionantes lustres, colunas de mármore e mosaicos inspirados num famoso discurso de Stalin fazem parte dos destaques da estação.

T- Centralen, Estocolmo, Suécia
A rede de metrô da capital sueca é uma das mais modernas do planeta e é conhecida por alguns como “a galeria de arte mais longa do mundo”, já que praticamente todas suas estações contam com obras artísticas de diferentes tipos.  A mais curiosa das estações é a de T-Centralen, onde a rocha natural do local onde foi escavada foi deixada à mostra. Arcos rústicos decorados com figuras tradicionais em branco e azul, murais e colunas com mosaicos dão à estação de T-Centralen um estilo único.

Baker Street, Londres, Inglaterra
Imortalizada por Arthur Conan Doyle e seu detetive Sherlock Holmes, que morava no local, a rua de Baker Street homenageia seu mais famoso habitante (fictício) na estação  homônima do metrô de Londres.  Usada como ponto de acesso para os marcos turísticos da capital inglesa, como o Museu de Cera Madame Tussauds e Regent Park, a estação conta com diferentes referências ao personagem, como desenhos em azulejos e até uma estátua.

Hollywood/Vine, Los Angeles, Estados Unidos
Com um estilo kitsch típico de Hollywood, a estação rende homenagem ao mundo do cinema. Projetores antigos, esculturas de automóveis e falsas palmeiras fazem parte da curiosa decoração deste ponto imperdível para cinéfilos. A estação serve de acesso para a Calçada da Fama e suas estrelas com nome dos artistas desenhadas no chão.

Westriedhof, Munique, Alemanha
Sóbria e de baixo perfil, a estação de Westriedhof da cidade de Munique recebeu uma iluminação que transformou esta obra de concreto e linhas retas num cenário digno de um videoclipe dos anos oitenta. Gigantescas lâmpadas coloridas, com tons azuis, amarelos e vermelhos, fazem desta simples estação um verdadeiro  espetáculo de luzes.

Burjuman, Dubai
Assim como o resto do país, o metrô de Dubai esbanja luxo e ostentação. As estações apresentam linhas modernas e decorações inspiradas nos quatro elementos: terra, ar, fogo e água. Uma das estações da rede que mais se destaca é a de Burjuman, também conhecida como Khalid Bin Al Waleed, com estilo marinho e abundância de luzes azuis e lâmpadas imponentes.

Estação de Flora, Praga, República Tcheca
Longe do estilo clássico e art nouveau que caracteriza a arquitetura de Praga, a estação de Flora leva seus passageiros a um cenário de ciência-ficção, com revestimentos geométricos que criam perspectivas longas e elegantes que desaparecem em meio aos túneis. Flora é, sem dúvida, a estação mais impactante das que compõem a rede de metrô da capital tcheca.

Namur, Montréal, Canadá
Relativamente moderno, o metrô de Montréal começou a ser construído na década de 60 e, desde o começo, suas estações foram usadas para expor obras de artistas canadenses. Situada na linha Orange, a estação de Namur se destaca principalmente por sua enorme escultura de alumínio pendurada no teto, com estruturas interligadas que lembram moléculas e dão um ar mágico ao local.

Sintagma, Atenas
Em uma cidade repleta de vestígios históricos como Atenas, é impossível realizar obras importantes sem encontrar numerosas maravilhas arqueológicas no caminho. O processo de escavação dos túneis do metrô da capital grega, iniciado no começo da década de 90, precisou de uma importante cooperação entre engenheiros e arqueólogos do Ministério da Cultura. Em baixo da estação de Sintagma, no cruzamento das linhas 2 e 3, foram encontrados, entre outros, termas romanas, esculturas, uma antiga estrada e um aqueduto.

Universidade de Chile, Santiago, Chile
Entre as diferentes estações de metrô do planeta onde se avistam obras de arte ao redor do planeta, poucas se comparam com a estação Universidad del Chile da capital chilena. Ali, os passageiros encontram uma variedade de obras digna de uma galeria de arte, com um mural gigante do artista chileno Mario Toral, repassando a história do país com um estilo que mistura um estilo heroico soviético com art déco.
READ MORE - Conheça 10 estações de metrô mais deslumbrantes do mundo

Em Curitiba, Cartão transporte pode ser feito na Urbs


Usuários que ainda não têm cartão transporte podem fazê-lo diretamente na Urbs – na ala ferroviária, ao lado do Centro de Controle Operacional (CCO) – ou nos postos de atendimento nas Ruas da Cidadania Boa Vista, Boqueirão, Matriz, Pinheirinho e Portão e também no posto avançado, no Tatuquara.

Quem utiliza o cartão transporte não precisa se preocupar com dinheiro ou aguardar o troco, além da possibilidade de compra de crédito antecipada, de acordo com a necessidade.  Além disso, quanto maior o uso do cartão, menor o volume de dinheiro circulando no sistema o que é também uma medida de segurança. Atualmente, o cartão utilizado  em 55% dos deslocamentos na Rede Integrada de Transporte. Por dia, são 2,3 milhões de passageiros transportados.

A primeira via do cartão é gratuita e feita na hora – de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h, bastando ter em mãos um documento de identificação original com foto, CPF e comprovante de endereço. A emissão da segunda via custa atualmente R$ 13,00, o equivalente a cinco tarifas de R$ 2,60. Para fazer o cartão, não é necessário morar em Curitiba. O cartão pode ser feito por pessoas que morem em qualquer lugar, no país ou no exterior.

Para carregar créditos no cartão o cidadão pode procurar a sede da Urbs, na Rodoferroviária onde cada atendimento dura em média um minuto, ou utilizar a internet com emissão de boleto que pode ser pago na rede bancária. Uma vez adquiridos, os créditos são carregados automaticamente – até 72 horas depois no caso do pagamento na rede bancária.
Perguntas frequentes

O que é o Cartão Transporte? 
É um cartão eletrônico inteligente (smart card), de uso pessoal, não descartável, que armazena créditos de passagens a serem utilizados pelos usuários no sistema de bilhetagem eletrônica da Rede Integrada de Transporte – RIT.

Quais as vantagens do sistema de bilhetagem eletrônica? 
Maior segurança nos ônibus, estações tubo e terminais em virtude da redução do volume de dinheiro e vales circulantes;
Redução no tempo de embarque uma vez que o cobrador não precisará recolher o vale-transporte;
Agilidade e segurança nos procedimentos de compra e distribuição do benefício do vale-transporte pelas empresas;
Garantia do uso do benefício do vale-transporte dentro de sua real função;
Facilidade de aquisição de créditos pela internet
Possibilidade de limitar a quantidade de utilização diária do Cartão Transporte;
Possibilidade de bloqueio do cartão com a recuperação dos créditos não utilizados.

Como faço para obter o Cartão Transporte? 
Os Cartões Transporte podem ser obtidos nos postos de atendimento da URBS na Rodoferroviária, nas Ruas da Cidadania (Boa Vista, Boqueirão, Matriz, Pinheirinho e Portão) e na Unidade de Atendimento Tatuquara. O usuário deverá trazer seu documento de identificação original com foto, CPF, um comprovante de endereço e fornecer informações para preenchimento de um cadastro. Não é necessário tirar foto e o cartão é emitido no momento do cadastro. Menores de idade deverão estar acompanhados dos pais ou responsável legal, apresentando documento de identificação original com foto de ambos. O Cartão Transporte é um documento pessoal e não é descartável.

Quanto custa o Cartão Transporte? 
O primeiro Cartão Transporte é fornecido gratuitamente pela URBS. A segunda via equivale ao valor de cinco tarifas vigentes e correrá por conta do titular do cartão.

Qual a idade mínima para se adquirir um Cartão Transporte? 
Crianças até cinco anos de idade não precisam adquirir o Cartão Transporte uma vez que estão isentas de pagar a tarifa.

Pode-se solicitar o Cartão Transporte para outra pessoa? (filhos, empregados domésticos, etc.) 
Para a confecção do cartão, o usuário tem que comparecer pessoalmente aos postos de atendimento da URBS. É necessário trazer um documento de identificação original com foto, CPF e um comprovante de endereço. Entretanto, menores de 18 anos, os pais ou responsável legal, apresentando documento de identificação original com foto de ambos, podem solicitar o Cartão Transporte.

Os usuários do sistema de transporte coletivo da Rede Integrada de Transporte - RIT são obrigados a ter o Cartão Transporte? 
Não, o usuário pode optar em pagar a tarifa em dinheiro direto ao cobrador, mas o uso do cartão trará maior agilidade e comodidade.

Como o Cartão Transporte deve ser utilizado para permitir o acesso do usuário aos ônibus das linhas integrantes da Rede Integrada de Transporte - RIT
Junto a cada catraca dos ônibus, das estações tubo e dos terminais da Rede Integrada de Transporte – RIT, há um equipamento que valida o uso do crédito sempre que o Cartão Transporte for aproximado. Um crédito é deduzido do cartão e a catraca é imediatamente liberada para o usuário.

O Cartão Transporte pode ser utilizado em qualquer ônibus? 
O Cartão Transporte pode ser utilizado em todos os ônibus das linhas do transporte coletivo da Rede Integrada de Transporte – RIT (urbanos e metropolitanos).

Qual a validade do Cartão Transporte? 
O Cartão Transporte Usuário não tem prazo de validade (os créditos não serão perdidos, caso não utilizados ou disponibilizados no sistema de bilhetagem eletrônica). Os cartões concedidos aos idosos, pessoas com deficiência e estudantes (Passe Escolar) devem ser renovados anualmente de acordo com as instruções informadas pela  URBS no momento da obtenção do benefício.

Por que o Cartão Transporte é personalizado? 
Para permitir seu bloqueio nos casos de perda, roubo ou extravio. O bloqueio será efetivado em até 48 horas da data da solicitação, realizada pelo titular do Cartão Transporte, para ligações de Curitiba, através do fone 156, da região metropolitana 3350-6300, ou diretamente nos postos de atendimento da URBS. Neste caso munido de documento de identificação original com foto. Os créditos não utilizados, apurados após às 48 horas da notificação, serão restituidos pela URBS. O titular também deverá estipular um limite diário de utilização do seu Cartão Transporte, o que permitirá minimizar eventuais prejuízos na ocorrência dos casos acima citados.

O que fazer em caso de roubo, extravio ou defeito no cartão? 
É de única responsabilidade do titular entrar em contato para solicitar o bloqueio do seu Cartão Transporte. Para ligações de Curitiba, através do fone 156, da região metropolitana 3350-6300 ou diretamente nos postos de atendimento da URBS, neste caso, munido de documento de identificação original com foto. O bloqueio será efetivado em até 48 horas da data da solicitação. Para obter uma 2ª via do Cartão Transporte, o titular deve se dirigir aos postos de atendimento da URBS, e terá um custo no valor de 5 (cinco) tarifas vigentes.

Como o usuário deve proceder, caso localize seu cartão, que já encontra-se bloqueado por extravio ou roubo? 
De posse do cartão (desde que este seja o último solicitado pelo usuário), e de um documento de identificação original com foto, o titular deverá se dirigir a um dos postos de atendimento da URBS, para efetuar o desbloqueio do mesmo.

E quando o usuário não pode comparecer a um dos postos de atendimento da URBS para solicitar a confecção de seu Cartão Transporte ou para verificar um possível problema no mesmo? 
Caso o titular do Cartão Transporte não possa comparecer aos postos de atendimento da URBS, o mesmo poderá emitir uma autorização específica, com firma reconhecida em cartório autorizando uma outra pessoa, maior de idade. De posse desta autorização, com o seu documento original de identificação com foto e do Cartão Transporte quando for o caso, o autorizado deverá se dirigir aos postos de atendimento da  URBS para realizar o serviço desejado.

Como devo proceder para carregar os créditos disponíveis no meu Cartão Transporte? 
Os créditos que já estão disponíveis por aquisição pessoal, ou pela empresa, devem ser carregados ao aproximar o cartão dos validadores, instalados junto às catracas, dos ônibus, estações tubo e terminais do Sistema da Rede Integrada de Transporte.

Como se verifica o saldo de créditos no cartão? 
Toda vez que o cartão for utilizado o visor do validador junto às catracas dos ônibus, estações tubo e terminais da Rede Integrada de Transporte, informará o saldo de créditos remanescentes. Também é possível consultar o saldo e verificar os últimos lançamentos de créditos, no site da URBS. Para isto, o usuário deverá ter apresentado o seu CPF no momento da aquisição do cartão, bem como possuir cadastro para compra de créditos "Pessoa Física" (acessar: TRANSPORTE/Cartão Transporte/Compra de Créditos/Pessoa Física).

Quem possui o Cartão Transporte Isento ou o Cartão Transporte Estudante deve solicitar o Cartão Transporte Usuário? 
O Cartão Transporte Isento e o Cartão Transporte Estudante são concedidos aos usuários que tem direito, por lei, à obtenção de algum tipo de benefício nos valores das tarifas do sistema de transporte coletivo. Estes cartões não recebem créditos e sua validade é renovada anualmente. O usuário portador do Cartão Transporte Isento, por usufruir de gratuidade integral na tarifa, não necessita do Cartão Transporte Usuário para nenhuma circunstância. O usuário portador do Cartão Transporte Estudante deve providenciar seu Cartão Transporte Usuário, se precisar receber créditos de passagens de eventual empregador ou se desejar adquirir créditos para seu uso pessoal além do obtido no benefício concedido.

O que é função limitante de utilização diária do Cartão Transporte? 
Para minimizar ou evitar prejuízos nas ocorrências de perda, roubo ou extravio do Cartão Transporte, até o momento do seu bloqueio, o usuário deverá optar por um limite diário de utilização do cartão. Em outras palavras, o usuário tem a escolha de estipular até no máximo 10 (dez) créditos que poderão ser utilizados por dia em seu cartão.

Onde estão localizados os postos de atendimento da URBS? 
Os postos de atendimento da URBS estão localizados na Rodoferroviária e Ruas da Cidadania, nos endereços a seguir:

URBS/RODOFERROVIÁRIA - AV. PRESIDENTE AFFONSO CAMARGO, 330;
MATRIZ - PRAÇA RUI BARBOSA;
BOA VISTA - AV. PARANÁ, 3600 - PRÓX. POSTO DE SAÚDE 24H DO BOA VISTA;
BOQUEIRÃO - TERMINAL DO CARMO;
PINHEIRINHO - TERMINAL DO PINHEIRINHO;
PORTÃO - TERMINAL DO FAZENDINHA;
UNIDADE DE ATENDIMENTO TATUQUARA - RUA PERO VAZ DE CAMINHA, 560 - TATUQUARA.

READ MORE - Em Curitiba, Cartão transporte pode ser feito na Urbs

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960